Ciência
Ciência
Digital Drops Blog de Brinquedo

DARPA faz de novo: tetraplégica controla simulador de F-35 com a mente

Por em 6 de março de 2015

jan-scheuermann

Uma verdade: eu adoro o futuro. Não o futuro distante, mas o que estamos construindo agora, o que está ao nosso alcance. Estamos desenvolvendo tecnologias que vão ajudar muita gente nos próximos anos, mas verdade seja dita: a DARPA é centro de pesquisa que está mais adiantado. Claro que o orçamento vultuoso do Departamento de Defesa dos Estados Unidos faz uma baita diferença, mas os resultados estão aparecendo e numa velocidade impressionante.

Sua pesquisa sobre interação entre homem e máquina para o desenvolvimento de próteses e exoesqueletos para amputados e pessoas que perderam os movimentos já deu resultados impressionantes, mas e se usarmos o cérebro para comandar algo que não sejam membros artificiais, mas outros tipos de máquinas?

continue lendo

emDestaque Destaques Hardware Medicina Robótica

DARPA quer lançar satélites usando aviões

Por em 13 de fevereiro de 2015

Lockheed_TriStar_launches_Pegasus_with_Space_Technology_5

Satélites custam caro. Dezenas, às vezes centenas, em alguns casos mais de um bilhão de dólares. Parte desse custo vai no lançamento, que pode sozinho custar US$ 70 milhões. O ônibus espacial nos Anos 80/90 custava US$ 500 milhões por lançamento, então usar pra lançar satélites só os grandes e pesados demais para foguetes normais.

Quanto aos satélites, boa parte do custo vai em pesquisar e produzir equipamentos que durem vários anos no espaço. Se for por alguns dias qualquer placa-mãe de celular Android vagaba resolve. Em termos de processamento bruto, se você estiver lendo isto em um Lumia 930 tem em suas mãos mais processamento do que o Hubble. Se for um Lumia 1020, a câmera é melhor também (ok nem tanto).
continue lendo

emDestaque Destaques Engenharia Espaço Hardware

Putin apresenta robô exterminador do futuro do capitalismo

Por em 25 de janeiro de 2015

Rocket_Red_Vladimir_Mikoyan_005

Sim, eu sei, eu SEI, caro DCchato, que tecnicamente a Tropa dos Soviets Supremos usa armaduras, não são robôs, mas não podia desperdiçar a imagem.

causo é que Putin, o estadista camarada foi numa visita Instituto Central de Pesquisa Científica, órgão com vários braços, inclusive a Fundação de Pesquisa Avançada, a versão russa do DARPA dos EUA.

Lá entre outras armas secretas ele foi apresentado a um robô avatar andróide de combate. Claro, está longe de ser assustador como um T-1000, não assusta nem como um obsoleto T-800. Está mais pra uma versão do Daft Punk com graves restrições orçamentárias.
continue lendo

emHardware Robótica

DARPA demonstra mais tecnologia de ficção científica

Por em 19 de dezembro de 2014

lukehandbeta

Houve um tempo em que ficção científica se referia a acontecimentos muito distantes, no futuro (Star Trek) ou no passado (Star Wars) ou mais no futuro do passado (2001 — Uma Odisséia no Espaço ). Em comum o fato de ninguém imaginar aquilo como viável em um futuro próximo. De um lado é bom, não tínhamos que nos preocupar com malditos macacos sujos. Por outro lado, nada de phasers, sabres de luz e naves espaciais.

Também nada de armaduras e nada de mãos do Luke, nem nada de homens (ou cachorros) de seis milhões de dólares. Hoje vemos nos filmes cenas que são visões de um futuro próximo e provável (e nem falo de Mad Max). Uma das mais emocionantes foi na divisão de próteses cibernéticas da OCP, no RoboCop do Padilha. É raro ver ciência tão bem representada em ficção científica, assista:
continue lendo

emDestaque Destaques Hardware Medicina Robótica

Pentágono quer produzir munição com impressoras 3D

Por em 4 de agosto de 2014

v1

Boa parte da nossa tecnologia surgiu do esforço de guerra. A tradição bíblica de transformar espadas em arados nos deu a internet, antibióticos, criptografia, aviação segura, radares, telecomunicações, satélites, GPS e muito mais. De vez em quando a tecnologia segue o sentido oposto, arados viram espadas. Um exemplo clássico é o tanque de guerra, que herdou sua propulsão por lagartas dos tratores agrícolas.

Agora a bola da vez são as impressoras 3D. Na matéria de capa da última edição da revista Army Technology as possibilidades são discutidas a fundo, e mesmo que a tecnologia ainda não tenha chegado lá, imaginam como essas máquinas podem beneficiar uma unidade de combate em 10 ou 15 anos. 
continue lendo

emHardware Novos Materiais

Desbloqueie seu Moto X com uma tatuagem adesiva

Por em 23 de julho de 2014

tattoo

Há algum tempo atrás, a ex-diretora do DARPA Regina E. Dugan trabalhava junto à equipe ATAP da Motorola, aquela mesma que foi absorvida pelo Google, restando à Lenovo ficar com o bagaço da laranja. Hoje, como VP de Engenharia, Tecnologia Avançada e Projetos de Mountain View, ela é a palavra final nos mais avançados planos que a gigante das buscas anda desenvolvendo, como o Project Ara. Só que há cerca de um ano atrás, antes da venda da Motorola ela apresentou uma nova forma de tecnologia de segurança que envolvia tatuagens adesivas e pílulas, e ao menos a primeira está sendo disponibilizada hoje pela sua antiga empresa.

continue lendo

emComputação móvel Internet Mercado Miscelâneas Planeta Sem Fio Segurança Software Telecom

Sala da Justiça #27 — recuperando memórias, para-brisas virtual, The New Black e muito mais

Por em 16 de julho de 2014

Sala-da-Justica-27

Sala da Justiça está de volta com o episódio #27, com o melhor da semana no Meio Bit. No programa de hoje recebemos nossa convidada Kellen Bonassoli do Mundo Podcast, para uma conversa sobre o equipamento para recuperação da memória humana que recebeu um belo investimento do DARPA; o incrível para-brisas virtual da Jaguar Land Rover e um papo sobre carros elétricos e a quantidade de postos de recarga nos Estados Unidos.

No nosso Top 7 da semana, vimos que nem sempre o melhor hardware define quem será o melhor jogador; rimos de uma paródia as opções de customização de personagens em games do The Onion; discutimos a reação de uma produtora indie com um usuário que pirateou seu game; as razões para o sucesso financeiro do game da Kim Kardashian; o easter egg no Halo 3, que demorou 7 anos para ser descoberto; a imensa quantidade de aplicativos “zumbis” na App Store e o sensacional Vantablack, um material tão escuro que não pode ser visto.

Na Roleta Russa, equipes de Dota 2 ou League of Legends podem arrumar um patrocinador bem controverso. Yay ou nay? Clique abaixo para assistir ao programa.


continue lendo

emDestaque Destaques Podcast Sala da Justiça Sala da Justiça