Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Canon EF 24-70mm f/2,8 L USM II – Preço Salgado

Por em 12 de fevereiro de 2012 - Nenhum Comentário

Todo mundo sabe que as lentes L são as melhores que a Canon produz. Embora tenhamos em mente que não é o equipamento que faz a foto e sim o fotógrafo, o fato de ter melhores ferramentas pode render uma foto com melhor qualidade. Falo isso com conhecimento de causa. O rendimento das lente L em situações de pouca iluminação ou com o uso do flash é absurdamente maior do que as lentes normais da Canon. Porém, tamanho conforto e qualidade refletem em seu preço muito mais elevado. Nessa semana que passou, a Canon anunciou a nova versão de sua EF 24-70mm f/2,8 L USM e duas novas lentes prime.

A 24-70mm é uma lente que dispensa apresentações. Dentro do mundo da fotografia de eventos esta é a preferida pelos fotógrafos. Boa iluminação e uma distância focal confortável. Dentro de minha visão, um fotógrafo de eventos e book necessita de 3 lentes de boa qualidade e a 24-70mm é uma delas. A nova lente é composta por 18 elementos distribuídos em 13 grupos sendo que um é composto de cristal Super UD e dois de cristal UD. Essas características devem minimizar as aberrações cromáticas e manter um bom balanço de cor. O diafragma é composto de lâminas arredondadas que devem produzir um suave e bonito bokeh e a Canon garante que o novo motor de foco USM é mais rápido e silencioso que o anterior. A distância mínima de foco fica em 38cm e o filtro utilizado é de 82mm. A lente deve chegar ao mercado em abril e deve custar a singela facada de US$ 2.300,00. Talvez esse seja o motivo de eu ter uma Sigma em vez de uma Canon.

Juntamente com essa lente a Canon também anunciou duas lentes prime com distâncias focais muito parecidas com abertura máxima de diafragma em f/2,8 e ambas com estabilizador de imagem. Elas são as EF 24mm f/2,8 IS USM e a EF 28mm f/2,8 IS USM. Gosto muito de lentes que se comportam como grandes angulares, mas não vejo muito sentido nessas duas lentes. Sua distância focal pode ser muito bem coberta por outras lentes de igual qualidade (se fosse uma 18mm ou 15mm não veria problema) e não existe muito sentido em colocar estabilizadores de imagem em lentes com distância focal tão baixa. Ambas estarão disponíveis em junho com preços de US$ 850,00 e US$ 800,00 respectivamente.

emLentes

Canon Powershot G1X

Por em 10 de janeiro de 2012 - 4 Comentários

Acho que somente agora a indústria da fotografia digital está chegando ao seu amadurecimento. Quando fotografávamos com filme era normal existir apenas uma câmera fotográfica na família, pois as mesmas eram caras. Mas, todas estas câmeras fotográficas eram full frames (termo que nem usávamos na época), pois todo mundo usava o mesmo tamanho de filme (independente da marca ou tipo). Você podia ter uma compacta de qualquer marca e abastecer ela com filme fotográfico profissional. Com a revolução digital, os equipamentos ficaram mais baratos, mas a qualidade caiu muito. O abismo entre uma reflex e uma compacta é muito grande. Notando que existem pessoas que pagariam caro por qualidade em um equipamento compacto, os fabricantes começaram a investir em câmeras compactas de alto desempenho. E deu certo.

A linha micro-quatro-terços começou a brincadeira e passou por outras câmeras mirrorless até chegar ao modelo que eu acho perfeito, a Fuji Finepix X100. Uma compacta com sensor APS-C e lente fixa com cara de câmera rangefinder. O preço é absurdo para o padrão de câmeras compactas (e até para algumas reflex), mas vendeu muito. Agora é a vez da Canon entrar neste mercado tomando a mesma decisão acertada. Uma câmera pequena, com grande poder de fogo e pouco zoom ótico. Tudo para deixar o principal, a qualida de imagem, em um patamar mais que ótimo. A Powershot G1X chega com um sensor CMOS de 14 megapixels e com 1.5 polegadas de tamanho. Pouca coisa menor que um sensor APS-C. O visual da câmera é muito parecido com a linha G de compactas da Canon. Eu gostei das linhas retrô do equipamento.

Como características técnicas, além da resolução máxima, temos uma lente com 4x de zoom ótico (equivalente a uma 28-112mm) e com abertura de diafragma em f/2.8-f/5.8. Gostei da abertura máxima em grande angular, mas achei uma lente meio escura na posição de tele. A câmera possui visor LCD articulado com 3 polegadas, pode fazer até 4,5 fotos por segundo no modo contínuo (tanto RAW quanto JPEG), grava vídeos em Full HD com som estéreo e o ISO nativo do equipamento fica entre 100 e 12800. O fato da ótima resolução, o grande sensor e a sapata hot shoe para flash externo levaram a Canon a anunciar o equipamento como sendo a primeira compacta que pode ser utilizada profissionalmente. Será?

A Canonliberou imagens em resolução máxima da nova câmera. O que foi mostrado realmente impressiona. O blog Foto Actualidad fez uma comparação entre o tamanho do pixel da Powershot G1X e de outras câmeras do mercado. O pixel da Canon com 14 megapixels mede 4.29μm enquanto da Nikon V1 com 10MP mede 3.38μm, da Fujifilm X10 com 12MP mede 2.2μm, da Panasonic GX1 com 16MP mede 3.77μm e da Nikon D7000 com também 16MP mede 4.78μm. Como sabemos que o tamanho do pixel é muito importante então vemos que aqui a briga é de gente grande.

A nova PowerShot G1X vai chegar ao mercado em fevereiro ao preço de US$ 799.00.

emEquipamentos Fotografia

As câmeras mais vendidas no Japão em 2011

Por em 29 de dezembro de 2011 - 7 Comentários

Todo mundo considera o Japão como um termômetro do que está sendo melhor aceito pelos consumidores. O pessoal por lá é exigente, gosta de inovações tecnológicas e, acima de tudo, troca de câmera como quem troca de roupa. Quem dera o mundo inteiro tivesse esse poder aquisitivo, mas sendo assim não tem planeta que aguente tantos produtos sendo produzidos. Voltando ao assunto do texto, nesta semana saiu a lista das 20 câmeras mais vendidas no Japão durante o ano de 2011. Surpresa total, a Nikon está em primeiro lugar.

A Nikon D3100 foi a câmera mais vendida no ano de 2011. Talvez a explicação seja simples. Foram os mesmos motivos que levaram a D40 e a D90 a serem campeãs de venda. Preço baixo e qualidade elevada. A Nikon D3100 é a reflex que filma em Full HD mais barata a venda no mercado. A concorrente mais próxima é a Canon EOS Rebel T3i que possui um preço um pouco mais salgado. Olhando a lista, notamos também a Nikon D90 como a 9º câmera mais vendida. E olha que estamos falando de um modelo que não é mais fabricado, mas é tão bom que ainda tem um fluxo grande de saída.

Embora Nikon e Canon sejam as dominantes, também temos o sistema micro-quatro-terços com a presença de Olympus, Sony e Panasonic. Embora a maioria dos sites europeus tenha elegido a Sony A77 como a câmera reflex do ano, ela não aparece na lista. Outra observação interessante é que das câmeras de maior porte, apenas a 7D e a 5D mark II da Canon estão presentes na lista. Vejam abaixo a lista completa.

emEquipamentos Fotografia

Canon x Nikon – a batalha

Por em 14 de dezembro de 2011 - 2 Comentários

Terminando está quarta-feira quente temos um vídeo que correu a internet brasileira no dia de hoje e que mostra ao pé da letra uma batalha entre usuários de Canon e Nikon. A disputa, do ponto de vista da discussão, existe há muito tempo, mas se acirrou muito com a tecnologia digital. Já é um fator de piada entre meus amigos, mas o certo é sempre afirmar que com qualquer uma das marcas você sempre terá um equipamento de qualidade.

A história é bacana e mostra uma inocente menina sendo seqüestrada por terroristas Nikon. Cabe aos soldados de elite da Canon libertar a garota. O inicio me lembrou muito algumas cenas da franquia Call of Duty. Eu gostei.

emNotícias

Canon C300 – entrando no mundo do vídeo profissional

Por em 4 de novembro de 2011 - 14 Comentários

Um dos motivos que leva muita gente a comprar uma câmera DSLR da Canon é por conta da qualidade de filmagem em Full HD. A coisa é tão boa que causou dois fenômenos. O primeiro foi o uso destas câmeras para filmagens profissionais, tanto em eventos, publicidade e no cinema de Hollywood. O segundo fenômeno foi ver gente que utilizava Nikon há décadas trocar o equipamento por conta desta funcionalidade. Agora, aproveitando que está com a faca e o queijo e o pão aberto em cima da mesa, a Canon entra de cabeça no mundo da filmagem profissional com o seu novo equipamento.

A Canon C300 é uma filmadora voltada para o público profissional que foi construída especialmente para gerar vídeos em alta definição Full HD. Muito diferente das câmeras fotográficas que possuíam o vídeo apenas como mais uma característica. A câmera é equipada com um sensor CMOS super 35mm de 8,3 megapixels que foi desenhado especialmente para o equipamento. O design da câmera é bem interessante, mesmo fugindo um pouco do convencional. Notamos que o equipamento já nasce com uma quantidade adequada de acessórios para facilitar a vida dos profissionais da área. A câmera será lançada em duas versões. A primeira é a C300 compatível com as lentes de encaixe EF das DSLR da Canon. Já o modelo C300PL vai ser compatível com as novas lentes feitas especificamente para filmagem cujo encaixe vai se chamar PL. A nova C300 deve chegar ao mercado em janeiro de 2012 com preço de US$ 20.000,00 e a C300PL deve chegar em março de 2012 também custando US$ 20.000,00.

Novas lentes

Junto com o anuncio das novas câmeras também tivemos as novas lentes projetadas especialmente para filmagem, que devem eliminar os pequenos probleminhas que alguns usuários têm relatado desde que as DSLR embarcaram na onda de fazer vídeos. São sete novas lentes. Quatro com zoom e 3 prime fixas. As lentes zoom são duas EF e duas PL e terão no corpo a nova nomenclatura de CN-E. Elas são a 14.5-60mm T2.6 L e a 30-300mm T2.95-3.7 L. Elas serão fabricadas em versões para o encaixe PL e para o encaixe EF com sensor APS-C (olha só, duas lentes da série L que não vão funcionar nas Full Frame). As três lentes prime são as 24mm T1.5L, 50mm T1.3L e 85mm T1.3L . Estás três lentes são de encaixe EF e podem ser utilizadas em câmeras com sensor cropado e nas Full Frames.

Todas as lentes possuem o recurso de foco manual e controle de abertura de diafragma no corpo. Como todas possuem uma grande abertura do diafragma, o mesmo é construído em 11 lâminas para propiciar um desfoque bonito nas filmagens. Todas as lentes prime vão ter um preço estimado de US$ 6.800,00 e devem estar disponíveis entre julho e agosto. Com as lentes zoom a facada é mais forte ainda. As  duas versões da 14,5-60mm T2.6L  devem chegar em janeiro de 2012 com preço aproximado de R$ 45.000,00 cada uma. Já as duas versões da 30-300mm T2.95-3. 7 L devem chegar apenas em março ao preço de US$ 47.000,00 cada uma.

Um precinho bem salgado.

Nova forma de captura de vídeo?

Junto com o estardalhaço que a Canon criou hoje com seus novos lançamentos, uma notícia foi jogada para a imprensa sem maiores detalhes. A empresa já está desenvolvendo a próxima geração de câmeras DSLR com capacidade de filmagem. Porém, as novas câmeras vão produzir vídeos com 4K de resolução utilizando sensores full frame em formato Mpeg. Agora é esperar para ver essa criança funcionando.

 

emEquipamentos Fotografia Lentes

Canon College – aprenda fotografia de graça

Por em 19 de outubro de 2011 - 1 Comentário

Se você perguntar para mim qual a melhor maneira de aprender fotografia, a resposta será certeira: faça um curso. Isto mesmo, livros são importantes, informações da internet também, mas nada substitui ver as informações na prática com um profissional reconhecido dentro do mundo da fotografia. Existem várias escolas que estão ministrando ótimos cursos de fotografia pelo Brasil, mas como tudo que envolve o assunto, a coisa não sai barata. Por isso que temos que divulgar quando um curso gratuito e de qualidade aparece em nossa terrinha.

A Canon, a exemplo do que já acontece no Japão, está iniciando no Brasil o programa Canon College, que visa trazer ao usuário da marca novas experiências dentro da fotografia. O melhor de tudo é que o programa é gratuito e você nem precisa ter câmera fotográfica, pois a empresa se disponibiliza a utilizar câmeras de teste durante seus cursos. Está é uma jogada de mestre, afinal de contas, guardando as devidas proporções, é igual ao iPhone. Se você não quer comprar um então é melhor não pegar um para brincar.

A primeira aula do Canon College acontece no dia 22 de outubro no Hotel Golden Tulip Belas Artes em São Paulo das 09:00h às 12:00h. Esta primeira aula será uma introdução a fotografia falando um pouco da história da fotografia e princípios básicos do modo manual das câmeras. O instrutor será Victor Marim, especialistas em câmeras EOS da Canon no Brasil. Além das câmeras fotográficas, a Canon vai fornecer todo material didático e certificado para os participantes.

Se você se interessou pelo programa é só visitar a página oficial da Canon College no Brasil.

emNotícias

iPhone 4S vs Canon 5d Mark II–Adivinhe quem ganha

Por em 19 de outubro de 2011 - 5 Comentários

Se você disse “Canon”, meus parabéns, você acertou. O iPhone NÃO consegue uma qualidade de imagem tão boa quanto uma câmera DSLR de US$3 mil. Acho até justo, do contrário teria um monte de executivo visitando a fábrica da Foxconn em Shenzhen pedindo para usar o terraço.

Mesmo assim o resultado é excelente. A Apple não pode desrespeitar as Leis da Física (não mais), e dentro das limitações ópticas da tecnologia envolvida o 4S dá um show. De cara ele é BEM melhor que minha filmadora Samsung HD, que só fazia 720i  (o i é de inútil).

A popularização de celulares filmando FullHD é algo muito bem-vindo, embora nem seja novidade. No começo do ano passado a Fujitsu já vendia o !brilhantemente batizado F-06B, que ainda por cima era à prova d’água.

Logo aquelas sex tapes em resolução de anime pirata rmvb trocado em disquete vão deixar de existir, finalmente os programas de TV poderão parar de usar molduras para disfarçar a péssima qualidade das “pegadinhas” e vídeos de “cinegrafista amador”.

Curioso como essa convergência chegou rápido. Hoje um simples celular consegue filmar na mesma resolução que a transmissão de TV e os BluRays usam. Aliás, consegue filmar e BEM, veja:

 

Fonte: TNW

emApple e Mac Fotografia Fotografia