Digital Drops Blog de Brinquedo

Primeiros testes dos Penryn

Por em 9 de agosto de 2007 - 5 Comentários

penryn.jpgO site Hardspell.com divulgou um teste dos processadores Penryn, da Intel. Para quem chegou agora, eles são a evolução natural dos Core 2 Duo, fabricados com o processo de 45nm e várias melhorias ( como a adição de novas instruções SSE ).

Por conta destes refinamentos, o teste pôde comprovar um aumento significativo de performance ( no jogo Half-Life 2, ultrapassou os 31% ) em várias aplicações, especialmente multi-mídia, que fazem uso intenso das intruções SSE ( usando o conjunto SSE3, o ganho foi de 15,15% segundo o SiSoft Sandra ), chegando a incríveis 115,63% no Divx 6 Beta, compilado para SSE4.

Em aplicações mais “mundanas” ( como editores de texto ) essa vantagem deve ser bem menor. Nos escritórios, o maior benefício fica por conta do consumo: o Core 2 Duo E6550 gastou 61W, contra 43W do Penryn equivalente.

O teste completo pode ser visto aqui.

[via Hardmac]

emHardware Indústria

Fundação Mozilla nega” patches de segurança em no máximo 10 dias”

Por em 9 de agosto de 2007 - 18 Comentários

Mike Schaver é Diretor de Desenvolvimento de Ecossistemas para a Fundação Mozilla. Durante um bate-papo na Black Hat, uma das grandes conferências sobre segurança de informação, reunindo a nata das empresas e dos hackers, ele declarou que Toda e qualquer falha crítica de segurança do Firefox seria consertada em até 10 dias depois de descoberta.

Robert Hansen, especialista em segurança, retrucou: “Bullshit”.

Mike não gostou, passou um cartão onde escreveu com todas as letras: “10 fucking days”. Hansen disse que iria publicar o cartão, e Mike nem piscou.

meiobit-ten-fucking-days.png

Mike schaver foi apresentar a afirmação para outros especialistas de segurança. O consenso era que foi uma declaração divertida, mas muito difícil de bancar. Um especialista em segurança da Amazon disse que lançar um patch correndo assim poderia produzir correções de baixa qualidade.

Um dos comentaristas no blog de Schaver fez as contas. São 44 linguagens, 3 plataformas diferentes, isso dá um total de 132 “Firefoxes” para compilar, testar e homologar. Mesmo assumindo que a falha seja algo trivial de consertar (o que, normalmente não é o caso) só o período de homologação da correção já comeria um bom número de dias.

Por causa disso, a Chefe de Segurança da Fundação Mozilla, Window Snyder (eu juro pelo bem-estar da Luciana Vendramini que o nome do cara da mulher é esse) negou a alegação, e explicou uma história diferente.

Segundo ele o que Mike Schaver disse foi que “Já que a Fundação Mozilla apresentou recentemente uma correção de segurança em dez dias, não precisa ser pressionada com ameaças de divulgação de bugs para que produzam patches e atualizações de emergência”. Eles, diz Window, não encaram segurança como um jogo, nem trabalham com desafios ou ultimatos. Estão orgulhosos de liberar correções às vezes em questão de dias, e continuarão a fazê-lo o mais rápido possível.

Não que eles precisem de muito pra ficar bem na fita. A concorrência conseguiu ficar vulnerável por 284 dias em 2006.

Via: Cybernet TechNews

emInternet

Números do Firefox começando a decepcionar

Por em 9 de agosto de 2007 - 114 Comentários

meiobit-foxhunter.jpgA Hitslink publicou sua pesquisa pesquisa de mercado sobre a participação dos diversos navegadores, e dentro todos o Firefox não é mais aquele.

A curva de crescimento do Firefox estava se tornando bem interessante, de 11,84% em Agosto/2006 chegou a 15,42%, em Abril/2007. Daí deu uma escorregada, vindo ladeira abaixo desde então. Os últimos dados, de Julho/2007 determinam a participação de mercado da raposa em 14,37%.

O Opera também sofreu uma queda, de Junho para Junho de 2007, sua participação caiu de 0,91% para 0,89%.

Já o Internet Explorer cresceu quase 1%, entre Abril e Julho, passando de 78,03% para 78,98%. Não exatamente uma recuperação gloriosa dos 83,08% que tinham em Agosto de 2006, mas o suficiente para crescerem, em um mês, todo o mercado do Opera.

Qual o motivo dessa queda no milagre de crescimento do Firefox? Vamos ver a hipótese mais plausível: A Maligna Microsoft através de suas campanhas de terror evitam que as pessoas tenham acesso ao Firefox. Sem saber que ele existe, as pessoas não têm escolha. Sua liberdade é cerceada, não imaginam que haja um navegador melhor que o Internet Explorer. Faz sentido, não?

Bem, vamos a um segredo: As pessoas ESTÃO experimentando o Firefox, e estão excerdendo sua liberdade de escolha, escolhendo não utilizá-lo.

Atualmente a taxa de retenção do Firefox (ou seja: Quem baixa, instala e experimenta) é de 50%. ISSO MESMO. A cada duas pessoas que baixam o Firefox, uma diz “não, obrigado”. Não, não precisa acreditar em mim, get the facts.

Portanto, o problema está no Firefox. De alguma forma ele não está cativando o usuário. Sua principal vantagem para o usuário comum, as abas, já existem no Explorer 7 (com 0,89% de mercado o Opera podia curar o câncer e ninguém saberia, portanto o fato dele ter inventado a navegação com abas é irrelevante).

O plano da fundação Mozilla para aumentar a taxa de retenção do Firefox é, no mínimo, perturbador. As estratégias escolhidas vão do inútil ao patético. “Tornar a web mais humana”. Hello, McFly, não é assim que a banda toca.

Os pontos de venda do Firefox, que o tornam uma ferramenta excelente, não são atraentes para os não-geeks. Coisas que adoramos, como extensões, RSS, restart de sessões, ferramentas de desenvolvimento não dizem nada pro sujeito que quer entrar no Orkut, mandar um email do Hotmail e pronto. Mudar a posição do ícone do Firefox (uma das estratégias acima) não vai adiantar de NADA.

O Firefox pode, SIM se tornar algo revolucionário, pode SIM seduzir usuários em escala épica. Mas para isso tem que parar de pensar como um navegador excelente para Geeks e absolutamente comum para os outros usuários. COMO?

Mudem a interface. Mas mudem MESMO. Façam com o Firefox o que a Apple fez com o iPhone. O hardware não é uma maravilha, mesmo meu N80 tem mais recursos que o iPhone, mas a INTERFACE é o diferencial. Mantenham a tradicional, claro, mas usem como padrão algo nunca feito antes. Algo que torne a navegação uma experiência radicalmente diferente de tudo que temos hoje. Algo que faça o Opera, o Internet Explorer, o Safari parecerem coisa do século passado.

Como é essa interface? Não tenho a menor idéia, se soubesse criar coisas assim eu trabalharia pra El Jobso.

Fontes: ZDNet, Lingua Franca, Cybernet TechNews

emInternet

Enquanto o Service Pack não vem…

Por em 9 de agosto de 2007 - 17 Comentários

… a Microsoft disponibiliza duas atualizações para o Windows Vista. Como ainda não estão disponíveis no “Windows Update”, precisam ser baixadas manualmente mas, para quem puder esperar, o pessoal da ARSTechnica aposta que até o próximo dia 18 ambos deverão estar disponíveis naquele serviço.

Um dos problemas corrigidos e que me aborrecia muito, é quando o laptop volta do estado de hibernação. A tela de logon simplesmente não aparece! Outra coisa irritante é o tempo incrivelmente longo para se copiar e colar arquivos.

Lembrando: para baixar os arquivos, a máquina terá que passar pela validação de originalidade.

[via Arstechnica]

emIndústria Software

Xbox 360 renovado a caminho

Por em 8 de agosto de 2007 - 13 Comentários

O maior pesadelo da Sony e da Nintendo pode estar se tornando realidade. Fortes rumores indicam que a Microsoft estaria distribuindo para as lojas a nova versão do Xbox 360. Além da saída HDMI que seria padrão para todos os modelos (Core, Premium e Elite), ele teria um leitor de dvds mais silencioso e os aparelhos viriam finalmente com um processador de 65nm. Na prática isso faria com que o aparelho funcionasse com uma temperatura mais baixa, o que na teoria diminuiria (ou acabaria) com o problema das 3RL (três luzes vermelhas).

Para confirmar o boato, em comentário feito no site Shacknews um leitor afirma ter comprado um console que já veio com a saída HDMI. Ainda não se sabe se a versão dele já possui o processador mais novo, mas o certo é que não havia nenhuma indicação na embalagem dizendo que se tratava de um modelo com tal saída. Uma etiqueta diz que a data de fabricação é do dia 4 de julho, o que indica que todos os consoles posteriores a esta data já virão com a saída. O videogame não acompanhava cabos HDMI, ao contrário da versão Elite.

O maior motivo de reclamações por parte das pessoas poderia finalmente ser solucionado e isso com certeza aumentaria as vendas do console. Agora é só esperar e ver se a MS consegue acabar com sua maior dor de cabeça.

[via Kotaku]

emGames

Cozinhando notebook da namorada

Por em 8 de agosto de 2007 - 12 Comentários

Hoje em dia as cidades estão tão violentas que tem gente escondendo o notebook dentro do fogão! No começo desta semana foi noticiado no Terra, que uma menina que usava esta tática genial não teve o seu notebook roubado, mas sim assado. Ao chegar em casa seu namorado resolveu fazer batatas fritas no fogão em que estava guardado o seu notebook e simplesmente deu uma assada no computador.

Apesar de toda a história trágica ainda teve um final feliz, o notebook que passou por 5 minutos um calorzinho de 150°C ainda está vivo e funcionando.

Fonte: Terra

emMiscelâneas

PS3 de 80GB lançado nos EUA

Por em 8 de agosto de 2007 - 11 Comentários

A Sony anunciou ontem que começou a vender a versão do PS3 com HD de 80GB. Esta versão passa a ser a mais completa já comercializada nos Estados Unidos e acompanha o jogo Motostorm. O preço sugerido é o mesmo praticado pela antiga versão de 60GB, ou seja, US$ 599,00.

Segundo Peter Dille, vice presidente de marketing da SCEA esta nova versão supre as necessidades daqueles que querem fazer muitos downloads hoje e pelos próximos anos. Ele acredita que devido ao aumento da capacidade de armazenamento do HD, esta versão seja “à prova do futuro”, em outras palavras, o consumidor não precisará se preocupar com a falta de espaço para guardar seus downloads por um bom tempo.

Quem pretende usufruir da retro-compatibilidade com os jogos de PS1/PS2 é bom correr e garantir logo a versão com 60GB. A Sony já havia divulgado que o aparelho com HD de 80GB não possuiria o chip Emotion Engine e portanto a lista de compatibilidade seria afetada. Vale lembrar que quando os estoques de PS3 com HD de 60GB acabarem, o único modelo vendido nos EUA será o de 80GB.

emGames