Digital Drops Blog de Brinquedo

Morte da TV analógica foi adiada para 2018; 4G sofre “pequena” mudança nos planos

Por em 10 de abril de 2013

Crepúsculo do 4G

No fim das contas esse movimento já era esperado: o Ministério das Comunicações, numa mudança de estratégia, decidiu prorrogar o desligamento do sinal da TV analógica, prolongando seu uso até 2018. O motivo, segundo o ministro Paulo Bernardo, é mais do que óbvio: muita gente não tem TVs digitais.

A intenção agora é incentivar o brasileiro a comprar equipamentos digitais até a desativação do sinal, através da chamada “Bolsa Novela” (sic).

Nem é preciso ter bola de cristal: o Brasil é um país gigantesco, muita gente no interior do país mal tem água encanada e energia elétrica, e muitos ainda tem TVs de tubo com batente de madeira (ninguém me contou, eu vi); bater o martelo da morte do sinal analógico para daqui a três anos (mesmo levando em conta que o plano começou em 2006) seria o mesmo que deixar muita gente sem TV, e como nossa presidenta vai falar aos seus súditos eleitores nos recantos mais afastados do país?

Agora vem a parte divertida da notícia: o leilão da faixa de 700 MHz ocupada hoje pelas TVs analógicas seria antecipado para 2013, mas com o adiamento da desativação do sinal para 2018, os planos do 4G em todo o Brasil foram adiados para sabe lá Deus quando. Quanto à instalação do sinal nas cidades-sede da Copa das Confederações, como a Fifa quer que as obras sejam acereladas, Paulo Bernardo mudou o tom, dizendo que “há tempo para instalar os equipamentos nos estádios“.

Pois é, eu estava absolutamente certo (nem era tão difícil assim, no fim das contas) ao dizer que o 4G nas seis capitais seria feito tão nas coxas que se resumiria apenas aos “templos da bola”.

Apesar de uma TV digital estar relativamente barata hoje em dia, ainda é um senhor investimento para famílias mais pobres, os beneficiários dos programas do governo que serão atendidos pela “Bolsa Novela”. Já o 4G… bem, a gente nem tem um 3G que funcione direito…

Fonte: Folha e EBC.

emÁudio Vídeo Fotografia Miscelâneas

Ministro Paulo Bernardo agenda morte da TV analógica para junho de 2016

Por em 5 de abril de 2013

Bye Bye TV analógica

Durante o programa estatal “Bom Dia, Ministro” de ontem, o ministro das Comunicações Paulo Bernardo definiu (na verdade lembrou, a data estava prevista em decreto) a data do desligamento do sinal da TV analógica em 30 de junho de 2016, além de garantir que o sinal 4G estará disponível até o fim do mês nas cidades-sede da Copa das Confederações e iniciar um plano de conversão das emissoras de rádio AM para FM.

“Em 30 de junho de 2016 será desligado o sinal da TV analógica no Brasil. Temos que garantir que todos tenham o aparelho digital”, disse o ministro.

Pode não parecer mas muita gente ainda possui TVs analógicas; eu mesmo tenho duas em casa pelo simples motivo de que não assisto mais TV há milênios, e meu PS3 está ligado num monitor. Os conversores digitais, apesar de terem ficado mais baratos, ainda custam o equivalente a um DVD Player e para uma família da classe C-D, não compensa comprar agora e vão empurrando com a barriga, no melhor jeitinho brasileiro.

A declaração de Paulo Bernardo em “garantir que todos tenham TVs digitais” faz parte da tal “Bolsa Novela”, programa que vai doar conversores digitais aos beneficiados pelo programa Bolsa Família. Por outro lado, é bem provável que agora comece a corrida atrás das TVs digitais, e todos sabem que grande procura = aumento de preços.

Sobre o 4G, Paulo Bernardo garantiu que as seis cidades que sediarão a Copa das Confederações (Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Salvador, Recife e Rio de Janeiro) receberão a rede até o prazo limite, 30 de abril próximo, mas tem uma pegadinha aí, já que o ministro disse:

“Nós não temos dúvida de que o prazo vai ser cumprido, talvez não com a cobertura total.”

Não duvidaria se essa cobertura parcial se resumisse apenas aos estádios, é mais fácil para instalar dado o prazo apertado, sabe como é… ;)

Fonte: G1.

emÁudio Vídeo Fotografia Miscelâneas

Capitão Óbvio aposta em 500 milhões de TVs conectadas até 2015

Por em 22 de julho de 2011

A DisplaySearch, consultoria especializada em pesquisas sobre tudo o que tenha telas, prevê que em quatro anos serão vendidas 500 mihões de TVs com algum tipo de conectividade à Internet.

Segundo o relatório, é previsto crescimento da venda das TVs conectadas em todo o mundo, com exceção do Japão — que nesta época já deverá vender TVs com tentáculos.

continue lendo

emInternet Meio Bit Miscelâneas

Motorola anuncia novos celulares e a esperança de um update

Por em 27 de agosto de 2010

Em um evento ontem a Motorola anunciou sua nova linha de celulares.

Foram apresentados cinco modelos: os “irmãos” WX290 e WX295, na linha de celulares “clássicos”. São aparelhos simples, cujo maior luxo é MP3 e Bluetooth, e custarão R$ 199 e R$ 249, respectivamente.

MotoKEY

MotoKEY

Ainda nos aparelhos mais simples, tivemos o MOTOKEY, primeiro dual chip da fabricante, que segue a linha do MotoCubo — procurando levar redes sociais para um featurephone. Ele vem com clientes (em Java) do Twitter e Facebook embutidos.

Por R$ 599 o preço parece razoável, mas o difícil é saber se o público dos MP895 (que geralmente os compram pelo dual chip) vai achar o mesmo… continue lendo

emCelular Meio Bit Mercado Mobile