Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sony A77 Mark II – melhoria no foco automático

Por em 5 de maio de 2014

Incrível, mas o primeiro modelo A77 da Sony já tem 03 anos de estrada. Como o tempo passa. Agora, promovendo uma renovação de seu modelo mais bacana, a Sony está colocando no mercado a A77 Mark II. A câmera chega com várias melhorias, a maioria delas interna. O design continua seguindo a linha tradicional da Sony e o sensor que equipa a câmera é um CMOS EXMOR de 24 megapixels. A resolução continua a mesma do modelo anterior, mas a Sony afirma que o sensor é novo e vai garantir um rendimento muito superior em baixas luzes. Como fico feliz de a Guerra dos Megapixels ter sido substituída pela guerra da qualidade do ISO elevado. Acho que assim todo mundo sai ganhando. 

Porém, assim como enfatizado pela Sony, a maior mudança do novo modelo é o novo sensor de foco automático que agora conta com 79 pontos e que, segundo a empresa, aumenta consideravelmente a velocidade da operação. Sem dúvida essa é a câmera da Sony com o mais moderno sistema de foco automático até agora. Junto a isso temos a velocidade e capacidade de processamento do mais novo processador da linha Bionz. Por conta disso, a câmera agora consegue disparar até 12 fotos por segundo no modo contínuo em um total de 60 imagens. A A 77 Mark II faz parte da linha SLT (Single-Lens Translucent) que trabalha com um espelho translucido e visor eletrônico. O novo visor eletrônico  da A77 mark II é um  XGA OLED Tru-Finder com 2 megapixels de resolução. Todos os ajustes da câmera são mostrados no visor eletrônico em tempo real. Junto a isso temos um visor LCD articulado de 3 polegadas Xtra Fine com tecnologia WhiteMagic RGBW (boa visualização mesmo com a luz do dia).

Fechando o pacote de perfumarias, a câmera conta com conexão Wi-Fi (só a Nikon não gosta disso), a possibilidade de customização de menus utilizando o Quick Navi Pro, e pode gravar vídeos em Full HD com 60 ou 30 fotogramas por segundo.

A nova Sony SLT A77 Mark II deve chegar ao mercado em junho custando US$ 1.199,00 (somente o corpo) e US$ 1.799,00 com a lente 16-50mm f/2,8.

sony_slt_a77_II

CD

emÁudio Vídeo Fotografia Equipamentos

O Pr0n em 4K está salvo. Sony desenvolve fita que armazena 185 TB

Por em 2 de maio de 2014
fitadomal

Pergunte pros seus pais.

Nos velhos tempos em que disquetes eram caros e restritos a profissionais, os donos de micrinhos populares usavam como alternativa no armazenamento de dados gravadores de fita cassete. A velocidade era mínima, algo em torno de 300 b/s, mais ou menos equivalente a 3G de operadora brasileira em show de rock, jogo da Copa ou evento com mais de 5 pessoas.

Com o tempo vieram as fitas DAT, e por um tempo foram excelentes para backup, mas as últimas gerações não aguentam muito mais que 160 GB, em tempos onde qualquer zé ruela tenho um HD de 2 TB, backup em DAT é inviável. Mesmo os sistemas profissionais TOP de armazenamento em fita, como o LTO-6 high-end LTO Ultrium tem um limite de 2,5 TB por cartucho.
continue lendo

emDestaques Indústria Novos Materiais Produtividade

Sony vai dar toneladas de brindes para donos de Xperias Z1, Z1S e Z2

Por em 2 de maio de 2014

xperia-z2

A Sony pode estar mal das pernas, mas isso não quer dizer que ela não goste de oferecer mimos a seus consumidores de vez em quando. A mais recente promoção vai envolver donos de seus smartphones Xperia Z1, Xperia Z1S (uma versão com 32 GB do Z1) e Xperia Z2: diversos apps e conteúdos, tudo na faixa.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Mercado Planeta Sem Fio Propaganda & Marketing Software

Sony, sobre a 8ª geração: “não foi nossa intenção deixar o Xbox One encalhando nas lojas”

Por em 27 de abril de 2014
Laguna_Ken_Kutaragi_Shuhei_Yoshida

Ken Kutaragi e Shuhei Yoshida (Crédito: Shuhei Yoshida)

Em entrevista ao GameSpot, Shuhei Yoshida, atual presidente do SCE Worldwide Studios e um dos principais nomes da Sony, considera que competições como a que vemos entre o PlayStation 4 e o Xbox One são uma coisa boa para o mercado pois força as empresas a desenvolverem jogos e franquias melhores.

Yoshida deu como exemplo o anúncio do aplicativo do YouTube para o Xbox One, que permite o upload de vídeos feitos no console e que até o momento ainda está indisponível para o PlayStation 4: naquele anúncio para o console concorrente, o perfil do executivo da Sony no Twitter recebeu centenas de mensagens perguntando sobre quando o app do YouTube chegará ao PS4.

Segundo Yoshida, esse tipo de situação cria uma espécie de pressão positiva entre grandes empresas como Microsoft e Sony pois, quando as duas gigantes competem de uma forma construtiva e saudável, isso ajuda a tornar melhores suas respectivas plataformas a longo prazo.
continue lendo

emArtigo Destaques Indústria Microsoft Microsoft Sony

Linha de TVs Sony Bravia pronta para o PlayStation Now chegará às lojas em junho

Por em 18 de abril de 2014

playstation-now

A gente sabe, o PlayStation Now ainda vai demorar um bom bocado para se tornar uma realidade em todo o mundo. Ainda que a Sony esteja empolgada com o recurso que trará streaming de games do PSOne, PS2 e PS3 ao PS4, PS3 e PS Vita a realidade esbarra em alguns problemas técnicos: ele exige uma conexão de mínima de 5 Mb/s, o que não é um problema exceto pela latência, esse sim o verdadeiro calcanhar de aquiles do projeto. Tanto é que a Sony nem pretende lançá-lo tão cedo na Europa, e por aqui então…

A previsão original é que além dos consoles, o PSNow seja oferecido também em TVs, smartphones e tablets, e sem nenhuma surpresa a prioridade é que os produtos da própria Sony sejam compatíveis com a tecnologia. Tanto é que ela já anunciou a primeira linha de TVs da série Bravia totalmente compatíveis com o recurso, que serão lançadas em junho.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Internet Portáteis Sony Web 2.0

Vendas nos US&A: em março, Titanfall foi líder mas PS4 continua no topo sem qualquer ameaça

Por em 18 de abril de 2014
Laguna_Titanfall_Launch_Party

Ele se esforçou, mas o XBO ainda não viu a queda do Titã da Sony (Crédito: VG247)

Não é surpresa que o jogo que mais se destacou em março foi Titanfall e não somente na crítica: aquele FPS online com robôs gigantes e exclusivamente multiplayer, desenvolvido pelos criadores do fenômeno Call of Duty, liderou o ranking das vendas de jogos nos Estados Unidos (e muito provavelmente no Reino Unido também).

Graças a Titanfall e ao belo marketing de pacotes generosos com o Xbox One, a Microsoft também pôde comemorar os cinco milhões de consoles enviados às lojas de todo o mundo no mês passado. Uma pena, para a BigM de Redmond, que a oitava geração de consoles não se resuma aos 500 dólares cobrados pelo XBO: consoles mais baratos como o Nintendo Wii U e PlayStation 4 continuam com base instalada mundial maior. No caso do console da Sony, bem maior.

Enquanto em fevereiro o PS4 comemorava 6 milhões de consoles vendidos no mundo e o XBO ficava de 4, em março a situação permanece a mesma com o console da Sony mantendo essa significante diferença de 2 milhões de consoles a mais na oitava geração: agora são 7 milhões de lares no mundo que contam com ao menos um PlayStation 4. Lembrando que o PS4 está disponível em 72 países, enquanto o XBO ainda não passou dos 20.

Embora representem mercados e valores bem diferentes, o tio Laguna não duvida que o PS4 vá ultrapassar neste mês de abril a base instalada do PlayStation Vita.

O primeiro e excelente console portátil da Sony, lançado em 2012, teve o azar de ser lançado num mercado onde leva surra após surra do Nintendo 3DS mas milagrosamente ainda conseguiu chegar ao patamar mundial dos 8 milhões vendidos (agradeçam aos fãs japoneses dos portáteis Sony).

Falando no mais famoso acessório do PS4, o ranking norte-americano de hardware dedicado a jogos ficou assim em março (dados do NPD Group):
continue lendo

emDestaques Hardware Microsoft Nintendo Sony

Game developer teria faturado mais de US$ 100 mil criando objetos para jogos com o Player Studio

Por em 10 de abril de 2014

concept_render_zpsd178f0d0

Para quem não conhece, o Player Studio é uma plataforma lançada em 2012 que permite que os próprios jogadores façam downloads de modelos 3D e várias formas geométricas, aprendam como eles são construídos e consigam desenvolver seus próprios objetos e assets para os jogos da Sony Online Entertainment, como o EverQuest, Everquest 2 e PlanetSide 2.

Se você tem habilidades pra desenhar e modelar em três dimensões, e quer se aventurar pelo mundo do desenvolvimento de games, recomendo dar uma olhada na ferramenta, além de ler as guidelines e o roteiro de cada um dos jogos, não é muito complicado.

Mas é importante saber logo de cara que não adianta querer criar uma bazuca de raios laser pra um personagem de um universo medieval, ou um estilingue para um personagem futurista, certo?

continue lendo

emCultura Gamer Destaques Indústria Software