Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

Agora ficou sério: a NASA, Autodesk e outros se unem para guerrear contra o Japão

Por em 19 de agosto de 2015 - Nenhum Comentário

giantrobotactivate

No começo do ano um grupo dos EUA chamado MegaBots construiu um robô gigante de combate, e seguindo a tradição desafiaram o Kuratas, um robô criado pela Suidobashi, uma indústria japonesa. Eis o desafio:
continue lendo

emDestaque Destaques Engenharia Hardware Robótica

Tecnologia: desencravador de unhas japonês

Por em 18 de julho de 2015 - 27 Comentários

w_1_0001137_nail-cutter-large

Unhas humanas são um daqueles resquícios evolucionários que assim como cunhados são completamente inúteis mas não vão embora tão cedo. Depois que descemos das árvores perdemos a necessidade de nos fixar em superfícies verticais. Também não servem para defesa, a única unha útil é a do mindinho, que trocador de ônibus deixa crescer pra tirar cera do ouvido.
continue lendo

emBiologia Miscelâneas Mundo Estranho

Um hotel operado por robôs. Sim, Japão, claro.

Por em 17 de julho de 2015 - 29 Comentários

Two front desk robots greet a hotel employee, right, demonstrating how to check in for the media at robot hotel "Henn na Hotel" in Sasebo, western Japan, Wednesday, July 15, 2015. (AP Photo/Shizuo Kambayashi)

A relação do Japão com robôs é mais forte do que a com tentáculos, só perde para a relação que envolve robôs com tentáculos. Os japoneses adoram a idéia de máquinas nos ajudando, mesmo que a realidade ainda esteja longe do ideal. Fukushima foi um bom exemplo, simplesmente não existia nenhum robô capaz de entrar no usina e desligar os reatores.

A grande diferença do Japão pro resto do mundo é que eles usam a tecnologia existente sempre que possível, como é o caso do hotel Henn Na, em Sasebo. O conceito é um hotel ecologicamente responsável (argh), operado totalmente por robôs, onde toda sua estadia é feita sem contato humano. Misantropos aprovam.
continue lendo

emHardware Robótica

Monte Fuji agora terá Wi-Fi grátis

Por em 8 de julho de 2015 - 26 Comentários
Laguna_Monte_Fuji_Wi-Fi

Fuji-san, um dos mais belos vulcões adormecidos do Japão (crédito: Engadget)

Se há algo de bom que os smartphones nos trouxeram foi a possibilidade de tirar fotos e compartilhá-las imediatamente nas redes sociais. Muita gente parece viajar só para tirar essas fotografias e fazer inveja aos amigos.

Só há um problema: nem todo lugar possui conectividade, em especial aqueles mais extremos. Um belo exemplo é o Monte Everest que, embora tenha recebido 4G graças aos esforços da Huawei e China Mobile, não possui praticamente conectividade alguma acima dos 5.200 metros de altitude. Para casos assim, o jeito é levar equipamento profissional mesmo, com conexão via satélite. E torcer para sair vivo dali.

Melhor tentarmos um meio-termo, uma montanha menor e até mais bonita. No caso, o Monte Fuji no Japão. Para o aventureiro que não quer pagar as taxas imorais de roaming 4G, os japoneses inaugurarão nesta sexta-feira (10/07) pontos de acesso Wi-Fi no maior pico do país.
continue lendo

emDestaques Geologia Planeta Sem Fio Wireless e Redes

BSP60, o simpático speaker Bluetooth dançarino da Sony

Por em 25 de junho de 2015 - 18 Comentários

sony-bsp60

A Sony, talvez a companhia japonesa mais querida de todas por ter nos dado do Walkman ao PlayStation possui uma linha de áudio muito boa, com uma atenção toda especial a acessórios para dispositivos móveis. Seus speakers Bluetooth são muito bons, e a empresa se preocupa ao ponto de torna-los inclusive à prova d’água para o usuário leva-lo a qualquer lugar.

Isso não os impede de inventar, entretanto: durante a MWC a empresa apresentou o BSP60, um simpático alto-falante com reconhecimento de voz, assistente virtual e otras cositas más.

continue lendo

emAcessórios Áudio

Não existe almoço grátis: Japão terá 770 mil toneladas de painéis solares tóxicos em 2040

Por em 25 de junho de 2015 - 127 Comentários

slide_3589_50981_large

Para todos os fins práticos energia solar é um recurso infinito, inesgotável. Mesmo que toda a área do planeta fosse coberta com coletores solares se precisássemos de mais, é só montar coletores no espaço. O uso máximo disso é a Esfera Dyson, uma proposta onde uma esfera do tamanho da órbita da Terra seria construída em volta de uma estrela, captando 100% da energia emitida, ou 2,5 × 10todos watts.
continue lendo

emDestaque Destaques Energia Hardware

Arqueologia: TEAC O’Casse Open Cassette

Por em 19 de junho de 2015 - 55 Comentários

teac

Muito, muito tempo atrás havia 3 formas de ouvir música: no rádio, com um locutor chato falando no meio, com LPs e com fitas cassette. Nenhuma delas era realmente portátil (o rádio era mas não on demand). As fitas K7 eram pequenas e práticas, mas os players eram desajeitados e grandes, até que em 1979, para alegria do Starlord a Sony lançou o Walkman e tudo mudou.
continue lendo

emÁudio Hardware