Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Polêmica: Microsoft e Machinima estariam pagando para vloggers falarem bem do Xbox One [UPDATE]

Por em 21 de janeiro de 2014

xbox-one

E parece que a Microsoft se envolveu em mais uma polêmica tendo como pivô da história o Xbox One. Neste fim de semana surgiram informes de que a empresa teria negociado uma campanha publicitária com o canal Machinima de modo a promover seu novo console. Funciona assim: os YouTubers que lançam vídeos de gameplays e estivessem dispostos a participar só precisariam gravar conteúdos do console de até 30 segundos em seus vídeos e adicionar a tag “XB1M13″, que já existia antes da campanha. em troca o uploader receberia um bônus de três dólares a cada mil visualizações.

continue lendo

emCultura Gamer Games Microsoft

Maxis anuncia modo offline para o SimCity

Por em 13 de janeiro de 2014

simcity

Uma coisa que a indústria de games tem nos ensinado constantemente é que poucas decisões podem ser consideradas definitivas e de acordo com um comunicado publicado no blog da Maxis, agora temos certeza que aquela história de que o último SimCity não poderia ser executado sem estarmos online, era mesmo falsa.

Previsto para chegar ao game através de uma atualização que será disponibilizada gratuitamente para todos os jogadores, a desenvolvedora afirma que todo o conteúdo lançado anteriormente estará disponível sem que estejamos conectados e ao contrário do que acontece atualmente, o progresso do jogador ficará armazenado localmente e não nos servidores da EA.

A notícia chega cerca de 10 meses após a Maxis afirmar que isso não seria possível sem que o jogo passassem por uma profunda reengenharia, para depois dar indícios de que havia mudado de ideia e no momento, o estúdio estaria em fase final de testes do modo offilne.

Segundo Patrick Buechner, gerente geral da Maxis Emeryville e autor do texto que trouxe a novidade, “permitir que o jogo funcione offline significa muitas coisas para a comunidade modder,” pois “agora eles poderão fazer modificações para o game e seus componentes sem comprometer a integridade das partidas online.” Se o executivo está apenas usando ou não essas pessoas como desculpa para o tardia disponibilização do recurso, é difícil dizer, mas o fato é que aos poucos o game tem se aproximado dos mods e se eles servirão para finalmente satisfazer a vontade dos jogadores, que assim seja.

Toda essa história me fez lembrar que ainda não comprei o SimCity e nem foi pela obrigação de estarmos online, mas confesso que essa mudança poderá servir como incentivo, ainda mais com a instabilidade que minha conexão tem apresentado ultimamente.

emComputadores

O que está acontecendo com a EA?

Por em 9 de janeiro de 2014

electronic-arts

Apesar de ainda continuar sendo uma das maiores empresas de games do planeta, a coisa não tem andado muito bem nos bastidores da Electronic Arts. Primeiro vimos os fundadores da BioWare roerem a corda, algo que pode ter sido um caso isolado, mas nos últimos dias a editora viu uma debandada em vários dos seus estúdios.

O primeiro a sofrer com as baixas foi a Criterion, que perdeu Alex Ward e Fiona Sperry. Depois foi a vez de Jason Kapalka e Dave Roberts deixarem a PopCap e por último, Chris Byatte e Joe Wee desistiram da Chillingo. O que há de semelhante nessas saídas? O fato de que todos esses profissionais são os responsáveis pela criação dessas desenvolvedoras, portanto podemos dizer que parte da essência delas foi perdida.

Na opinião de alguns analistas ouvidos pelo pessoal do site GamesIndustry, uma das explicações para isso estar acontecendo seria a mudança de comando na EA, pois desde que John Riccitiello deixou o seu cargo e Andrew Wilson passou a controlar a empresa, um dos focos passou a ser reduzir custos, o que evidentemente estaria afetando o orçamento de muitos projetos.

continue lendo

emIndústria

DLC gratuito adiciona novo Mustang ao Need for Speed Rivals

Por em 17 de dezembro de 2013

mustang-2014

Recentemente a Ford revelou ao mundo o belo Mustang 2015, modelo que marcará o 50º aniversário da marca e que passou por várias modificações em sua aparência, tanto interna quanto externamente, tudo empurrado por duas opções de motores, um deles um V8 5,0 L com 420 cv.

Para continuar a divulgação do carro, a fabricante fez uma parceria com a EA e por isso podemos adquirir o carro gratuitamente para o Need for Speed Rivals, nos permitindo dirigir um deles, mesmo que ainda não tenham chegado às lojas.

Nas últimas cinco décadas, o Mustang tornou-se muito mais que um carro, inspirando o sentimento de liberdade e independência em todo o mundo. Tornar o Mustang disponível no Need for Speed Rivals permite compartilhar a satisfação de dirigir que ele traz com muito mais pessoas,” declarou Andrea Zuehlk, gerente de marketing digital da Ford.

continue lendo

emMiscelâneas

Novo estúdio poderá assumir produção do Command & Conquer

Por em 20 de novembro de 2013

command-conquer

A novela sobre o desenvolvimento do novo Command & Conquer parecia ter tido o seu desfecho no final do mês passado, quando a EA anunciou o cancelamento do jogo e o fechamento da sua desenvolvedora, a Victory Games, mas não demorou para vermos uma reviravolta no caso.

Acontece que a editora publicou uma página de suporte falando sobre a política de reembolso para aqueles que gastaram dinheiro durante o período de testes do game e há um trecho no mínimo curioso, veja só:

Para aqueles que compraram o The C&C Ultimate Collection, o seu acesso antecipado ao beta [do Command & Conquer] será honrado assim que a produção deste título continuar sobre a responsabilidade de outro estúdio.

Queremos lhe agradecer pelo tempo e interesse no Command & Conquer e estamos ansiosos para compartilhar a notícia quando a produção deste título recomeçar no futuro.

Ou seja, a menos que algum estagiário tenha cometido um equívoco, as chances de ainda vermos novos capítulos nessa história são bem grandes e no fundo o cancelamento pode ter acontecido apenas por causa do modelo de negócios que o RTS adotaria, o Free-to-Play.

O único problema agora é ainda ter esperança de que um bom jogo surja de toda esta confusão.

Fonte: Rock, Paper, Shotgun.

emComputadores

CEO diz que grandes editoras aparecerão no Ouya

Por em 4 de novembro de 2013

ouya

Embora eu tenha comprado um Ouya antes do seu lançamento e cancelado o pedido devido aos relatos negativos sobre seu controle, ainda acho a proposta do console muito interessante, principalmente por abrir portas para estúdios que possivelmente só teriam algum espaço no PC.

Mas e quanto as grandes editoras, até quando ignorarão o videogame? Bom, segundo a CEO da empresa responsável pelo aparelho, Julie Uhrman, é inevitável que as gigantes lancem seus jogos por lá, mas não devemos esperar alguns dos principais títulos do mercado.

As editoras estão sempre atrasadas nos novos modelos de negócios. É provável que uma Activision ou uma Electronic Arts apareça no Ouya? Absolutamente.

O motivo de não termos um Call of Duty ou um FIFA no Ouya é porque existe um lugar perfeito para jogar esses games hoje em dia. Quando essas editoras vieram a nós, elas trarão jogos perfeitos para nossa plataforma… Não será a mesma coisa.

Por este comentário fica claro que a intenção de Uhrman e sua equipe é fazer do Ouya uma plataforma onde as empresas possam publicar jogos diferentes, onde as experiências teriam espaço e se pensarmos bem, faz sentido imaginarmos que apesar dos jogos citados por ela terem aparecido em tablets e smartphones, seria complicado concorrer com os videogames que já conquistaram a TV.

Eu só acho estranho a falta de interesse dessas desenvolvedoras, já que adaptar tais títulos teoricamente não exigiria um investimento muito alto. Em todo caso, como as vendas de games por lá não estão sendo as melhores, imagino que a fabricante esteja desesperada para que o Ouya tenha o seu primeiro título considerado imperdível.

Fonte: Gamesbeat.

emMiscelâneas

Não espere ver o Titanfall no PlayStation 4

Por em 30 de outubro de 2013

Titanfall

O considerável aumento no custo de desenvolvimento dos games e uma divisão mais homogênea das bases instaladas dos consoles tem feito com que os jogos exclusivos feitos por estúdios externos se tornem cada vez mais raros e por isso muitos tinham esperança de que o Titanfall pudesse aparecer nos consoles da Sony, mas isso não irá acontecer.

A informação foi divulgada pelo blog oficial da Microsoft, que citou a declaração do CFO da EA, Blake Jorgensen, onde ele disse a investidores que a exclusividade não é temporária e que por isso o título só aparecerá no Xbox 360, Xbox One e PC.

Aqueles que estavam de olho no game e investirão no PlayStation 4 certamente ficarão bastante decepcionados com esta confirmação, mas a boa notícia para essas pessoas é que logo depois Vince Zampella, fundador do estúdio responsável pelo jogo, disse em sua conta no Twitter que a Respawn Entertainment, ainda trabalhará com o novo console da Sony, sugerindo até que uma continuação do Titanfall possa aparecer por lá.

O curioso é que o mesmo Zampella revelou que tal contrato de exclusividade foi assinado pela EA e não pelo seu estúdio, sendo que eles ficaram sabendo disso recentemente, o que é no mínimo estranho.

Considero esta uma perda considerável para o console da Sony e uma conquista que pode levar muitos jogadores para o Xbox One, mesmo que Titanfall não seja assim tão exclusivo.

Fonte: Xbox Wire.

emSony