Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Viajem comigo: E se a Microsoft adotasse os games no XBox One como um serviço?

Por em 24 de maio de 2013 - 11 Comentários

JB_Halo_27_jpg_436x242_crop_upscale_q85

Vamos contar uma história: Em 2005 a Microsoft lança seu novo videogame, o XBox 360, que trouxe inovações em sua rede online e motivou outras empresas a criarem serviços semelhantes ou melhorarem os já existentes. Tudo ia tranquilo até que em 2008 outra novidade apareceu: a NXE (New XBox Experience) foi divulgada e trouxe uma cara diferente à dashboard do console. Junto com ela, começaram a aparecer alguns aplicativos como Facebook, Twitter e Zune.

Mais tarde, a Microsoft começaria a lançar mais serviços online como os canais da IGN, NFL e streaming de filmes com o HULU e o Netflix. Hoje, temos uma infinidade de serviços para todos os gostos disponíveis na XBox Live.

continue lendo

emIndústria Microsoft

Nova propaganda da Microsoft usa a Siri para declarar vencedor um tablet da Asus

Por em 23 de maio de 2013 - 8 Comentários

Nada como usar a força do inimigo contra ele mesmo, como já dizia A Arte da Guerra: a Microsoft parece adorar reviver os melhores dias da famosa campanha publicitária da Apple “Get a Mac”, que ficou mais conhecida como “I’m a Mac / I’m a PC”, para promover o Windows (Phone) 8.

No vídeo acima, entitulado “Less talking, more doing” e bastante semelhante ao belo comercial musical do iPad mini no evento da Apple, ouvimos a Siri se desculpando pelas limitações de um iPad que está ao lado do tablet Windows 8 da Asus, o VivoTab Smart. Para complementar a campanha, os dois tablets também ganharam uma bela tabela comparativa feita pela própria Microsoft.

O interessante dessa nova peça publicitária é ver a Microsoft colocando os tablets Windows 8 como rivais naturais aos iPads, desconsiderando totalmente os aparelhos Android que ao menos foram ilustres figurantes naquela briga no casamento promovida pela Nokia: embora os tablets Android tenham tido um belo crescimento nas vendas, a fabricante líder entre os tablets ainda continua sendo a Apple, com pouco menos de 40% das vendas no 1º trimestre de 2013.

Entre janeiro e março do presente ano, podemos notar que o iOS deixou de ser líder como sistema operativo em tablets, cedendo o 1º lugar conquistado ainda em 2010 para a infinidade de pranchetas eletrônicas com Android, um mercado em crescimento que a Microsoft não deveria ignorar. E é sempre bom lembrar que, mesmo o Windows Phone 8 contando com aparelhos fantásticos como o Lumia 928, no lado tablet da coisa, a Microsoft possui apenas 7,4% do mercado.

O tio Laguna acha que a Microsoft deveria ter cutucado algum tablet Android também, mas provavelmente a Big M não iria querer comprar briga com as coreanas ou mesmo fazer propaganda gratuita da Sony, sua concorrente nos videogames.

[Fonte: NDTV Gadgets.]

emApple e Mac Mercado Microsoft Miscelâneas Mundo Estranho Propaganda & Marketing Publicidade

Após apresentação do XBox One, ações da Sony disparam

Por em 21 de maio de 2013 - 38 Comentários

microsoft-sony-stock-done-2

A Microsoft finalmente apresentou o tão aguardado XBox One, a nova versão do console que será o sucessor do XBox 360, no mercado desde 2005.

Ele vai trazer recursos muito interessantes, como um processador de oito núcleos, memória de 8 GiB do tipo DDR3, Blu-ray, integração com o Skype, além do Kinect 2 com câmera de 1080p que captura vídeos em 30 fotogramas por segundo.

Bacana né? Então… aparentemente os investidores da Microsoft esperavam muito mais do novo videogame. Assim que o novo produto foi anunciado, as ações da Microsoft caíram 0,66 %. Já os papéis da concorrente Sony dispararam, acumulando uma alta de 9,25 %, fechando o dia valendo US$ 22,91.

continue lendo

emIndústria Microsoft Sony

Microsoft segue cartilha da Apple e lança player exclusivo para evento de amanhã

Por em 20 de maio de 2013 - 24 Comentários

wp_ss_20130520_0015

Uma das coisas que mais irritava o pessoal que já não gostava da atitude esnobe dos MacFags era que nós podíamos ver eventos da Apple de nossos iPhones e iPads, enquanto eles reles mortais tinham que acompanhar streaming capenga do Engadget.

Agora parece que a Microsoft resolveu repetir a estratégia, e lançou uma App para Windows Phone da qual poucos privilegiados acompanharão ao vivo o lançamento do Novo XBox amanhã,

Se você tiver um Windows Phone, pode baixar a app gratuita daqui. Se não tiver, pode acompanhar o Meio Bit e nosso LiveStreaming capenga, 1h ou 2h da tarde, não sei exatamente, fuso horário sempre me confunde.

E não, não creio que vão limitar o streaming somente ao pessoal do Windows Phone. Devem liberar para o Windows 8 também. Ha Ha.

 

Atualização: Acompanhe as novidades pelo Twitter do Meio Bit Games.

 

emHardware Indústria Microsoft

Rumor: segundo a Microsoft, novo XBox não exigirá conexão constante à internet

Por em 6 de maio de 2013 - 5 Comentários

360

Depois de toda a pataquada envolvendo o senhor Adam “Always On” Orth que resolveu falar mais do que devia (e cortou sua própria cabeça por isso), a Microsoft não mencionou nada a respeito de se seu próximo XBox exigiria conexão constante à internet. Até agora.

continue lendo

emIndústria Microsoft

MacBook Pro: o melhor amigo do Windows (sério)

Por em 26 de abril de 2013 - 32 Comentários

Haters so gonna hate. Imagine que você esteja procurando um notebook-pc novo. Sua preocupação é exclusivamente a performance, sem apego com relação a marcas. Segundo uma empresa chamada Soluto, sua busca acabou: compre um MacBook Pro de 13″.

macbook-pro-best-performing-small

Não é piada, um teste foi realizado e tudo. Dell, Lenovo e Acer foram os principais concorrentes mas ficaram comendo poeira. Segundo a empresa que realizou o teste, de certa forma a competição é injusta pois o MacBook não vem com Windows por padrão, demandando sempre uma instalação limpa. Já o clean install dos fabricantes de PCs vem carregado de crapware, deteriorando a performance até mesmo de uma máquina nova.

Isso de certa forma invalidaria o próprio teste, pois como você pode verificar aqui, aparentemente não há qualquer padrão sobre o SO instalado ou sobre o hardware das máquinas testadas. Umas tem HDD, outras SSD, quantidades variáveis de memória, etc. O resultado é encontrado com o Soluto Score™, que mede a performance da máquina segundo cinco quesitos básicos, entre eles crashes por semana, tempo médio de boot e quantidade de telas azuis da morte no período. Um complexo algoritmo é aplicado e o resultado final é calculado.

macbook-pro-best-performing-top-ten-small

Considerando o preço dos MacBooks, é estúpido comprar um deles apenas para rodar Windows. O ganho de performance não é significativo em relação a uma máquina PC com as mesmas configurações. A única vantagem é colocar a foto de um Mac rodando Windows no Instagram e depois começar a contar a quantidade de hipsters que começam a se cortar em seguida. Por isso, talvez valha a pena pagar tão caro.

Via CNET pelo twitter do @ricardofraga.

emApple e Mac Hardware Microsoft

Comendo pelas beiradas Microsoft abocanha 7,5% do mercado de tablets

Por em 26 de abril de 2013 - 45 Comentários

balmer

Pode parecer pouco, mas 7,5% pode ser um número bem significativo. É o percentual da Apple no mercado de sistemas operacionais não-mobile, e se tivesse 7,5% da Luciana Vendramini eu não reclamaria.

Em um mercado crescente como o de tablets isso significa mais de 3 milhões de unidades de Surfaces Pro e RT. Não é a cachoeira de vendas que esperavam, mas é suficiente para colocar o Windows 8 no mapa, como 3º player, deixando pra trás sistemas menores e comendo uma bordinha de pizza do iOS e do Android. No mínimo é bem mais confortável do que a posição da empresa no mercado de sistemas operacionais mobile.

Reza a lenda que a Microsoft planeja mais tablets, inclusive em formatos menores. Acho questionável. O grande ponto de venda do Surface não é ser um concorrente do iPad, e sim ser um PC Windows 8 completo, sem abrir mão de recursos e performance. Ele nunca será um iPad ou um Galaxy Tab, ele é feito para quem quer um PC em formato de tablet e quer pagar por isso.

Por isso mesmo o número de 7,5% é surpreendente, pois são 7,5% de um nicho quase estranho ao Surface, que a rigor compete com ultrabooks. Será o suficiente para manter o produto flutuando? Sinceramente não sei.

emComputação móvel