Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sony rompe com desenvolvedora do PlayStation All-Stars Battle Royale

Por em 7 de fevereiro de 2013

dori_play_05.02.13

Quando a Sony anunciou a existência do PlayStation All-Stars Battle Royale a minha primeira reação foi: “Deus, porque?” Não posso nem dizer que torci para estar enganado, afinal nunca fui um grande fã do Super Smash Bros., mas quando o jogo de lutinha do PS3 entrou em fase de testes, resolvi lhe dar uma chance, só para comprovar que o título não tinha a menor graça e por isso passei a ignorá-lo sem a menor cerimônia.

Veio seu lançamento, a crítica recebeu o jogo de forma morna e como eu já imaginava, as maiores reclamações foram sobre sua falta de personalidade e carisma, com as fracas vendas refletindo tudo isso e agora podemos dizer que o projeto fez sua primeira vítima, o estúdio Superbot Entertainment.

A situação já não andava muito boa por lá, com vários funcionários tendo sido demitidos no final de janeiro e apesar do presidente David Yang garantir que a desenvolvedora continuará suas atividades, a Sony revelou que o contrato de parceria entre as empresas foi amigavelmente cancelado e que por isso o suporte ao jogo e a criação de novos DLCs passarão a ser feitos internamente, mais precisamente pelo Santa Monica Studio.

O curioso nesta história é que a Superbot foi criada em 2009 por Shannon Studstill, ex-produtor executivo da companhia que agora ficará responsável pelo PlayStation All-Stars Battle Royale e este foi o seu único projeto. Eu até imaginava que eles fossem uma subsidiária da Sony, mas o fato é que com o anúncio, agora terão que encarar a dura realidade de encontrar uma editora disposta a colocar seu dinheiro em um estúdio consideravelmente abalado.

[via Polygon]

emSony

Os jogos mais vendidos no Japão em 2012

Por em 1 de fevereiro de 2013

dori_pok_28.01.13

A Media Create, empresa responsável pela obtenção de dados do mercado de games no Japão, divulgou uma lista com os 30 jogos mais vendidos no país e como era de se esperar, a Nintendo continua dominando as prateleiras por lá.

De cara chama a atenção o fato do título mais vendido do arquipélago ser um para DS, o Pokémon Black/White 2 e logo depois temos o Animal Crossing: New Leaf, jogo para 3DS que já sabíamos ter obtido uma ótima aceitação por parte do público japonês.

Há de se notar ainda que dos 11 primeiros colocados, apenas dois não são para uma plataforma da BigN e que dos 30 listados, apenas um pertence ao PSP e outro ao Wii U, mas como o console só foi lançado no final do ano, podemos considerar algo digno de elogios o New Super Mario Bros. U ter vendido quase 370 mil cópias.

Após o break deixei a lista completa, mas antes saiba que na Terra do Sol nascente o videogame mais vendido em 2012 foi o PlayStation 2, com pouco mais de 21 milhões e 830 mil unidades, seguido pelo PSP com 19,4 milhões e se você achou que o XBox 360 (1,6 milhão) amargaria a última posição, saiba que dessa vez ele foi “vencido” pelo PS Vita, que vendeu apenas apenas 1,1 milhão.

continue lendo

emMicrosoft Nintendo Portáteis Sony

Recomende o Vita e ganhe dinheiro

Por em 28 de janeiro de 2013

dori_psv_28.01.13

Ver uma empresa oferecendo algum tipo de bônus a seus clientes por eles recomendarem seus produtos a outras pessoas não é algo novo e a Sony decidiu valer-se dessa tática para tentar convencer mais pessoas a comprarem o seu videogame portátil.

Iniciado no último final de semana, o programa dará ao participante US$ 20 por pessoa que adquirir um Playstation Vita e disser que for indicada por ele, além de 1000 Sony Rewards points, que podem ser trocados por outros produtos. Um detalhe interessante é que a pessoa que comprou o videogame também terá direito a US$ 20 de crédito na loja virtual do aparelho e aquele que conseguir o maior número de indicações será premiado com um milhão dos pontos da fabricante, o equivalente a 10 mil dólares.

A pergunta que fica agora é: Seria esta apenas uma estratégia da Sony para chamar a atenção ou a constatação do desespero em que a companhia se encontra, vendo que o seu portátil não consegue se tornar o sucesso de vendas que poderia ter sido?

Seja como for, há quem diga por aí que a proposta pode até ser interessante a princípio, mas que não vale a pena correr o risco de perder uma amizade por apenas US$ 20.

[via Joystiq]

emPortáteis Sony

Para Sony, vendas do Vita estão abaixo do esperado

Por em 10 de janeiro de 2013

dori_psv_09.01.13

E depois de ver muitos veículos especializados noticiando as baixas vendas do Playstation Vita, o presidente e CEO da Sony, Kazuo Hirai decidiu assumir a situação e afirmou que o portátil tem vendido muito menos do que eles esperavam.

No entanto, o executivo preferiu não dar números sobre o Vita e garantiu que a companhia não desistirá dele, já que para Hirai, o importante é o desempenho que ele terá a logo prazo e citou o início conturbado do Playstation 3 como exemplo.

Para mim o problema ainda está nos jogos lançados para o PSV e embora ele tenha alguns bastante interessante, é impressionante como a Sony não consegue aproveitar o apelo de suas franquias e das funções do próprio portátil da mesma maneira que a Nintendo, transformando esse diferencial em vendas.

Outro ponto discutido por Hirai foi a investida da nVidia no mercado de portáteis com o Project Shield, que não o teria deixado surpreso, afinal outras companhias também já se arriscaram nessa área e o consumidor tem se mostrado aberto a jogar em outros lugares que não sejam os consoles. Ele ainda afirmou que a missão da fabricante será bastante complicada e por tudo o que a Sony tem enfrentado, podemos dizer que ele sabe do que está falando.

[via Polygon]

emPortáteis Sony

Warner revela Lego Marvel Super Heroes

Por em 9 de janeiro de 2013

dori_lego_09.01.13

A ideia do pessoal da Traveller’s Tales de criar jogos misturando Lego e franquias famosas foi algo simplesmente genial. Muitas pessoas ficaram maravilhadas ao jogar o Lego Star Wars: The Video Game pela primeira vez e não era para menos, mas com o passar do tempo e inúmeros lançamentos aproveitando várias outras marcas, comecei a sentir que faltava um pouco de inovação na série e perdi completamente o interesse por tudo o que era lançado por eles.

Mesmo assim, como não nos empolgarmos com o anúncio de que o estúdio lançará durante a nossa primavera um game baseado no universo da Marvel? Contando uma nova história dos Vingadores, teremos como vilões principais o Galactus e Loki, e para a alegria de todos, o Lego Marvel Super Heroes colocará à nossa disposição mais de 100 personagens que poderão ser destravados conforme jogamos. Além disso, podemos esperar fases na cidade de Nova York e uma série de locações baseadas no universo da editora.

Como não poderia deixar de ser, o game deverá ser lançado para o PC, Playstation 3, PS Vita, Xbox 360, PC, Wii U, 3DS e até mesmo o DS, portanto qualquer um que se interessar poderá ter acesso a ele.

Vale lembrar também que a TT Games já lançou dois jogos baseados no Batman, o que me leva a crer que com esse novo título eles conseguirão agradar a quase todos aqueles que gostam de quadrinhos e fico imaginando o ótimo desempenho comercial que o game deverá ter quando chegar às lojas, apesar da sua aparente mesmice.

continue lendo

emComputadores Microsoft Nintendo Portáteis Sony

Guerrilla Games promete um 2013 épico

Por em 26 de dezembro de 2012

dori_kill_25.12.12

Vou lhes dizer uma coisa, eu sempre achei a Guerrilla Games uma desenvolvedora superestimada. Tudo bem, os jogos criados por eles costumam ser tecnicamente impecáveis e apesar de eu ter ficado impressionado com o visual do Killzone 2, sua campanha principal só conseguiu me empolgar em um pequeno trecho e o que dizer do primeiro capítulo da franquia e do Shellshock: Nam ’67, ambos com jogabilidade sofrível e sem muita personalidade?

Enfim, o  fato é que muitas pessoas adoram a série Killzone e um texto publicado no blog do Playstation onde desejava feliz natal a todos os fãs, Victor Zuylen, editor de comunidade do jogo aproveitou para falar um pouco sobre o futuro e se o que ele promete for cumprido, o ano que está prestes a começar deverá ser bastante grandioso.

2013 será outro grande ano para a Guerrilla – possivelmente o maior desde o lançamento do Killzone original em 2004. Teremos mais detalhes para você em uma data futura, mas, por enquanto, esperamos compartilhar um ótimo período de festas com nossos entes queridos, e nos vemos em 2013.

Isso me faz imaginar se além do lançamento do Killzone: Mercenary para o Playstation Vita eles estariam prestes a anunciar o tão pedido Killzone 4, possivelmente já para o PS4, porque afinal, o que eles poderiam estar planejando que pudesse ter um impacto maior do que o segundo e terceiro jogo?

emSony

Lone Survivor será lançado para PS3 e Vita

Por em 16 de novembro de 2012

dori_lon_13.11.12

Numa dessas inúmeras campanhas onde pagamos o que quisermos por um punhado de jogos independentes eu adquiri um chamado Lone Survivor. Como nunca tinha ouvido falar de tal produção, registrei o serial no Steam, mas nem me dei ao trabalho de baixá-lo e o game permaneceu esquecido na minha lista, até que um dia li um comentário em algum lugar dizendo que ele seria uma espécie de Silent Hill em duas dimensões. Aquilo prontamente chamou minha atenção e após buscar algumas informações, percebi o jogo possui uma média altíssima no Metacritic e o seu criador, Jasper Byrne, foi o principal responsável pelo demake do Silent Hill 2.

Tratei então de fazer a instalação, mas entre tantas grandes produções, acabei deixando para jogá-lo em outra oportunidade e hoje fiquei feliz ao saber que ter acesso a este jogo em breve deverá se tornar um pouco mais fácil, já que ele será lançado para Playstation 3 e Vita.

A promessa é de que o Lone Survivor será refeito do zero e quem ficará responsável por esta adaptação é a Curve Studios, empresa que trabalhou na criação de jogos como Fluidity e Explodemon, e de acordo com Byrne, ver o seu jogo sendo lançado para videogames é a realização de um sonho de criança, além do fato de que toda sua jogabilidade foi criada tendo os consoles em mente.

Porém, o game designer aproveitou a ocasião para dar uma má notícia, o cancelamento de um projeto em que estava trabalhando e que seria, segundo ele, uma mistura entre The Legend of Zelda e Demon’s Souls. O rapaz disse que apesar de este ser um game que ele continuará com vontade de jogar, não poderá mais trabalhar na sua criação por ter percebido que se tratava de algo grandioso demais para ser feito por apenas uma pessoas e espera um dia poder voltar a desenvolvê-lo.

[via Superflat Games Blog]

emPortáteis Sony