Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

FIFA 15 e o bizarro mercado brasileiro de games

Por em 13 de outubro de 2014

fifa-15

Eu adoro jogos de futebol e como tenho feito pelas últimas temporadas, dessa vez optei novamente pela versão para PC do FIFA. O que me levou a escolher essa plataforma foram dois detalhes bastante importantes, sendo o primeiro deles o fato desta edição ter sido feita na engine Ignite, ao contrário do que aconteceu no PlayStation 3 e Xbox 360, além do preço, consideravelmente menor que nos consoles e é exatamente sobre este último aspecto que gostaria de falar.

Embora o FIFA 15 esteja disponível no Origin já há três semanas, somente a partir de hoje poderei visitar os gramados virtuais do game e isso acontecerá porque só agora recebi o meu disco do game. Mas com a distribuição digital tão acessível atualmente, por que eu acabei decidindo comprar o jogo fisicamente, você deve estar se perguntando. Eu explico.

continue lendo

emComputadores Destaques Games Indústria

A Lenda do Herói, o promissor jogo dos irmãos Castro

Por em 25 de julho de 2014

a-lenda-do-heroi

Nas muitas andanças feitas pela internet, é bem provável que você já tenha se deparado com algum vídeo de Marcos e Matheus Castro, dois irmãos talentosíssimos que conquistaram muitas pessoas ao criar diversos clipes homenageando os videogames, como por exemplo aquele fantástico RPG do Faroeste Caboclo.

Entre os vários sucesso da dupla está A Lenda do Herói, uma série composta por três episódios e que como o nome sugere, narra as aventuras de um bravo guerreiro, mas sempre com muito humor e inúmeras referências ao mundo dos games.

Criados com belíssimas animações em 2D feitas por Ronnie Pedra, Renato Rossarola e o ilustrador Caio Yo, todos que assistiam aqueles vídeos logo sentiam vontade de jogar algo naquele estilo e após uma chuva de pedidos, existe uma grande possibilidade de que o projeto se torne realidade.

continue lendo

emComputadores Games

Parceria entre BoaCompra e EA facilita compras no Origin

Por em 22 de julho de 2014

gol-da-alemanha

Você conhece o FIFA World? O jogo é uma tentativa da EA de explorar mercados emergentes, oferecendo um game gratuito de futebol e que claro, tenta obter lucro através de microtransações. O grande problema é que aqui no Brasil precisávamos de um cartão de crédito internacional para gastar nele. Precisávamos.

Através de uma parceria com o BoaCompra, agora os jogadores possuem diversas opções para pagar por suas aquisições no título, que pelo menos por aqui ainda pode ser chamado de free-to-play e o melhor de tudo é que a novidade não vale apenas para este jogo, mas para todo o catálogo do Origin.

continue lendo

emComputadores Games

Empresa diz que mercado brasileiro de games está esfriando

Por em 11 de julho de 2014

vendas-brasil

Há poucos dias a Neewzoo publicou um estudo onde dizia que o Brasil seria o 11º maior marcado consumidor de games do mundo, estimativa que muitos consideravam um pouco pessimista, mas se o que outra empresa de pesquisa de mercado disse estiver correto, o problema talvez nem seja a posição em que estamos num ranking mundial.

Levando em consideração apenas as distribuições digitais e tendo analisado quase nove milhões de transações de 3,4 milhões de jogadores, a Superdata chegou a conclusão de que depois de vários anos expandindo, nosso mercado entrou num período de desaceleração, ao contrário do que está sendo registrado nos países vizinhos.

continue lendo

emGames Indústria

Brasil é o 11º país onde mais se gasta com games

Por em 25 de junho de 2014

newzoo-latam-2014

A Newzoo, empresa especializada no mercado de games, publicou um novo estudo sobre a indústria e ele trouxe uma série de informações bastante interessantes sobre como os gastos estão divididos pelo mundo, inclusive passando uma imagem mais precisa sobre o nosso país.

Com cerca de 7,2 bilhões de pessoas no planeta, 1,8 bilhão delas seriam jogadores e a previsão é de que somente este ano sejam gastos mais de US$ 82 bilhões com jogos eletrônicos, sendo que desses, US$ 1,34 bilhão viria do Brasil.

continue lendo

emGames Indústria

Brasil, o novo paraíso para os jogos free-to-play

Por em 24 de abril de 2014

dota-2

Com a atenção dada por Sony e Microsoft ao Brasil (a Nintendo em menor escala), além de muitos jogos chegando ao país em português, nosso mercado tem crescido a olhos vistos, mas de acordo com a empresa de pesquisa de mercado, Interpret, são os jogos gratuitos que mais tem aproveitado essa oportunidade.

Segundo um levantamento realizado por eles, hoje cerca de 51,5 milhões de brasileiros entre 13 e 65 são gamers e desses, 17 milhões, ou 33%, costumam se dedicar aos free-to-play.Tal número seria 20% superior ao registrado no ano anterior, mostrando que o modelo de negócios tem ganhado força, mas o que mais impressiona é a quantidade de dinheiro que essas pessoas deverão gastar nesses jogos, algo em torno de US$ 470 milhões.

continue lendo

emComputadores Games Indústria

Zeus, o jogo cancelado que se passaria num Rio pós-apocalíptico

Por em 24 de março de 2014

rio-de-janeiro

A Volition possui alguns jogos bem interessantes em seu portfólio, como a série Red Faction e o The Punisher, mas eles sempre serão lembrados pelos títulos da franquia Saints Row, especialmente os dois últimos. O que que ninguém sabia era que o estúdio estava trabalhando em outro game que poderia ser bastante interessante, principalmente para nós brasileiros, já que ele se passaria no Rio de Janeiro.

Com seu desenvolvimento acontecendo para o Xbox One e PlayStation 4, o projeto que vinha sendo chamado internamente de Zeus nos colocaria num mundo aberto pós-apocalíptico que recriaria a Cidade Maravilhosa e naquela terra sem lei, a ideia era fazer do jogo uma espécie de faroeste moderno.

Certo ou errado, sabemos que poderíamos ter feito aquele jogo, mas aquilo levaria muito tempo. Não seria a coisa certa a se fazer,” disse o produtor sênior da empresa, Greg Donovan, para justificar o cancelamento do projeto.

O executivo revelou que algumas pessoas da equipe ficaram frustradas com o cancelamento, mas acha bom eles terem encerrado o desenvolvimento quando ele ainda estava no início e no fim das contas, a experiência adquirida com o Zeus deverá servir para melhorar o próximo jogo que lançarem, uma produção que estão tratando com todo o segredo e que espero, não seja apenas um novo Saints Row.

É uma pena, pois eu realmente gostaria de ver como seria explorar um Rio de Janeiro completamente destruído (o que dizem, não está muito longe de acontecer na vida real), mas todos nós sabemos que tal jogo certamente teria uma péssima repercussão por aqui e no mínimo acho que o pessoal da Volition se livrou de uma chuva de críticas por parte da imprensa brasileira.

Fonte: Shacknews.

emMiscelâneas