Digital Drops Blog de Brinquedo

Sujeito pega 33 meses de cana por piratear Velozes e Furiosos… Bem-feito!

Por em 26 de agosto de 2014
masheim

Se você não é do Rio, tenha certeza: essa imagem não faz o menor sentido.

A série Velozes e Furiosos é uma espécie de pornô com carros, mas não no bom sentido como em Crash, do Cronenberg. É basicamente uma aventura de Hot Wheels escrita por um garoto de 5 anos, com mais tons homoeróticos do que quando Spartacus encontra o vampiro alemão de True Blood em Brokeback Mountain e é tão fake que depois de uns 18 filmes o astro da série morreu por não saber dirigir um Porsche em linha reta. Obviamente a série já chegou ao sétimo filme, faturou US$ 2,3 bilhões e é a franquia mais rentável da história da Universal.

Por isso mesmo o estúdio não gosta de ver sua galinha dos ovos de ouro bolinada por piratas. Foi o que descobriu um bucha de nome Philip Danks. Bucha e porco. Ele foi a um cinema onde passavam o 6º filme da Série, Fast & Furious VI — Vin Diesel vs Speed Racer, ou algo assim e de posse de uma camcorder, gravou uma versão piratex da obra-prima da sétima arte.
continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Internet Web 2.0

Steam pode passar a comercializar filmes, séries e músicas

Por em 12 de agosto de 2014

steam-logo

Gabe Newell disse uma verdade há muito tempo: se você quer combater a pirataria de forma inteligente, ofereça um serviço de qualidade. O Steam e o iTunes foram as primeiras provas cabais dessa máxima, criando ambientes simples de se utilizar, oferecendo produtos e serviços por preços justos e praticidade acima de tudo, o que desestimula o usuário a correr na Locadora do Paulo Coelho.

Só que pelo visto a Valve não quer mais que seu produto se limite a vender games e numa escala menor, apps. Se confirmado, o Steam pode estar caminhando para finalmente se tornar uma plataforma/loja multimídia.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Comunicação Digital Cultura Gamer Entretenimento Games Internet Software Web 2.0

China abre investigação contra a Microsoft por monopólio

Por em 30 de julho de 2014

windows-china

É, a Microsoft não está sendo bem vista na China. Depois dos desentendimentos entre ambos sobre uma adoção de softwares legalizados no país (algo que a China não quer de jeito nenhum), agora o China’s State Administration for Industry & Commerce (SAIC), o órgão de regulação chinês abriu um processo contra a empresa norte-americana, acusando-a da palavra que Bill Gates mais odeia devido as dores de cabeça decorrentes: monopólio.

continue lendo

emComunicação Digital Hardware Microsoft Software

Pirataria online vai deixar de ser crime no Reino Unido, só que não

Por em 23 de julho de 2014

Pirataria

Ontem circulou a notícia de que a partir de 2015 a pirataria de filmes, músicas e até games deixaria de ser crime no Reino Unido, a partir de 2015. Ao invés de punição, as pessoas receberiam uma correspondência explicando por que não se deve baixar nada ilegalmente, e uma sugestão de utilizar serviços como Netflix e Steam. continue lendo

emInternet

Estúdio tenta fazer agrado e vê seu jogo ser pirateado

Por em 23 de julho de 2014

modern-combat-5

Recentemente a Gameloft teve uma ideia para divulgar o Modern Combat 5 e agradar os fãs da franquia: realizar um concurso em que os vencedores teriam acesso antecipado ao novo capítulo do FPS que tem conquistado aqueles que costumam jogar em tablets e smartphones.

Tudo correu muito bem, com um grupo de pessoas tendo recebido suas cópias do game, mas o que a desenvolvedora não esperava era que uma delas resolveria quebrar seu sistema anti-cópias e a distribuiria a todos através de sites de torrent, fazendo com que o lançamento oficial pudesse ser seriamente comprometido.

continue lendo

emCelulares Computadores Games

BitTorrent Bundle começará a ser monetizado

Por em 14 de julho de 2014

children-of-the-machine

Há cerca de um ano atrás, a BitTorrent deu um passo importante para ao menos tentar distanciar seu principal produto da distribuição de material pirata. O chamado BitTorrent Bundle é uma ferramenta voltada a produtores de conteúdo pequenos e grandes, desde artistas, músicos, gravadoras, editoras e autores a montarem seus próprios pacotes e distribuírem seu material de forma legal e controlada.

Agora, visto que o formato se estabeleceu a BitTorrent está pronta para o próximo passo, que é autorizar a monetização dos bundles.

continue lendo

emMeio Bit

Quando piratear um game rende uma conversa inteligente

Por em 10 de julho de 2014

skullgirls

Convenhamos, a pirataria não é legal mas é algo extremamente comum. Veja os números alcançados pela Season Finale de Game of Thrones, mas é sempre bom lembrar que esse é um problema de serviço: se você oferecer uma alternativa satisfatória e justa de aquisição de produtos, os usuários se sentirão menos propensos a piratear. O Steam é a prova cabal de como combater os piratas de forma inteligente, mas sempre haverão aqueles que não querem gastar um centavo com nada, não importando quem saia prejudicado nessa.

É o que teria acontecido, não fosse a gafe de um jogador ter desencadeado uma conversa muito interessante sobre o desenvolvimento de games.

continue lendo

emComputadores Cultura Gamer Games Miscelâneas