Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Apple, Microsoft e BlackBerry dão início à “Guerra Termonuclear” contra Google e Android

Por em 1 de novembro de 2013

Impossível não reutilizar essa tirinha

Quando ainda estava vivo, Steve Jobs dizia que o Android era um produto roubado e faria de tudo para aniquilá-lo, nem que isso significasse dar início a uma verdadeira guerra. O fato de que com os passar dos anos iOS e o robozinho verde copiaram um ao outro de forma flagrante é apenas um detalhe, quem tem patentes tem o poder, e é isso o que importa.

O problema é que todo mundo tem um ou outro papel apontado para suas cabeças, daí temos acordos de não-agressão entre Microsoft e Apple, ou os negócios mantidos entre Apple e Samsung no que diz respeito a processadores. No quesito interface, elas só faltam se matar. No fim, dinheiro é tudo o que manda.

E uma diferença de 100 milhões de dólares pode se tornar o estopim de um conflito gigantesco. Em 2011 um consórcio chamado Rockstar adquiriu 6.000 patentes da finada Nortel pela quantia de 4,5 bilhões de dólares, 100 milhões a mais do que Mountain View ofereceu. O grupo é constituído por Apple, Microsoft, BlackBerry, Sony e Ericsson. Ontem, dia em que o Google apresentou o Nexus 5 e o Android 4.4 KitKat, a Rockstar entrou com um processo na corte distrital do estado do Texas processando o Google e sete fabricantes: Samsung, LG, ZTE, HTC, Huawei, Asus e Pantech; em suma, praticamente todo o ecossistema Android com exceção da própria Sony, que curiosamente também é uma fabricante de Androids.

continue lendo

emApple e Mac Computação móvel Comunicação Digital Google Internet Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Web 2.0

Co-fundadores da HTC prometem tablet para breve e um smartwatch “no futuro”

Por em 22 de outubro de 2013

Co-fundadores da HTC, a diretora Cher Wang e o CEO Peter Chou

Em entrevista ao Financial Times, os co-fundadores da HTC Peter Chou e Cher Wang afirmaram que pretendem em breve apresentar um tablet e – wait for it – um smartwatch, sendo mais uma empresa a entrar na guerra dos relógios espertos.

Durante a entrevista Wang e Chou falaram de diversos assuntos, inclusive como a parceria com a Microsoft não anda lá essas coisas: os smartphones com Windows Phone venderam muito pouco, o que segundo o CEO da empresa “a pensar como posicionar o WP8 no mercado”. A possibilidade de instalar o sistema em aparelhos que já contam com o Android poderia ser uma opção, mas nada foi dito a respeito.

OS CEOs afirmaram que pretendem em breve apresentar um tablet que será “bom e estonteante”, já que a empresa não conta com nenhum. A primeira e única tentativa foi com o HTC Flyer, tablet de 7 polegadas lançado em maio de 2011 e exterminado em dezembro do mesmo ano. Já sobre smartwatches, os executivos revelaram que trabalharam anos atrás com a Microsoft num relógio esperto (o que pode acabar aparecendo tendo a Nokia a seu lado; um concorrente do Google Glass já estaria a caminho) mas nunca passaram dos estágios preliminares. O CEO Peter Chou disse que os smartwatches precisam de um propósito e por enquanto nenhum no mercado não são realmente útil. Ainda sim a empresa pretende entrar nesse segmento no futuro.

A HTC tem um hardware de qualidade, caso o nível do HTC One se repita no tablet, não vejo porque ele não daria certo; já um smartwatch é um assunto mais complicado. E claro, os co-fundadores não comentaram nada sobre a possibilidade de lançar um Kindlephone em parceria com a Amazon, o que poderia significar o fim da parceria com o Google (sob contrato, fabricantes não podem lançar aparelhos com forks do Android), apenas se limitaram a dizer que a empresa está “aberta a todas as possibilidades”.

Fonte: TNW.

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Microsoft Remote Desktop é lançado para Android e iOS

Por em 18 de outubro de 2013
Notebook com Windows 7 sendo acessado remotamente via iPad

Notebook com Windows 7 sendo acessado remotamente via iPad

Acesso remoto é, desde sempre, uma senhora mão na roda, seja para uso residencial ou, principalmente, comercial. Afinal, na hora de dar suporte aos usuários ou simplesmente resolver algum problema, é muito mais fácil e rápido fazê-lo remotamente do que ter que se deslocar até o equipamento em questão. Se você, assim como eu, tem o costume/necessidade de acessar remotamente computadores rodando Windows com uma boa frequência, principalmente através de algum dispositivo mobile, a Microsoft resolveu dar uma mãe e lançou, nesta quinta-feira, o aplicativo Microsoft Remote Desktop para Android e iOS. Você deve estar se perguntando: e para Windows Phone? Pois é…

continue lendo

emInternet Software Software

Google Chrome continuará dando suporte ao Windows XP até 2015

Por em 18 de outubro de 2013
Sistema operacional ficou famoso pela tela azul da morte (Imagem: Ordinary Times)

Sistema operacional ficou famoso pela tela azul da morte (Imagem: Ordinary Times)

Sempre que o fim do suporte a um sistema operacional é anunciado, infelizmente, poucos usuários se preocupam com os desdobramentos. Quando o OS em questão tem nada menos que 12 anos e, ainda assim, abocanha mais de 20% de participação no mercado, sendo o segundo mais utilizado no mundo, a situação fica ainda mais crítica, uma vez que ele deixará de receber qualquer atualização, até mesmo de segurança. O sistema operacional em questão é o Windows XP, que deixará de receber atualização da Microsoft em 8 de abril de 2014 pela gigante de Redmond.

continue lendo

emDestaques Google Internet Software

Amazon e HTC podem ter se unido para criar o Kindlephone

Por em 17 de outubro de 2013

kindle-hdx

Apesar de ter alcançado bons resultados no mercado de tablets já que seus Kindles HD e HDX batem de frente com a linha Nexus do Google, a Amazon nunca tinho sido clara o suficiente se pretendia ou não entrar no mercado de smartphones. Porém segundo o jornal Financial Times, a empresa de Jeff Bezos pode estar em vias de fechar uma parceria com a HTC para lançar um linha de três modelos ainda em 2013, ao contrário do cronograma inicial que previa seu lançamento no início de 2014.

Há indícios que apesar das negociações estarem adiantadas, Bezos pode muito bem não fechar o negócio e pior, tal acordo poderia levar a um fim do contrato da HTC com o Google, já que a Open Handset Alliance, a tabula rasa do Android proíbe qualquer fabricante parceiro de fabricar modelos de smartphones que rodem forks do robozinho verde tais como o Kindle OS, pois assinaram um compromisso de “não-fragmentação” do sistema.

Algo parecido aconteceu com a Acer tempos atrás quando ela anunciou um aparelho que rodava um fork, o Aliyun OS da Alibaba, a rede varejista chinesa que nega o fato até hoje. O Google teria ameaçado a fabricante com o fim da parceria caso não abortasse seu programa de dar suporte ao sistema chinês. A HTC não está muito bem de saúde, mas ela também teria sido sondada pela Microsoft a instalar o Windows Phone em aparelhos já existentes. Como muito provavelmente a Amazon não vai abrir mão do Kindle OS, um lançamento de um smartphone seu pela HTC significaria um pé na bunda automático do Android, limitando a HTC à Amazon e caso se torne verdade, ao WP8.

A HTC tirou o seu da reta, dizendo apenas que está aberta a negócios com outras empresas de tecnologia. A Amazon já havia dito tempos atrás que não pretendia entrar no mercado de smartphones, mas considerando que os tablets Kindle estão indo muito bem, Bezos seria um tolo se não aproveitasse a oportunidade.

Fonte: Ars Technica.

emComputação móvel Comunicação Digital Google Hardware Mercado Planeta Sem Fio Software

Microsoft desistiu do Youtube no Windows Phone?

Por em 8 de outubro de 2013

Microsoft vs. Google

E a novela do app do Youtube para Windows Phone continua.

Depois do Google bloquear o primeiro aplicativo, alegando que o mesmo permitia o download de vídeos e não exibia anúncios, Microsoft e Google deram as mãos e saíram saltitando felizes, desenvolvendo em conjunto um app que deixaria ambos felizes.

continue lendo

emMobile Software

Primeiras impressões do Lumia 1020 no stand da T-Mobile na IFA em Berlim

Por em 12 de setembro de 2013

lumia_1020_hands_on_1

Apesar da Nokia não ter tido uma presença oficial na IFA em Berlim, o Lumia 1020 podia ser visto e usado no stand da T-Mobile, em uma demonstração com um cenário de uma maquete elaborada, criada sob medida para os testes com a câmera de 41 megapixels, que mesmo sem ter zoom óptico, é capaz de tirar fotos sensacionais.

Ele é bem grande, e com o acessório Camera Grip, parece mais uma câmera, do que um smartphone, o que é mais do que compreensível, pois a lente Carl Zeiss, o flash LED e o flash Xenon se sobressaem no design. O resultado das imagens feitas com ele é impressionante, mesmo em um ambiente controlado. Para quem trabalha com cobertura de eventos, o Lumia 1020 é uma espécie de Santo Graal. Além da câmera, é impossível deixar de elogiar o programa Nokia Pro Camera, que torna simples selecionar qualquer configuração do aparelho.

O Lumia 1020 tem processador Snapdragon S4 dual-core de 1,5 GHz e 2 GB de RAM, o que é mais do que suficiente para rodar bem qualquer aplicativo do Windows Phone 8 e dar conta da câmera, que é realmente a principal razão da existência deste aparelho. A tela AMOLED de 4,5 polegadas tem uma resolução de 1280×768 pixels com densidade de 332 pixels por polegada e é coberta por Gorilla Glass 3, além de contar com um filtro polarizador para facilitar a visão sob a luz do sol.

continue lendo

emFotografia Hardware Mobile