Digital Drops Blog de Brinquedo

Apple: Genialmente Maquiavélica?

Por em 27 de setembro de 2007

meiobit-lonegunmen.jpgQuando surgiu a história de que os iPhones desbloqueados poderiam ser detonados pela próxima atualização de software da Apple a reação dos usuários foi unânime: “Dane-se, eu não atualizo e pronto”.

Faz sentido. Bem-feito, Apple, temos nossos telefones funcionando, atualizem o que quiser, certo?

Errado. Vejamos algumas das atualizações na última versão:

  • Capacidade de desligar EDGE/GPRS em roaming internacional
  • Ajuste de volume no alarme
  • Saída de TV habilitada
  • Status da bateria do phone bluetooth na tela
  • iTunes WIFI music store
  • Alto-falantes com som mais alto
  • Botão home agora funciona como no Touch
  • Barra de espaço inteligente para endereços web

Só a habilitação da saída de TV já fará a maioria dos donos do iPhone balançar.

Meu lado Fox Mulder começa a maquinar: Será que tudo não fazia parte de um plano? Ao invés de lançar o aparelho com tudo funcionando, esperam alguns meses, deixam que surjam os hacks de desbloqueio, estudam-os, descobrem como bloquear essas falhas, em seguida lançam uma atualização irresistível e observam milhares de telefones silenciaram-se, causando quase um distúrbio na Força.

Será paranóia ou uma estratégia genial de El Jobso?

Via Engadget



emApple e Mac

Ubuntu 7.10 Beta disponível

Por em 27 de setembro de 2007

O beta do macaquinho corajoso, cuja versão final está prevista para ser lançada em outubro, já está pronta. As release notes do beta prometem o que eles chamam de o “melhor e mais atualizado software que a comunidade open source tem a oferecer”.

Esta nova versão virá com a nova versão do Gnome, e efeitos 3D do Compiz Fusion (o chamado “recurso para impressionar visitar”) por padrão. Além disso, outras novidades, que estão listadas abaixo:

– Os drivers proprietários poderão ser instalados com apenas três cliques;

– O NTFS-3g será integrado ao Ubuntu, permitindo não apenas leitura, mas gravação em partições formatadas em NTFS;

– Instalação automática de impressoras;

– Firefox com uma ferramenta de busca de plugins;

– Algumas configurações de hardware (como as de tela e do X) serão mais facilitadas;

– Troca instantânea de usuários;

– Busca de arquivos embutida na barra de atalhos do Gnome;

– O Ubuntu Server virá com mais opções no CD de instalação, com instalações pré-configuradas para servidor de email, de arquivos, de impressão e de dados.

Entre outras. Se você quer arriscar testar um sistema em estágio beta, pode fazer o download aqui. Senão, é só aguardar algumas poucas semanas até a versão final.

UPDATE: Link atualizado em português das release notes.

emAndroid e Linux

Games são forma de arte? A discussão continua

Por em 27 de setembro de 2007

Volta e meia a velha discussão sobre games serem uma forma de arte volta à tona. Quem levantou a bola dessa vez foi Clive Barker, o renomado escritor que entre outras coisas criou The Hellbound Heart, livro que deu origem ao clássico do cinema de terror, Hellraiser. O inglês já participou de produções no cinema e em 2001 foi lançado o primeiro jogo que teve o enredo escrito por ele, o FPS Undying. No momento, Barker está envolvido com a produção do assustador jogo Jericho.

Em comentário feito ao podcast de Scott Steinberg, Barker soltou o verbo contra Roger Ebert, famoso crítico de cinema norte-americano. Ebert havia afirmado em julho passado que os games não podem ser considerados forma de arte e que estes seriam muito inferiores ao cinema e a literatura.

Barker criticou a postura do crítico e disse que comentário como o dele não fará com que as pessoas envolvidas na produção de games parem de fazer seus trabalhos e acredita que um dia os jogos serão reconhecidos como arte assim como as animações da Disney são, fato que não acontecia quando estas começaram a ser produzidas.

A discussão toda virou uma lavagem de roupa suja em público e parece que nunca chegaremos a conclusão se games são ou não formas de arte. Os que não consideram videogames uma expressão artística normalmente alegam que devido a sua interatividade eles não possam ser apreciados como tal, particularmente não entendo o que tem a ver uma coisa com a outra. Por outro lado, os jogadores se defendem argumentando que muitos dos críticos nunca apreciaram um bom jogo ou que a maioria está apenas implicando com uma mídia relativamente nova.

Bom, de qualquer forma eu acredito que o conceito de arte é muito amplo, que as pessoas podem enxergar arte em quase tudo que existe e que por isso a discussão é um pouco sem sentido, porém, não consigo imaginar como alguém é capaz de jogar Shadow of the Colossus, Katamari Damacy, Okami, REZ ou Vib Ribbon e não enxergar uma aunténtica obra de arte nesses títulos, isso só para citar alguns.

[via GameDaily]

emGames

Uma Ferrari por US$25.000 mas você não cabe dentro

Por em 27 de setembro de 2007

meiobit-ferrari.jpg

Não é que esteja chamando os leitores do MeioBit de gordos.

É que a Ferrari em questão é um celular.

O Ascent Ferrari é um telefone exclusivo produzido pela Nokia para comemorar os 60 anos da escuderia. Custa US$25.000 e estou pouco me lixando pras especificações. NENHUMA especificação técnica, salvo um GPS+ Vendramini Locator justifica US$25.000 na etiqueta de preço de um telefone.

É o tipo de produto feito para novos-ricos, empresários russos e cantores sertanejos.

O pessoal com dinheiro mesmo está fazendo o que as pessoas comuns fazem: Comprando iPhones.


Via Textually

emCelular

Excel errando na conta

Por em 27 de setembro de 2007

Você tem o Office 2007? Então abra o Excel e multiplique 850 por 77,1. Preste atenção no resultado: 100000. Agora subtraia 1. Segundo o office 2007, o resultado é 65534, número que, na realidade, é o resultado do primeiro cálculo!

Segundo a equipe de desenvolvimento, essa falha ocorre por causa de algumas mudanças na lógica de cálculos da planilha feitas quando do desenvolvimento da suíte de escritório da Microsoft, mas já estão trabalhando num patch para corrigi-la.

Fonte: Blog do Maurício Grego – Info

emSoftware

Master Chief nude

Por em 26 de setembro de 2007

Eu sei que a maioria de nós não aguentamos mais ouvir falar no Halo 3, mas as notícias envolvendo o jogo continuam aparecendo. Após a divulgação de que a Microsoft deverá lucrar cerca de US$ 700 milhões com o game, era de se se esperar que todo mundo tentaria ganhar um trocado com o título, porém algumas pessoas conseguem se superar.

O site pornô Suicide Girl fez um ensaio com uma de suas “garotas” usando como tema a armadura do protagonista Master Chief. Nas fotos a mocinha aparece fazendo um striptease que promete deixar os fãs do jogo subindo pelas paredes.

Eu até entendo o site fazer fotos assim, é óbvio que se trata de um caça-níquel e dos melhore, diga-se de passagem, mas será possível que existam moleques homens interessados em ver uma mulher tirando a armadura de um personagem de videogames? Ainda se fosse a Samus Aran!

[via Kotaku]

emGames

A concorrência móvel

Por em 26 de setembro de 2007

O mercado brasileiro de telefonia celular está cada vez mais dinâmico. As operadoras parecem cada vez mais sedentas por novas fatias do mercado, vide o dia de ontem que demonstrou claramente tal apetite através de vários leilões públicos no segmento, organizados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Com vários arremates, a Vivo obteve o direito de aumentar sua rede para todo o território nacional. A empresa pagará R$ 85,3 milhões pelas licenças de freqüências de rádio, incluindo mais cidades do interior e na capital de São Paulo, além de freqüências para os Estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina. Ela passará a operar, de agora em diante, nos Estados de Alagoas, Ceará, Paraíba, Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte. A intenção da empresa parece ser a expansão no padrão GSM, na qual a Vivo ainda é notada, ao contrário de seus concorrentes.

Já a Claro venceu a disputa pelos lotes das cidades de Londrina e Tamarana (PR) e para os Estados do Amazonas, Amapá, Pará, Maranhão e Roraima. Ele levou o lote paranaense por quase R$ 6 milhões. O dos estados do Norte foi arrematado por quase R$ 10 milhões.

Com estas aquisições, a Claro ampliará também sua área de atuação, se ausentando apenas da região do Triângulo Mineiro, área dominada pela Oi.

A Oi, aliás, através de dois leilões, obteve o direito de operar em todo o estado de São Paulo – capital inclusive. Na primeira licitação, a empresa carioca pagou R$ 80,56 milhões. Na segunda, adquiriu uma freqüência específica para a região de Franca (interior paulista) por R$ 1,55 milhão, operada pela CTBC.

Segundo a Anatel, atualmente os percentuais de participação no mercado são: Vivo (28,35%), TIM (25,78%), Claro (24,67%) e Oi (13%). Telemig Celular e Brasil Telecom ocupam, respectivamente, o quinto e sexto lugar do mercado com 4,48% e 3,54% de participação.

Ao todo, a Anatel licitou 150 lotes de freqüência distribuídos por todo o país.

Fontes: Globo e Folha de S. Paulo


emCelular Indústria Miscelâneas