Digital Drops Blog de Brinquedo

YouTube bloqueado no Brasil ?

Por em 7 de janeiro de 2007

A história continua a engrossar. Saiu no Slashdot que o YouTube está bloqueado no Brasil, via DNS.

Se for este mesmo o tipo de bloqueio, basta utilizar um servidor DNS diferente (como o 4.2.2.2 ) ou acessar diretamente o site através de um dos IPs:

  • 208.65.153.245
  • 208.65.153.251
  • 208.65.153.253
  • 208.65.153.241
  • 208.65.153.242

Parece mesmo que os únicos tendo problema são usuários da Brasil Telecom. Ainda acho que na realidade o que está ocorrendo é um problema somente na BrT, já que ainda não vi nada dizendo que algum juiz ordenou o bloqueio, somente foi ordenado que o vídeo seja tirado do ar.

Para quem ainda não consegue acessar o YouTube, restam péssimas alternativas: ir a praia, interagir com pessoas, praticar esportes…

emInternet

DMA desabilitado?

Por em 7 de janeiro de 2007

Mais uma para a série “Aconteceu com um amigo meu…”: o sujeito comprou um micro Dell, numa daquelas promoções-relâmpago. Depois de um tempo, descobriu que o Windows XP estava com o Service Pack 1 e, seguindo as recomendações de segurança, instalou o SP2.

Depois do “reboot” de praxe, notou que o DVD ficou muito lento, tendo problemas para gravar a mais de 4x. Vasculhando pelo Painel de Controle, reparou que o drive estava no modo PIO e que não era possível habilitar o DMA!

A desinstalação do drive e da controladora de nada adiantaram. O suporte da Dell também não. Solução? O bom e velho format c:\

No entanto, aquilo ficou martelando a minha cabeça… como era possível? Por que?

Depois de muita pesquisa, achei uma página que apontou a solução. De lá, você pode baixar esse script que faz tudo voltar ao normal. A teoria é a seguinte: depois de achar vários erros de leitura no drive ( um dvd arranhado, por exemplo ), o Windows “desliga” o modo DMA, mais rápido, e só acessa pelo modo PIO, mais lento, tentando compensar os erros com uma taxa de transferência menor.

Claro que pode haver outros motivos, mas esse é o mais comum. Não explica o problema com o SP2, mas o script resolveu. Como não vi essa solução em outro lugar, resolvi colocar aqui. Espero que ajude.

emHardware Miscelâneas Software

Só porque transou na praia quer tampar o sol com a peneira

Por em 7 de janeiro de 2007

O bloqueio do YouTube na BrasilTelecom está sério. A blogosfera começou a relatar o problema, agora até os grandes portais já estão reportando o mesmo. Uma das teorias conspiratórias que surgiu diz que a BrasilTelecom está com seu backbone sobrecarregado, e bloquear o acesso ao YouTube geraria uma boa economia de banda; como a história da Cicarelli está na mídia, os usuários atribuiriam o bloqueio à Justiça, não culpando diretamente a empresa.

É uma idéia maquiavélica e de uma beleza maligna, e vindo de uma empresa de telecom, espera-se tudo. Mas mesmo que seja um bloqueio por causa de uma ordem judicial, é inócuo e prejudica principalmente os usuários legítimos do YouTube. Eu quero ver Ask-a-Ninja e Galacticast, e não um sujeito com um feixe de algas pendurado na jeba.

Infelizmente para a Dani (te vi até transando, posso usar essa intimidade) esse bloqueio não adianta de nada. Não é assim que a Internet funciona. Uma pesquisa rápida nos sites de Torrents mostram que o tal vídeo está bem ativo. Vejamos por exemplo, o www.isohunt.com. <== viram? Sem link:

cicatorrent.jpg

Sete torrents diferentes do tal vídeo. Quer saber a quanto tempo o gênio saiu da garrafa? O vídeo mais recente nessa lista está marcado como tendo 12,4 semanas de idade. Isso não tem nada a ver com YouTube. Isso é uma rede peer-to-peer espalhada pelo mundo todo. Não há lugar nenhum para enviar ofícios pedindo o fechamento do que quer que seja.

Melhor: O vídeo, que vivia sem seeds está facílimo de baixar. O primeiro tem 759 seeds e 3.007 peers. Posso apostar que semana passada estava às moscas. Quando disse em um artigo em outro site mais cedo, que certas coisas é melhor deixar quieto, eu não estava brincando, mas a Dani nunca me escuta… São pelo menos 3766 processos, seu advogado vai ficar rico.

Uma pesquisa no eMule mostra 22 versões diferente do vídeo, somente entre as populares. No total a busca por “Cicarelli” retornou 69 (epa!) arquivos de vídeo diferentes. Claro que o de 200 MB não é legítimo mas os de 18 muito provavelmente são. E no eMule não dá pra mexer também, Dani…


//Jabá: Se você não sabe utilizar o Bit Torrent, e quer baixar a enorme quantidade de material legal disponível na Rede, escrevi um tutorial completo, aqui.


emInternet

Contornando o bloqueio do Youtube

Por em 7 de janeiro de 2007

Alguns usuários reportam que seus provedores de internet efetuaram o bloqueio do site Youtube. Isso é ridículo. Mais ridículo ainda é refletir sobre como a nossa justiça é… injusta. Uma pessoa que comete um crime (sim, transar em locais públicos é tão crime aqui quando na Espanha, chama-se Atentado ao Pudor) consegue uma liminar na justiça que põe em xeque a liberdade de expressão de 20 milhões de usuários da internet brasileira. O absurdo é tão grande e a decisão tão arbitrária que o juiz que assinou a liminar veio a público fazer um mea culpa e empurrar o brasileiríssimo “não foi bem isso que eu quis dizer”. Novamente ridículo.

A liminar não obriga a censura (sim, o termo é censura) do Youtube, apenas obriga que o vídeo não seja mais exibido. E ainda que censurar o Youtube para os usuários brasileiros seja completamente exeqüível impedir que mais alguém assista o vídeo não é. Então, além de um juiz brasileiro estar arbitrando utopias, como se não tivesse nada melhor para fazer, empresas de internet que deram férias ou demitiram seus profissionais jurídicos adiantaram-se e estão afrontando o direito de seus clientes de terem livre acesso à informação. Devo repetir que isso é ridículo?

Felizmente contornar o problema é fácil sim, se você consegue instalar uma impressora, pode configurar seu navegador para acessar o Youtube, mesmo que seu provedor tenha voltado à época da ditadura militar. Um artigo simples, com screenshots, publicado no BR-Linux ensina o necessário para que você recupere seu direito de ver o que quiser com seu computador usando a banda larga que você, e não a Cicarelli, paga.

emDestaque Internet

Jogos de guerra

Por em 6 de janeiro de 2007

[img_assist|nid=9981|link=none|align=center|width=400|height=300]
.

Pouca gente na casa dos 30 anos não vai se lembrar do filme “Wargames”. Nele, um jovem hacker inadvertidamente descobre uma backdoor num computador militar estadunidense, mas pensando tratar-se apenas de um servidor de jogos, quase deflagra a Terceira Guerra Mundial.

Se eu tivesse um modem na época, teria discado pra todos os telefones possíveis de Brasília… se bem que nós não tínhamos armas tão legais…

Mas tudo bem, hoje encontrei um jogo viciante, baseado na história: Defcon, da Introversion Sofware. O visual é meio “retrô”, mostrando um mapa-mundi azulado onde deve-se colocar os radares, bases aéreas, silos de mísseis, esquadras… o fundo musical foi muito bem escolhido e se encaixa perfeitamente ao enredo.

O demo possibilita jogar o tutorial e, depois, partidas contra um único adversário, controlado pelo computador. Mas, acredite: serão horas de pura diversão ( se você conseguir deixar de lado a consciência de ter matado milhões de pessoas, já que o alvo são as cidades do oponente ).

E antes que alguém pergunte: não, não é possível lançar bombas nucleares em algum vizinho nosso… o jogo é de continentes contra continentes.

emGames

O Vídeo da Cicarelli pode fechar o YouTube?

Por em 6 de janeiro de 2007

cicatube.jpgA resposta é SIM, e dizem alguns já está fechando. Já há relatos de que usuários da Brasil Telecom não estão tendo acesso ao site.

Eu sei, existem proxies, é possível contornar esse tipo de bloqueio, mas é trabalhoso e inacessível ao usuário comum. A idéia de que a Internet é uma grande anarquia, onde é impossível controlar algo assim é errônea.

Temos muito poucas portas de saída, bloqueando acesso nos backbones da Embratel, Telemar e Brasil Telecom já fechamos 90% do país, ou mais. Lembram-se de quando o Flickr ficou fora do ar por causa de um problema menor, de rota? Imagine um bloqueio proposital.

Lembre-se, a enorme maioria dos usuários não sabe o que é proxy, não tem idéia de como contornar esses bloqueios, e simplesmente não acessará mais o serviço. De qualquer jeito os proxies externos irão morrer, pois quando um for bem-sucedido irá espalhar a notícia para os amigos, e por progressão geométrica teremos milhares acessando a mesma mãquina, que implodirá diante da carga.

O bloqueio do YouTube pode, claro, ser apenas o começo. Há, embora ínfimo, o risco de uma transformação do Brasil, para o modelo centralizado (e o Brasil ADORA centralizar coisas) da China Comunista. A desculpa do Bem Comum, do Espaço Vital já rendeu muita coisa ruim, não há motivos para pensar que ela pararia agora. Além da Daniela Cicarelli há muitos outros “ofendidos” na Web. O José Sarney não só tentou como conseguiu tirar do ar (temporariamente) uma blogueira que lhe fazia oposição. aposto que ele apoiaria um projeto de recrudescimento das liberdades online.

continue lendo

emDestaque Internet

Falha crítica de segurança no WordPress

Por em 6 de janeiro de 2007

Pode parecer chocante para um fanboy da plataforma como eu, mas o WordPress não é perfeito. Por algumas semanas vem sendo discutida uma falha séria de segurança, envolvendo Cross Site Scripting, que permite a um filho de uma dama que troca favores por dinheiro mal-intencionado ganhar status de Admin em um blog WordPress.

A falha foi tornada pública ontem. Em minutos um de meus blogs sofreu tentativa de invasão. Felizmente escutei o conselho de Henry Kissinger, que dizia “os paranóicos também têm inimigos” e como acompanho fielmente listas de segurança, já estava com um patch instalado desde semana passada.

Aos que utilizam os serviços do WordPress.com, relaxem, eles cuidam de tudo. Se seu blog roda em servidor próprio, atualize o mais rápido possível para a versão 2.0.6. E lembre-se, olhe antes de clicar. É assim que o XSS funciona. Comentários com links tipo “javascript:document&#x2e;location&#x3d” não devem ser clicados.

claro, fora esse pequeno detalhe o WordPress é perfeito ;)

emBlog