Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Começa a guerra: Google processa consórcio que entrou com ação contra Android e bota a culpa na Apple

Por em 25 de dezembro de 2013

apple-android-war

Empresas grandes descansam no Natal? Não quando você é o Google e tem uma tremenda dor de cabeça para combater chamada Consórcio Rockstar. Em 2011 o grupo formado pelas gigantes Apple, Microsoft, BlackBerry, Sony e Ericsson adquiriu 6.000 patentes da falecida Nortel por US$ 4,5 bilhões de dólares, sendo que Mountain View tentou também levar o pacote mas ofereceu 100 milhões a menos.

O motivo da corrida atrás dessas patentes era o fato de que a Nortel detinha direitos sobre tecnologias que o Google utiliza tanto em seu motor de busca quando no sistema Android. Como Steve Jobs deixou talhado na pedra que o robozinho verde deveria ser destruído a todo custo ela sabia que caso elas caíssem nas mãos da Apple isso se reverteria de forma negativa para si. O engraçado é que depois de perder a boca, o CLO do Google David Drummond chegou a dizer que o consórcio queria estrangular o Android, quando na verdade a empresa foi chamada para brincar e não quis, pretendendo guardar o doce só para si.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Google Hardware Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

Winamp pode ser salvo aos 48 do 2º tempo por comprador misterioso

Por em 20 de dezembro de 2013

winamp_azul

Há exatamente um mês, a AOL resolveu que manter o Winamp era um desperdício de dinheiro, já que desde que o adquiriu ele não recebeu maiores upgrades. Portanto ela decidiu que hoje, 20 de dezembro o programa encontraria seu fim, não sendo mais disponibilizado e nem atualizado.

Ao contrário do que poderia parecer, num mundo onde há iTunes, Spotify e inúmeros serviços de streaming, o Winamp conquistou fãs fiéis nestes 15 anos. Tanto é que os fãs criaram uma petição online para que a AOL abrisse o código do programa, de modo que a comunidade se comprometeria a continuar seu desenvolvimento. Evidente que como todas as petições, ela não surtiu efeito algum. Para abrir o código a AOL precisaria investir mais dinheiro, e isso é exatamente o que ela não vai fazer.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Destaques Internet Software Web 2.0

Estado de São Paulo adota Google Apps para 4,3 milhões de alunos e professores

Por em 27 de novembro de 2013

google_apps_for_education

Diferentemente do que ocorre nos Estados Unidos e em outros países, nos quais o pacote de serviços online Google Apps é amplamente utilizado por empresas e instituições de ensino, no Brasil, o serviço é muito conhecido pelos usuários e empresas, mas não é adotado em larga escala por instituições de ensino, sejam federais, estaduais ou municipais. Mas este cenário está começando a mudar.

Nesta quarta-feira, o Google Brasil e a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo assinaram um acordo de cooperação através do qual a gigante das buscas oferecerá, a mais de quatro milhões de alunos e 300 mil professores, alocados em mais de cinco mil estabelecimentos de ensino da rede estadual, acesso ao Google Apps for Education de forma totalmente gratuita. De acordo com o Google, esta é a primeira vez no mundo em que a empresa oferecerá esta solução para um grupo tão grande de usuários.
continue lendo

emDestaques Google Internet Microsoft Produtividade Software Telecom Web 2.0

Nova geração comprova: luzes vermelhas causam superaquecimento em consoles

Por em 20 de novembro de 2013

A nova geração de consoles finalmente chegou e, assim como o Jonathan, todos estão dançando de emoção. O PS4 é realmente uma máquina excelente e poderosa e o Xbox One, apesar de menos poderoso, também já mostra suas garras nos primeiros reviews e vídeos após o fim do embargo imposto pela Microsoft.

Lançado no dia 15 de novembro na América do Norte, o PlayStation 4, contrariando qualquer indicação e sugestão de não comprar hardware no Day One, já conseguiu a proeza de ser o maior lançamento da história da Sony, vendendo 1 milhão de unidades nas primeiras 24 horas. Isso supera o Playstation 3 que vendeu em sua estréia 980 mil cópias (no Japão).

Entretanto, a história se repete e mais uma vez um lançamento de consoles está trazendo dor de cabeça para alguns dos consumidores que compraram o aparelho no primeiro dia e o motivo é novamente as famigeradas Red Lights of Death.

RedPS4

Red Line of Death

continue lendo

emIndústria Microsoft Sony

Apple, Microsoft e BlackBerry dão início à “Guerra Termonuclear” contra Google e Android

Por em 1 de novembro de 2013

Impossível não reutilizar essa tirinha

Quando ainda estava vivo, Steve Jobs dizia que o Android era um produto roubado e faria de tudo para aniquilá-lo, nem que isso significasse dar início a uma verdadeira guerra. O fato de que com os passar dos anos iOS e o robozinho verde copiaram um ao outro de forma flagrante é apenas um detalhe, quem tem patentes tem o poder, e é isso o que importa.

O problema é que todo mundo tem um ou outro papel apontado para suas cabeças, daí temos acordos de não-agressão entre Microsoft e Apple, ou os negócios mantidos entre Apple e Samsung no que diz respeito a processadores. No quesito interface, elas só faltam se matar. No fim, dinheiro é tudo o que manda.

E uma diferença de 100 milhões de dólares pode se tornar o estopim de um conflito gigantesco. Em 2011 um consórcio chamado Rockstar adquiriu 6.000 patentes da finada Nortel pela quantia de 4,5 bilhões de dólares, 100 milhões a mais do que Mountain View ofereceu. O grupo é constituído por Apple, Microsoft, BlackBerry, Sony e Ericsson. Ontem, dia em que o Google apresentou o Nexus 5 e o Android 4.4 KitKat, a Rockstar entrou com um processo na corte distrital do estado do Texas processando o Google e sete fabricantes: Samsung, LG, ZTE, HTC, Huawei, Asus e Pantech; em suma, praticamente todo o ecossistema Android com exceção da própria Sony, que curiosamente também é uma fabricante de Androids.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Google Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

Co-fundadores da HTC prometem tablet para breve e um smartwatch “no futuro”

Por em 22 de outubro de 2013

Co-fundadores da HTC, a diretora Cher Wang e o CEO Peter Chou

Em entrevista ao Financial Times, os co-fundadores da HTC Peter Chou e Cher Wang afirmaram que pretendem em breve apresentar um tablet e – wait for it – um smartwatch, sendo mais uma empresa a entrar na guerra dos relógios espertos.

Durante a entrevista Wang e Chou falaram de diversos assuntos, inclusive como a parceria com a Microsoft não anda lá essas coisas: os smartphones com Windows Phone venderam muito pouco, o que segundo o CEO da empresa “a pensar como posicionar o WP8 no mercado”. A possibilidade de instalar o sistema em aparelhos que já contam com o Android poderia ser uma opção, mas nada foi dito a respeito.

OS CEOs afirmaram que pretendem em breve apresentar um tablet que será “bom e estonteante”, já que a empresa não conta com nenhum. A primeira e única tentativa foi com o HTC Flyer, tablet de 7 polegadas lançado em maio de 2011 e exterminado em dezembro do mesmo ano. Já sobre smartwatches, os executivos revelaram que trabalharam anos atrás com a Microsoft num relógio esperto (o que pode acabar aparecendo tendo a Nokia a seu lado; um concorrente do Google Glass já estaria a caminho) mas nunca passaram dos estágios preliminares. O CEO Peter Chou disse que os smartwatches precisam de um propósito e por enquanto nenhum no mercado não são realmente útil. Ainda sim a empresa pretende entrar nesse segmento no futuro.

A HTC tem um hardware de qualidade, caso o nível do HTC One se repita no tablet, não vejo porque ele não daria certo; já um smartwatch é um assunto mais complicado. E claro, os co-fundadores não comentaram nada sobre a possibilidade de lançar um Kindlephone em parceria com a Amazon, o que poderia significar o fim da parceria com o Google (sob contrato, fabricantes não podem lançar aparelhos com forks do Android), apenas se limitaram a dizer que a empresa está “aberta a todas as possibilidades”.

Fonte: TNW.

emComputação móvel Hardware Mercado Planeta Sem Fio Telecom

Microsoft Remote Desktop é lançado para Android e iOS

Por em 18 de outubro de 2013
Notebook com Windows 7 sendo acessado remotamente via iPad

Notebook com Windows 7 sendo acessado remotamente via iPad

Acesso remoto é, desde sempre, uma senhora mão na roda, seja para uso residencial ou, principalmente, comercial. Afinal, na hora de dar suporte aos usuários ou simplesmente resolver algum problema, é muito mais fácil e rápido fazê-lo remotamente do que ter que se deslocar até o equipamento em questão. Se você, assim como eu, tem o costume/necessidade de acessar remotamente computadores rodando Windows com uma boa frequência, principalmente através de algum dispositivo mobile, a Microsoft resolveu dar uma mãe e lançou, nesta quinta-feira, o aplicativo Microsoft Remote Desktop para Android e iOS. Você deve estar se perguntando: e para Windows Phone? Pois é…

continue lendo

emInternet Software Software