Digital Drops Blog de Brinquedo

Só 1% da Internet é sacanagem

Por em 16 de novembro de 2006


paris.jpg

Uma análise baseada em 50.000 páginas aleatórias dos arquivos do Google, mais um milhão de páginas da MSN network e do Yahoo demonstrou um baixo percentual de sites envolvendo sexo, safadeza e temas relacionados.

A análise, feita a mando do Departamento de Justiça dos EUA, é parte de uma iniciativa para tentar aprovar o Children’s Online Protection Act, assinado por Bill Clinton em 1998, mas contestado na Justiça pela ACLU – American Civil Liberties Union, uma ONG gigantesca que defende direitos civis, liberdades individuais e combate intervenção do Estado em questões envolvendo privacidade.

O estudo não ajuda o Departamento de Justiça. Com apenas 1% do material analizado sendo sacanagem, fica complicado colocar de lado privacidade e outros direitos, “em nome das crianças”.

Notem que qualquer internauta, com u’a mão só consegue achar mais de 1% de sacanagem entre os sites que navega, mas como o estudo não leva em conta bit torrent, emule, listas, fóruns, emails de amigos, webcams do MSN e sala de chat “noivinha quente” do UOL, vamos todos fingir que é só 1% mesmo, nenhum de nós nunca viu sacanagem na Internet, e o projeto do Children’s Online Protection Act que seja enterrado de novo.

Via Slashdot

emInternet

Adobe e Mozilla Foundation: “Open Source Flash Player Scripting Engine”

Por em 16 de novembro de 2006

Uma notícia que promete deixar muita gente feliz. A Adobe Systems liberou o código fonte do ActionScript™ Virtual Machine, que é o compilador de ECMA Script usado pelo Flash Player e que teve sua performance melhorada na versão para ActionScript 3. Eles reescreveram a máquina virtual e ela faz parte do Flash Player 9.

Com isso, a Mozilla Foundation irá trabalhar em um novo projeto, o Tamarin, que será uma nova abordagem ao JavaScript. São várias novidades:
- O Tamarin será uma implementação completa do ECMA Script Edition 4 (ES4), o novo padrão do JavaScript.
- O código deixará de ser interpretado, como nos browsers atuais e passará a ser compilado, em uma linguagem intermediária, comum entre o Firefox e o Flash Player. Isso é semelhante ao Java e .Net, mas muito mais enxuto, já que seu objetivo é específico.
- O Tamarin será parte integrante do SpiderMonkey para o Mozilla 2.0, a nova plataforma sobre a qual a Mozilla irá lançar futuras versões de seus programas, inclusive o Firefox.

O que isso muda para a Web e para quem desenvolve? Muita coisa. Primeiro, a performance do JavaScript em browsers irá disparar e isso abrirá oportunidades para, no futuro próximo, o browser poder acelerar animações usando os recursos gráficos de uma placa de vídeo, apesar disso não ser o foco primário. A integração com o Flash Player também será muito bem-vinda, já que o modelo atual é difícil e a probabilidade de erros é alta.

Os desenvolvedores web ficarão felizes em saber que finalmente poderão contar com um depurador de verdade para JavaScript. Além disso, o código será gerenciado por um Garbage Collector (coletor de lixo), ou seja, não será preciso manualmente gerenciar objetos, memória, ponteiros, etc. E sabemos que isso é um dos atrativos de linguagens gerenciadas: menor probabilidade de erros.

Fonte: Adobe

emOpen-Source Software

Energia elétrica sem fios

Por em 15 de novembro de 2006

Pesquisadores do MIT apresentaram o protótipo de um sistema que permite que energia elétrica seja transferida sem fios. De forma simplificada, o sistema consiste de antenas de ondas não-ionizantes que trabalham em freqüência ressoante no carregador e no dispositivo a receber energia. Ondas eletromagnéticas navegam da antena do carregador ligado à uma fonte de energia, como uma tomada, para a antena do dispositivo, que pode ser um mp3 player ou um notebook. Ao chegar ao dispositivo as ondas criam uma movimentação de elétrons na antena receptora que por sua vez geram uma corrente elétrica que pode ser utilizada ou armazenada em uma bateria. O protótipo, ainda em desenvolvimento, poderá carregar dispositivos em uma distância de 3 a 5 metros da base carregadora. Os pesquisadores afirmam que é possível adaptar o sistema para que seja colocado em dispositivos de produção em massa para o mercado e que ele também funcionaria para alimentar nano-dispositivos microscópicos.

Via Slashdot

emMiscelâneas

Ainda dissecando o PS3

Por em 15 de novembro de 2006

O pessoal do Tech-On no Japão não se conteve e varou a noite nas enormes filas ante ao lançamento do PS3, apenas para conseguir dissecar uma unidade e mostrar aos seus leitores essa obra prima da engenharia.

Dá uma dor no coração ver essas cenas horríveis (senti uma repulsa mil vezes maior do que quando assisti a Jogos Mortais), mas enfim… tudo não passava de ficção.

O Marcellus já havia feito uma matéria com um link para algumas fotos do PS3 desmontado. Agora você pode acompanhar o resultado dessa autópsia pelo Youtube (Parte 1, Parte 2, Parte 3 e Parte 4) ou direto no site da Tech-On.

Ainda no site, você pode acompanhar também a “autópsia” do drive de Blu-Ray do PS3 e se fizer uma busca, localizar mais itens do PS3 no site.

PS: Os piratas de plantão terão um árduo trabalho pela frente. Não fosse apenas a tecnologia em si, agora tem toda essa trabalheira pra “chipar” a criança. Azar de quem vai depender deles… :-)

emGames

YouTube no seu celular

Por em 14 de novembro de 2006

Surgiu um site que jura fazer o milagre. o TinyTube converte os videos para 3GP, além de reduzi-los para um tamanho condizente com as telas (e a banda) dos celulares. Aponte seu OperaMini para http://tinytube.net/.

Via Picturephoning

emCelular

Robô sentinela assassino – Cortesia Samsung

Por em 14 de novembro de 2006


Você achava que o máximo de dano que um produto da Samsung poderia causar seria um Syncmaster 3 caindo no seu pé? Pense de novo. Esse robô-sentinela autônomo, de US$200 mil pode rastrear alvos a mais de 1Km, diferenciar pessoas de árvores e vem com uma câmera convencional para uso diurno e uma infravermelha para detectar invasores noturnos.

Com um sistema de alto-falantes pode ser programado para alertar antes de atirar, e sob controle remoto, até fazer prisioneiros.

O sistema será instalado na fronteira com a Coréia do Norte, na ironicamente chamada “Zona Desmilitarizada”. Não há informações se além de disparar munição 5.56 padrão da OTAN, o robõ da Samsung também toca MP3.

Só espero que a parte do vídeo onde o soldado recebe ordens para se render e o robô não atira seja via controle remoto. Todo mundo que viu Robocop sabe que esse tipo de coisa não dá certo…

Via: Defense Review

emHardware

Kurumin 7.0 (Beta 3)

Por em 14 de novembro de 2006

O Kurumin, está finalizando sua fase de desenvolvimento para o lançamento da Versão 7.0.

Sendo considerado por Carlos Morimoto (mantenedor da distribuição) uma das versões mais importantes do Kurumin, a mesma incorporará várias novidades.

A maior das novidades é uma mudança estrutural, onde o Kurumin deixa de utilizar os repositórios testing/unstable e passa a utilizar o stable.

Essa novidade é boa e ruim:

Boa, pois facilita a atualização do sistema e provê uma plataforma mais madura e segura, conseqüentemente com menos bugs.

Ruim, pois uma das grandes vantagens do Kurumin era, justamente, trazer versões mais novas dos aplicativos, com várias novidades para os usuários.

Particularmente, lamento esta decisão, pois o repositório stable, foi um dos motivos que me fez abandonar o Debian e adotar o Ubuntu.

Ter um sistema estável é ótimo, mas ter um sistema com pacotes antigos, não.

Outras novidades:

  • ntfs-3g, que oferece suporte a escrita e leitura em partições NTFS
  • Kernel 2.6.18 (compatibilidade com controladoras SATA e melhoria no suporte a placas wireless).
  • Grub ao invés do LILO
  • Vários scripts e aplicativos para melhorar a integração com celulares e PDAs via bluetooth

Esta versão será baseada no Debian Etch (4.0), que tem seu lançamento programado para dezembro e é uma release de longa duração, nos moldes do Ubuntu LTS.

Via: [Br-Linux]

emLinux