Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Sony revela data de lançamento do PlayStation TV

Por em 23 de setembro de 2014

playstation-tv

Depois de uma longa espera, a Sony finalmente liberou detalhes sobre o lançamento no ocidente do PlayStation TV, aquele aparelho que roda na TV jogos do atual portátil da empresa e que no Japão ficou conhecido como Vita TV.

A boa notícia é que a espera agora não será muito longa, com o set-top box estando previsto para começar a ser vendido no dia 14 de outubro nos Estados Unidos e o preço será aquele que já imaginávamos, US$ 99. Além disso, a Sony venderá um pacote que trará ainda um DualShock 3, um cartão de memória de 8 GB e o jogo The Lego Movie Video Game, tudo por apenas US$ 140.
continue lendo

emGames Portáteis Sony

Assinantes da PS+ japonesa ganharão mais de 350 jogos de PSP

Por em 1 de setembro de 2014

umd-passport

Quando o PlayStation Vita foi anunciado, uma das maiores preocupações daqueles que pretendiam investir no portátil era em relação a o que fariam com os jogos que haviam adquirido para o seu antecessor. Como o então novo aparelho não rodaria os criticados UMDs, não teríamos como aproveitar os disquinhos, mas a Sony encontrou uma maneira de contornar o problema. Quer dizer, pelo menos no Japão.

Através de um serviço conhecido como UMD Passport, por lá os jogadores tinham a possibilidade de obter versões digitais dos jogos que já possuíam fisicamente e para isso precisavam “apenas” pagar uma taxa que variava entre 500 e 1.500 ienes (entre 4,80 e 14,40 dólares).

Suportando 374 títulos, a medida pode estar longe do ideal, mas pelo menos existe e em um videogame criticado pela falta de jogos, ela permitiu que muitos aproveitassem nele séries extremamente populares, como Gran Turismo, Metal Gear Solid, Monster Hunter e Final Fantasy.

continue lendo

emGames Portáteis Sony

Vendas nos US&A: em março, Titanfall foi líder mas PS4 continua no topo sem qualquer ameaça

Por em 18 de abril de 2014
Laguna_Titanfall_Launch_Party

Ele se esforçou, mas o XBO ainda não viu a queda do Titã da Sony (Crédito: VG247)

Não é surpresa que o jogo que mais se destacou em março foi Titanfall e não somente na crítica: aquele FPS online com robôs gigantes e exclusivamente multiplayer, desenvolvido pelos criadores do fenômeno Call of Duty, liderou o ranking das vendas de jogos nos Estados Unidos (e muito provavelmente no Reino Unido também).

Graças a Titanfall e ao belo marketing de pacotes generosos com o Xbox One, a Microsoft também pôde comemorar os cinco milhões de consoles enviados às lojas de todo o mundo no mês passado. Uma pena, para a BigM de Redmond, que a oitava geração de consoles não se resuma aos 500 dólares cobrados pelo XBO: consoles mais baratos como o Nintendo Wii U e PlayStation 4 continuam com base instalada mundial maior. No caso do console da Sony, bem maior.

Enquanto em fevereiro o PS4 comemorava 6 milhões de consoles vendidos no mundo e o XBO ficava de 4, em março a situação permanece a mesma com o console da Sony mantendo essa significante diferença de 2 milhões de consoles a mais na oitava geração: agora são 7 milhões de lares no mundo que contam com ao menos um PlayStation 4. Lembrando que o PS4 está disponível em 72 países, enquanto o XBO ainda não passou dos 20.

Embora representem mercados e valores bem diferentes, o tio Laguna não duvida que o PS4 vá ultrapassar neste mês de abril a base instalada do PlayStation Vita.

O primeiro e excelente console portátil da Sony, lançado em 2012, teve o azar de ser lançado num mercado onde leva surra após surra do Nintendo 3DS mas milagrosamente ainda conseguiu chegar ao patamar mundial dos 8 milhões vendidos (agradeçam aos fãs japoneses dos portáteis Sony).

Falando no mais famoso acessório do PS4, o ranking norte-americano de hardware dedicado a jogos ficou assim em março (dados do NPD Group):
continue lendo

emDestaques Hardware Microsoft Nintendo Sony

Sony: “gostaríamos de ter um portátil como o Nintendo 3DS, mas ao menos nosso PS4 é líder”

Por em 16 de março de 2014
Laguna_Killzone_PS4

Oitava geração, uma verdadeira Killzone (Crédito: Polygon)

Parece que a Microsoft ganhou força nos Estados Unidos: se em janeiro o XBox One vendeu metade do número de consoles PlayStation 4 vendidos naquele mercado, ao menos em fevereiro a lacuna foi bem menor. Segundo a própria Microsoft, o console de 8ª geração dela vendeu o equivalente a 90% do que o principal console Sony conseguiu vender nos Estados Unidos.

Se a Microsoft afirma que conseguiu vender 258 mil unidades do XBO nos Estados Unidos em fevereiro, podemos calcular que o PS4 vendeu 285 mil consoles em tal disputado mercado. O pessoal do NPD observou que devido à diferença de preço, o console da Microsoft lucrou mais que o da Sony, ou seja, a receita do XBox One foi maior que a do PlayStation 4.

A Microsoft acha que a pré-venda de Titanfall e do bundle correspondente foram algumas das razões desse sucesso comercial dela. Na lanterninha da oitava geração, a plataforma Wii U vendeu pouco mais de 80 mil consoles. Se considerarmos as vendas totais mundiais, o PS4 lidera com base instalada de 6 milhões de consoles, contra 5,5 milhões do Nintendo Wii U e 3,9 milhões de XBO.

Ao considerarmos que tanto o PS4 quanto o XBox One foram lançados em novembro e o Wii U já tinha um ano de estrada, podemos prever que o PlayStation 4 vai liderar a oitava geração de consoles seguido de perto pelo XBox One. Em lugares como o Canadá, a procura pelo console da Sony tem sido tanta que lojistas cogitam aumentar o preço do PS4 para manter os estoques. Lei da oferta e da procura. Mesmo com esse maldito capitalismo, ainda há esperança para a Nintendo?
continue lendo

emDestaques Hardware Microsoft Nintendo Sony

Recurso Remote Play será obrigatório nos jogos do PS4

Por em 29 de maio de 2013

knack_29.05.13

Um dos recursos que considero mais legais nas plataformas da Sony é o Remote Play, que basicamente pode ser descrito como utilizar um dos portáteis produzidos por ela para interagir com os consoles. Embora isso nos permita controlar a dashboard do PlayStation 3 e futuramente do seu sucessor, o mais interessante é a possibilidade de reproduzir no PlayStation Vita jogos desenvolvidos para o PS3 ou PS4.

O problema é que esta função tem sido bastante ignorada pelas desenvolvedoras e para tentar tornar tanto o seu novo console quanto o PS Vita mais interessantes, a Sony confirmou um rumor que surgiu mais cedo e que dizia que a empresa exigiria que todos os jogos criados para o PlayStation 4 deveriam dar suporte a esta tecnologia. A única limitação seriam os títulos que precisem de acessórios para funcionarem, como por exemplo a câmera do videogame.

Embora o presidente da Sony Worldwide Studios, Shuhei Yoshida,  não tenha dado maiores detalhes técnicos, a fonte ouvida pelo Eurogamer afirmou que o console utilizará o encoder h.264 embutido no aparelho para comprimir a imagem Full HD exibida nos jogos, fazendo assim com que ela se adapte à resolução 960×544 do Vita.

Todo esse processo fará com que a qualidade da imagem seja um pouco comprometida, mas por outro lado nos permitirá jogar quase qualquer jogo criado para o PS4 sem termos de estar diante do console e obviamente, sem precisarmos pagar duas vezes pelo mesmo título.

Com isso a empresa consegue roubar da Nintendo uma das principais características do Wii U e ainda poderá fazer com que as vendas do Vita aumentem quando o PlayStation 4 chegar ao mercado. Enfim, ponto para a Sony. Esta provavelmente é uma função que eu pouco usaria, mas não deixa de ser um extra e ao menos dessa vez eles não retiraram algo dos videogames.

emPortáteis Sony

Soul Sacrifice – Análise

Por em 2 de maio de 2013

Soul Sacrifice

Keiji Inafune é conhecido por muitos apenas como “o cara que criou o Mega Man”. Tal atribuição é uma injustiça sem tamanho, pois ele é de longe um dos game developers mais criativos do Japão, tendo participado como produtor das séries Resident Evil e Onimusha, além dos games The Legend of  Zelda: Minish Cap, Dead Rising, Lost Planet 2 e Asura’s Wrath.

Agora ele retorna com seu primeiro grande título após a saída da Capcom, o Action RPG de terror Soul Sacrifice, desenvolvido em conjunto pela SCE Japan Studio e Marvelous AQL, e exclusivo para o PlayStation Vita.

continue lendo

emAnálises Destaque Portáteis Sony

Meio Bit Presents… Runner 2 Future Legend of Rhythm Alien Review

Por em 14 de março de 2013

Bit.Trip Runner 2

Esse final de geração está estranhamente sensacional, com lançamentos como FarCry 3, Gears of War, o novo Tomb Raider e outros blockbusters de peso. São todos jogos incríveis, com história densa e interessante e com uma jogabilidade sensacional (estou chutando pelo histórico do Gears, OK?!).

Só que, às vezes, você só quer jogar algo pra distrair a cabeça, sem aquele compromisso de prestar atenção na história para não perder nenhum detalhe do enredo, algo despretensioso mesmo. E é aí que entra o Bit.Trip Runner 2!
continue lendo

emAnálises Games