Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Gabe Newell fala sobre a Source 2, restaurantes e… Mario 64

Por em 6 de março de 2014

gabe-newell

Ao contrário de muitos game designers ou executivos de empresas relacionadas a videogames, Gabe Newell não é o tipo de cara que gosta de holofotes. O fundador da Valve expor sua vida não é algo muito comum e por isso foi uma grande surpresa vê-lo participar de uma seção de perguntas e resposta no Reddit. Mas já que o sujeito resolveu participar da brincadeira, os usuários do site aproveitaram para tirar o máximo possível de um dos nomes mais importantes da indústria.

Além de uma série de revelações de menor importância, como por exemplo o restaurante que recomenda nos arredores de Seattle, o fato de jogar Team Fortress 2 com uma conta no Steam que poucos sabem pertencer a ele e que o seu jogo favorito é o DotA 2, Newell disse que sua empresa quase se chamou Rhino Scar, que atualmente utiliza o Debian como distro Linux e que tirando os títulos criados por eles, aquele que mais gosta é o Super Mario 64.

Porém, o que chamou bastante a atenção dos leitores foram os comentários em relação a maneira como a empresa pretende evoluir. Em se tratando de eSports, um dos objetivos da Valve é dar aos consumidores uma relação direta com os criadores de conteúdo, algo que poderá fazer com que eles se envolvam mais com os campeonatos e na sua opinião, algum progresso neste sentido já tem sido notado.

continue lendo

emComputadores Indústria

Quando um mod vale mais do que uma graduação

Por em 9 de janeiro de 2014

gmod

Todo mundo que gosta de games já ouviu alguma história de algum jogador que conseguiu emprego em um grande estúdio após criar uma modificação que se destacou e quem se mostrou favorável a esta prática foi Gabe Newell, o grande nome por trás da Valve.

Ao ser questionado sobre o costume de contratar pessoas que criaram este tipo de conteúdo, o executivo disse porque prefere esses profissionais a aqueles que conseguiram seus conhecimentos apenas através do curso de alguma faculdade.

Bem, o credenciamento tradicional não possui muito valor preditivo para sabermos se as pessoas serão bem sucedidas. Uma das coisas que você precisa ter para conseguir sucesso no nosso negócio é ser responsivo às reações que as pessoas tem. Você pode dar a dez pessoas o mesmo conjunto de tópicos e apenas uma delas seguirá em uma direção produtiva, então o fato de alguém ser capaz de construir algo, o disponibilizar e não desistir, lidando com as muitas opiniões que recebe, filtrando-as de uma maneira útil e produtiva e ainda interagindo é o centro do design de produto e desenvolvimento no nosso mundo. Então, quando você vê alguém que já fez isso, especialmente se ninguém o ensinou ou o liderou, é um bom sinal de que ele será bem sucedido.

continue lendo

emComputadores

Gabe Newell minimiza vendas do Xbox One

Por em 8 de janeiro de 2014

gabe-fanfarrao

Esta semana a Microsoft divulgou que o Xbox One vendeu três milhões de unidades no ano passado e se a fabricante parece ter se orgulhado da façanha, ao participar de uma sessão de perguntas e respostas durante a CES, Gabe Newell fez pouco caso do número e citou a quantidade de usuários do Steam para provocar a concorrente.

Bem, levará um tempo até que eles nos alcancem. Quero dizer, estamos em 65 milhões [de usuários],” brincou o chefão da Valve.

É claro que a comparação é injusta, afinal o console está disponível a pouco mais de um mês, mas no fim das contas o executivo acabou atacando a Live como um todo, já que a quantidade de usuários do serviço já seria maior do que aqueles encontrados na rede da Microsoft.

Além disso, com a chegada das Steam Machines, é provável que o serviço de distribuição digital da Valve veja em 2014 um crescimento ainda maior do que o registrado no ano passado, quando o aumento no número de usuários aumentou 30% e com mais pessoas utilizando o Steam, evidentemente aumentam as chances de que mais jogos sejam vendidos.

No entanto, há um detalhe que Newell parece não estar levando em consideração nesta conta, que é o fato do Steam poder ser utilizado por qualquer um que tenha um computador e estar no mercado há 10 anos, ao contrário da Live ou mesmo da PSN, que por sinal possui mais de 110 milhões de usuários. Sendo assim, não sei se ele tem tantos motivos para se vangloriar, mas a verdade é que alguns ainda estão dispostos a fazer comq ue a guerra dos consoles não termine.

Fonte: CVG.

emComputadores Microsoft

CES 2014: Valve revela modelos e preços das Steam Machines

Por em 7 de janeiro de 2014

steam-machines

Se você esperava que Gabe Newell iria à CES 2014 para anunciar Half-Life 3, sinto desapontá-lo mas não foi dessa vez (e pelo que ele disse numa entrevista ao Washington Post, as chances dele e de qualquer outra sequência de títulos da Valve surgirem num futuro próximo é bem baixa).

Para quem está acompanhando as novidades o evento nem foi muito surpreendente, Gabe apenas revelou as empresas parceiras que serão responsáveis por fabricar as esperadas Steam Machines, a aposta da Valve para levar sua plataforma e por tabela o Linux para a sala de estar, além dos preços que variam entre as categorias “console de última geração” e “computador da NASA”. Delas, 12 detalharam seus produtos, a Alienware forneceu apenas imagens e a Maingear entrou tarde na lista e não conseguiu incluir detalhes de seu modelo.

Sem mais delongas, vamos às máquinas:

continue lendo

emComputadores Destaques Hardware

Noruega segue a cartilha de Gabe Newell e reduz a pirataria com serviços de qualidade

Por em 17 de julho de 2013

Perdeu, LeChuck

De acordo com um relatório publicado pelo instituto de pesquisa Ipsos MMI, a Noruega conseguiu derrubar os índices de pirataria de música, filmes e séries consideravelmente nos últimos cinco anos. DE 2008 para cá, o número de músicas baixadas ilegalmente caiu 82%. Séries, 59% e filmes, 48%.

Desde o último dia 1º entrou em vigor no país uma lei que permite os donos de conteúdo irem atrás dos piratas e fecharem sites que compartilham arquivos ilegalmente, mas a verdade é que a repressão teve pouquíssima influência nessa queda. O principal fator para a mudança de comportamento dos noruegueses foi a oferta de serviços de melhor qualidade do que a pirataria.

continue lendo

emInternet Miscelâneas Segurança Web 2.0

Ex-engenheira de hardware da Valve revela que a empresa não é o sonho que todos pensam

Por em 8 de julho de 2013

Jeri Ellsworth

Jeri Ellsworh é uma hacker que já foi chamada de “Woz de saias”, e com razão: com apenas 15 anos já projetava carros de corrida. Hoje ela é projetista auto-didata de processadores, e conseguiu a façanha de produzir o C-One, um SBC (single board computer) que é uma versão melhorada do Commodore 64, assim como a versão condicionada num joystick.

Tanto talento chamou a atenção da Valve, que estava estudando a possibilidade de lançar um console próprio . Ela foi contratada como engenheira de hardware e contava com uma equipe que estava tentando levar a empresa a um próximo nível. Porém isso não durou muito: no começo desse ano a empresa cortou várioscargos considerados “redundantes”, e ela foi um deles. Agora em entrevista a um podcast (e transcrita aqui), Ellsworth disse como era o ambiente da empresa, e ele é muito diferente do divulgado naquela famosa cartilha interna.

continue lendo

emIndústria Miscelâneas

Valve cogita filme sobre Half-Life

Por em 7 de fevereiro de 2013

dori_hl2_07.02.13

A possibilidade de um dia irmos ao cinema assistir um filme tendo uma das séries da Valve como tema sempre foi muito pequena, mesmo porque Gabe Newell já havia dito que a adaptação só daria certo se eles mesmos fossem os responsáveis. Porém… como o mundo dá voltas e as convicções das pessoas estão sujeitas a mudanças, o mandachuva dada da desenvolvedora revelou que um longa-metragem baseado no Half-Life ou Portal deverá ser feito, com a responsabilidade recaindo sobre os ombros de J.J. Abrams.

A bomba, se é que podemos chamar assim, foi jogada durante um debate na DICE 2013, onde Newell e o diretor dos filmes Star Trek e Super 8 falaram sobre vários assuntos, e o que mais chamou a atenção foi a parceria que pode dar vida não só a um filme, mas também a um novo jogo.

Nós estamos conversando com a Valve, traremos um escritor e temos muitas ideias bastante interessantes,” declarou Abrams, para logo depois deixar claro que conhece as reclamações que costumam cercar essas adaptações e garantiu que o seu objetivo é tratar com respeito o mundo criado pela Valve, da mesma maneira que faria com um livro ou um roteiro original e assim a desenvolvedora trata seus jogos ou consumidores.

Sendo uma espécie de discípulo de Steven Spielberg, J.J. Abrams se tornou o nome do momento em Hollywood, inclusive tendo sido escolhido para a dura missão de dirigir o próximo Guerra nas Estrelas e não devemos esquecer que sua parceria com a Valve não pode ser considerada nova, pois um trailer interativo do seu Super 8 pode ser encontrado no Portal 2.

Abrams já mostrou competência ao fazer filmes sobre ficção científica e como declarou adorar os jogos criados pela Valve, penso que seja um bom nome para o projeto. Só espero que seja sobre o Half-Life porque mesmo gostando muito do Portal, não sei se um longa ficaria tão legal.

[via Game|Life]

emCultura Gamer