Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

PSN volta a funcionar (parcialmente)

Por em 15 de maio de 2011

dori_psn_15.05.11

Foram quase quatro semanas de espera, mas numa daquelas atitudes dignas de um inquilino que muda sorrateiramente, a Sony começou a reestabelecer a sua rede online na noite de um sábado para domingo (ok, eu sei que o anúncio foi feito no Japão, mas ficou estranho) e agora os gamers já estão liberados para comemorar e voltar a jogar seus títulos favoritos através da internet (leia-se, passar o dia no mata-mata do CoD: Black Ops).

O comunicado foi feito pelo próprio Kaz Hirai, presidente da companhia que em um vídeo revelou que estão funcionando áreas como as partidas online, a Playstation Home, o streaming de vídeos e o Qriocity, a lista de amigos e sincronia de troféus e aproveitou para pedir desculpas aos usuários, agradecer a paciência (como se tivéssemos muitas outras coisas para fazer) e garantiu que diversas iniciativas foram tomadas para tornar a rede mais segura.

Por enquanto a loja online do serviço ainda não está funcionando, o que acontecerá em breve, assim como a confirmação do que o programa Welcome Back oferecerá, portanto nada de baixar aquelas demos que foram lançadas durante o apagão, muito menos comprar os jogos que deveriam ter aparecido digitalmente. Também é importante dizer que para se conectar você terá que fazer uma atualização, que pode ser baixada aqui e obrigatoriamente terá que trocar a senha da sua conta.

[via Playstation Blog]

emSony

Capcom critica apagão da PSN e ataque hacker

Por em 9 de maio de 2011

dori_cap_09.05.11

Na próxima quarta-feira completará três semanas desde que o Playstation 3 perdeu uma das principais características dos consoles dessa geração, a conexão com a internet e se, como jogadores, as nossas maiores preocupações são se nossos dados caíram nas mãos de dos invasores, quando voltaremos a jogar online ou o que a empresa nos dará quando a PSN voltar, para as desenvolvedoras o que tem lhes tirado o sono são os milhares de dólares perdidos durante o apagão.

Uma que se pronunciou, mesmo que através do seu fórum, foi a Capcom. Após serem perguntados sobre o que achavam do episódio, Chris Svensson, vice-presidente sênior da companhia não poupou críticas.

Eu estou frustrado e chateado por diversas razões.

Como consumidor, eu também jogo online no meu PS3, o que não posso fazer… e provavelmente, as minhas informações pessoais também foram comprometidas. Em segundo lugar, gosto de comprar coisas na Playstation Store e não posso fazer isso agora.

Em uma nota relacionada, como um executivo responsável por gerir um negócio, a interrupção resultando obviamente nos custa centenas de milhares, se não de milhões de dólares em lucro que estava planejado para o nosso orçamento. Eram fundos que contávamos para trazer novos jogos para o mercado e para os nossos fãs.

Resumindo, os hackers aparentemente estavam tentando ‘punir’ a Sony pelo o que consideram ser uma injustiça e acredito que eles tem sido eficazes nisso. Mas eles também estão punindo milhões de outros consumidores e negócios, o que torna impossível simpatizarmos com a sua ‘causa’.

Fantástico! Eu não conseguiria sintetizar de melhor maneira o que penso. O que essas pessoas que invadiram a PSN fez é um absurdo e ainda me surpreende ver alguns defendendo a atitude, que claramente atingiu muitos que não tinham nada a ver com a briguinha da Sony contra quem quer que seja. Mas não, o chato sou eu, que tenho que aceitar que esta é a melhor maneira de se protestar contra uma megacorporação demoníaca que só quer prejudicar seus consumidores que são obrigados, isso mesmo, obrigados a comprarem seus produtos.

Provavelmente alguém defenderá o grupo, que a empresa japonesa afirma ser o responsável pelo ataque e eu não possuo provas para dizer que foram mesmo eles que fizeram, mas será que devemos acreditar nas palavras de algumas pessoas que se escondem atrás de uma identidade virtual e que se vangloriam por terem conhecimentos técnicos capazes de derrubar uma grande rede? Enfim, seja lá quem tenha tirado a PSN do ar, é lamentável que tantos de nós tenhamos que pagar por uma conta que não nos pertence.

[via Edge]

emIndústria Sony

Devido a apagão da PSN, Sony dará presentes

Por em 2 de maio de 2011

dori_psn_02.05.11

Se tudo correr conforme o esperado, ao longo dessa semana os usuários da Playstation Network verão o ressurgimento do serviço e como era de se esperar, a Sony tomou uma série de iniciativas para fazer com que a sua rede não passe por um problema tão crítico quanto o que a derrubou por quase quinze dias e claro, aproveitará para tentar melhorar um pouco a sua imagem perante mais de 70 milhões de consumidores.

Nesta nova fase da rede vários níveis de segurança foram implementados, como firewalls adicionais, proteção e encriptação de dados mais eficientes e a utilização de softwares que monitorarão invasões e ataques para que o problema seja detectado com mais agilidade. Desta forma a Sony pretende religar as funções da PSN progressivamente, com os modos online do games sendo prioridade. Outras funções que também voltarão a funcionar são o Qriocity (serviço de streaming de música, filmes e livros não disponível para o Brasil), possibilidade de gerenciarmos nossas contas, Playstation Home, sistema de chat e lista de amigos. Além disso, haverá uma atualização de firmware que obrigará a todos os usuários a trocarem a sua senha e para aumentar a segurança, essa alteração só poderá ser realizada no mesmo console em que a conta foi criada ou através de um email de confirmação.

Mas se você acha que tudo isso não passa de obrigação por parte da companhia, agora vem o lado bom dessa história. Numa tentativa de prestigiar os seus consumidores e consecutivamente limpar um pouco a sua barra, com o retorno da PSN a Sony oferecerá um programa chamado “Welcome Back”, que consistirá em oferecer alguns presentinhos a aqueles que não atiraram os seus videogames pela janela. As contas de cada região serão presenteadas com o que eles descrevem como “conteúdo de entretenimento Playstation”, o que provavelmente significa jogos e cujo detalhes serão divulgados em breve. Cada conta também terá direito a 30 dias de Playstation Plus e quem já é assinante ganhará um mês adicional, assim como os países que possuem acesso ao Qriocity.

Mas será que todas essas inciativas serão suficientes para fazer com que os jogadores voltem a ter confiança na PSN? Depois dessa invasão é evidente que muitas pessoas passaram a repensar a ideia de ter seus dados cadastrado num serviço que se imaginava ser seguro e eu não tenho dúvidas de que o ataque à rede do Playstation não arranhou apenas a imagem da sua fabricante, mas de todo o mercado de vendas online.

[via Playstation Blog]

emSony

Portal 2 vende mais no Xbox 360 do que no PS3

Por em 29 de abril de 2011

dori_por_26.04.11

Quando a Valve anunciou as funcionalidades que a versão do Portal 2 para Playstation 3 traria e que não estariam presente na edição lançada para o Xbox 360, todos tinham certeza que as vendas no console da Sony seriam muito superiores, mas de acordo com um levantamento feito pela GfK-ChartTrack, não é isso o que está acontecendo no Reino Unido. Até o momento, 54% das compras do jogo realizadas por lá foram feitas por donos de um Xbox 360, enquanto que 35% optaram pela versão para Playstation e somente 10% adquiriram o título fisicamente para PC.

O resultado é surpreendente por que a diferença da base instalada dos dois videogames não é tão grande e além de oferecer integração com o Steam, permitir que os compradores do jogo para PS3 também ganhassem uma cópia para computadores parecia ser a ideia ideal para conquistar uma número maior de pessoas e a única explicação para o fenômeno estaria no apagão pelo qual passa a PSN.

Eu não acredito que aqueles que possuem os dois videogames deixariam de optar pela versão consideravelmente melhor do Playstation 3 por causa da sua rede estar fora do ar, mas isso pode ter feito com que muitos jogadores adiassem a sua aquisição ou mesmo optassem por investir logo na aquisição através do serviço de distribuição da Valve e se for mesmo o caso, está aí mais um exemplo de como o problema na rede do PS3 está dando prejuízo à Sony, já que a empresa embolsa uma parte do valor cobrado pelo game.

[via CVG]

emComputadores Microsoft Sony

PSN pode voltar com novas funções

Por em 27 de abril de 2011

Enquanto a PSN não dá o ar da sua graça e permite que os jogadores possam gastar seu suado dinheirinho comprando jogos e competindo para saber quem é o mais viciado habilidoso nos multiplayers, as pessoas passam seu tempo cogitando sobre o que a Sony poderá fazer para lhes recompensar por terem ficado tanto tempo fora do ar, quando no fundo muitos já se dariam por satisfeito se a nova rede do Playstation 3/PSP fosse mais segura e estável.

Porém, se você acha que a companhia precisa fazer algo mais do que a sua obrigação para apagar um pouco da mancha jogada não só sobre a PSN, mas de todo o mercado de venda digital, um sujeito que se diz funcionário da Sony comentou em um post do Engadget que quando o serviço voltar, ele deverá trazer algumas adições que há muito vem sendo pedida pelos consumidores.

Como estamos reconstruindo a rede, estamos levando em consideração a implementação de funções como a conversação entre os usuários em jogos diferentes e a possibilidade de vídeo chat de dentro dos jogos, isso para citar algumas. Não posso confirmar nenhum desses recursos nesse momento, mas esperem uma grande atualização quando a rede for restaurada.

É difícil acreditar que uma revelação como esta fosse feita nos comentários de um blog, por mais importante que ele seja, mas caso o rumor seja confirmado, tenho certeza que muita gente ficará tão feliz quanto o nosso amigo Dimitri aí em baixo.

continue lendo

emRumores Sony

Hydrophobia chegará repaginado a PSN e Steam

Por em 26 de abril de 2011

A primeira impressão causada pelo Hydrophobia pode não ter sido das melhores e a Dark Energy Digital percebeu que era preciso dar ouvido aos jogadores, tratando de refazer alguns aspectos do game lançado exclusivamente através da Xbox Live, mas se você não possui um Xbox 360 ou gostaria que ver uma versão ainda melhor do jogo, fique feliz pois a produtora revelou que ele passará a ser vendido para o Playstation 3 e computadores.

Rebatizado de Hydrophobia Prophecy, o game foi descrito como uma versão 1.5 do original e que teria sido 70% refeito, trazendo novas fases e mudanças nas antigas, um sistema de cobertura aperfeiçoado, história retrabalhada, novo final e uma duração maior. Segundo a diretora Deborah Jones, eles colocaram no jogo aquilo que as pessoas pediram, adicionaram muito mais conteúdo e o resultado obtido nos testes de usabilidade foram muito bons. A lista de melhorias é realmente bem grande, contando com texturas com mais resolução, efeitos de partículas, sombras e iluminação mais realistas, adição de alguns quebra-cabeças, melhoras na inteligência artificial, menus redesenhados e checkpoint colocados em lugares melhores.

Nós começamos muito devagar e cometemos alguns erros, mas no final chegamos lá. Nos dedicamos de corpo e alma a este projeto, acreditamos completamente nele e agora criamos algo do qual todos nos orgulhamos,” declarou Pete Jones, chefão da Dark Energy Digital.

No Steam o jogo chegará no dia 9 de maio, com o preço de pré-venda sendo de US$ 10,19, já na PSN ele deverá aparecer pouco depois, inclusive com suporte ao Move e embora a DED tenha intenção de disponibilizar esta versão na Xbox Live, a decisão ainda depende da Microsoft, mas será que ela será disponibilizada como um patch gratuito para aqueles que já possuem o jogo?

dori_hyd_26.04.11 dori_hyd_26.04.11-2 dori_hyd_26.04.11-3

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft

Os dias em que a PSN parou

Por em 25 de abril de 2011

dori_psn_25.04.11-2

Desde que comprei o Playstation 3 eu questiono o pagamento de anuidade da Xbox Live. Não que eu ache o valor abusivo, muito menos que o serviço não tenha qualidade, mas com exceção da velocidade de download, nunca achei que a rede da Sony ficasse muito atrás daquela usada pelos donos de um Xbox 360. Digo isso porque no PS3 eu sempre consegui jogar online sem muitos problemas, praticamente sem lags, mas desde a semana passada tem ficado evidente que a companhia japonesa ainda precisa aprender muito com a Microsoft em relação a como montar um serviço como este.

continue lendo

emGames Sony