Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Konami demonstra teaser de Pro Evolution Soccer 2014 rodando na FOX Engine

Por em 31 de maio de 2013

PES 2014

A gente já sabia que a FOX Engine não ficaria restrita apenas à série Metal Gear, até porque a Konami já havia revelado que o próximo título da série futebolística Pro Evolution Soccer rodaria uma versão modificada da mesma. A pergunta era? O quão bom ficaria?

Hoje as dúvidas foram (um pouco) sanadas. A Konami liberou um teaser de PES 2014 em que mostra o poder da engine em processamento rápido, o que é um respiro e tanto na franquia já que ela usa o mesmo motor desde o PlayStation 2. Particularmente acho que, apesar de mostrar pouco, o resultado ficou muito bom.

continue lendo

emIndústria Vídeos

Com FIFA Street, EA quer conquistar fãs do PES

Por em 23 de fevereiro de 2012

dori_fif_23.02.12

No dia 13 de março a EA Sports colocará nas prateleiras a nova versão do FIFA Street, game que levará as partidas de futebol para as ruas e torna o esporte mais plásticos, com as equipes buscando não apenas gols, mas jogadas que possam humilhar os adversários.

O jogo pode ser considerado apenas uma maneira da Electronic Arts ganhar mais alguns milhões de dólares, mas de acordo com Gary Paterson, diretor criativo do título, ele tem uma missão muito mais importante, conquistar novos fãs.

Esperamos que talvez o último grupo remanescente de jogadores hardcore do PES se interessem pelo FIFA Street. Estivemos na Europa e lá alguns jornalista do PES realmente gostaram do jogo, então esperamos poder usar o FIFA Street para levar algumas pessoas que gostam de jogos de futebol para a família EA Sports.

Além disso, talvez alguns jogadores achem que o FIFA é um pouco intimidador para eles e esperamos que eles estejam procurando uma experiência mais casual. É uma maneira das pessoas terem sua primeira experiência com jogos de futebol e talvez no futuro eles se tornem jogadores do FIFA.

Será que só eu fiquei com a sensação de que o Sr. Peterson sugeriu que em termos de realismo a concorrência não está no mesmo nível da sua franquia? Pois acho que os fãs do futebol da Konami não ficarão muito satisfeitos com o comentário.

[via MCV]

emMiscelâneas

Konami reconhece ter perdido espaço para o FIFA

Por em 11 de novembro de 2011

dori_pes_10.11

Falar sobre a disputa entre as séries FIFA e Pro Evolution Soccer pela preferência dos jogadores é sempre algo complicado. Enquanto uns defendem com unhas e dentes a franquia da Electronic Arts, outros preferem a da Konami, mas se apontar uma delas como a melhor pode ser algo subjetivo, as vendas não deixam dúvidas sobre qual tem a melhor aceitação do público e o próprio responsável pelo PES Team, John Murphy, admitiu que no Reino Unido o concorrente os ultrapassou.

No Reino Unido nos definitivamente perdemos terreno, mas isso não nos dá uma imagem completa de todos os territórios. Penso que houve um pouco de manipulação das estatísticas para influenciar as pessoas. Nós estamos um passo a frente em termos de produto e inovação. Acreditamos que as vendas seguirão isso.

O comentário veio em resposta a uma declaração recente feita por um funcionário da EA que afirmou que o FIFA 12 vendeu 25 cópias para cada uma do PES 2012, que realmente considero exagerada, mas mostra que nesta geração a supremacia dos japoneses deixou de existir. A recepção por parte da mídia também mostra que a EA Sports encontrou o caminho certo para a sua franquia, com a média mais alta ficando em 91, enquanto que o concorrente só alcançou 80.

Para não dizerem que fiquei em cima do muro, este ano optei novamente pelo FIFA, por considerar que nele tenho uma jogabilidade mais refinada e próxima do real, enquanto o PES continua me parecendo algo menos voltado para a simulação e só me incomoda o fato de que apenas os PESistas não reconhecem que a concorrência há anos entrega um produto melhor, trazendo inovações e não apenas um jogo que parece estar na geração passada.

[via MCV]

emComputadores Microsoft Sony

Call of Duty e os jogos anuais

Por em 26 de fevereiro de 2011

Você não sabe onde vai ser, como vai ser, mais sabe que vai ter, franquias anuais fazem parte dos videogames e vão continuar assim por muito tempo. Você sabe que a Activision vai lançar um novo Call of Duty, que vão criar um novo FIFA e um PES para competir entre eles, sabe que vai ter mais um jogo de futebol americano e de golfe. No fim, eles são quase sempre a mesma coisa, claro, gráficos mais refinados, movimentação mais realista e algumas firulas que ninguém liga, mas nada de inovação.

Esse ano tem Call of Duty? Tem sim senhor

O primeiro Call of Duty foi um dos melhores games da época. Mesmo tendo copiando tudo o que pode de Medal of Honor, o segundo introduziu um novo tipo de tiroteio virtual, onde a tensão e ferocidade dos combates predominavam e você só tinha tempo de atirar e correr pela sua vida.

continue lendo

emGames Games Meio Bit Miscelâneas

Games podem ajudar, ou atrapalhar o futebol?

Por em 10 de junho de 2010

dori_pes_09.06.10

Em entrevista à revista Zoo, o jogador do Manchester City e da seleção inglesa, Shaun Wright-Phillips admitiu ser um viciado por videogames e garantiu que os jogos eletrônicos são muito bons para melhorar o desempenho dos jogadores de futebol em campo.

Eles ajudam com a consciência e obviamente, suas reações porque você as usa a todo momento no futebol e quando você termina no campo, está lá jogando o game e é quase a mesma coisa, com exceção de que usará os dedos e não os pés!

Wright-Phillips ainda comparou a jogabilidade frenética do Split/Second aos movimentos feitos em uma partida de futebol, justificando que no jogo de corrida é preciso mudar toda hora de direção e velocidade, desviar de explosões e distrações. E não é que no futebol é assim mesmo?

Embora sua declaração faça um certo sentido, até porque os próprios jogos de futebol podem servir para que um atleta estude o posicionamento e táticas, sua opinião não é bem vista por todos os envolvidos com o futebol. Há alguns anos um auxiliar técnico, também inglês, deu uma declaração jogando a culpa nos videogames pela a eliminação do “English Team” na Eurocopa, já que eles estariam tirando as crianças dos campinhos, o que também não deixa de ter lá sua razão. Mesmo aqui no Brasil, não é difícil encontrar crianças que trocariam uma pelada por umas partidas de Winning Eleven.  

[via CVG]

emMiscelâneas