Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Facebook quer saber como anda a sua saúde

Por em 3 de outubro de 2014

facebook

O Facebook já sabe quase tudo sobre sua vida. Quem são seus amigos, quais são seus gostos, seus lugares favoritos, basicamente todos os seus assuntos de interesse. Agora a rede social se prepara para aprender uma nova coisa sobre você: saber como vai sua saúde.

continue lendo

emSoftware Web 2.0

É famoso? Então o app Facebook Mentions é para você

Por em 18 de julho de 2014

facebook-mentions-001

Às vezes fica difícil entender o que se passa pela cabeça de Mark Zuckerberg no que diz respeito ao cenário mobile. É fato notório que ele abomina a plataforma, o Facebook foi mirado para smartphones e tablets por força de demanda, já que sua intenção era que ele permanecesse ligado apenas a desktops. Isso posto, parece que ele faz questão que seus apps sejam verdadeiros vampiro de bateria.

Digo “apps” pois como se não bastasse o Facebook comer recursos como a Magali, ele começou a fracionar funcionalidades em aplicações separadas (que torturam a bateria ainda mais). Temos o Messenger, o Paper, o Slingshot e o quase esquecido Home. Teve até o Poke, um app de cutucadas que não viveu muito. Agora a mais nova aplicação foi lançada, mas diferente das outras vezes ela não é para o bico da maioria das pessoas.

continue lendo

emComputação móvel Internet Miscelâneas Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

O bizarro experimento de manipulação emocional do Facebook

Por em 30 de junho de 2014

facebook

Uma das coisas que carece em demasia no Facebook é ética. Isso não é novidade, a empresa do Mark Zuckerberg faz bilhões vendendo todo o nosso comportamento social na rede aos mais diversos clientes, de uma forma tão ou mais flagrante do que o Google – esse ao menos nos retorna serviços. A fraude da venda legal de likes da rede social mostrou como ela ganha dinheiro com os anúncios exibidos para qualquer um: como as curtidas vem de usuários que não interagem e seu post só aparece para mais usuários conforme seu engajamento, você está literalmente jogando dinheiro fora.

E agora foi revelada mais uma tramoia do Facebook: pelo menos uma vez a rede social manipulou os feeds de milhares de usuários, de modo a gerar uma resposta específica.

continue lendo

emComputação móvel Internet Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

Instagram suspende conta de mãe que postava fotos dos filhos

Por em 24 de junho de 2014

instagram

A paranoia do Facebook com “fotos indevidas” continua e se alastra para suas empresas co-irmãs, como dizia Vicente Matheus. A campanha da filha de Bruce Willis em liberar os peitos na internet depois que sua foto foi exterminada do Instagram obviamente não dará em nada, visto que os estagiários do Zuck foram adestrados a remover qualquer imagem erótica de seus serviços ou pior, que remotamente pareça erótica. Que o diga a dona do cotovelo sexy. Seios são um problema, visto que só agora estão revendo a política de remover fotos de mães amamentando. Já sobreviventes de mastectomia total não podem exibir suas cicatrizes, a ideia de nudez é forte demais.

Tão forte que os paspalhos do Facebook entendem que uma foto de uma criança postada pela mãe é harām.

continue lendo

emComputação móvel Destaques Internet Planeta Sem Fio Telecom Web 2.0

Facebook prepara-se para oferecer serviços financeiros

Por em 15 de abril de 2014

facebook-money

E a moda da vez dos serviços mobile é oferecer serviços financeiros através de suas próprias ferramentas. A ideia aqui seria não depender de PayPal, Boa Compra e similares e dar ao usuário a opção de realizar suas transações de modo direto. No ano passado o Google integrou o Wallet ao Gmail, permitindo enviar grana a migos ou pagar contas diretamente com uma taxa de 2,9% ao mês. A Apple também admitiu que o Touch ID também seria utilizado para pagar contas embora ainda não tenha implantado nada do tipo, algo que a Samsung já fez com o Galaxy S5 em parceria com o PayPal.

O próximo a entrar na brincadeira sem muita surpresa é o Facebook, já que ultimamente Mark Zuckerberg está atirando para todos os lados.

continue lendo

emComputação móvel Internet Software Telecom Web 2.0

John Carmack expõe seus pensamentos sobre a aquisição da Oculus VR pelo Facebook

Por em 31 de março de 2014

carmack-rift

A Oculus VR está passando por maus bocados desde que foi anunciada sua aquisição pelo Facebook. A turma dos financiadores paranoicos que veem em Mark Zuckerberg o próprio diabo estão enchendo o saco da startup, que pôde tirar o Oculus Rift do papel graças ao Kickstarter. O problema é que essa gente que não entende o conceito de DOAÇÃO está exigindo o dinheiro de volta e chegou ao cúmulo de ameaçar o staff e até mesmo os seus familiares de morte, exigindo a reversão do trato.

O fundador da Oculus Palmer Luckey expressou sua indignação no Reddit, dizendo que a empresa esperava tal reação negativa por parte do público “durante um curto espaço de tempo, mas nunca imaginávamos que iríamos receber tantas ameaças de morte e telefonemas que se estendem até as nossas famílias”. Ainda que muita gente que não tenha gostado do acordo concorde com Luckey que essa situação é inadmissível por envolver gente que não tem nada a ver com o acessório, por outro lado outros imbecis acham as ameaças justificáveis pela startup “ter traído seus consumidores”.

No meio desse caos todo o CTO da Oculus John Carmack, talvez um dos programadores da indústria dos games mais respeitados da história finalmente resolveu falar o que pensa acerca do negócio. Desde semana passada ele já vem tuitando que acredita que o Facebook ajudará a Oculus VR em problemas de escala graças ao gordo financiamento, mas não acredita que a companhia vá meter o nariz na startup e exercer controle abusivo, o que seria fatal para o acessório.

continue lendo

emAcessórios Computação móvel Cultura Gamer Destaques Hardware Indústria Internet Telecom Web 2.0

Look Back: já é possível editar o vídeo dos 10 anos do Facebook

Por em 6 de fevereiro de 2014

facebook_video_a_look_back

Os vídeos Look Back, criados para comemorar os 10 anos do Facebook, se tornaram uma verdadeira febre, invadindo as timelines de praticamente todo mundo que eu conheço. Até agora, o esquema era totalmente engessado, e quem não tinha gostado do seu vídeo, simplesmente não tinha como editá-lo. A partir de agora, isto já é possível, pois o Facebook lançou uma funcionalidade que permite a escolha das fotos e dos updates mais significativos.

Para editar o seu vídeo, basta clicar no novo botão “Editar” (não diga!) pra fazer a sua escolha. Infelizmente a liberdade não é total, e você precisa escolher dentro de algumas opções pré-definidas pelo Facebook. Também não dá pra trocar aquela música insuportável chata, mas pelo menos é possível retirar algumas fotos ou frases constrangedoras, se este era o seu caso.

Para criar ou editar o seu vídeo, é só acessar a página do Look Back. Depois de fazer suas escolhas, é só apertar o play para visualizar o vídeo com as alterações em tempo real. Na hora de compartilhar, o vídeo é salvo com as suas mudanças (o vídeo só é divulgado depois que a nova renderização fica pronta).

Se você não gosta do Look Back e não aguenta mais ver este vídeo e ouvir a tal música, saiba que também compartilho de um sentimento parecido, mas não podia deixar de contar essa novidade pra quem gostou desta brincadeira do Mark Zuckerberg e sua equipe. E se você por acaso é leitor do MB e ainda não curtiu a nossa página no Facebook, aproveite para se redimir deste erro agora mesmo.

Fonte: TechCrunch.

emInternet Web 2.0