Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sony faz dinheiro com videogames e filmes, mas não com smartphones

Por em 31 de julho de 2014

sony-ps4

Não faz muito tempo, o Gogoni publicou aqui um texto noticiando que a Sony tinha demitido 5 mil funcionários, venderia sua linha de PCs Vaio e transformaria sua divisão de TVs em subsidiária.

Não sei quanto a vocês, mas pra mim é muito bizarro ver uma empressa deste tamanho, com tanto conhecimento de mercado, perder dinheiro em tantos segmentos.

Bom, depois de alguns anos amargos, acho eu as coisas começaram a melhorar para os japoneses.

continue lendo

emCelular Destaques Indústria Mercado Sony

Qualcomm fecha 116 repositórios Android, alguns dela mesma

Por em 7 de julho de 2014

qualcomm-patent-wall

A indústria das patentes é certamente uma das mais lucrativas do mundo. Ao invés das empresas de tecnologia baterem cabeça e buscarem melhorar seus produtos, em prol de realizar avanços e saírem na frente de seus concorrentes, muitas delas preferem apontar seus papéis uns para os outros, na maioria das vezes exigindo pagamentos de taxas consideráveis para engordar seus caixas. Que o diga a Microsoft, que ganha uma grana preta com o Android.

Nessa sanha de infringir processos e arrancar dinheiro, a Qualcomm apelou ao Digital Millenium Copyright Act, o nosso velho conhecido DMCA para obrigar o fechamento de diversos repositórios de código aberto, só que ela não esperava o feitiço se virar contra ela.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Indústria Planeta Sem Fio

A Copa em 4K, cortesia da Oi TV

Por em 2 de julho de 2014
4k

Não é um tablet, é uma Sony Bravia de 55 ou 65 polegadas.
Clique aqui para engrandalhecer, veja a resolução!

No final de semana fui convidado pela Oi para assistir um jogo da Copa em alta definição. Aliás, alta não, imensa. UHD 4K, 3840 × 2160 pixels, 60 frames por segundo.

Eu sei, todo mundo já brincou com MacBooks Retina em 4K, mas uma coisa é ver vídeos de demonstração no YouTube, outra é acompanhar a tecnologia em condições reais e desfavoráveis como um jogo de futebol. Pois bem, meninos eu vi. O negócio orna.

Foi a primeira transmissão 4K via DTH, a Oi contratou os serviços da SES, uma empresa que controla uma frota de nada menos que 55 satélites geoestacionários. A Oi aliás está investindo pesado, são donos de quase toda a banda do satélite em questão, o SES-6. Os requisitos para transmissão 4K não são brinquedo, e somente o Maracanã está equipado para isso, nessa Copa. Lembre-se, não são só câmeras, todos os equipamentos, até os geradores de caracteres devem suportar a mangueira de bombeiro que é um sinal desses.
continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Destaques Entretenimento Hardware Indústria

Google anuncia a Android TV e melhora o Chromecast

Por em 25 de junho de 2014

android-tv-001

O Google é teimoso, disso não há dúvidas. Mesmo já tendo dado várias cabeçadas na parede com o Google TV e com o Nexus Q, o acerto com o Chromecast lhe deu um incentivo para que a empresa tente mais uma vez emplacar o Android nas TVs. Tendo isso em vista ela apresentou na Google I/O sua nova plataforma, chamada simplesmente de… Android TV.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Computação móvel Comunicação Digital Destaque Destaques Entretenimento Google Hardware Planeta Sem Fio Software

Sony começa a vender no Brasil a ultrazoom com maior distância focal do mundo

Por em 24 de junho de 2014

O mercado de ultrazooms não tem limite e atinge cifras absurdas (falando de distância focal, e não de preço ou qualidade). Uma briga, muito parecida com a Guerra dos Megapixels, atingiu o setor nos últimos 02 anos (embora tenha esfriado um pouco atualmente, provavelmente por conta de limitações tecnológicas) onde cada fabricante queria lançar uma câmera com a maior distância focal do mercado. Eu diria que é uma briga absurda, pois mais uma vez é dado destaque para uma característica que vai contra a qualidade de imagem. Explico. Para manter um preço competitivo essas câmeras se utilizam de um sensor fotográfico bem pequeno. Junte isso a uma grande quantidade de elementos óticos (que não são da qualidade mais alta) e você tem a receita perfeita para fotos sem nitidez, com aberrações cromáticas e mais uma pancada de problemas. Outro fator é que, mesmo com estabilização de imagem, conheço poucas pessoas que conseguem segurar uma câmera com distância focal acima de 300 mm sem a necessidade de um tripé. Ou seja. Marketing puro.

Mas, saindo um pouco de minhas divagações, a notícia aqui é que a Sony está colocando a venda em território nacional a sua nova ultrazoom, a Cybershot DSC H-400. A câmera chega com sensor CCD de 20,1 megapixels, gravação de vídeos em HD (720p), estabilização de imagem e modo manual completo e de prioridades. Ela nos mostra também todo o conjunto de perfumarias como os modos inteligentes, de cena, efeitos e outras coisas. Mas, o destaque é a lente. Ela está equipada com uma lente com distância focal equivalente a uma 24,5-1.550mm e com abertura máxima de diafragma em f/3,4-5,6. Ótima para fotografar natureza, a Lua, pássaros, ou a vizinha do apartamento da frente.

O interessante é que a câmera não está entre os equipamentos mais especializados da Sony. Ou seja, é uma câmera barata. Entre as ultrazoons lançadas no ano de 2014 é a que possui a maior distância focal, e uma das mais baratas. Ou seja, a Sony sabe que ela não tem capacidade de concorrer no campo das câmeras que oferecem qualidade de imagem superior. A Cybershot DSC-H400 é vendida em terras civilizadas por US$ 318,00. Os brasileiros vão ter o privilégio de pagar R$ 1.499,00. Mas, é possível dividir em 12x sem juros.

DSC-H400

emÁudio Vídeo Fotografia Equipamentos

Phil Spencer, da Microsoft: “a Nintendo não venceu a E3 2014, foi a Sony”

Por em 24 de junho de 2014
Laguna_US_console-map

Qual o console de 8ª geração mais popular no Facebook? (Crédito: Movoto via GamePolitics)

Embora evite assistir à TV aberta por inúmeras razões, o tio Laguna confessa que tem uma curiosidade mórbida sobre a audiência que esta ou aquela emissora consegue com este ou aquele programa. Sempre fui fã dos números e posso dizer que diversos aspectos de tal guilty pleasure televisivo vieram comigo quando comecei a acompanhar os bastidores da indústria de videogames, ainda lá na década de 90, no tempo de revistas como SuperGamePower e Ação Games.

Por causa da TV, ainda acho estranho ver executivos de uma hardwarehouse falarem bem de uma empresa concorrente pois fui criado vendo a Globo ignorar todos os concorrentes. E mesmo algumas emissoras que brigam pelo distante segundo lugar na audiência acabam ignorando uma à outra embora precisem citar a líder.
continue lendo

emArtigo Hardware Microsoft Nintendo Sony Web 2.0

Velha mídia da Alemanha declara guerra ao Google

Por em 23 de junho de 2014
wermarcht

too soon?

Existem poucas coisas mais tristes do que ver gente que não entendeu o futuro se debater inutilmente, morrendo e indo para o limbo da História. Ao mesmo tempo, se for gente que deveria estar pensando no futuro, sequer se preparando mas ajudando a criá-lo, melhor ainda.

É o caso da mídia impressa, arrastada com correntes para a internet, tentam o tempo todo repetir seu modelo de negócios, com idéias bestas como Paywalls e aquela PALHAÇADA da Folha, onde um Javascript besta bloqueia quando tentamos copiar um trecho de uma matéria. A internet é feita de links, mas fazem questão de defender a usura. 
continue lendo

emGoogle Internet Mundo Estranho