Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Um celular na mão e uma ideia na cabeça… em GTA V

Por em 24 de janeiro de 2014

gta-v-photos-006

Convenhamos que Grand Theft Auto V se tornou um game que ultrapassou todas as escalas possíveis e imagináveis. Mais do que um game, o título da Rockstar está sendo considerado um fenômeno cultural. Mesmo quem não é fã da sandboxes, que não gosta de games violentos ou até mesmo não dá a mínima para videogames ao menos mostrou certo interesse nesse game, que se tornou a obra midiática mais lucrativa da história.

Mesmo pessoas que trabalham em ramos que nada tem a ver com videogames se sentiram atraídos pelo belo trabalho que a Rockstar conseguiu. Los Santos é uma cidade enorme e cheia de contrastes, como já vimos num vídeo que captura sua inesperada natureza bucólica. Agora fotógrafos profissionais e amadores estão registrando o cotidiano dessa cidade, que realmente criou vida.

continue lendo

emCultura Gamer Microsoft Sony

Os jogos cooperativos para jogadores solitários

Por em 10 de janeiro de 2014

brothers

Eu nunca havia pensando neles desta maneira, mas o IGN publicou um artigo bastante interessante onde o autor fala sobre a evolução de um estilo de game cooperativo que pode ser jogado sem a ajuda de amigos, o que eles chamam de “single-player co-op”. Tal definição pode ser contraditória e até um pouco difícil de entender, mas basta citarmos alguns títulos para notarmos como esses jogos estão ganhando popularidade.

Basicamente a ideia aqui são jogos que nos permitem controlar vários personagens ao mesmo tempo ou que nos dê a oportunidade de alternar entre eles, recurso que se tornou marca registrada nos títulos da franquia LEGO e que aos poucos está evoluindo, com um belo exemplo disso podendo ser visto no Grand Theft Auto V.

Embora sua campanha principal seja tipicamente para um jogador, a maneira como a Rockstar aproveitou os três protagonistas fez com que em muitos casos sentíssemos como se estivéssemos jogando na companhia de outras pessoas, o que fica mais claro nas missões onde os personagens precisam cooperar uns com os outros para atingir seu objetivo.

Outro exemplo muito bom é o Brothers: A Tale of Two Sons, que de forma brilhante nos coloca no comando de dois irmãos, cada um deles sendo controlado por uma alavanca analógica do joystick. Além disso ter um impacto tremendo na jogabilidade, sendo na minha opinião um dos jogos mais inovadores dos últimos anos, também influência no enredo e ao contrário de boa parte dos ditos single-player co-op, funciona muito melhor assim do que se fosse encarado com um amigo.

Enfim, muitos títulos estão se valendo desta estratégia para agradar aqueles que gostam de jogar cooperativamente, mas não gostam de depender da disponibilidade dos outros (meu caso) e há ainda aqueles caso onde a inteligência artificial pode assumir esse papel, como no Left 4 Dead, Mass Effect ou Kane & Lynch e mesmo que esta não seja a solução ideal, a linha entre single e multiplayer está se tornando cada vez mais tênue e penso que isso pode ajudar muito a aumentar a imersão nos games.

emMiscelâneas

GTA V e o risco de múltiplos protagonistas

Por em 6 de janeiro de 2014

grand-theft-auto-5

O Grand Theft Auto V possui um bom enredo, um dos mundos abertos mais incríveis já criados e tudo aquilo o que os fãs da série tanto gostam, ou seja, muito caos, porém, o grande destaque do jogo na minha opinião é a possibilidade de alternarmos entre os três protagonista, mecânica brilhantemente implementada e que trouxe alguma novidade não só à franquia, mas aos jogos de ação em geral.

Olhando para ela hoje, podemos considerar a ideia um tiro certo, mas de acordo com o diretor do game, Aaron Garbut, aquela foi uma aposta bastante arriscada.

Decidimos já no início que queríamos fazer três personagens selecionáveis, decidimos quais seriam os personagens principais e decidimos o tom geral do jogo. Então apenas os construímos, os evoluímos e deixamos que o jogo os guiasse por si só… Ter vários personagens foi uma aposta arriscado. Era uma ideia interessante e senti como se pudéssemos fazer coisas interessantes com ela, mas também que seria uma mudança para a essência do jogo que poderia produzir efeitos negativos. Acho que funcionou.

E como funcionou! Porém, acho que eles foram tão longe que poderão se tornar refém da sua própria criação, afinal, quando o próximo Grand Theft Auto for lançado, duas cosias poderão acontecer, que é eles abandonarem os múltiplos protagonistas e serem criticados por terem dado um passo atrás e seguir no mesmo caminho e vejam só, sofrerem ataques por não terem inovado.

No entanto, estamos falando de uma desenvolvedora que tem se especializada em se reinventar e se depois do Red Dead Redemption eles conseguiram nos surpreender com o GTA V, não ousarei duvidar da capacidade dos profissionais que trabalham na Rockstar.

Fonte: The Escapist.

emMiscelâneas

Rockstar vai moldar modo online de GTA V de acordo com feedback dos jogadores

Por em 2 de janeiro de 2014

 

gta-v-online

Grand Theft Auto V estourou todas as escalas possíveis e imagináveis. O primoroso título da Rockstar custou uma fortuna para ser produzido e divulgado (os valores somados ultrapassam US$ 265 milhões, o maior da história dos games) e o retorno bilionário o tornou a mídia mais bem-sucedida da história. Nenhum game, filme, álbum ou qualquer peça de entretenimento em toda história chegou ao patamar alcançado por GTA V.

Em entrevista à EDGE, o diretor de arte da Rockstar North Aaron Garbut revelou que a desenvolvedora realizou um “salto de fé” ao introduzir o sistema com três personagens principais, que estava lá desde o primeiro dia de discussões sobre o título, sistema esse que seria essencial para a narrativa mas poderia causar um revés de proporções astronômicas. Ainda assim muitas ideias foram podadas da versão final, mas a ideia agora é expandir o modo online não só com tudo que deveria ser incluindo, mas alimentá-lo com o feedback dos jogadores.

“O que eu adoro em GTA Online é o fato de que o game não é mais estático. Nós podemos continuar a adicionar coisas e a evoluí-lo. Há ainda mais coisas excitantes que surgem através de fóruns, no Reddit, etc; nós mantemos contato diretamente com as pessoas que jogam. Nós podemos responder ao que eles mais gostam e ao que mais odeiam. É algo que combina com nossa linha de trabalho, o jeito com que sempre tentamos adaptar a experiência e evitar andar às cegas sem uma direção.”

É importante lembrar que a Rockstar já anunciou que novos DLCs vão expandir o modo história e introduzir aquele que é o maior pedido dos jogadores do modo online, o “Co-op Heist”. De longe os golpes eram a parte mais divertida na campanha de GTA V e a possibilidade de executar os seus próprios no modo online deixará a experiência ainda mais divertida – e insana.

Fonte: EDGE.

emCultura Gamer Microsoft Sony

Raptr revela os games mais jogados por seus usuários em 2013

Por em 18 de dezembro de 2013

grand-theft-auto-5

Prontos para conhecerem os títulos mais jogados de 2013, segundo os dados coletados pelo pessoal do Raptr? Pois se no ano passado esta honra coube ao Borderlands 2, dessa vez eles divulgaram um infográfico que divide a “premiação” em diversas categorias.

Quando se trata de um lançamento mais jogado, o que abrange apenas os primeiros 30 dias após a disponibilização do game e pode ser considerada a principal categoria do levantamento, não chega a ser surpresa vermos o Grand Theft Auto V encabeçando a lista, com o Call of Duty: Ghosts ficando bem atrás na segunda colocação.

Já em relação aos outros dados obtidos entre os mais de 19 milhões de usuários que utilizam o serviço, os primeiros colocados foram os seguintes:

  • Expansão mais jogada: Terraria 1.2
  • Sem parada para ir ao banheiro (sessões mais longas de jogo): Assassin’s Creed IV: Black Flag
  • Nova franquia mais jogada: Path of Exile
  • Game de PC mais jogado: League of Legends
  • Game de Xbox 360 mais jogado: Call of Duty: Black Ops II

Desses, acho que a única grande surpresa foi o Terraria, que desbancou atualizações de jogos importantes, como o StarCraft II, Civilization V e Borderlands 2, e confesso que fiquei feliz ao ver que alguns jogos que gostei também agradaram bastante outras pessoas, como o Defiance e o State of Decay, ambos entre as novas propriedades intelectuais mais jogadas.

A única coisa a lamentar é o fato de que por uma limitação da PSN o Raptr não consegue coletar essas informações de quem joga no PlayStation 3 ou no Vita, o que poderia modificar consideravelmente os resultados, mas ainda assim, é legal ver o que os gamers de PC e Xbox 360 andaram jogando ultimamente.

emComputadores Microsoft

Spike VGX revela os indicados aos melhores do ano

Por em 19 de novembro de 2013

gta-5

A Spike Video Game Awards, uma das premiações mais importantes da indústria de games, mudou de nome e a partir deste ano chamar-se-á VGX (será que foi comprada pelo Eike Batista? Acho que não) e com a data marcada para acontecer no dia 7 de dezembro, os responsáveis divulgaram a lista de indicados.

Como era de se imaginar, o Grand Theft Auto V aparece como um dos grandes destaques, tendo sido indicado em oito categorias, mesmo número do BioShock Infinite. Outro que também se saiu muito bem foi o The Last of Us, com uma indicação a menos.

Em relação ao principal prêmio do evento, o de melhor jogo do ano, juntam-se aos três previamente citados o Tomb Raider e o Super Mario 3D World, mas também merece ser citado a The Fullbright Company, criadores do Gone Home, e que concorrerá como melhor estúdio.

Com uma abordagem não tão grandiosa quanto as das edições passadas, a boa notícia é que a premiação será transmitida pela internet e os interessados poderão acompanhá-la através dos consoles e de sites como o GameTrailers ou o próprio Spike, com a expectativa de que alguns novos jogos sejam revelados durante o evento.

continue lendo

emMiscelâneas

Uma velhinha arruaceira e o Grand Theft Auto V

Por em 4 de novembro de 2013

gta-5

A discussão sobre os games contribuírem para tornar as pessoas mais violentas ou não provavelmente nunca terá fim, mas que eles são uma ótima ferramenta para aliviarmos nosso estresse, disso não tenho dúvida.

Peguemos então o Grand Theft Auto V, título onde a violência é algo corriqueiro e de certa maneira até incentivado. Boa parte dos jogadores nem se dedicam às missões, ignorando completamente o enredo e usando o título apenas para causar o maior caos possível, mas o que você verá no vídeo a seguir certamente não pode ser considerado… comum.

Nele temos uma senhora que aproveitou o jogo para descontar toda sua indignação com o aumento de 20% na conta de gás. É claro que ela não poderia estar controlando outro personagem que não fosse o Trevor e além de uma série de palavrões impublicáveis e gritos hilários enquanto destrói tudo, a vovó realiza um ataque de fúria digno de dar inveja a William “D-Fens” Foster, mostrando que poderia muito bem chefiar os Black Blocs brasileiros.

O pior de tudo é que após assistir o vídeo, duas coisas passaram pela minha cabeça: a primeira é que a idosa joga melhor que muita gente que conheço e a segunda é que sua vó nunca será tão legal, a não ser que você seja o Boça.

continue lendo

emVídeos