Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

CG – Resistance 2

Por em 3 de julho de 2011 - Nenhum Comentário

A minha experiência com a série Resistance é um tanto curiosa. A demo do Resistance: Fall of Man foi um dos meus primeiro contato com o Playstation 3 e a impressão deixada não foi das melhores. Seus gráficos não me agradaram e achei a jogabilidade muito ruim.

Então a marca voltou a chamar minha atenção após a exibição de trailer durante uma E3 onde um dos envolvido na criação do Resistance 2 lutava contra um monstro imenso que caminhava entre os prédios de Chicago. Quando tive oportunidade adquiri o game e gostei muito do que vi. Um FPS com fases bem construídas, armas incríveis e um bom enredo. Talvez sua campanha tenha me agradado tanto por eu não ter criado muita expectativa com o jogo, mas o fato é que me divertir bastante jogando ela.

Foi a vez então da Sony criar um episódio para o PSP e depois de ter colocado na minha cabeça de que precisava jogá-lo, acabei me decepcionando com o Resistance: Retribution, que apesar de possuir bons gráficos, falta inspiração às suas fases e os controles são bem estranhos.

Caso você não conheça a história por trás da chegada dos Chimera a Terra, uma boa opção seria adquirir o pacote que chega ao Playstation 3 esta semana. Intitulado Resistance Dual Pack, ele custará US$ 39.99 e trará os dois primeiros títulos lançados para o console, assim como um pacote de personagens para ser usado no multiplayer, alguns mapas e armas, o que significa algo em torno de US$ 10 de conteúdo por download. Por fim, quem comprar o bundle ainda ganhará uma skin para ser usada no Resistance 3.

continue lendo

emGame da Semana Sony Vídeos

Engine facilitará adaptação de jogos do PSP para o PS3

Por em 30 de junho de 2011 - 1 Comentário

Se o anúncio recente de que a Sony levaria para o Playstation 3 alguns dos títulos lançados para o PSP, como os dois God of War, o Metal Gear: Peace Walker e o Monster Hunter Portable 3rd, já indicava que a companhia pretendia lucrar um poucos mais com os jogos criados para o portátil que está praticamente morto, eles revelaram uma ferramenta que deverá tornar esta migração ainda mais fácil, permitindo assim que o console seja invadido por essas conversões.

Apresentada por Kentaro Suzuki durante um evento no Japão, ela será conhecida como PSP Engine, ela funcionará como uma ponte entre o sistema operacional do PS3 e os jogos criados para o PSP, permitindo que as desenvolvedoras os renderize em alta definição, utilizem o segundo analógico do controle do console, gerem imagens em 3-D estereoscópico, aproveitem a maior quantidade de memória do Playstation 3 e compartilhe os saves entre os dois aparelhos, porém, nada foi mencionado sobre a implementação de troféus para esses jogos.

De fato a grande novidade está na disponibilização desta engine, já que as funções já havia sida reveladas para esta conversão do Monster Hunter, cuja comparação pode ser vista no trailer abaixo e como os próximos meses deverão marcar o anúncio de novos títulos que serão adaptados, quais os jogos do PSP que você gostaria de ver no PS3?

continue lendo

emPortáteis Sony

60fps será vantagem competitiva do Modern Warfare 3

Por em 29 de junho de 2011 - 24 Comentários

dori_mw3_29.06.11

A briga entre o Battlefield 3 e o Call of Duty: Modern Warfare 3 ainda está longe de terminar, já que ela deverá se estender por vários meses após o lançamento dos jogos e os profissionais de ambas as equipes de produção estão fazendo questão de colocar mais lenha nessa fogueira.

Após revelar que o seu jogo rodaria a 30 quadros por segundo nos consoles, a EA viu Glen Schofield, fundador da Sledgehammer Games e que co-produz o MW3, ao lado da Infinity Ward e da Raven Software, aproveitar a informação para atacar os rivais.

Você pode dar o nome que quiser pra sua engine, já fiz isso antes – conheço esse truque, mas no fundo o Modern Warfare 3 rodará a 60 quadros por segundos e não tenho certeza de que qualquer dos nossos competidores farão isso.

Eu ficaria um pouco assustado neste ponto, em junho, se olhasse para um jogo em particular que não rodasse nos consoles a 60fps. Essa taxa de atualização é a nossa vantagem competitiva e não iremos desperdicá-la. Não iremos lançar uma engine, iremos lançar um jogo.

Pelo o que foi mostrado dos dois jogos até agora, sou obrigado a discordar da opinião de Schofield. Primeiro porque em um FPS não vejo tanta diferença assim entre 30 e 60fps, ao contrário de jogos de corrida, mas isso é algo bem pessoal. Porém, o que mais me incomoda em seu comentário é que eu estou disposto a abrir mão de uma maior taxa de atualização de quadros se o jogo me entregará cenários destrutíveis e gráficos mais bonitos. Durante a E3 a demonstração do Modern Warfare 3 me pareceu muito bonita, mas ainda acho que seus gráficos perdem para os do Battlefield 3.

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft Sony

Alto escalão da Sony passa por profunda reformulação

Por em 29 de junho de 2011 - 4 Comentários

dori_son_29.06.11

Durante esta madrugada a Sony fez uma grande mudança entre alguns dos principais executivos da divisão responsável pelos videogames. Desta forma, Andrew House, chefe da Sony Computer Entertainment Europe, agora terá a missão de tornar mais forte e acelerar o desenvolvimento da marca Playstation, já que se tornou o presidente e CEO do Sony Computer Entertainment International, cargo antes ocupado por Kaz Hirai, que assumirá o papel de chairman da companhia.

Estamos enfrentando novos desafios esse ano, como o bem sucedido lançamento do Playstation Vita e um maior crescimento do PS3, assim como a expansão dos negócios não relacionados a games. Estou confiante de que as habilidades e o conhecimento ganhos pelo Andy ao longo de duas décadas trabalhando apara a Sony e o SCE Group irão contribuir enormemente para liderar os negócios envolvendo a marca Playstation e trazer novas iniciativas no gerenciamento de negócios em uma época de conexão com a internet,” declarou Kazuo “Riiiidge Raaacer” Hirai.

Porém, a parte mais impactante desta história foi a revelação de que Ken Kutaragi, chairman honorário da SCEI aposentou-se. Conhecido como o “pai do Playstation”, o executivo deixa assim de ter maiores ligações com a empresa, passando a atuar apenas como conselheiro de tecnologia da Sony e com a sua saída a gigante japonesa perda um dos principais nomes responsáveis pelo sucesso da marca. Outro que anunciou sua aposentadoria foi Akira Sato, que ocupava o cargo que agora será de Hirai.

Seria tudo isso reflexo dos ataques pelo qual passou a Playstation Network ou a empresa está apenas realocando executivos por causa da aposentadoria de Kutaragi? Seja como for, está dado início a uma nova era em uma das principais empresas do mundo dos videogames.

[via Eurogamer]

emIndústria Sony

Geohot estaria trabalhando para o Facebook

Por em 27 de junho de 2011 - 87 Comentários

dori_geo_27.06.11

De alguns meses para cá, o nome de nenhum hacker esteve tanto em evidência quanto o de George “Geohot” Hotz. O americano já era apontado como o responsável por ter quebrado a segurança do iPhone e após algumas tentativas, em 2009 conseguiu aquilo que muitos julgavam impossível, destravar o Playstation 3.

Na época Hotz criou um blog para descrever o processo e após a Sony ver a pirataria tomar conta do seu console, tomou uma atitude que mais tarde lhe daria muita dor de cabeça, levar o jovem à justiça. As partes envolvidas acabaram entrando num acordo cujos detalhes nunca foram revelados, mas o embate acabou desencadeando a fúria de outros hackers, que culminou numa série de ataques que fizeram com que a PSN ficasse fora do ar durante quase um mês e as informações de milhões de usuários fossem roubadas.

Mas tanta atenção pode ter rendido a George muito mais do que um processo, já que em sua página no Facebook ele teria dito que trabalhar no Facebook é fantástico e que estaria na companhia desde maio passado. O rumor começou depois que outro hacker, P0sixninja, revelou que Geohot não queria participar de um desafio para destravarem o iPad 2, já que não queria voltar à mídia para se dedicar ao novo emprego, onde supostamente estaria trabalhando na criação de um aplicativo para o tablet da Apple.

Vocês podem até me chamar de chato e dizer que tal conhecimento não deveria ser desperdiçado, mas sempre vejo essas contratações com um certo ar de reprovação. Não acho que quebrar a segurança de um sistema deva ser premiado e penso que no fim das contas é isso o que ele recebeu. Por fim, apesar de ainda não passar de um rumor, acho a contratação bastante possível, pois se o que foi mostrado no filme A Rede Social for verdade, Mark Zuckerberg dá muito valor a pessoas talentosas como Hotz, inclusive criando “torneios” para saber quais são os melhore programadores.

[via TechUnwrapped]

emInternet Rumores Sony

Project Hendrix pode ser MMO da Turbine para consoles

Por em 24 de junho de 2011 - 1 Comentário

dori_lotr_22.06.11

O flerte da Turbine, Inc., mais conhecida pelos MMOs Dungeons & Dragons Online e The Lord of the Rings Online, com os consoles já é algo antigo e além da Twisted Pixel ter revelado a assinatura de um contrato com o estúdio para trabalhar num jogo massivo online, em 2009 o vice presidente do estúdio, Craig Alexander já havia dito que eles estavam trabalhando num título que deveria ser lançado para o Xbox 360 e Playstation 3. Desde então quase nada foi dito sobre o assunto, mas novas pistas indicam que ele ainda está em produção.

De acordo com o site Gamespot, a Turbine publicou uma vaga de emprego em que procuram um engenheiro de software para trabalhar em um “projeto não revelado de um jogo online para console” e uma das exigências é que a pessoa tenha experiência com as engines suportadas pelos atuais consoles da Sony e Microsoft. Segundo informação encontrada no currículo de um funcionário da companhia e que foi tirado do ar, o tal jogo estaria sendo chamado internamente de Project Hendrix e também estaria sendo criada uma versão para os computadores.

Além disso, o documento dizia que eles estiveram trabalhando realmente em um MMO para consoles entre 2009  e 2010, mas que este teria sido cancelado, portanto, a vaga seria para um novo título e se ele ainda está em estágio inicial de criação, será que ficará pronto antes da atual geração chegar ao fim? Outra pergunta que deve ser feita é, com a maior parte dos jogos do gênero passando para o modelo Free-to-Play, será que a Turbine estaria planejando um título gratuito para os consoles?

emMicrosoft MMO Sony

Servidores do Grid serão desligados

Por em 20 de junho de 2011 - 7 Comentários

dori_grid_20.06.11

A Codemasters deu a notícia que todos aqueles que jogam o Race Driver: GRID online não gostariam de ouvir. Após não terem entrado num acordo com a empresa que disponibilizava os servidores do jogo, as versões para PC e Playstation 3 deixarão de funcionar através da Internet. Quem comprou o game para o Xbox 360 deu mais sorte, já que no console da Microsoft o modo online continuará funcionando. A companhia pediu desculpas pelo acontecido, agradeceu o apoio dos fãs e claro, está recebendo uma série de críticas de todo os lados.

Eu sinto muita falta da época em que tinha que ir na casa dos amigos para jogar um multiplayer, da bagunça que fazíamos e da sensação de estar do lado do seu adversário enquanto tentávamos descobrir com era o melhor. Contudo, é inegável que a internet conseguiu aproximar as pessoas que moram longe e sempre fico muito chateado ao saber que a porção online de um jogo deixará de existir, mesmo sendo alguém que não dá muita atenção para ela na maioria dos jogos.

Eu sei que existe um custo para que as empresas mantenham seus jogos funcionando online e que um baixo número de jogadores pode não justificar a manutenção dos jogos, porém, considero uma tremenda falta de respeito com aqueles que compraram um jogo completo e depois de um tempo ficam com um produto capado nas mãos. Eu sinceramente não sei quais seriam as implicações técnicas para isso, mas volto a dizer, porque não permitir que as pessoas criem as partidas em suas máquinas? Se para eles não vale a pena manter esses servidores, pelo menos deixem os jogadores ficarem responsáveis por isso.

[via Eurogamer]

emComputadores Microsoft Sony