Digital Drops Blog de Brinquedo

Nintendo Revolution com suporte a Sega Genesis e TurboGrafx 16

Por em 29 de março de 2006

Como de costume, a Nintendo está liberando informações à conta-gotas e foi anunciado por Satoru Iwata, presidente da Nintendo of America, Inc.

Como eu já havia dito, a Nintendo está corrigindo vários erros de seu passado e um dos serviços que eles prometem é o download e emulação de jogos de NES, SNES, Nintendo 64 e agora com o Genesis e o Nec TurboGrafx 16. Isso tudo agrega valor ao produto, pois são justamente os jogos simples e divertidos que sentimos tanta falta e foi assunto de um post do Leo, aqui no Meiobit.

Todo hardware pode ter sua funcionalidade emulada em software. Então, esses emuladores provavelmente são os mesmos usados nos kits de desenvolvimento durante anos e agora atualizados e otimizados para o novo equipamento.

Fonte: DailyTech

emGames

Flash é uma praga?

Por em 28 de março de 2006

Estive navegando por aí com o Firefox sem o plug-in da Adobe, o Flash e nossa, quanta diferença! Sabe qual a melhor maneira de descrever a sensação? Paz. Isso mesmo. nada de coisas pulando na frente do conteúdo, chamadas em vídeo, coisinhas abrindo e fechando, cantarolando, saltidando de um lado para o outro da tela. Ainda existem milhares de websites com intros igual um videoclipe da MTV, uma chatice só, mas falham em fornecer um mísero e-mail de contato.

E ainda por cima, a carga das páginas ficou mais leve também. É só impressão minha, ou o Flash é uma ótima alternativa ao HTML que anda sendo mal utilizada e em nome da publicidade, estão cometendo muitos exageros? Experimente desativar o plug-in e navegue por websites de notícias. Tudo fica mais comportado e agradável aos olhos.

Os desenvolvedores já sabem como usar Flash corretamente há anos. O povo de marketing, sempre eles, sem educação é que ordenam essas aberrações que vemos em portais de grande circulação. Bleh. :-P

emInternet

Performance de Software III: Identificando o Bloatware

Por em 28 de março de 2006

Pelos comentários dos dois posts anteriores, vejo que não estou sozinho. Azureus é bloatware, porque o uTorrent faz a mesma coisa e tem menos 200kb de tamanho e consome 1/5 dos recursos.

Não existe fórmula universal para fugir de software ineficiente, mas existem maneiras de tentar detectá-lo. A primeira delas é o que os defensores do Linux estão cansados de dizer: não tema mudanças. Se o antivírus que você sempre usou virou uma Suíte de Segurança, atenção, porque isso aconteceu com os dois líderes de mercado: Norton e McAfee. Eram produtos que faziam bem sua tarefa primárica, mas para justificar versões novas, começaram a agregar mais e mais serviços a ponto de precisar de um aplicativo para gerenciar tudo.

A última vez que eu instalei o McAfee Security sei lá o que foi quando ele estava levando quase 80MB de memória para ficar residente. Com o Norton, a mesma coisa, a última versão pessoal foi há uns 3 anos, porque produtos gratuitos como o AVG estavam fazendo exatamente a mesma coisa, de graça e consumindo menos de 20MB de RAM e quase nada de processamento.

Solução? Esteja atento a mudanças bruscas e dezenas de novidades nos programas e não tenha medo de trocar por um outro. Você pode ter uma bela surpresa.

Antes de instalar um programa novo, aproveite o boot e veja o consumo atual de memória e verifique as tarefas do computador. Instale o programa e veja se ele colocou alguma coisa na inicialização. Bloatwares tomam de assalto sem muita cerimônia a inicialização do sistema operacional. Exemplos: Quicktime, Real Player, MS Office e Valve Steam. Esses programas sofrem de Importancite Aguda e são uma das causas de boot lento e consumo excessivo de recursos. Lembre-se um Bloatware sozinho não deixa seu PC lento, meia dúzia deles (facílimo chegar nesse número) e você já notará mudanças de performance.

Atenção para programas que colocam fontes no seu sistema. O Corel era craque para instalar umas 300 com mais algumas centenas de opcionais. Muito bacana, mas todas as fontes são lidas pelo sistema operacional durante o boot, que pode significar um sistema sair de 50 segundos para 1 minuto, apenas por causa de fontes.

Software de otimização residentes. Eu uso o System Mechanic Professional, mas todas as opções de otimização automática estão desligadas. O motivo é que eu prefiro deixar as otimizações de disco, registro, arquivos órfãos, links perdidos num horário em que ninguém precise do computador e essas tarefas possam ser executadas sob demanda. Ele foi educado o suficiente em deixar meu PC em paz.

Os games hoje em dia estão vindo com vários programas de relacionamento para jogos em rede. Gamespy é um dos mais populares, mas você precisa realmente de instalar um programa que tem a mesma funcionalidade básica embutida no jogo? Programas pequenos, leves e eficientes como o TeamSpeak são bem-vindos. Programas cheios de banners que consomem banda e não acrescentam muita coisa como o Gamespy, ficam de fora.

Até no mundo do software que demanda o maior índice de otimização possível, os drivers, o blotware tomou conta. Como já disse e não canso de mandar e-mails para eles reclamando, os drivers oficiais da ATI necessitam do .Net Framework para serem configurados. A alternativa? Omegadrivers, que é exatamente a mesma coisa, mas feita de forma nativa, com configurações dentro do próprio windows e ajustado para estabilidade e performance. Para nVidia, existem releases alternativos também, mas não sei como o drivers estão sendo configurados esses dias. Alguém sabe?

Precisamos deixar claro que não vamos aceitar usar software ineficiente, achando que é o dono do pedaço. Fiz isso com o Quicktime, Real Player e vários outros. Agora, como diria o meu colega blogueiro Falcon, só falta tirar o Windows e colocar Linux para fechar o ciclo. ;-)

emArtigo

Yahoo! Mail Beta: Primeiras Impressões

Por em 28 de março de 2006

O Yahoo! Mail Beta está fantástico (demorou para chegar para mim, já que tenho uma conta pro lá). É como abrir um programa de e-mail em seu browser.

Tudo é controlado por abas – Feeds RSS, Sua tela principal de entrada com os mails, a janela de compor mensagem, etc. Cada uma é uma aba.

Só não está carregando muito rápido inicialmente, mas depois disso tudo fica ótimo.

Fotos aqui.

emInternet

Kernel Linux chega à versão 2.6.16

Por em 28 de março de 2006

Foi lançada dia 20 de Março de 2006 a versão 2.6.16 (estável) do kernel Linux. Entre as novidades estão:
- Suporte à novos dispositivos;
- Suporte à sistemas de arquivos para clusters (Oracle OCFS2);
- Suporte à plataforma Cell;
entre outras.Para uma lista um pouco mais completa visite a página do KernelNewbies (em inglês). Mas sem dúvida o grande ponto a destacar é o suporte oficial ao Cell. Isso mostra que há planos (não publicados ainda) de fazer essa plataforma chegar ao mercado de máquinas comerciais. Provavelmente o Cell estréia primeiro no setor corporativo, como servidor de aplicações de alta potência, mas seu suporte ao Linux mostra a possibilidade de em breve (talvez 1 ano ou 2) termos a possibilidade de comprar um desktop ou workstation com essa nova plataforma.

Penso que boa parte do suporte ao Cell tenha sido escrito por profissionais da própria IBM, já que eles precisam de um sistema operacional para testar de verdade o que andam criando por lá e são a empresa que mais contribui para o kernel Linux hoje. Mas alguma coisa deve ter vindo dos laboratórios da Sony e da adaptação que sofre o Linux por lá para rodar no PS3. Como o Linux é GPL é mandatório que qualquer alteração feita no kernel seja disponibilizada para a comunidade de software. E como a Sony já anunciou que o motor do PS3 é Cell + Linux, tudo que eles fizeram para rodar o kernel no console deve ser liberado como GPL também. Esse material é provavelmente a base para o suporte à plataforma Cell que aparece nesse kernel agora. Mas esse suporte não precisaria ser incluído na distribuição oficial do kernel, como ele foi só posso pensar que isso ocorreu porque o pessoal que gerencia o kernel sabe que o Cell deve chegar em breve à computadores de uso geral. Assim quando o primeiro computador com Cell chegar (seja um server ou outro tipo de máquina) o Linux já estará pronto para ser executado nele.

O Linux é o primeiro kernel da história a trazer esse suporte, e por enquanto é o único, claro que outros projetos de sistemas livres como o BSD e o Solaris irão dar uma olhada nesse código para fornecer seu próprio suporte ao Cell (é assim mesmo que as coisas funcionam em software livre, faz parte do processo de não reinventarmos a roda a cada 6 meses), mas sem dúvida coloca o Linux em vantagem contra qualquer outro sistema para rodar nesse tipo de hardware, já que pode-se dizer que o suporte à Cell do Linux é semi-oficial, pois as criadoras do hardware (Sony, IBM e Toshiba) já anunciaram que o Linux é o sistema de escolha para o desenvolvimento da plataforma.

Isso abre ainda uma perspectiva que vale a pena completar… o Windows mal conseguiu implementar suporte pleno aos processadores de 64 bits… e sequer pensou ainda no que fazer com dual core. Espera-se que o Vista, quando finalmente sair (depois de 3 atrasos o que impediria um quarto ou quinto adiamento de cronograma?) implemente finalmente um suporte decente aos 64bit e ao dual core. Mesmo que o STI permita que a MS porte seu sistema operacional para o Cell, quanto tempo levará até que a MS tenha um Windows for Cell rodando de maneira adequada? Durante esse tempo apenas o Linux (e outros sistemas livres) estarão prontos para esse tipo de hardware. Se ele cumprir as promessas de ser até 10 vezes mais rápido que qualquer processador hoje existente uma solução Cell + Linux será muito mais adequada para negócios que um x86 + Windows. Se os custos forem realistas talvez seja essa dupla que vá varrer o sistema operacional Windows do mercado corporativo de volta para seu nicho doméstico… apenas até o primeiro desktop Cell chegar. O Linux já está pronto pra briga.

Leia mais a respeito do suporte à plataforma Cell adicionado no kernel Linux (em inglês).
Leia mais a respeito do que o Cell pode fazer (em inglês).
Leia mais a respeito do Cell no PS3 (em inglês).

emIndústria Software

Nova Página do Yahoo! para Internet Explorer

Por em 28 de março de 2006

O Yahoo! passou por um redesign radical, que só pode ser visto pelo Internet Explorer.

Aqui está a página original:

Yahoo!

(clique para ampliar)

E aqui, a nova, que consegui ver mudando as preferências do Camino (navegador de Mac que usa o engine do Firefox) para que ele fosse reconhecido como o Internet Explorer 6 do Windows:

Nova Página do Yahoo! para Internet Explorer

(clique para ampliar)

emInternet

Velox mais rápida em BH e RJ

Por em 28 de março de 2006

A Telemar anunciou um aumento da velocidade de seu serviço de acesso rápido à internet nas cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte. O serviço, que atualmente oferecia conexões de até 1 megabyte de velocidade, foi ampliado para até 8 megabytes, equiparando a oferta da empresa com outras operadoras, como a Net Serviços.
Antes tarde do que nunca.

A Telemar encerrou 2005 com 805 mil assinantes do Velox, registrando crescimento de 62% na comparação com um ano antes. No início deste mês, a companhia divulgou que prevê crescimento de 20 a 25 na base de clientes do Velox este ano.

Alguém usa esse serviço? É bom?

emWireless e Redes