Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Síndrome de Asperger ou Call of Duty: o que teria causado o massacre em Connecticut?

Por em 21 de dezembro de 2012

Recentemente todos nós, nos chocamos com a notícia do massacre em Connecticut. Cerca de 20 crianças e 6 adultos foram assassinados por um deficiente mental (ele era). Sem contar na mãe do assassino que foi morta em sua residência. O G1 reportou que o assassino tinha Síndrome de Asperger. A pergunta é: será que era somente Asperger?

A Síndrome de Asperger é caracterizada como sendo uma síndrome do aspecto autista. As características de uma pessoa com Asperger são: dificuldade de interação social, dificuldades em expressar e processar emoções, interpretação muito literal da linguagem, dificuldade com alterações na rotina e comportamentos estereotipados.

Pelo que eu saiba, tal síndrome não é caracterizada por violência e isso foi bastante noticiado nos sites no mundo afora: no HechosdeHoy temos a manchete “El Síndrome de Asperger niega violencia y no causó la massacre de Newtown” e no MinnPost lemos “With Asperger’s syndrome, ‘violence is not something we expect,’ expert says”, por exemplo.

Enfim, se você buscar no Google verá que não existe qualquer ligação entre Asperger e Violência. Ou seja, a causa não foi a síndrome do Asperger. Ainda no mesmo artigo o G1 tenta colocar em evidência outra possível causa que gerou tal violência: Call of Duty.
continue lendo

emCiência Miscelâneas

O estranho caso de John McAfee

Por em 7 de dezembro de 2012

9135_126054158190_1142796_n_610x458

John McAfee, um dos pioneiros em softwares de segurança, mudou de empreendedor para fugitivo internacional: ele foi recentemente ligado a um caso de assassinato em Belize. Ele jura que não matou seu vizinho, que reclamava do barulho alto e das festas que ocorriam em sua casa. Resultado? Ele fugiu para Guatemala procurando asilo, o país recusou o asilo e ele foi preso.

A história poderia parar aqui, mas é algo meio cinematográfico o que ele fez para “se esconder” da polícia. O primeiro fato curioso ocorreu quando ele fugiu de Belize para Guatemala. O blog Vice publicou um artigo chamado “We are with John McAfee right now, suckers”. Só que a foto foi tirada com um celular. E a geolocalização no EXIF da foto continha a exata localização do John. A Forbes até escreveu um artigo para o Vice: “Como fazer para que suas fontes não sejam presas”.

E o pior? Ao esconder a real localização do John, mentindo que ele não estava na Guatemala e que John havia alterado a localização do EXIF, a Vice passou de “documentária” para cúmplice de um assassinato. E ainda completou com uma frase do Chris Soghoian, chefe de tecnologia da ACLU: “Segredos não são seguros com jornalistas”. A segurança das fontes anônimas não dependem das habilidades jornalísticas e sim das habilidades em computação. E ainda complementa que existem três coisas que o jornalista precisa realizar antes de divulgar qualquer informação: continue lendo

emInternet Meio Bit