Digital Drops Blog de Brinquedo

Se a Microsoft pedir seu cartão de crédito, você dá?

Por em 9 de maio de 2007

Tem gente que dá.

O mais novo cavalo de tróia na praça quando executado (vai, baixa o Cartão do Amor, baixa) gera uma tela semelhante à mensagem de ativação do Windows, dando a entender que sua chave foi usada para ativar outro computador. Assim, para confirmar que aquela cópia do Windows é sua mesmo, pedem alguns dados. INCLUINDO: número de cartão de crédito, código de segurança, senha do caixa eletrônico…

O que é mais triste não é saber que tem um monte de gente que cai nesses golpes, triste mesmo é saber que não só elas votam, como o voto delas vale tanto quanto o meu.

Fonte: Cybernet Tech News

emSegurança

Mais um conversor online de vídeos do YouTube

Por em 9 de maio de 2007

Algumas coisas como dinheiro, saúde e bicho de pé nunca são demais. Assim como sites conversores do YouTube. Primeiro, quanto mais sites mais chances de lembrarmos da URL. Segundo, esse tipo de site tem a tendência de morrer silenciosamente no meio da noite, quando mais precisamos.

O http://vixy.net é um serviço simples e objetivo, convertendo vídeos do YouTube (ou qualquer link direto para um arquivo .FLV) para AVI,MOV, 3GP e MP4, formatado para iPods.

Ah, o engine de conversão foi liberado em regime de OpenSource.

emInternet

Ubuntu em celulares – sintam a jogada

Por em 9 de maio de 2007

O Yahoo News está reportando uma iniciativa para criar uma versão enxuta do Ubuntu voltada para celulares, utilizando um chip de baixo consumo a ser desenvolvido pela Intel.

A jogada (de mestre)? Não é “Linux” em Smartphones, é Ubuntu. Segundo o mesmo artigo a fatia do mercado de smartphones dominado pelo Linux era de 6%. Acho até muito. Improvável que seja maior do que no desktop. Mas um smartphone Ubuntu não vai se restringir ao gueto dos “smartphones linux”, vai, sim, competir com Smartphones, ponto.

A ÚLTIMA coisa que interessa ao comprador de um Blackberry, Chuckberry, Halleberry da vida é qual sistema operacional o bicho roda. Importa que ele receba seus emails push, acesse Internet e tenha um MSN da vida pra esposa brincar e não ficar fuçando no diretório de mensagens.

Ao mesmo tempo um das partes mais caras de um smartphone é o sistema operacional. Mesmo detendo a propriedade do mesmo, a Nokia não aguenta mais o Symbian, só não o mata por ser suicídio. O atrativo do Linux Ubuntu, facilidade de uso, poderia ser mantido, dando ao mesmo tempo a possibilidade do fabricante do aparelho desenvolver ou adaptar interfaces específicas. Aliás, seria possível mais de uma interface, coisa que nenhum telefone atualmente tem, ao menos sem usar programas de terceiros. Imagine, uma interface séria e objetiva para trabalho, e uma oba-oba pras horas de lazer.

O essencial é que o produto seja liberado quando estiver pronto, não como aquele celular linux que soltaram outro dia. Custava US$700,00 vinha em forma de kit, metade do código (Bluetooth, cartões de memória) não estava funcionando) ou o A1200, aquele celular linux da Motorola que não permite instalação de software de terceiros. ISSO deveria ser proibido pela GPL.

emAndroid e Linux

Dell fortalece eixo Novell/Microsoft

Por em 8 de maio de 2007

A Dell foi o primeiro grande player a se associar ao consórcio Novell/Microsoft para aumentar a interoperabilidade entre Windows e Linux.

Segundo o acordo eles irão comprar certificados de suporte Suse, além de incentivar a migração de usuários Linux (mesmo que não sejam clientes da Dell) para o Suse/Novell.

Embora isso não afete as vendas de máquinas Dell com Ubuntu, com certeza irá afetar a área de servidores, onde até pouco tempo atrás a escolha da Dell era o Red Hat.

Quem não deve ter gostado é o Mr Shuttleworth, que sabe muito bem que o dinheiro está na área corporativa, e se a Dell passar a indicar e distribuir Suse em seus servidores, o Ubuntu Server não renderá um centavo.

Via Slashdot

emAndroid e Linux

Água mais realista

Por em 8 de maio de 2007

Blade Interactive, empresa que vinha desenvolvendo há 3 anos uma tecnologia chamada HydroEngine anunciou hoje o jogo que irá lançar para divulgar a novidade, se trata de Hydrophobia.

A HydroEngine promete fornecer a melhor água já vista nos games, tomando a forma dos ambientes, conduzindo eletricidade, respondendo a qualquer movimeto do personagem ou objeto em contato com a mesma. No jogo Hydrophobia por exemplo, ao abrir a porta de um quarto cheio de água, ela irá encher os corredores e dificultará os movimetos do personagem já que este estará com água pelo joelho. Pense nas possibilidades caso a tecnologia funcione como prometido e seja bem utilizada.

Hydrophobia deverá sair para Xbox 360 e PS3. Veja algumas imagens do game e vamos esperar para ver esta belezinha em movimento. 

 

 

emGames

Nova interface para o Google Analytics

Por em 8 de maio de 2007

O Google Analytics é uma das melhores opções, gratuitas, para acompanhamento de estatísticas disponível no momento.

Porém com a quantidade de dados e relatórios vem junta a complexidade de uso.

Essa complexidade era piorada por uma interface nada amigável, porém, ao acessar hoje o Google Analytics, encontrei um link para a nova interface (Beta, para variar) do mesmo, muito mais interessante do que a anterior.

Interface antiga:

Nova Interface:

Além da alteração estética as informações estão melhor organizada e as dezenas de relatórios disponíveis estão mais fáceis de encontrar.

Ao invés de uma organização por perfil, a nova interface, usa uma organização por informação, bem mais clara que a anterior.

Além disso, alguns relatórios possuem links para outros relatórios relacionados.

Mas como nem tudo são flores, alguns relatórios (principalmente os de navegação) estão apresentando dados incorretos, divergentes dos relatórios de acesso, por exemplo.

Acredito que o Google deva corrigir esta falha logo.

Outro problema que encontrei ocorre com o calendário, tentar mudar as datas exibidas pode travar o navegador.

Os relatórios, são os mesmos, então nenhuma informação adicional.

Agora, além de ser o sistema mais completo, passará a ser um pouco mais agradável.

emGoogle

Decepção com a Americanas.com

Por em 8 de maio de 2007

Tenho certeza que a maioria das pessoas quando compra um produto online já se preocupou com a forma como ele será entregue em sua residência. Não sou tão viciado em compras pela internet, porém quando os preços são melhores costumo optar. Das vezes que recebi os produtos, até então, nunca tive problemas, porém tudo tem a sua primeira vez.

Tirei as fotos para vocês imaginarem o jeito delicado como os transportadores devem tratar uma caixa com um produto dentro. O livro veio meio solto dentro de uma caixa de papelão, somente envolvido num papel bolha que na verdade não tinha mais bolhas. A impressão que tive foi que o papel foi reutilizado para embalar o meu livro, ou jogaram tanto a embalagem que estouraram praticamente todas as bolhas.

Vejam as fotos:

Ok a capa rasgada e a ponta amassada não vai me atrapalhar em nada na leitura do livro, mas mesmo assim entrei em contato com a loja pois achei isso uma falta de respeito com o cliente.

Recebi o retorno da loja informando que o produto está em falta e me deram as seguintes possibilidade: 1)Troca por Vale Compras; 2)Troca por outro item; 3)Ressarcimento do valor;

Recusei todos. Preciso do livro para estudar, considerei a possibilidade de me enviarem um livro novo e enquanto usava este mesmo, porém a proposta foi enviada para o setor responsável, que prometeu dia 03/05 contato em até 48 horas úteis. Continuo aguardando.

Mais um detalhes, minha namorada comprou o mesmo livro, com a mesma loja e sendo transportada pela mesma transportadora e…adivinhe? Também chegou meio amassado, mas menos que o meu.

Prefiro imaginar que os produtos de informática recebem uma embalagem bem mais reforçada, caso contrário imaginem o que seria de um HD durante um transporte desses.

Agora entendo um pouco o motivo de algumas pessoas terem receio ao comprar via internet. Em uma loja física iria lá e trocaria na hora. 

emInternet