Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Microsoft reduz novamente preços dos primeiros Surfaces RT e Pro

Por em 24 de outubro de 2013

surface-pro-descontao

Faz pouco tempo que a Microsoft apresentou a linha Surface 2, e na última terça-feira eles começaram a ser vendidos em 21 países. Porém a linha original ainda não foi retirada de linha, até porque os tablets RT não estavam vendendo bem e deram certo prejuízo. A empresa já havia reduzido o preço de venda de ambos modelos, e agora como parte de um movimento para zera o estoque, reduziu ainda mais seus produtos.

O foco está no Surface Pro, que ainda é uma bela máquina capaz de rivalizar com qualquer notebook de ponta. Anteriormente ele já havia recebido um desconto de 100 dólares, e agora recebe mais um: a partir de agora o modelo de entrada com 64 GB de armazenamento custa US$ 699, a de 128 GB passa a valer US$ 799. O link está meio escondido, já que a página principal dá mais destaque ao RT e a segunda geração do Surface, mas o box está lá num cantinho.

Falando nisso, a primeira geração de tablets também recebeu um novo desconto, mas apenas na versão de 64 GB: o modelo passa a custar US$ 399, totalizando US$ 200 de desconto em comparação ao preço de lançamento; caso opte comprar com a Touch Cover, você pagará apenas US$ 449. O modelo de entrada com 32 GB permanece custando US$ 349.

O único porém é descobrir quando (ou se) a Microsoft decidirá vender o Surface por aqui, visto que muita gente baba por ele principalmente pelo Pro, e nem todo mundo tem o amigo no exterior para dar uma mãozinha.

Fonte: TNW.

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Microsoft Planeta Sem Fio

Chumbo trocado não dói: Best Buy vai pagar até US$ 350 por Surfaces usados

Por em 11 de outubro de 2013

surface_trade

A Microsoft bem que tentou incentivar a migração de donos de iPads para o Surface oferecendo comprá-los por até US$ 200 em créditos utilizáveis para a aquisição do RT ou do Pro. A promoção prossegue e será encerrada no próximo dia 27, mas a rede Best Buy (cuja parceria permitiu instalar Windows Stores dentro de suas dependências) resolveu expandir seu plano de trocas de dispositivos para os dois dispositivos que ajudou a promover em seu lançamento no ano passado.

O problema é que diferente da parceria com a Microsoft, que oferecia um mínimo de 200 dólares e era restrito apenas aos seus produtos, o Online Trade-In da rede varejista é geral: o Surface é avaliado segundo seu estado, o que pode render um vale-compra de US$ 200 a US$ 350 que pode ser gasto como o cliente desejar. Desnecessário dizer que um usuário descontente não pensará duas vezes em adicionar uns trocados e comprar um iPad, um tablet Android ou qualquer outro produto.

O plano de troca da Best Buy se encerrará no dia 21, um dia antes da nova geração de Surfaces chegar às lojas e segundo o AllThingsD, o mesmo dia em que a Apple trará novidades sobre a linha iPad, algo não muito difícil de ocorrer já que Cupertino adora agendar seus keynotes no mesmo dia de eventos grandes, sejam anúncios da Microsoft, Samsung, Nokia ou até conferências da E3.

Fonte: The Verge.

emApple e Mac Computação móvel Comunicação Digital Destaques Hardware Microsoft Planeta Sem Fio

Microsoft vai comprar seu iPad por 200 dólares

Por em 13 de setembro de 2013

surface-ipad

Ainda que eu ache o Surface Pro um hardware de primeira, não dá para negar o fato de que tanto ele quanto o Surface RT estão levando uma surra de lavada do iPad, sem nenhuma surpresa. No que diz respeito à versão com Windows 8 Full, a culpa é da própria empresa ao insistir em vendê-lo como um tablet, quando a comparação deveria ser feita com o MacBook. Já o RT não vende muito bem de qualquer forma.

Redmond tentou de tudo: lançou vídeos comparando ambos produtos, montou lojas em frente à Apple Stores, fechou parceria com a Best Buy, cortou os preços de ambas versões… nada ajudou. Até mesmo Bill Gates disse em entrevista que vários usuários do iPad estariam frustrados com o tablet da Apple. Realmente, tão frustrados que não param de comprá-lo.

Como argumentos não convencem, a Microsoft resolveu apelar para o bolso do consumidor: em uma campanha lançada nesta semana, ela irá comprar seu iPad “gentilmente usado” e pagar um valor de no mínimo 200 dólares em créditos, que poderão ser usados na compra de um Surface Pro ou RT. A promoção é válida para os modelos de iPad a partir da 2ª geração até o dia 27 de outubro, bastando que o cliente se dirija a uma Microsoft Store participante do programa.

Eu não sei vocês, mas a Microsoft deveria concentrar seus esforços em corrigir os erros do Surface com a segunda geração que está para ser revelada, ao invés de lançar uma tática dessas, que sob todos os aspectos não tem como não ser encarada como desesperada.

Fonte: Microsoft.

emApple e Mac Computação móvel Comunicação Digital Hardware Microsoft Planeta Sem Fio

Microsoft convida imprensa para evento relacionado ao Surface em 23 de setembro

Por em 9 de setembro de 2013

surface-pro

A Microsoft começou a disparar e-mails convidando a imprensa a reservar a data de 23 de setembro em suas agendas, dia esse em que a empresa realizará um evento em Nova York muito provavelmente para revelar a segunda geração da linha Surface, que carece de uma renovação tendo em vista os fracos resultados da versão RT.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Destaques Hardware Microsoft Planeta Sem Fio

Sem nenhuma surpresa, corte de preço do Surface Pro se torna permanente

Por em 30 de agosto de 2013

surface-pro

O Surface  Pro é uma máquina e tanto, capaz de coisas incríveis. O grande problema da Microsoft foi vender ele como um tablet, quando ele é um computador parrudo com hardware respeitável. Para concorrer com o iPad já existe o RT, apesar de que ele não anda muito bem das pernas, o que levou a um corte de preço violento.

O erro de estratégia de Redmond está custando a visibilidade do Pro: ser comparado com tablets chega a ser uma injúria, ele deveria ser colocado no mesmo patamar do Macbook Pro e outros notebooks potentes, com a vantagem de ser mais leve e portátil. Inevitavelmente veio a conta: a Microsoft também reduziu seu preço, mas a princípio o desconto de 100 dólares era uma promoção por tempo limitado.

Não mais. a Microsoft anunciou ontem, data do fim da promoção que a redução é permanente. Não obstante a Touch Cover também passará a custar menos. A partir de agora os valores são os seguintes:

  • Surface Pro de 64 GB: de US$ 899,99 por US$ 799,99;
  • Surface Pro de 128 GB: de US$ 999,99 por US$ 899;
  • Touch Cover: de US$ 119,99 por US$ 79,99;
  • Touch Cover Edição Limitada: de US$ 129,99 por US$ 89,99.

Apesar do corte representar um desejo de alavancar as vendas, há também a próxima geração do Surface que está a caminho, cuja versão RT ainda contará com processadores da nVidia, a despeito de informações divulgadas antes de que a Microsoft se voltaria para a Qualcomm (sorry, Laguna). Por sorte o Pro não sofre desse problema, já que é equipado com processadores i5 da Intel.

Só espero que a empresa acorde e desvincule o Pro dos tablets. Se começarem a vendê-lo como um notebook potente e bem mais portátil fará com que a percepção de concorrente do iPad seja diminuída, e consequentemente ele poderá se firmar como um notebook de respeito.

Fonte: The Verge.

emComputação móvel Destaques Hardware Mercado Microsoft Planeta Sem Fio

Separando os homens dos meninos: Surface Pro rodando 5 telas ao mesmo tempo

Por em 16 de agosto de 2013

daddyishome

A moda agora é crucificar a Microsoft, por causa do Windows RT. Não concordo. Vendo agora acho que o RT foi um boi de piranha, criado para servir de Bode Na Sala (UAPDG), deixar o pessoal reclamando e então empurrá-los para o Surface Pro, que não tinha como competir com o iPad em preço, e embora seja muuuuito superior em hardware, isso não ficaria claro para quem quer… um tablet.

O erro, e aí pisaram na bola, foi no meio disso tudo insistirem em colocar o Pro como competidor do iPad. Quem está de fora acha o iPad da Microsoft caro.

Acho que acreditaram naquela pataquada de “mundo pós-pc”, morte do desktop, etc, e tentaram distanciar o equipamento de sua raiz. O resultado é que mesmo no meio técnico ele é visto como um tablet que roda Windows 8, quando é um SENHOR PC atropelado por um rolo compressor.

continue lendo

emDestaques Hardware

Inferno astral: Microsoft é processada por não informar investidores sobre situação do Surface RT

Por em 14 de agosto de 2013

surface-rt

O ano de 2013 não tem sido fácil para a Microsoft, principalmente no que diz respeito ao Surface RT. O tablet com Windows que veio para concorrer com o iPad (o Pro não conta, a proposta é totalmente diferente) tomou uma surra homérica, forçando a empresa a reduzir seu preço em 150 dólares. Com isso e as unidades encalhadas, a empresa anotou um desconto de US$ 900 milhões, o que aliado ao investimento pesado no Xbox One ajudou a derrubar os lucros como um todo da companhia no último trimestre fiscal.

Mas claro, nada está tão ruim que não pode piorar. O escritório de advocacia Robbins Geller Rudman & Dowd LLP está movendo uma ação contra Redmond em nome dos acionistas que adquiram papéis da Microsoft entre abril e julho. A alegação é de que a empresa omitiu informações vitais acerca da situação de vendas do Surface RT, o que é previsto na Lei. Além de não comunicar que a demanda do dispositivo era pífia, a Microsoft é acusada de divulgar “material falso e enganoso” sobre os resultados do terceiro trimestre, além de não ter uma base positiva para os próximos trimestres quanto ao tablet.

O processo menciona que a incursão da Microsoft no mercado de tablets foi “um desastre”, resultando num estoque gigante de RTs sem que haja uma previsão de que a empresa será capaz de vendê-los. Ainda que houvesse indícios de que a próxima geração do RT seria significantemente melhor com adoção de chips da Qualcomm, no fim das contas a Nvidia permanecerá como parceira, o que não representa uma melhoria técnica significante. Se a Microsoft não conseguir reverter essa situação o tablet periga ser o próximo iPad killer a ser exterminado.

Através de comunicado os requerentes procuram recuperar tudo que os investidores perderam. Procurada, a Microsoft não comentou.

Fonte: AllThingsD.

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Microsoft Planeta Sem Fio