Digital Drops Blog de Brinquedo

Receba já um convite para o Yahoo Mail beta

Por em 9 de maio de 2006

Eu estava há algum tempo com vontade de testar o novo beta do Yahoo Mail. Pois bem, agora há um jeito de entrar direto no beta. Basta seguir este link.

Estive testando um pouco o sistema, e de fato comporta-se como um aplicativo desktop de email. Algo interessante é o leitor de RSS integrado, e a interface estilo Outlook, com 3 “telas”.

Vale a pena testar, mas eu ainda continuo na minha.

emInternet

Você ainda confia em Benchmarks artificiais?

Por em 9 de maio de 2006

Não sei quanto a vocês, mas há muito eu parei de considerar benchmarks artificiais como um dado seguro no momento de escolher investir em algum equipamento. O motivo é simples e já ocorreu há bastante tempo os fabricantes de placas de vídeo acharam que era uma boa idéia realizar “ajustes finos” nos drivers das placas de vídeo, ativando ou desativando recursos do equipamento para “otimizar” a performance dos testes.
Eles detectavam qual o executável estava realizando os testes e mudava a configuração da placa de acordo.

Isso foi muito ruim para os programas em si, mas ainda hoje eles servem como um guia de performance, mas sempre há desconfiança de que eles podem estar trapaceando os testes. Quando vou ler os resultados de testes, pulo direto para o primeiro jogo. As otimizações feitas para engines gráficos são muito mais honestas, pois um driver otimizado para Crytech ou Unreal está automaticamente otimizado para vários títulos derivados deles.

Os testes de maior confiabilidade são os que o usuário pode realizar no seu dia a dia:
Converter uma música de wav para mp3 ou um vídeo de DV para DivX, compilar o kernel do Linux e timedemo de games de vários fabricantes diferentes. Aliás, games são sempre os que mais demandam em termos de hardware. Quando um PC é capaz de rodar sem problemas um jogo moderno, os aplicativos voam nele também. Por isso muita gente que trabalha com Desenho Industrial e Computação Gráfica acaba apelando para um “Gamer PC” ao invés dessas máquinas corporativas, que possuem um processador razoável e o restante é bastante fraco, como placas de vídeo integradas na placa principal.

emMiscelâneas

Tecnologia de Salvação

Por em 9 de maio de 2006

Tecnologia como força de progresso e salvadora de vidas!

Afinal, não é para isso que a ciência existe. Para salvar vidas?
Quem não se lembra do Tsunamis, tornados, furacões e todas essas catástrofes que vimos nesses últimos 2 anos. Vidas foram perdidas, por falta de um simples aviso – no caso dos Tsumanis.
Imaginem toda Terra monitorada. Muitas pessoas seriam avidas de muitas coisas que a ‘mãe natureza’ anda aprontando. Não quero discutir aqui o aspecto ambiental eco-sistêmico. Sei que o que você faz de mal à natureza é revida, muitas vezes, em dobro.

Queimas, furacões, tsunamis, erupções vulcânicas e tudo mais, estarão sobre a vigia do homem nas próximas décadas.

Fica aqui o desafio para fabricantes, engenheiros, analistas, etc, de levar a salvação – nesses tipos de casos – mais próxima da realidade às pessoas.

emIndústria Segurança Software Wireless e Redes

Apple Corps, dos Beatles perde na justiça para a Apple Computer

Por em 9 de maio de 2006

A Apple Corps, gravadora dos Beattles, estava processando a Apple Computer com um pedido de indenização por quebra de contrato por causa do uso do logotipo no serviço de vendas de música online iTunes e da maçã estampada nos iPods. Eles queriam também o encerramento da maçã estampada nos iPods.

No começo dos anos 90, as duas Apple entraram em um acordo na qual o fabricante de computadores pagou 26 milhões de dólares para a empresa dos Beatles e definiram quais áreas cada empresa poderia atuar. Com o serviço de venda de músicas em MP3 através de downloads e o player iPod, a Apple Corps alegava que o acordo está sendo infringido por que a Apple Computer entrou no mercado fonográfico.

Em sua defesa, a maçã dos iPods alegou que o iTunes não é somente um serviço de transferência de arquivos, um veículo para que as pessoas tenham acesso à musica de forma digital, e o iPod é o meio pelo qual os arquivos digitais podem ser interpretados e decodificados.

Isso mostra claramente como a tecnologia atropela conceitos e a indústria fonográfica não tem a mínima idéia de lidar com isso. A Apple está na indústria da música ou não? Eles vendem arquivos de música de gravadoras, mas não promovem ou gravam trabalhos musicais. O iPod é um pequeno computador de mão dedicado em tocar MP3. Por causa disso, eles não podem usar a própria marca no equipamento? Então um player de música que rode dentro do MacOS e tenha a logomarca estaria proibido também?

Eles me parecem perdidos e ainda completamente sem noção do que a revolução tecnológica da música digital realmente representa. Leia a resposta do Steve Jobs:
“Nós sempre adoramos The Beatles, e tenho a esperança que agora podemos trabalhar juntos e colocar as músicas deles na iTunes Music Store”.

Fonte: BBC

emApple e Mac

Guia para Criação de HD DVD Interativo

Por em 8 de maio de 2006

A Microsoft lançou um manual de programaçào com 3 aplicações de exemplo para criar conteúdo interativo em HD DVD. Para os curiosos de plantão e profissionais da área que gostariam de começar a estudar a tecnologia, é um pequeno download com menos de 5MB.

O pacote “jumpstart” é uma “coletânea de ferramentas para testar, depurar e simular conteúdo interativo em HD DVD”, segundo a própria descrição do pacote. Ainda não fiz testes para avaliar a qualidade.

Confira o HD DVD Programming Guide e o Microsoft HD DVD Interactivity Jumpstart. É necessário verificar se o Windows é genuíno para fazer o download dos módulos.

emÁudio Vídeo Fotografia

Silicon Graphics (SGI) entra com pedido de falência

Por em 8 de maio de 2006

A famosa empresa de super computadores Silicon Graphics, conhecida como patrocinadora do OpenGL, VRML e dona do software mais usado em Hollywood para efeitos especiais Maya, entrou com um pedido de proteção contra credores e esperam se reorganizar em 6 meses. Analistas da indústria duvidam que eles possam reverter a situação. A empresa havia mostrado sinais de problemas ao demitir 250 funcionários, que representa 12% da sua força de trabalho.

Hoje em dia, os custos das estações de trabalho e computadores da Silicon não superam o custo/benefício de clusters de computadores PC x86 comuns conectados em rede. O Google é a uma prova desse sucesso, com milhares de PCs.

Nem mesmo a área gráfica, seu nicho, eles estão muito melhores. Com os custos de processadores Intel e AMD cada vez mais rápidos e baratos, placas de vídeo com 4 GPUs trabalhando em paralelo num total de 8, preços de memória RAM rápida muito barata e armazenamento em um único disco há alguns meses do lançamento, as distâncias do passado praticamente não existem mais.

É muito mais fácil para uma empresa começar com algumas máquinas e ir ampliando seu parque do que fazer um investimento altíssimo com um SGI. Uma dos produtos da empresa é um computador com até 512 processadores Itanium 2 numa única instância de Linux e até 128 TB de memória (isso mesmo, terabytes).

Leia as especificações do Terzo, uma das estações de trabalho da Silicon e tente descobrir porque o mercado acabou optando por PCs.

Fonte: eWeek

emIndústria

Intel anuncia os nomes da sua nova plataforma

Por em 8 de maio de 2006

O Pentium ficará para a história. A Intel anunciou oficialmente os nomes da nova família de processadores:

core2duo_logo.jpg

Tanto a versão para desktops, Conroe quanto a versão para notebooks, Merom, terão o mesmo nome principal: Core 2 Duo. As CPUs poderão ser diferenciadas pelos números de seqüência o que promete causar muita confusão entre os usuários, já que Core Duo é a tecnologia do Pentium M.

A Intel não informou os modelos mas segundo fontes do TGDaily, os nomes serão:
Modelos Core 2 Duo T5000 (com 2MB de cache L2) e Core 2 Duo T7000 (com 4MB de cache L2), com consumo energético entre 25W e 49W e freqüência entre 1,83 até 2,33 GHz.

Modelos Core 2 Duo E4000 (com FSB800 ) e Core 2 Duo E6000 (com FSB1066), com consumo energético a partir de 50W e freqüência entre 1,6 até 2,66 GHz. O aumento a velocidade de barramento é algo bem-vindo, pois é um dos maiores gargalos de performance.

Agora, é esperar para ver o performance desses processadores e a resposta da AMD, que não está parada também. Com a E3 se aproximando, seria interessante para Intel exibir a plataforma e mostrar se eles estão realmente em pé de igualdade ou superando a AMD.

emIndústria