Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Xbox Entertainment e Channel 4 vão produzir remake de Real Humans

Por em 7 de abril de 2014

real-humans

A Microsoft não está poupando esforços para dissociar de uma vez por todas a noção de que um videogame é uma caixa para jogos tão somente. O movimento iniciado por ela há vários anos acabou por transformar os consoles de mesa nas estações multimídia mais completas, capazes de rodar filmes, séries, executar aplicativos, permitir chamadas a longa distância (graças ao combo Skype + Kinect e similares nos concorrentes) e que por um acaso, também serve para jogar. Nos Estados Unidos a grande maioria dos donos do Xbox 360 o utiliza para assistir TV, e com o Xbox One não será diferente.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Internet Microsoft Microsoft Telecom Web 2.0

Steam ganhará versão melhorada do Age of Mythology

Por em 3 de abril de 2014

Age-of-Mythology

Para a alegria dos fãs da série Age of Mythology, ao que que tudo indica a Microsoft gostou do desempenho comercial alcançado pelo Age of Empires II HD e por isso em breve o Steam passará a vender uma edição melhorada do jogo de estratégia que que tem a mitologia como pano de fundo.

Com as vendas através do Steam Early Access previstas para começarem ainda este mês, o AoM: Extended Edition trará, além do jogo original, a expansão Age of Titans e a campanha Golden Gift, mas o que deverá realmente tornar o pacote imperdível são os muitos recursos que esta versão trará.

Além de suporte ao Workshop, o que deverá dar origem a muitas criações interessantes, o jogo terá integração com o Twitch, suporte ao Windows 7 e 8, uma nova engine que permitirá passagem de tempo e gráficos mais bonitos em muitas áreas, como sombras, iluminação, água e anti-aliasing. Os jogadores também podem esperar cartas, salvamento do progresso na nuvem, conquistas e partidas multiplayer.

Como eu não cheguei a jogar muito o Age of Mythology, esta será uma oportunidade para conhecê-lo melhor e como os jogos de estratégia não costumam ser lançados com muita frequência, imagino que a Microsoft novamente irá faturar uma boa grana com este “remake”, até porque, estamos falando de um clássico que possui muitos admiradores.

Sei que algumas pessoas não gostam muito dessas versões remasterizadas, mas eu acho muito legal saber que teremos a oportunidade de conhecer ou de jogar novamente alguns títulos que foram esquecidos pelo tempo e gostaria muito que vários outros recebessem o mesmo tratamento.

continue lendo

emComputadores

[1º de abril] Telltale está trabalhando em remake do The Dig

Por em 1 de abril de 2014

the-dig-2001

O anúncio de que a Disney havia comprado a LucasFilm sem dúvida foi um momento bastante traumático para uma legião de fãs da criadora do Star Wars e quando, poucos meses depois, a casa do Mickey revelou que estava encerrando a LucasArts, morria ali o sonho de que alguns ícones dos adventures pudessem ser revividos.

Porém, como nada na indústria de games pode ser considerado permanente, a Disney tratou de nos dar um motivo para voltarmos a sorrir, já que devido a uma parceria com a Telltale Games, em breve teremos a oportunidade de jogar um remake do excelente The Dig.

De acordo com o diretor do jogo, David Bowman, a ideia é fazer com que a nova versão seja a mais fiel possível ao original, mantendo todo o clima de suspense e principalmente, o excelente roteiro. Para isso, a desenvolvedora já acertou para que Steven Spielberg, o criador do conceito que deu origem ao jogo, participe da produção.

continue lendo

emGames Museu

Preparem-se guerreiros, o Gauntlet está voltando!

Por em 17 de março de 2014

gauntlet

Nascida nos Arcades no longínquo ano de 1985, a série Gauntlet passou por uma séries de plataformas, mas desde 2005 estava esquecida. Os fãs não viam a hora de voltar aos perigosos calabouços da franquia e graças a Warner Bros. Interactive Entertainment, isso deverá acontecer durante o nosso inverno.

Com a promessa de que o jogo será totalmente refeito, mas que muitas de suas características serão mantidas, como por exemplo os quatro guerreiros que poderemos controlar e que contam com características distintas, esta nova versão será lançada exclusivamente no Steam, com o seu desenvolvimento ficando a cargo da Arrowhead Game Studios, estúdio que ganhou popularidade graças à série Magicka.

“Para nós da Arrohead, o Gauntlet é um dos mais influentes jogos de nossa infância e é fantástico poder trabalhar com a Warner Bros. Interactive em uma nova versão,” declarou o empolgado CEO da desenvolvedora, Johan Pilestedt. “O Gauntlet é uma das propriedades mais originais e conhecidas dos videogames e estamos buscando criar uma nova abordagem, embora fiel à original, sobre esta obra-prima do multiplayer.”

continue lendo

emComputadores Museu

Produtor diz que remake do Final Fantasy VII demoraria muito para ser feito

Por em 18 de fevereiro de 2014

final-fantasy-7

Pois é meus amigos, já estamos em 2014 e ainda existe um número considerável de pessoas que esperam por um remake do Final Fantasy VII e caso você seja uma delas, o produtor Yoshinori Kitase concedeu uma entrevista onde voltou a dizer que dificilmente ele será feito.

Posso te dizer honestamente que adoraria fazer isso. Se você simplesmente me perguntar se pessoalmente eu gostaria de fazê-lo, sim, eu gostaria. Não há mentira sobre isso, mas você precisa acreditar quando digo que levaria muito tempo para acontecer.

Para o produtor, existem três fatores que pesam contra o projeto, que é a disponibilidade de pessoas, o orçamento e a motivação pessoal, pois na sua opinião, este seria o maior projeto com o qual já se envolveu, aquilo que ele classificaria como “o trabalho de sua vida”.

Como Kitase acha pouco provável que esses três elementos se alinhem, por enquanto ele prefere não descartar completamente a possibilidade de um dia vermos um novo FF7, mas reforçou que isso não deverá acontecer tão cedo.

Para termos uma ideia do tamanho do problema que o pessoal da Square teria nas mãos, o japonês chegou a dizer que para fazer o remake com a qualidade do Final Fantasy XIII eles demorariam algo entre três ou quatro vezes mais do que precisaram para criar o jogo do Xbox 360 e PlayStation 3, o que me faz pensar no enorme custo de produção e evidentemente, no risco envolvido.

Como a cada declaração de alguém da Square a criação deste jogo parece mais distante, acho que o jeito é nos contentarmos com a versão lançada recentemente para PC ou ainda melhor, mantermos apenas a lembrança de um jogo que marcou época.

Fonte: Eurogamer.

emMuseu

Rumor: Halo 2 Anniversary pode dar as caras no Xbox One em 2014

Por em 30 de janeiro de 2014

halo-2-master-chief

Master Chief pode desembarcar em breve no Xbox One, mas não da maneira que todos pensam. Depois dos boatos acerca do novo jogo da saga ser ou não Halo 5, a única certeza que temos é a declaração da Microsoft de que “a franquia continuará no Xbox One em 2014″. A partir daí não temos mais nada, já que Halo: Spartan Assault desembarcou no novo console em dezembro e é por enquanto o único disponível da franquia.

Porém, de acordo com fontes internas da Microsoft pode ser que outro game estrelado por John-117 apareça ainda este ano, e não se trata de um título novo: Halo 2 pode receber um remake e desembarcar no Xbox One a tempo dos dez anos do título, lançado originalmente para Xbox em novembro de 2004 (ele só chegou ao PC em 2007 e foi o último da franquia até o título para WP8 ser lançado em 2013 fora dos consoles de mesa. O único que saiu para uma plataforma não-Microsoft foi o Combat Evolved, foi originalmente desenvolvido para o Mac).

De acordo com uma postagem anônima no fórum NeoGAF verificada pelo CVG, a ideia é ao menos garantir um lançamento de Halo neste ano e jogar o novo título para 2015. Além disso a versão HD de Halo 2 traria acesso beta ao novo game e à série de TV produzida por Steven Spielberg, porém essas últimas afirmações não puderam ser confirmadas. A Microsoft se recusou a comentar, entretanto em ocasiões passadas o chefe da Microsoft Studios Phil Spencer disse que lançar remakes de títulos anteriores da franquia era uma possibilidade a se considerar.

Ainda que eu preferisse que uma versão refeita de Halo 2 aparecesse também no Xbox 360, é fato que daqui pra frente o foco será na nova geração, apesar das fabricantes e CEOs de desenvolvedoras dizerem o contrário. Em todo caso, os títulos produzidos pela Bungie ainda possuem qualidade ímpar em comparação aos da 343 Industries, que daria apenas um tapa no visual e mecânica do game. E mesmo que não seja um game novo, Halo nunca é demais.

Fonte: CVG.

emMicrosoft

Activision proibiu versão do Gabriel Knight para Linux

Por em 12 de dezembro de 2013

gabriel-knight

Os fãs da série Gabriel Knight devem ter ficado  bastante empolgados com a notícia de que o primeiro capítulo receberá um remake, mas uma situação no mínimo estranha envolvendo a produção acaba de chegar ao conhecimento do público.

Tudo começou quando a Pinkerton Road e a Phoenix Online Studios anunciaram que planejavam disponibilizar o jogo, entre outras plataformas, para o Linux, mas de acordo com Weldon L. Hathaway, a empresa que ficará responsável pela publicação do título, a Activision, não permitirá que isso aconteça.

A minha declaração anterior de que o GK poderia ser disponibilizado para o Linux acabou se tornando incorreta,” declarou o diretor técnico. “Eu nem posso começar a imaginar o porque, mas a Activision não permitiu que o jogo fosse feito para esta plataforma, apenas para PC, Mac e dispositivos Android e iOS.

Como não temos maiores detalhes sobre a proibição e se mesmo um profissional com o cargo de Hathaway não sabe/ou não quis dizer o porque dela ter sido aplicada, a única coisa que consigo pensar é no quão absurdo algo assim pode ser. A decisão da editora possivelmente tem algo a ver com dinheiro, mas com o Steam prestes a abrir espaço no sistema operacional, será mesmo que não valeria a pena a Activision deixar que tal versão fosse feita?

A minha expectativa é de que em breve a editora explique suas motivações, mas acho que eles acabaram de dar um belo tiro no pé e mesmo quem não utiliza o sistema operacional deve concordar que a postura foi bastante antipática. Mas para uma empresa como a Activision, o que é mais algumas críticas,  não é mesmo?

Fonte: Phoronix.

emComputadores Linux