Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

A Zynga e sua nova paixão, os tablets

Por em 22 de março de 2013

farmville-2_19.03.13

Esqueça a criatividade os consoles, os computadores ou os smartphones, para Steve Chiang, presidente de jogos da Zynga, a melhor plataforma para games atualmente são os tablets.

Penso que os tablets se tornaram praticamente a plataforma definitiva para games. Eu jogo antes de ir para cama e assim que acordo, eu jogo no meu tablet. Imagine o FarmVille 2 em um tablet, você pode ver os detalhes de uma fazenda maior e poderá manusear as coisas, obtendo a experiência completa num tablet. Nós anunciamos num evento sobre ganhos que o Farmville 2 está indo para os celulares e para os tablets e espero que vários dos nossos jogos nesse estilo sejam lançados para os tablets em 2013.

Pois pensando do ponto de vista da empresa dele e até mesmo dos jogadores casuais, acho que Chiang tem razão, mas mesmo reconhecendo que um iPad pode ser uma ótima maneira de passarmos o tempo entre uma partida ou outro de Call of Duty, não consigo imaginar alguém que aprecie jogos mais complexos deixando essas grandes produções de lado para se dedicar apenas a um FarmVille.

Contudo, enquanto não se instaurar a ideia de que jogos hardcore podem funcionar num desses aparelhos, com as empresas educando os jogadores que eles podem ser ligados na TV e aceitar controles via Bluetooth, os tablets como plataforma de jogos continuarão sendo para muita gente nada mais do que apenas um quebra-galho.

[via GamesIndustry]

emPortáteis

Wacom Cintiq 13HD – com valor acessível

Por em 19 de março de 2013

Eu vou falar aqui de um assunto desconhecido para a maioria dos fotógrafos. Estou falando da edição de imagens usando as famosas mesas digitalizadoras, ou tablets (termo utilizado muito tempo antes de sua popularização) que visa agilizar e facilitar o processo de edição de imagens. Não é a toa que todos os grandes palestrantes da área sempre se apresentam com uma dessas, pois a coisa realmente é mágica. Depois de utilizar uma você nunca mais vai querer voltar para aquele seu mouse comprado no camelódromo e que não permite fazer ajustes mais precisos nem no Photoshop e nem no Lightroom. Aliás, essa é a palavra aqui:  precisão. Entre as principais empresas que produzem esse tipo de acessórios temos a Wacom que possui equipamentos desde preços mais modestos até a linha Cintiq de monitores LCD feitos especialmente para edição de imagem. Ano passado tive a oportunidade de brincar com um Cintiq 22HD que custa, aproximadamente, 7 mil reais no Brasil e digo que é quase desumano ter que voltar para meu velho Mac. Qualidade custa caro.

Porém, pensando nos pobres mortais que ainda não ascenderam ao nível de Semideuses, a Wacom está com um novo lançamento na praça. Eles estão colocando a disposição da galera que gosta de arte digital e de alta tecnologia o Wacom Cintiq 13HD, que pode ser pequeno, mas está equipado com toda a tecnologia que a empresa costuma colocar nessa linha. Estamos falando de um Tablet de 13 polegadas com resolução de 1920×1080 pixels com capacidade de reproduzir 16,7 milhões de cores. O brinquedinho vem acompanhado pela mais moderna Pen Pro fabricada pela Wacom e o conjunto pode reconhecer até 2048 níveis de pressão na hora de fazer as edições e os retoques digitais. O Cintiq 13HD é otimizado para utilização tanto em PC quanto em Mac e, fora o uso da caneta ultrassensível, também pode-se configurar atalhos com o toque dos dedos no visor LCD, para diminuir o uso do teclado. Eu já vi a coisa funcionando e garanto que é impressionante.

O Wacom Cintiq 13HD é o produto mais acessível dessa linha e deve chegar ao mercado americano custando US$ 999,00. Se você achou caro, mas mesmo assim gostaria de experimentar algo do tipo, então saibam que existem os modelos de Tablet Wacom Bamboo Connect que são ligados via entrada USB e fornecem toda a experiência de editar suas fotos com a precisão necessária para não se desesperar. Esses modelos podem ser encontrados facilmente no Mercado Livre por R$ 250,00 (em média).

wacom cintiq 13HD

Fonte: Dpreview

 

emAcessórios Manipulação digital

EA anuncia tecnologia que unificará logins entre plataformas

Por em 28 de fevereiro de 2013

Autolog

A Electronic Arts anunciou um sistema que irá unificar o login utilizados em seus jogos nas várias plataformas em que eles estão presentes. Desta forma, a partir do momento em que a tecnologia conhecida como Single Identity entrar em funcionamento, nós teremos acesso a uma única rede para os títulos lançados por eles, nos permitindo encontrar e conversar com amigos que estejam jogando no PC, Facebook, consoles, smatphones e tablets.

Além disso, a ideia é que novidade possibilite ainda duas funções que certamente são o sonho de muita gente, iniciar uma partida num aparelho e terminá-la em outro (desde que tenhamos o jogo em mais de uma delas, é claro) e a principal, jogar contra pessoas que estejam em outras plataformas. Tal conceito pode até parecer simples, mas a EA alega que nenhuma empresa fez isso anteriormente e que para chegar a versão final, foram necessários 18 meses de trabalho e mais de 1500 engenheiros.

Eu confesso que estou achando toda a proposta boa demais para ser verdade e só acreditarei que poderemos jogar com amigos que tenham o game para outro videogame quando o cross-platform realmente estiver funcionando, mas mesmo que a promessa não se torne realidade, acho que a simples possibilidade de compararmos nosso desempenho com o deles já será uma ótima adição.

Uma das minhas maiores frustrações quando comprei o Need for Speed: Hot Pursuit para PC foi descobrir que a maior parte dos meus amigos tinham adquirido o jogo para PS3 ou Xbox 360 e apesar de até aceitar que não poderia disputar corridas contra eles, nunca consegui entender porque o Autolog não funcionava registrando dados de todas as plataformas e ao que tudo indica, ao menos isso será resolvido.

[via The Verge]

emCelulares Computadores Indústria Microsoft Nintendo Sony

Namco lançará jogo de carta baseado na série Tekken

Por em 23 de janeiro de 2013

dori_tct_22.01.13

Vez ou outra alguma empresa decide que levar algumas de suas séries para outros gêneros é uma boa ideia e isso já nos fez conhecer RPGs do Mega Man ou um Shoot ‘em up do King of Fighters e a próxima a se arriscar com uma mudança será a Namco Bandai.

Tentando expandir a marca e consequentemente aumentar a base de fãs, a empresa japonesa anunciou que nas próximas semanas lançará o Tekken Card Tournament, um jogo gratuito para PC, smartphones e tablets que terá como grande diferencial a utilização de cartas reais cujos códigos QR poderão ser lidos e assim elas interferirão nas lutas.

Na verdade o game continuará oferecendo batalhas entre dois lutadores, mas dessas vez elas acontecerão de acordo com as cartas que tivermos e a intenção é permitir, quando os pacotes forem lançados no final do ano, que elas possam ser utilizadas também fora do mundo virtual, com a promessa de que haverá partidas entre as plataformas.

De acordo com Lee Kirton , diretor de marketing da desenvolvedora, o Tekken Card Tournamentserá algo único e inovador, especialmente para um jogo de luta” e imagino que diante da descrição da novidade, ninguém discordará dele.

[via Eurogamer]

emCelulares Computadores Portáteis

Comparação: qual seria o melhor e-reader para o público brasileiro?

Por em 14 de janeiro de 2013

A Stella Dauer fez um artigo sobre o lançamento das novas edições do Kobo pela Livraria Cultura: a Amazon chegou com uma versão básica do Kindle e temos alguns e-readers brasileiros desconhecidos no mercado. Qual seria o melhor e-reader para se comprar no Brasil? Observação: estou excluindo dessa lista os e-readers que podem ser importados e que não foram lançados no Brasil, como o Kindle Touch ou Kindle Fire.

Uma comparação entre tablets e e-readers seria injusta, tendo em vista que cada um cumpre uma função específica. Depois farei um novo artigo comparando todos os tablets existentes no mercado (inclusive os que podem ser importados para o Brasil, como o Kindle Fire HD e Nexus 10). Abaixo você confere uma descrição de cada e-reader e, ao final, um comparativo meu entre os e-readers demonstrados no artigo.

Kobo

30375114_1_G
O Kobo Touch, vendido atualmente na Livraria Cultura e que custa R$399, é bem interessante e bonitinho: é possível comprá-lo em até quatro cores diferentes (branco, azul, prata e lilás). Ele tem uma tela de 6 polegadas, mesmo tamanho da tela do Kindle. O armazenamento do Kobo é feito via memória interna com 2 GB, sendo 1 GB para armazenamento de livros e podemos ter até 32 GB através de um cartão micro-SD.
continue lendo

emAcessórios Hardware

PowerA lançará joystick para Android

Por em 10 de janeiro de 2013

Se você considera que o Shield não vale o investimento, mas gostou da ideia de jogar os games para Android com um joystick, talvez seja uma boa ideia dar uma olhada no MOGA Pro Controller.

dori_moga_08.01.13Fabricado pela PowerA, o acessório possui um design que está se tornando padrão na indústria, parecido com o do controle do Xbox 360, trazendo duas alavancas analógicas, quatro botões de ação, dois botões nos “ombros” e mais dois gatilhos.

Além de poder ser conectado a qualquer celular com tela de até 3,2”, o controle ainda permite sincronização com o aparelho através da conexão Bluetooth e sua bateria pode ser trocada ou carregada por um cabo USB, mas o grande diferencial parece ser mesmo o suporte ao MOGA Mobile Gaming System, que tenta fazer com que a experiência de jogar no smartphone seja a mais próxima possível do que temos num console e o MOGA Pivot App ainda nos permitirá ter acesso a todos os títulos suportados pelo joystick.

Infelizmente o preço do MOGA Pro Controller ainda não foi revelado e para quem está pensando em transformar seu Android em uma plataforma de games, talvez até o ligando em uma TV, está aí uma ótima ideia. Só não vá sair na rua jogando com uma coisa dessas, ok?

[via Joystiq]

emAcessórios Celulares Jogos

Razer lança o poderoso Edge, ex-Project Fiona

Por em 9 de janeiro de 2013

Durante a edição 2012 da CES a Razer apresentou ao mundo o Project Fiona, um tablet diferentão que chamava a atenção por ter dois controles presos em suas laterais e praticamente um ano após o anúncio, a fabricante confirmou que ele está chegando as lojas, com algumas mudanças no conceito e rebatizado como Razer Edge.

Para começar, há de ser dito que o controles antes fixos agora serão opcionais e no fundo o aparelho será basicamente um tablet de 10,1 polegadas rodando Windows 8. Além dos joysticks, o usuário terá ainda a possibilidade de conectar um teclado e um suporte ao Edge e de acordo com a Razer, este será o tablet mais poderoso do mundo.

Tal confiança se baseia nas duas impressionantes configurações do dispositivo, uma com um processador Intel Core i5, 4 GiB de RAM e 64 ou 128 GB de armazenamento em um disco SSD; e a outra com um Core i7, 8 GiB de RAM e um SSD de 128 ou 256 GB, com os gráficos de ambos os tablets sendo gerados por uma GeForce GT 640M LE.

Só para termos ideia do que essa belezinha será capaz de nos proporcionar, a Razer garante que um jogo como o Dishnored conseguirá rodar a 59 fotogramas por segundo quando em sua configuração padrão e apesar de sua placa de vídeo ser uma versão da 640M que consome menos energia, não espere uma autonomia muito grande, já que mesmo com uma bateria mais potente que será vendida separadamente, ele não deverá aguentar ligado por mais do que 4 horas quando estivermos jogando.

Além disso, outro ponto que deverá afastar muitos consumidores é o preço bastante salgado do tablet, com a versão mais básica saindo por US$ 999 e a outra ficando com um valor entre US$ 1.299 e US$ 1.499, isso sem falar nos acessórios, claro.

Na minha opinião se trata de algo interessante, mas eu não teria coragem de gastar tanto em um desses.

dori_edge_09.01.13dori_edge_09.01.13-2dori_edge_09.01.13-3

[via Verge]

emComputadores Portáteis