Digital Drops Blog de Brinquedo

Google contra a pirataria nos resultados de buscas

Por em 21 de outubro de 2014

google-piracy-001

A gente sabe, tudo o que você quer encontrar, legal ou não está no Google. Basta um pouquinho de paciência e fazer as perguntas certas que qualquer conteúdo pode ser facilmente localizado. A grande reclamação dos detentores dos direitos autorais, a saber as indústrias da música e cinema foi o fato do motor de busca de Mountain View retornar os resultados, e indexar novos domínios quase na mesma velocidade que os remove via solicitações ou mandados. Só que isso está para mudar.

continue lendo

emComputação móvel Google Internet Web 2.0

Google não chamará mais os jogos F2P de gratuitos

Por em 21 de julho de 2014

caca-niqueis

Quando você ouve o termo free-to-play, qual a primeira coisa que lhe vem à cabeça? Apenas mais um caça-níqueis sem muita complexidade ou a possibilidade de jogar algo sem gastar um centavo? Embora eu acredite que de certa forma ambas as respostas estejam corretas, se pensarmos em alguém que não está muito familiarizado com a indústria, acredito que a segunda opção seja mais provável.

Pois deve ter sido para evitar que esse público seja enganado, que a Comissão Europeia dos Direitos do Consumidor resolveu atender às reclamações e pediu que tanto Apple quanto Google não chamem mais os games que contarem com microtransações de gratuitos e a gigante de Mountain View já avisou que acatará a medida.

continue lendo

emCelulares Games Google Indústria

Malware que finge ser o app da Google Play é encontrado… na Google Play

Por em 20 de junho de 2014

Google Play

Eu até entendo o ser humano ser enganado ao baixar um aplicativo novo, tem alguns por aí que parecem perfeitamente confiáveis e não é todo mundo que tem tempo de ler as resenhas, que muitas vezes não são melhores que os comentários dos portais. Mas quando você acha que é uma boa ideia baixar um aplicativo que vem instalado por padrão em qualquer versão do Android, alguma coisa está errada, principalmente com aquele app que fica na frente da tela do smartphone. continue lendo

emCelular Destaques Internet Software

Apps de segurança inócuos são banidos da Google Play e da Amazon

Por em 6 de junho de 2014

Android

Uma série de aplicativos em tese especializados na detecção de vírus e remoção de malware foram removidos da Google Play e da Amazon após a constatação de que não cumprem a função.
continue lendo

emCelular Internet Segurança Software Software

Google estaria exigindo o logo do Android nos novos smartphones

Por em 30 de março de 2014
Laguna_Galaxy_S5_Android_Splashscreen

Galaxy S5 na MWC 2014 (Crédito: Android Central)

O que faz de um smartphone um Android? Bom, é óbvio que ele tem que usar no mínimo o AOSP, os drivers do hardware propriamente dito e os aplicativos compatíveis com o tal kernel.

Um smartphone Nexus, por exemplo, serve de vitrine para o GMS — Google Mobile Services — pacote de aplicativos e APIs do Google, sendo o Google Play Store o de maior destaque e interesse entre os desenvolvedores Android.

A maioria dos fabricantes de smartphones Android incluem modificações e aplicativos próprios, além de crapware software das operadoras de telefonia celular, mas não deixam de incluir o GMS por acordos com o Google. Amazon e Nokia, pelo contrário, preferem trocar os serviços Google por pacotes que incluam suas lojas e serviços exclusivos de seus aparelhos.

A mais recente novidade entre os dispositivos Android foi notada graças à splash screen de novos smartphones como Nexus 5, HTC One M8 e Galaxy S5. É o clássico logotipo “Powered by Android” lá do Nexus One, que agora é exigido das fabricantes de novos smartphones Android que queiram ter acesso a serviços Google como a lojinha de aplicativos.

Tal inclusão do logotipo tem seu próprio conjunto de diretrizes do Google e o “Powered by Android” deve estar presente na tela de boot para que os fabricantes tenham acesso ao Google Play Store em novos dispositivos.
continue lendo

emDestaques Google Linux Mercado Open-Source Software

Google Play leva filmes e séries do Android ao iOS

Por em 16 de janeiro de 2014

google_play_ios

Há algumas notícias que, sem dúvida, acabam nos pegando com as calças nas mãos. Esta não foi diferente. O Google liberou, na noite desta terça-feira, uma versão do Google Play para dispositivos com iOS. O que isto quer dizer? A partir de agora, todo e qualquer usuário do Android poderá ver, em seus iDevices, filmes e séries comprados na lojinha do Google.

Além disto, o lançamento do novo aplicativo, disponível para iPhone, iPod touch e iPad, também permitirá que os usuários comecem a barganhar pesquisar, nos acervos da Google Play e iTunes Store, quais filmes e episódios estão mais baratos em cada uma das lojas e, assim, economizar alguns trocados.

Obviamente que, como o Google não é bobo e não quer perder grana, não permitirá que os usuários comprem nada através do Google Play para iOS, obrigando, assim, o usuário a efetuar a compra através do navegador ou dispositivo com Android. O motivo para tal restrição, assim como é feito pela Amazon com o Kindle, é simples: a empresa da maçã cobra 30% sobre qualquer venda feita por dentro dos aplicativos para iOS.

Nesta primeira versão, o Google Play para iOS permite que os usuários assistam suas séries e filmes somente via Wi-Fi. Além disto, inicialmente, as séries estarão disponíveis apenas para os Estados Unidos, Reino Unido e Japão. Os felizes proprietários de um Chromecast poderão curtir todo o conteúdo, via streaming, diretamente da tela dos aparelhos de TV.

Confesso que não sei se me surpreendi mais com a ousadia do Google em lançar este aplicativo para iOS ou com o fato de a Apple ter aceitado a publicação dele sem maiores problemas. O fato é que, diferente do que ocorre em muitas brigas por empresas concorrentes, neste caso, os usuários só têm a ganhar com a possibilidade de escolher o fornecedor de conteúdo que melhor atendê-lo.

Vale ressaltar, no entanto, que este não é o primeiro passo do Google no sentido de levar o conteúdo do Android aos dispositivos com iOS. A empresa já lançou, para o sistema operacional móvel da Apple, aplicativos que permitem o acesso aos livros, revistas e músicas compradas na Google Play.

emApple e Mac Google Internet Software

Google pede que usuários do Gmail criem um perfil no Google+

Por em 27 de novembro de 2013

gmail_perfil_google_plus

Desde o lançamento do Google+, há pouco mais de dois anos, o Google tem deixado claro que o serviço social é a menina dos olhos da gigante das buscas. Com o passar do tempo, foi possível ver diversas integrações entre o G+ e diversos produtos e serviços, como Gmail, Blogger, YouTube e Google Play.

Em alguns casos, como no dos comentários do YouTube e reviews da lojinha de aplicativos do Android, a empresa decidiu que seria obrigatório ter um perfil no serviço social para utilizar total ou parcialmente o serviço. Em outros, como no Gmail, os usuários com um perfil no G+ apenas desfrutavam de algumas funcionalidades adicionais, mas continuavam podendo utilizar normalmente o serviço de e-mail sem qualquer problema. Só que isso pode estar prestes a mudar.
continue lendo

emGoogle Indústria Web 2.0