Digital Drops Blog de Brinquedo

Triunfo da Vontade: Atletas do Pan autorizados a blogar

Por em 31 de maio de 2007

meiobit-jesseowens O Comitê Olímpico Brasileiro faz a RIAA parecer um exemplo de modernidade, com suas idéias arcaicas de controle total, inclusive proibindo que eventos dos Jogos Panamericanos sejam transmitidos via Internet. Só que eles se superaram quando proibiram os atletas, treinadores, técnicos e massagistas (você não, Madame Bela) de blogar durante a competição.

Isso mesmo. Censura, prévia, violação do direito mais básico à livre-expressão. Nem Jesse Owens, quando ganhou medalha de ouro nas olímpiadas de 1939 1936, teve seu direito de expressão previamente tolhido, o que me leva a concluir que os organizadores daquela olimpíada eram mais progressistas que o COB.

Agora o Fábio Seixas traz uma boa notícia: O Comitê Olímpico Brasileiro mudou de idéia e vai permitir que os atletas atualizem seus blogs durante o evento.

O Fábio acha que isso foi uma vitória da blogosfera, eu acho que algum calouro de Direito em seu primeiro dia na faculdade por acaso achou uma apostila de Direito Constitucional, leu dois parágrafos deu um toque ao COB e eles perceberam a posição insustentável em que haviam se colocado.

emBlog

Nova versão do Windows Live Writer

Por em 31 de maio de 2007

meiobit-wlw

Saiu o Beta 2 do Windows Livre Writer, a ferramenta gratuita de blogging da Microsoft. Apesar do nome ela reconhece e trabalha com um monte de outros provedores e engines, como Drupal, WordPress, Blogger.com, Movable Type, etc.

Nessa nova versão temos suporte a tabelas, excerpts, mais recursos de imagem do que em qualquer outra ferramenta do gênero, WYSIWYG melhorado, tags, glossário de links, corretor ortográfico (não que seja útil para os miguxos e muito mais.

Também está disponível a extensão “Blog This”, para o Firefox. Outro plugin muito interessante para o Livre Writer é o Insert Video (para inserir automaticamente vídeos do MSN SoapBox, Google Video, YouTube, MySpace Video, Yahoo! Video, muveeMix emyvideo.de.

O plugin “Screen Capture” recebe uma URL como parâmetro, abre-a em background, gera um screenshot e insere no post. Automaticamente.

Mais plugins, aqui.

emBlog

Primeira aplicação do GoogleGear

Por em 31 de maio de 2007

Nem demorou. Mal foi lançado, o revolucionário framework de aplicações web offline do Google já tem um bom exemplo de uso. Aliás, ótimo:

Já está disponível o Google Reader Offline. Isso mesmo. Agora você pode baixar seus feeds, incluir, apagar, ler, tudo offline.

É muito simples. Ao entrar no site do Google Reader (tendo previamente instalado o Google Reader) você receberá um alerta de segurança:

Confirmando, somos levados à página inicial do Google Reader, perfeitamente normal mas com uma pequena adição: Um ícone “offline” ao lado de seu email. Clique nele e os 2000 feeds mais recentes serão baixados, a aplicação será colocada em modo offline e você poderá trabalhar normalmente, independente de ter ou não conexão.

Os Laboratórios do MeioBit já testaram e aprovaram a aplicação. Aguardamos ansiosos as novas e emocionantes criações que virão.

Fonte: DownloadSquad

emGoogle

Duelo de Titãs – Gates vs Jobs

Por em 31 de maio de 2007

O encontro de Bill Gates e Steve Jobs, na conferência D: All Things Digital promovida pelo Wall Street Journal foi histórico. Ambos foram aplaudidos de pé várias vezes, contaram várias histórias do passado e demonstraram o porquê de continuarem líderes de um mercado extremamente jovem.

O nível do encontro foi tão alto que na platéia estava o Mitch Kapor. Entre outros.

Perguntados sobre o que aprenderam ou poderiam aprender um com o outro, Gates, disse que daria muito para ter o bom-gosto do Steve Jobs. O Bom-gosto e os produtos. Jobs por sua vez admirava a capacidade da Microsoft em fazer parcerias, coisa que a Apple não é boa.

Segundo o Engadget, que tem uma excelente cobertura do encontro, “Esses dois caras são um em um milhão, e é totalmente óbvio que eles nunca respeitaram alguém tanto quanto respeitam um ao outro”.

Quem acompanha essa indústria desde seu nascimento com certeza está, como eu, roendo-se de inveja de quem acompanhou ao vivo esse encontro.

emApple e Mac Indústria

Microsoft Avisa: Acabou a moleza

Por em 31 de maio de 2007

Tenho uma confissão a fazer: Estava usando Windows de graça. freeloader, como dizem os gringos. Na aba. Desde que meu notebook morreu, e montei uma máquina bem rasteira, que foi ficando.

O PC é um AMD Sempron 2800+, rodando a 1.6GHz, com 1.5GB de memória. A placa de vídeo é uma GeForce 6500, rodando meus jogos e o Aero de forma bem satisfatória.

O Sistema Operacional é o Vista Ultimate, RC2 Build 5744, trial baixado do site da Microsoft, que tem se comportado admiravelmente bem. Quando instalei não tinha muitas esperanças, pois era conhecimento comum que o Vista exigia máquinas topo de linha. Quem diria que ele rodou, bem, na máquina mais barata que consegui montar. Sério, esse processador é o mais rasteiro possível, custa R$62,00 aqui no Rio. Sem pechinchar. A placa 3D realmente ajuda a tirar peso do sistema.

Infelizmente todas as coisas boas um dia chegam ao fim, e o ano de avaliação está acabando. Por mais de 30 dias as mensagens vinham pipocando na tela, hoje corri para fazer o backup, e me preparar para uma reinstalação. Achei o Vista Home Premium OEM à venda por R$320,00, o que signifca R$64/ano, assumindo uma vida útil de 5 anos. R$5,30 / mês por suporte, upgrades e programas exclusivos como o Windows Live Writer? Gasto mais que isso por dia em Chopp.

[atualizando] Pelo visto o “irá parar de funcionar” da Microsoft é meio exagerado. Na verdade o que vai acontecer depois que o prazo expirar é que o Vista irá bootar a cada 2 horas, o que não deixa de ser irônico, terem escolhido incluir essa “funcionalidade” tão familiar aos usuários do Windows 95…

emSoftware

Google Gears – A Web vira Desktop

Por em 31 de maio de 2007

Um lançamento que muitos consideram um ataque direto ao domínio da Microsoft, o Google está disponibilizando um projeto open source que permite o uso de programas de uso exclusivo online, possam também ser usados offline.

A idéia é poder escrever e ler e-mails, por exemplo, do GMail offline, dentro de um avião. Assim que uma conexão com a Internet for encontrada, as mensagens serão disparadas e o aplicativo sincronizado.

Essa Application Programming Interface (API) poderá ser usada por qualquer um que tiver interesse em usá-la e ainda criar extensões que atendam suas necessidades. Até mesmo os concorrentes como Yahoo e MSN podem fazer uso das extensões.

A idéia é passar a oferecer ferramentas como o Google Docs e Spreadsheets, Calendar e outros em modo offline, usando o próprio browser e as extensões.

Google Gears
Google Gears (BETA) é uma extensão open source para navegadores que permite aplicativos web prover funcionalidades quando desconectados.

Ele usa uma série de APIs em JavaScript para prover serviços locais para o aplicativo:

LocalServer Module API: Servidor HTTP local, para que a aplicação comunique-se de forma idêntica, como se estivesse conectada.
Database Module API: É uma série de chamadas prontas em Javascript para acessar uma base de dados SQLite. Ela é pequena, com tudo funcionando em apenas 250 KB.
WorkerPool Module API: é a metodologia de trabalho assíncrona, usando factory pattern. É um AJAX da vida, capaz de usar JSON, um formato melhor que o XML para transporte de dados.

Conversando com o Cardoso, a minha vontade foi desenvolver ou adaptar um aplicativo qualquer na mesma hora. Sério gente, como desenvolvedor, isso é absolutamente fantástico, pois existem MUITAS possibilidades. Esse é o calcanhar de aquiles de aplicativos web removido.

Como usuário, isso vai abrir as portas para uma utilização melhor dos vários aplicativos já disponíveis e gratuitos, mas que ainda possuem essa enorme limitação que é disponibilidade apenas com a conexão. Isso significa que poderemos continuar trabalhando mesmo que seu provedor de internet esteja indisponível e tudo volte em sincronia, sem afetar o desempenho da aplicação.

Clap, clap, clap, touché, Google.

Fontes: NYTimes, Google Gears

emGoogle Open-Source Software

MeioBit completa 3 anos

Por em 31 de maio de 2007

Estamos completando hoje 3 anos de existência, na cobertura diária e com opinião de assuntos relacionados a tecnologia.

Estamos atentos ao feedback dos leitores e saibam que estamos trabalhando para amadurecer ainda mais o blog.

Não posso revelar tudo o que estamos planejando, é claro, mas saibam que as mudanças serão feitas ao longo desse ano para continuar crescendo e trazer de volta alguns estilos de post que os leitores têm demandado.

Contamos agora com um novo chefe executivo, um novo editor de conteúdo e um responsável exclusivo para a nossa infraestrutura. Estamos passando também por mudanças internas em breve teremos novidades. Aguardem!

Continuem opinando, entrando em contato conosco, criticando e participando. Nós lemos literalmente TUDO que nos é enviado, mas nem sempre podemos responder individualmente.

Obrigado a todos,
Equipe MeioBit

emMiscelâneas