Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Promoção-relâmpago na PS Store: 30 games por apenas um dólar cada

Por em 19 de abril de 2014

braid

A Sony está aproveitando a Páscos para oferecer uma mega promoção-relâmpago para todos os donos de PS3, PSP ou PS Vita. Desde ontem e durante todo o final de semana a PS Store vai oferecer trinta títulos desses consoles, desde games menores a clássicos modernos e antigos, do PSOne até hoje pela módica quantia de um dólar cada.

Claro, convém lembrar que esses títulos estão disponíveis na PSN americana; somente uma parte deles estão sendo oferecidos na rede brasileira por R$ 2,49. Entre os games agraciados estão o clássico Braid, cujo preço original é de US$ 14,99, os adventures da Telltale Back to the Future: The Game, Jurassic Park: The Game e Tales of Monkey Island (neste caso as aventuras completas, com os cinco capítulos), vários títulos das séries Crash Bandicoot e Spyro The Dragon lançados para o PSOne (lembrando que esses games podem ser jogados no PS3, PS Vita e PSP) além de três games da série Red Faction (lançados para PS2), Everyday Shooter (para PS3 e PS Vita, não são Cross-Buy), Retro City Rampage e Tokyo Jungle, entre outros. A lista completa você confere no link abaixo.

É uma excelente oportunidade para conferir aquele game que você queria curtir num console da Sony mas estava esperando uma promoção convincente para adquirí-lo. Muitos dos jogos listados são excelentes, portanto aproveitem pois essa mamata não vai durar.

Fonte: PS Blog.

emGames Miscelâneas Portáteis Sony

Vendas nos US&A: em março, Titanfall foi líder mas PS4 continua no topo sem qualquer ameaça

Por em 18 de abril de 2014
Laguna_Titanfall_Launch_Party

Ele se esforçou, mas o XBO ainda não viu a queda do Titã da Sony (Crédito: VG247)

Não é surpresa que o jogo que mais se destacou em março foi Titanfall e não somente na crítica: aquele FPS online com robôs gigantes e exclusivamente multiplayer, desenvolvido pelos criadores do fenômeno Call of Duty, liderou o ranking das vendas de jogos nos Estados Unidos (e muito provavelmente no Reino Unido também).

Graças a Titanfall e ao belo marketing de pacotes generosos com o Xbox One, a Microsoft também pôde comemorar os cinco milhões de consoles enviados às lojas de todo o mundo no mês passado. Uma pena, para a BigM de Redmond, que a oitava geração de consoles não se resuma aos 500 dólares cobrados pelo XBO: consoles mais baratos como o Nintendo Wii U e PlayStation 4 continuam com base instalada mundial maior. No caso do console da Sony, bem maior.

Enquanto em fevereiro o PS4 comemorava 6 milhões de consoles vendidos no mundo e o XBO ficava de 4, em março a situação permanece a mesma com o console da Sony mantendo essa significante diferença de 2 milhões de consoles a mais na oitava geração: agora são 7 milhões de lares no mundo que contam com ao menos um PlayStation 4. Lembrando que o PS4 está disponível em 72 países, enquanto o XBO ainda não passou dos 20.

Embora representem mercados e valores bem diferentes, o tio Laguna não duvida que o PS4 vá ultrapassar neste mês de abril a base instalada do PlayStation Vita.

O primeiro e excelente console portátil da Sony, lançado em 2012, teve o azar de ser lançado num mercado onde leva surra após surra do Nintendo 3DS mas milagrosamente ainda conseguiu chegar ao patamar mundial dos 8 milhões vendidos (agradeçam aos fãs japoneses dos portáteis Sony).

Falando no mais famoso acessório do PS4, o ranking norte-americano de hardware dedicado a jogos ficou assim em março (dados do NPD Group):
continue lendo

emDestaques Hardware Microsoft Nintendo Sony

Sony revela lista de games grátis da PS Plus americana em janeiro

Por em 26 de dezembro de 2013

"SHHHH! Não conta pra ninguém, mas estou chegando."

Eu digo e repito:  programa Instant Game Collection foi a melhor ideia que a Sony teve para incentivar os jogadores a assinarem a PS Plus. Diferente da Xbox Live que exige filiação à Gold para que se possa jogar online, até o PS4 a concorrente nunca fez tal exigência. O plano originalmente foi criado como um pedido de desculpas para os jogadores após o crash da PSN em 2011, mas deu tão certo que ela vira e mexe disponibiliza jogos até bem recentes na faixa, diferente da Microsoft que solta um a cada quinze dias e com restrições de IP.

É o caso da lineup da PSN americana em janeiro. Enquanto a divisão europeia já liberou a lista de games para o próximo mês no YouTube, a divisão americana como quem não quer nada soltou o vídeo na dashboard da PSN, acessível pelo PS3 na categoria Free Games da PS Plus. Assim como os europeus, os americanos (e por tabela a PS Plus brasileira) receberão alguns títulos que estão completando um ano no mercado entre outros mas nem por isso são ruins, MUITO longe disso.

continue lendo

emPortáteis Sony

Andrew House: PS Vita TV pode “tecnicamente” rodar títulos do PS3 via streaming

Por em 12 de setembro de 2013

ps-vita-tv

Quando a Sony anunciou o PS Vita TV, muita gente se perguntou se, já que o dispositivo será capaz de reproduzir os games do PS4 em outra TV desde que ambos estejam na mesma rede, se o mesmo não poderia ser expandido para a nuvem, aproveitando o fato de que a empresa adquiriu o Gaikai exatamente para permitir este uso. Em entrevista ao site NikkeiBP, o CEO da Sony Computer Entertainment Andrew House confirmou que a Sony pensa em entregar algo do tipo no futuro.

continue lendo

emIndústria Sony

The Legend of Heroes ganhará continuação para PC e PSP

Por em 12 de setembro de 2013

The-Legend-of-Heroes

É muito provável que você não conheça um estúdio independente chamado Carpe Fulgur, mas foram eles os responsáveis por localizarem para o ocidente os jogos Recettear: An Item Shop’s Tale e Fortune Summoners, e será também graças a ele que o The Legend of Heroes: Trails in the Sky SC será lançado por aqui no início do ano que vem.

Continuação de um RPG lançado em 2011 para o PSP, o game terá sua versão para PC vendida através do Steam e também se fará presente no antigo portátil da Sony através da sua loja digital e caso você tenha um PlayStation Vita, a boa notícia é que o novo game também funcionará nele.

A Xseed, empresa responsável pela distribuição, também revelou que o The Legend of Heroes: Trails in the Sky será adaptado para os computadores, algo que reforça a posição da editora em nos trazer vários RPGs criados no ocidente. Já Andrew Dice, diretor de projetos na Carpe Fulgur, disse que traduzir o Trails in the Sky tem sido algo particularmente especial, pois este é um jogo em que desejava trabalhar desde que fundaram a empresa.

Com sorte as vendas de ambos os títulos serão boas e farão com que as duas empresas continuem investindo na localização desses jogos, assim as chances de ficarmos sem acesso a algumas pérolas diminuem e como teremos versões para PC, jogá-los será muito mais fácil.

Fonte: All Games Beta.

emComputadores Portáteis

PS Vita TV, o aparelho que levará os jogos do portátil para a TV

Por em 9 de setembro de 2013

ps-vita-tv

Em um movimento bastante inesperado, a Sony anunciou há pouco no Japão o lançamento do PlayStation Vita TV, um dispositivo que promete levar para a televisão mais de 1.300 jogos do atual portátil, do PSP e do PS One, e que ainda vai funcionar como media center com acesso a vários serviços de streaming, como o Hulu, Music Unlimited e Nico Nico Douga, além de permitir jogar o PlayStation 4 em uma TV onde o console não esteja ligado.

Com previsão de lançamento no país oriental no dia 14 de novembro pelo equivalente a US$ 100, o set-top box mede apenas 6 × 10 cm, com peso de 110 g. O hardware é baseado no do Vita, ou seja, tem em seu interior um ARM Cortex A9 com 1 GB RAM e resolução de 1080i. A conexão com a TV é feita pela saída HDMI. Os japoneses ainda terão a oportunidade de adquirir um pacote com um DualShock 3 e um cartão de memória de 8 GB por US$ 143.

Esta é claramente uma tentativa da Sony para concorrer com o Apple TV, mas como o aparelho terá a vantagem de rodar uma grande quantidade de jogos, poderá se mostrar muito mais interessante para um número significativo de pessoas, sem falar nesta integração com o PS4, uma belíssima solução para acabar com aquelas brigas para saber quem usará a televisão da sala.

continue lendo

emDestaques Games Sony

Novo CEO da Square-Enix diz que localização de Final Fantasy Type-0 pode acontecer, mas não promete nada

Por em 16 de agosto de 2013

final-fantasy-type-0

Final Fantasy Type-0 é, eu arrisco dizer, um dos melhores títulos da franquia nos últimos anos, principalmente por sair do lugar comum e flertar com o estilo de jogo que já havia sido usado pela Square-Enix em Crisis Core: Final Fantasy VII e The 3rd Birthday, porém de forma expandida. Curiosamente o único game do PSP que conta com dois UMDs de jogo, o título acabou ficando restrito ao Japão, já que ele nunca foi localizado devido falta de interesse da empresa e corte de despesas, além de ter sido lançado no fim da vida do portátil, fato esse que a Square usou como desculpa anteriormente para os fãs.

Entretanto as coisas parecem estar mudando aos poucos. Após a renúncia de Yoichi Wada do cargo de CEO e a entrada de Phil Rogers, a empresa começou a entrar nos trilhos, ainda que de forma tímida. Uma das novas abordagens é a de desenvolver experiências mobile no nível de games de console, o que já rendeu o interessante Deus Ex: The Fall. E aparentemente Rogers é mais atento aos clamores do público, tanto que publicou a seguinte nota após verificar os incessantes pedidos dos fãs para que a Square lance Type-0 no ocidente:

“Eu vi a página no Facebook e escutei seus pedidos claramente. Eu postei que esta será uma das primeiras coisas das quais irei cuidar. Esta não é uma questão fácil de se resolver, mas eu verei isso e os manterei atualizados na medida do possível.”

Entretanto Rogers foi bem claro ao dizer aos fãs para não nutrirem muitas esperanças:

“Entretanto eu mencionei para que as pessoas não fiquem esperançosas, já que localizar games antigos (FF Type-0 é de 2011) às vezes não é possível, ao passo que o time de desenvolvimento foi alocado em novos projetos. Mas eu irei cuidar disso com carinho”.

Não é muita coisa, mas é um começo. Ainda que eu não acredite que a Square-Enix se dará ao trabalho de localizar um game do PSP de dois anos de idade a essa altura do campeonato (ainda mais estando envolvida com tantos projetos relacionados à franquia), pelo menos Rogers bancou o bom moço de relações públicas e deu uma posição educada, mesmo que não dê em nada. Afinal, para quem está esperando há tanto tempo, mais um pouco não vai doer.

Fonte: VG24/7.

emCultura Gamer Portáteis Sony