Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Diretor de Cubo quer que o filme vire jogo

Por em 14 de maio de 2010

dori_cub_14.05.10

Há algum tempo eu tenho sentido muita vontade de assistir novamente o filme canadense Cubo. Na primeira vez que o vi, logo após o seu lançamento, não consegui achar a menor graça e sempre me questionei porque ele acabou se tornando um cult, conseguindo uma boa quantidade de fãs.

Mesmo sem entrar em maiores detalhes, seu enredo fala sobre um grupo de seis pessoas que são jogadas em um labirinto com salas em formas de cubo e que devem tentar sobreviver a diversas armadilhas. O curioso é que mesmo não sendo fã do triller que parece ter servido como inspiração para o Jogos Mortais, sempre achei que seu conceito cairia como uma luva em um game agora o diretor Vincenzo Natali afirmou que tem intenção de fazer essa transição.

Eu gostaria muito de fazer um jogo sobre o Cubo. Quando o estava escrevendo com o meu amigo, Andre Bijelic, dizíamos um para o outro, ‘estamos escrevendo um filme ou um jogo?’ Para mim é sempre incrível que ninguém tenha tentado transformá-lo em um jogo. Gostaria muito de fazer isso. É assim que gostaria de voltar ao mundo do Cubo. Se tiver algum game designer por aí, ligue para mim.”

Acho que o maior problema em transformar o filme em jogo será fazer com que os jogadores sintam-se atraído hoje em dia por um game com o mesmo cenário, apenas com cores diferentes por horas e horas, mas se tantas pessoas gostaram de um filme com a mesma ambientação, talvez a maioria não se incomode.

[via MTV Multiplayer]

emMiscelâneas

RollerCoaster Tycoon irá virar filme

Por em 14 de maio de 2010

dori_14.05.10

Se você tivesse muito, mas muito dinheiro e quisesse criar um filme baseado em alguma marca famosa dos games, bastaria lembrar de um Fallout, de um Dead Space ou de um Splinter Cell para ter em mãos um bom material que poderia gerar uma bela película. O dinheiro a Sony Pictures Animation tem, mas o interesse em produzir um filme usando um jogo com conteúdo, pelo jeito não.

O estúdio adquiriu junto a Ataria os direitos do Rollercoaster Tycoon e pretende produzir um longa-metragem que misture imagens reais com criadas no computador. A direção deverá ficar a cargo de Harald Zwart, que além de ter comandado as filmagens da Pantera Cor de Rosa 2, também foi o responsável pelo remake do clássico Karate Kid.

Caso não conheça a franquia, RollerCoaster Tycoon era um extremamente viciante simulador de parques de diversões lançado em 1999 e criado por Chris Sawyer e que tinha como foco as montanha-russas, uma paixão do autor. Uma curiosidade é que especula-se que o idealizador tenha recebido cerca de 30 milhões de dólares de bonificação pelo sucesso alcançado pela série.

Mas como você já deve ter percebido pelo gênero, esse não é o tipo de título que prima pelo enredo e fica a dúvida sobre como os envolvidos conseguirão manter a atenção dos espectadores durante mais de uma hora contando a história de um sujeito que administra um parque, se bem que, não é mais ou menos isso o que vimos na Fantástica Fábrica de Chocolate? O certo é que podemos esperar por sequências onde seja simulada uma volta na montanha-russa em primeira pessoa e muitos efeitos em 3-D estereoscópico.

[via Reuters]

emCultura Gamer

Documentário sobre jogos de luta

Por em 8 de maio de 2010

Sempre achei que os jogos de luta exigem muita dedicação e reflexos sobre-humanos para que o jogador se torne realmente bom. Exatamente por isso admiro as pessoas que conseguem se sair bem nesse gênero e não poderia deixar de comentar sobre o Pixel Kombat.

Produzido por dois franceses, este será um documentário que pretende falar sobre os jogos de luta 2D para fliperamas, as competições e seus participantes. Reunindo imagens gravadas entre 2004 e 2009 em fliperamas e campeonatos em Tóquio e na França, o vídeo mostrará um pouco da vida de algumas lendas do meio, como Daigo “The Beast” Umehara, Justin Wong e Yamazaki 93.

Ainda não há uma data confirmada para seu lançamento e acho muito provável que ele nunca chegue oficialmente ao Brasil, mas se quiser ficar por dentro das novidades do Pixel Kombat,, fique de olho no blog oficial, em francês.

continue lendo

emCultura Gamer

Para Bruckheimer, jogos serão realistas como filmes

Por em 28 de abril de 2010

dori_bru_27.04.10

Fazer com que os gráficos de um jogo se pareçam com a realidade tem sido o Santo Graal da indústria. Me lembro de que, pelo menos, desde a época em que surgiram as primeiras CGs dos jogos do Saturn e do Playstation, as pessoas afirmam que a próxima geração de videogames seriam capazes de gerar imagens fotorealistas. Vários consoles foram lançados desde então e por mais que o Crysis tenha estabelecido um novo patamar, ainda me parece haver um bom caminho até que os personagens nos jogos sejam totalmente verossímeis.

Para explicar porque decidiu entrar para a indústria do jogos eletrônicos, Jerry Bruckheimer afirmou que eles são uma forma de se contar uma história e deu sua opinião de como serão os games daqui há uma década..

Eu realmente acredito que dentro de 10 anos não seremos capazes de apontar as diferenças entre os filmes e os jogos. Os jogos serão tão realísticos.”

Será que esse tempo será o necessário para que os games se aproximem tanto da realidade? Mesmo reconhecendo que a atual geração deu um importante passo nessa direção, mesmo no cinema ainda é relativamente fácil percebermos que muitos personagens são gerado no computador. Porém, acho que mais importante do que chegarmos nesse patamar, é termos no ramo pessoas que saibam valorizar a direção de arte.

[via CVG]

emIndústria

Apocalipse Now pode virar game

Por em 13 de abril de 2010

Quando terminei de assistir o Apocalipse Now pela primeira vez, descobri que bons filmes de guerra não precisam ser feitos apenas de tiros, explosões e pedaços de corpos voando para todos os lados. Embora muitos o considerem um filme ruim devido ao seu ritmo arrastado, na minha opinião se trata de uma obra-prima, repleto de passagens memoráveis e de vez em quando me pego assistindo-o novamente, seja para ouvir a ótima trilha sonora ou simplesmente para ver a destruição de uma vila ao som da Cavalgada das Valquírias. Imagine então a minha surpresa ao ver o rumor de que a iniciante Killspace estaria planejando um jogo sobre a caçada ao Coronel Kurtz.

Formado por ex-funcionários da EALA, Pandemic, Obsidian e Red, que entre outros desenvolveram jogos como Mercenaries e Saboteur, o estúdio estaria contratando novos profissionais para trabalharem em dois jogos, um em parceria com uma grande editora e o outro sobre uma propriedade intelectual licenciada. O que nos leva a crer que o segundo título se trata de uma adaptação do filme de Francis Ford Coppola é que tanto o domínio WarIsNotAGame.com quanto o ApocalipseNowGame.com foram registrado usando os dados da produtora.

Apesar de ser um projeto um tanto promissor, acho que será muito difícil para eles conseguir captar o clima do filme, os conflitos psicológicos dos personagens e mostrar a guerra como uma arte. Mesmo assim, a simples possibilidade de descer o rio a bordo de um barco ao lado do Morpheus e ao som de Satisfaction já me obrigará a dar uma chance ao possível game.

dori_apo_13.04.10

[via 1UP]

emCultura Gamer Rumores