Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

As Crônicas do Macfag – Dia 4

Por em 24 de março de 2013 - 106 Comentários

Olá, companheiro revolucionário ultra jovem que pretende abandonar o iOS e migrar para o Android. Hoje é dia de mais um relato acerca da troca que fiz de um iPhone 5 para um Nexus 4 e quais são as minhas impressões sobre o aparelho do Google. Preparado? Não? Vamos lá mesmo assim.

continue lendo

emCelular Especial Meio Bit Mobile

As Crônicas do Macfag – Dia 3

Por em 21 de março de 2013 - 73 Comentários

Ontem, no final do dia, consegui resolver a última pendência que me impedia de finalmente dizer tchau pro iPhone: fui até a minha operadora resgatar um chip para poder utilizar o Nexus 4. O iPhone 5 utiliza nano-SIM e o Nexus 4 um micro-SIM. Eu quero só ver onde isso vai parar, em breve teremos o ängstrom-SIM.

continue lendo

emCelular Especial Meio Bit Mobile

As Crônicas do Macfag – Dia 2

Por em 20 de março de 2013 - 42 Comentários

Engana-se quem pensa que eu não sobreviveria ao primeiro dia usando o Nexus 4. Hoje vou falar sobre quais foram minhas primeiras impressões a respeito do aparelho, quais minhas expectativas e as minhas primeiras horas utilizando o telefone.

Muitos falam que Android você não usa, você contrai. Isso talvez funcione como uma piada, mas na prática não há nada de verdade. O grande diferencial do Android em relação ao iOS é que ele é mais democrático. Obviamente por ser aberto, terá muito mais problemas, mas a vantagem disso é que há dezenas de fabricantes com celulares para todos os bolsos. iPhones são muito bons mas continuam sendo muito caros.

continue lendo

emCelular Especial Meio Bit Mobile

As Crônicas do Macfag: o iPhone, o Nexus 4 e a Migração. – Dia 1

Por em 19 de março de 2013 - 75 Comentários

Antes de começar, eu já me defendo: não sou e nunca fui macfag. Mas por gostar dos produtos Apple e por escrever sobre a empresa talvez tenha criado essa imagem. Quem é fã de tecnologia, não de marcas, não consegue se prender dessa forma. A vontade de conhecer equipamentos, sistemas e suas nuances é muito maior.

Foi por isso que resolvi fazer uma mudança considerada radical por muitos. Cansado da falta de novidades e de melhorias do iOS, dei um auf wiedersehen para o iPhone e resolvi dar uma segunda chance ao Android:

nexus

A partir de hoje, sou usuário de um Nexus 4. E contarei aqui, em forma de diário, como está sendo minha experiência com o aparelho. Falarei sobre seu desempenho no dia a dia, quais diferenças eu percebo entre o iOS e o Android do ponto de vista de um ex-usuário Apple (parece papo de drogado) e como essa mudança afetou o meu dia-a-dia.

Será uma boa leitura para quem pretende migrar do iOS para o Android ou para quem quer saber um pouco mais sobre o Nexus 4. Amanhã contarei quais foram minhas primeiras impressões sobre o aparelho.

emCelular Especial Meio Bit Mobile

Por mais legal que possa vir a ser, o suposto iWatch ainda soa como o futuro visto do passado

Por em 19 de março de 2013 - 40 Comentários

Penny's smartwatch

Quando eu era moleque um dos meus desenhos favoritos foi o Inspetor Bugiganga (que rendeu um filme extremamente sem graça com Matthew Broderick, acho que ele gastou todos os pontos que tinha pra vida inteira na ficha do Ferris Bueller): era insanamente divertido do ponto de vista de uma criança ver o quão tapado e ingênuo ele era, ao ponto de não identificar o vilão do dia mesmo se ele esfregasse o símbolo da M.A.D. no nariz dele (o que de fato ocorria direto).
Sobrava para sua sobrinha Penny e seu cachorro Crânio salvarem a situação (e o tio Bugiganga!) utilizando de dois gadgets que a menina possuía: um livro-computador e um relógio-comunicador com tela e rádio, com o qual ela coordenava as ações do seu parceiro para salvar o atrapalhado herói, que nunca percebia que estava sendo ajudado.

Na época o aparelhinho era sensacional. O processamento pesado ficava por conta do livro (mas os aparelhos não conversavam entre si), que numa analogia atual seria algo como o iPad ou o iPhone e o tal iWatch, o suposto próximo lançamento da Apple.

Hoje o mercado diz que Cupertino tem que lançar o reloginho esperto, pois os usuários “anseiam por uma nova revolução”. Mas esse produto é realmente necessário?
continue lendo

emAcessórios Artigo Computação móvel Hardware Mercado Opinião

16 milhões de iOS desbloqueados pelo evasi0n

Por em 5 de março de 2013 - 50 Comentários

Captura-de-Tela-2013-03-05-às-12.51.16-648x406.jpg

Diferentemente da Microsoft (que pela primeira vez fez algo interessante em prol dos desenvolvedores), a Apple parece que incorporou o espírito controlador da sua maior concorrente e pune de todas as formas possíveis o jailbreak dos seus dispositivos. E mesmo com a ameaça de perda da garantia em outros países (creio que tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos seja legal realizar tal procedimento, procede?), 16 milhões de dispositivos já foram desbloqueados.

continue lendo

emApple e Mac Celular Software

Gabe Newell não teme os consoles e sim a Apple

Por em 31 de janeiro de 2013 - 12 Comentários

dori_gab_31.01.13

Quando a Valve começou a flertar com a sala de estar, anunciando uma nova interface para o Steam e até mesmo “uma caixa” com o Steam, a primeira coisa que passou pela minha cabeça foi que os consoles estavam ganhando um concorrente de respeito. O raciocínio é bastante óbvio, mas para Gabe Newell, o que sua empresa realmente teme não são os próximos aparelhos que Sony e Microsoft colocarão no mercado, mas sim os próximos passos que a Apple dará.

O maior desafio não penso que venha dos consoles. Penso que o maior desafio é que a Apple invista na sala de estar antes da indústria de PC perceber que deve agir unida.

A ameaça no momento é que a Apple ganhou uma enorme fatia do mercado e há um caminho relativamente óbvio de que ela entrará na sala de estar com suas plataformas. Acho que existe um cenário onde um tipo de plataforma inferiorizada surgirá nas nossas salas e penso que a Apple venceria os consoles facilmente.

Eu tenho certas dúvidas se isso de fato irá acontecer. Primeiro porque não tenho muita certeza de que a Apple está interessada neste mercado (embora ache que deveria estar) e segundo porque esse clamor pela indústria se interessar em levar o PC para a sala me passa a sensação de que Newell está apenas interessado em vender seu peixe, pois com mais pessoas jogando no computador, é natural que o Steam ganhe novos usuários.

De qualquer forma, acho que quem pode sair ganhando com tudo isso somos nós, desde que no futuro não sejamos obrigados a sentar diante da TV para jogar apenas Angry Birds e FarmVilles.

[via The Verge]

emComputadores