Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Konami confirma Castlevania: Lords of Shadow para PC

Por em 5 de junho de 2013

castlevania-lords-of-shadow_05.06.13

Os sites como o SteamDB estão se tornando uma excelente maneira de sabermos com alguma antecedência quais jogos passarão a ser vendidos pelo serviço de distribuição da Valve e o mais novo a ter sua adaptação para o PC confirmada foi o Castlevania: Lords of Shadow.

O jogo havia sido cogitado em março passado para aparecer no Steam e através de uma mensagem enviada à imprensa a Konami revelou que isso irá mesmo acontecer, aproveitando ainda para dar alguns detalhes sobre esta edição, que também será distribuída fisicamente.

Entre as novidades estão a possibilidade de jogarmos com uma resolução 1080p e com a taxa de 60 frames por segundo, desde que o computador aguente o tranco, é claro. Além disso, o jogo terá suporte a troféus e ao armazenamento do progresso na nuvem, tudo graças ao SteamCloud e quem adquirir o título para PC ainda terá direito aos dois DLCs lançados para os consoles, Reverie e Resurrection.

A previsão agora é que o Castlevania: Lords of Shadow – Ultimate Edition chegue ao Steam em 27 de agosto, aparecendo nos lojas físicas três dias depois e na minha opinião trata-se de um jogo altamente recomendado para quem gosta do universo da franquia e/ou procurava para PC algo no estilo do God of War.

continue lendo

emComputadores

DuckTales Remastered confirmado para PC; fãs poderão conferir reprodução da caixa-forte em exposição

Por em 5 de junho de 2013

gogoni-scrooge-mc-duck

Após o anúncio do remake de DuckTales, um dos melhores games de plataforma do Nintendinho, muitos ficaram chateados pela não inclusão do PC entre as plataformas contempladas, já que inicialmente o game seria distribuído apenas para PS3, Wii U e XBox 360 digitalmente.

A Capcom e a WayForward tranquilizaram os fãs, dizendo que uma versão para computadores estaria em desenvolvimento, mas desde março não se ouviu mais falar disso. Agora faltando pouco para o lançamento, a Capcom confirmou que a versão para PC será lançada na mesma data das demais por US$ 14,99, e em diversas lojas digitais – Steam, Origin, Green Man Gaming, Impulse, GamersGate e várias outras, então o jogador poderá escolher em qual irá gastar seu rico dinheirinho.

continue lendo

emComputadores Indústria Microsoft Nintendo Sony

Após tentar Greenlight e conseguir editora, jogo não é aceito no Steam

Por em 3 de junho de 2013

Uma das iniciativas da Valve que considero mais interessantes recentemente foi o Steam Greenlight, onde os jogadores escolhem quais jogos independentes serão vendidos na loja. Desde que entrou em funcionamento esse serviço permitiu que muita coisa que poderia ser ignorada fosse aprovada, mas como qualquer outro projeto este possui suas falhas e o último deles foi revelado pela Code Avarice.

Tudo começou quando o estúdio enviou o jogo Paranautical Activity para aprovação no Greenlight e não se sabe ao certo se numa tentativa de burlar o sistema ou apenas aproveitando uma oportunidade que apareceu, o eles assinaram um contrato com a editora Adult Swim, assim o título seria publicado mais rapidamente.

Pedido de publicação feito, dessa vez direto no Steam, e vejam só, a Valve decidiu negar a produção e a explicação pode ser vista abaixo, nas palavras do vice-presidente de marketing da proprietária do serviço de distribuição digital, Doug Lombardi:

Nós verificamos os votos no Greenlight, análises e uma variedade de fatores no processo do Greenlight. Contudo, nossa mensagem aos indies sobre as editoras é que façam isso por suas próprias razões, mas não dividam seus royalties com uma editora esperando um ‘Sim’ automático no Greenlight.

continue lendo

emComputadores

Baixe o clássico Shadow Warrior gratuitamente pelo Steam

Por em 29 de maio de 2013

shadow-warrior_29.05.13

Quando a Flying Wild Hog revelou que estava trabalhando em um recomeço para a série Shadow Warrior, eu confesso que não fiquei muito interessado. Primeiro isso aconteceu por nunca ter jogado o original e depois por ter me incomodado alguns comentários dizendo que essa nova versão estava parecendo muito diferente da criação da 3D Realms.

Talvez eu tenha sido um pouco injusto ao pensar desta maneira, mas felizmente a desenvolvedora parece ter percebido que muitas pessoas não conhecem a franquia e para tentar nos convencer de que o futuro lançamento valerá a pena, eles decidiram liberar o Shadow Warrior Classic no Steam.

Na verdade tudo começou como uma promoção onde tínhamos que acessar a página do estúdio no Facebook e pedir uma chave para o jogo, mas como alguns hackers invadiram o aplicativo e roubaram todos os códigos, a Flying Wild Hog resolveu chamar todos para a festa e agora qualquer usuário do serviço de distribuição da Valve poderá baixar o título gratuitamente. E sabe o que é o melhor? Não se trata de algo temporário, o título permanecerá gratuito para sempre.

É claro que encarar gráficos tão pixelados e uma mecânica antiga não é algo a qual todos estejam dispostos, mas se você não liga muito para isso, quer conhecer um dos clássicos da 3D Realms ou simplesmente relembrar porque o Shadow Warrior te agradou tanto lá pelo final da década de 90, está aí uma excelente oportunidade.

[via Polygon]

emComputadores Museu

No CS: Global Offensive, os jogadores serão “a polícia”

Por em 28 de maio de 2013

counter-strike-global-offensive_28.05.13

O mau comportamento nas partidas multiplayer é algo que há muito tem sido motivo de debates na indústria e da mesma maneira que acontece no trânsito, há algumas pessoas que parecem se transforma ao entrar num jogo online, fazendo com que a diversão dos outros seja seriamente prejudicada e o pior, tal atitude não se restringe ao jogadores amadores.

Banir esses arruaceiros provavelmente é a melhor maneira de manter o seu jogo saudável, mas como fazer isso quando se tem milhares, até milhões de pessoas dividindo espaço nos servidores? A missão certamente não é das mais fáceis, muito menos das mais baratas, mas a Valve pode ter encontrado uma solução interessante para limpar as partidas de Counter-Strike: Global Offensive.

Conhecido como Overwatch, o sistema implantado pela desenvolvedora basicamente consiste em dar a certos jogadores a capacidade de policiar os demais, pessoas que serão conhecidas como Investigadores e que atingirão tal status de acordo com sua habilidade, tempo de jogo e claro seu bom comportamento. Assim, quando alguém tiver atitudes inconvenientes, qualquer um poderá reportar o usuário e caberá a um dos escolhidos avaliar a situação e até mesmo impor um banimento.

Para saber se você foi escolhido para ser um Investigador, basta prestar atenção no menu principal do jogo e caso um botão Overwatch tenha aparecido por lá, poderão então decidir se aceita ou não a tarefa, que terá início com a exibição de um vídeo com cerca de 10 minutos onde vários comportamentos considerados nocivos serão demonstrados.

Mesmo não sendo algo inédito, particularmente acho a ideia fantástica, mas não me surpreenderia se, como as investigação serão feitas por outros jogadores, começarem a surgir uma série de relatos de pessoas que se dizem injustiçadas (mesmo tendo culpa) e por isso seria essencial que pelo menos dois ou três Investigadores participassem de cada caso, algo que não ficou muito claro se acontecerá.

[via CS Blog]

emComputadores

Activision e sua controversa política de preços no Steam Br

Por em 27 de maio de 2013

Activision diz: SHOW ME THE MONEY!

Desde quando o Steam passou a cobrar preços em reais havia um temor de que as distribuidoras passassem a cobrar valores maiores por seus títulos. Há muito tempo convencionou-se que os valores de jogos para PC no Brasil permanecessem na casa dos 100 reais, e a plataforma de Gabe Newell seguiu essa política informal, com as produtoras cobrando preços até bem abaixo disso, já que games para computador são considerados “programas” e, com isso, lançamentos são muito comumente oferecidos entre R$ 80 e R$ 100. Resident Evil Revelations, por exemplo, custa R$ 89,99 e Metro: Last Light, R$ 84,99.

Porém a Activision sempre cobrou um preço superior por seus jogos. CoD: Black Ops II custa R$ 109,99. Modern Warfare 3, mesmo sendo um game de quase dois anos, ainda sai por R$ 99,99 (se bem que Skyrim tendo permanecido por R$ 119,99 por um bom tempo, mas hoje ele custa R$ 59,99). E agora parece que a empresa resolveu cobrar o mesmo que costuma praticar nas versões de consoles. Na semana passada o game do mercenário tagarela e herói favorito do Cardoso, Deadpool, entrou em pré-venda no Steam, e qual não foi a surpresa ao constatar que ele recebeu a etiqueta virtual de R$ 179,99?

continue lendo

emComputadores Indústria

Remedy reforça carinho pelo Alan Wake e inicia Humble Bundle

Por em 23 de maio de 2013

alan-wake_23.05.13

No início deste mês a Remedy Entertainment divulgou que o primeiro Alan Wake havia ultrapassado a casa de dois milhões de cópias vendidas e naquela ocasião o chefe de desenvolvimento da franquia, Oskari Häkkinen, declarou que o estúdio pretendia voltar à franquia.

Aquilo pode ter deixado muitos fãs esperançosos de que no anuncio do novo console da Microsoft o estúdio mostraria uma continuação e embora eles tenham participado do evento, estiveram lá para mostrar o Quantum Break, título que aparenta ter um estilo parecido com o jogo de suspense lançado originalmente para o XBox 360. Porém, de acordo com Sam Lake, diretor criativo da Remedy, é apenas uma questão de tempo até vermos uma continuação para o Alan Wake.

Trabalhamos duro para fazer uma sequência após o primeiro jogo… De um ponto de vista criativo, seria fantástico se pudéssemos apenas criar coisas legais e não nos preocuparmos com detalhes menores como o dinheiro, mas todos nós sabemos que esse não é o caso. Nós definitivamente continuaremos trabalhando no Alan Wake. Eu definitivamente quero criar algo novo para a franquia quando for o tempo certo.

O comentário foi feito por Lake – mas pode chamá-lo de Max Payne – em um vídeo gravado para promover a campanha que o estúdio iniciou no The Humble Bundle, onde durante uma semana poderemos pagar quanto quisermos (acima de US$ 1 ganhamos chaves para o Steam) pelo Alan Wake’s American Nightmare e pela edição de colecionador do jogo original, que além de dois DLCs que incrementam a história, traz diversos extras, como a trilha sonora, revistas em quadrinhos digitais e uma tonelada de vídeos sobre o jogo.

Vale citar ainda que na próxima semana a franquia entrará em promoção na XBox Live e quem quiser adquirí-lo por lá precisará pagar apenas 400 MS points (US$ 5) pelo jogo principal, já o American Nightmare sairá por 320 MS Points. Portanto, se você ainda não conhece a criação da Remedy, está aí uma boa oportunidade, seja no PC ou no console.

[via Polygon.]

emComputadores Microsoft