Digital Drops Blog de Brinquedo

Slashdot nacional ? Ainda não.

Por em 24 de novembro de 2006

O Bruno pergunta em seu blog se há algum site nacional que seja capaz de mandar tráfego para um site como o Slashdot. Eu tento responder: somente portais tem tal capacidade atualmente na internet brasileira. Mas o que ocorre é que tais portais parecem ter como política não linkar de forma alguma, às vezes chegam a citar blogs pelo nome porem não colocam um link.

O recente Rec6 parece que está caindo no gosto de alguns, como uma espécie de Digg nacional, mas um site que pretende ser extremamente popular e cujo domínio www.rec6.com.br redireciona para www.syxt.com.br/rec6/ não impressiona. Acho que o Rec6 é o que tem mais potencial para ser algo de porte, porém em conversa com outros colaboradores vemos como é difícil alguém no Brasil conseguir tirar um site do chão, pois é muito difícil conseguir faturar com o site, e portanto achar gente disposta a investir. Fica aquele dilema do ovo/galinha: ninguém investe porque não dá lucro, e não dá lucro pq ninguem investiu.

O Meio Bit continua como um projeto pessoal, contando com a colaboração de todos os colaboradores do site. O dinheiro arrecadado com o Google Adsense vai integralmente para reinvestimento no próprio site. É triste ver como não há patrocinadores interessados em anunciar diretamente no site, mesmo tendo um tráfego razoável que temos.

emBlog

PCFrank 2006: Montar o seu próprio faz parte da diversão – A Decisão – Parte I

Por em 24 de novembro de 2006

Todos sabemos que os preços praticados em lojas, no Brasil varonil, são assusdadoramente altos comparados aos dos Estados Unidos, mesmo com a conversão de câmbio. As pessoas que gostam de montar o seu próprio equipamento, justamente o público mais refinado, formador de opinião, é quem mais sofre com o abuso de preços, ocasionados pela tributação cretina alta.

Mas um bom entendedor de hardware, jamais irá entrar numa loja e sair de lá com uma máquina montada e pré-configurada. Ele quer saber a marca, modelo, edição e revisão da placa-mãe, o chipset, northbridge, southbridge, quantidade de portas, processador de rede, núcleo usado na CPU, processo de fabricação foi 90nm ou 65nm, single core, dual core, quantidade de cache primário e secundário e a lista continua. E para isso, prefere comprar as peças em separado, escolhendo a dedo cada componente e montar seu próprio PCFrank.

Exceto o meu primeiro PC, todos os outros foram montados por mim e um amigo (que hoje mora em Sydney), com muita leitura de manuais, pesquisas na internet, tentativas e obviamente erros. Uma vez ficamos quase 1 hora tentando descobrir porque uma máquina não iniciava, até repararmos que o cabo de força estava desconectado do hd principal. Erro de principiante, mas… quem nunca foi um?

Meu último PCFrank foi iniciado em 2003 e sofreu upgrades até o estado atual, que chegou no limite da arquitetura. Já foram feitos upgrades de memória, disco, processador, fonte de alimentação e gabinete. A placa-mãe original e as memórias queimaram juntamente com a fonte xing-ling de R$ 49,90, um prejuízo alto, que por pouco não levou o processador também. Aprendi a lição: Não confiar na Light, em estabilizadores e em fontes xing-ling. Hoje, o computador está protegido por um no-break microprocessado e fonte OCZ. As memórias são Kingston, mas nada topo de linha. Discos rígidos, foram sendo trocados de acordo com as necessidades e hoje, 2 de 80GB e 1 de 40Gb. O processador é um Athlon XP 2500+ Barton Core e a placa de vídeo uma Radeon 9700 Pro 128 MB, sem dúvida alguma uma das melhores compras que fiz até hoje (e via MercadoLivre).

Qual o meu perfil?
É uma pergunta que todo bom montador/entusiasta faz para si mesmo ou para quem ele está prestando consultoria e os motivos são vários. Um dia típico usando a máquina terá rodando, ao mesmo tempo: Visual Studio 2003, Visual Studio 2005, SQL Server 2005 com Reporting Services, IIS 5.1 servindo páginas localmente, um editor de imagens simples, editor de texto e mais ou menos 10 janelas de browser, sendo que pelo menos duas delas são para testes, uma ferramenta de modelagem UML, uma ferramenta de modelagem de base de dados e um programa para editar a base de dados diretamente e executar queries.

No topo disso, antivírus, firewall, programa de mensagens instantâneas e skype. O consumo de memória fica normalmente em torno de 800MB, mas a performance poderia ser melhorada consideravelmente se houvesse um disco de ram.

A máquina ainda deve servir para games, com um perfil onde vários dos serviços de servidor são desabilitados, mas é essencial ter uma boa placa de vídeo, afinal de contas, ninguém é de ferro.

Então, há pouco mais de 4 meses atrás, comecei a pesquisa para a compra do novo computador.

Definindo o hardware

Depois do lançamento dos Core 2 Duo da Intel ter superado os processadores-sonhos-de-consumo AMD X2, que estava com preços inflados por causa da popularidade para despencar mais de 60% em apenas 1 mês, decidi que estava na hora de mudar de plataforma, um computador totalmente novo. Os primeiros websites a se pesquisar são www.tomshardware.com, www.anandtech.com e aqui no Brasil, www.forumpcs.com.br e www.clubedohardware.com.br.

Foram mais de 100 páginas lidas. Devo ter gasto entre 20 e 30 horas pesquisando produtos, lendo reviews, considerando preços e pesquisando na www.newegg.com e no www.boadica.com.br antes de montar a configuração. Com o dólar estável, é mais fácil fazer contas e considerar preços. Ao montar a configuração inicial, os preços no Brasil estavam impraticáveis, demorando a refletir a fabulosa guerra de preços entre a AMD e Intel.

No ForumPcs, encontram-se vendedores profissionais, gente que importa dos EUA sob encomenda e por muitas vezes possui equipamentos para pronta entrega. Nesse mercado, praticamente todos os pagamentos são feitos à vista, então, planejamento financeiro e ter economizado durante alguns meses é importante. De acordo com Steven Levitt, em qualquer mercado, aquele que possui informação consegue melhores negócios e é exatamente o que a comunidade faz. Trocam informações sobre lojistas, tanto boas quanto más. E as pessoas que freqüentam o fórum são em sua maioria montadores, entusiastas, power users e profissionais. Ou seja, prejudicar alguém por causa de uma peça pode sair muito mais caro em vendas futuras, com a perda de confiança, do que o valor absoluto do equipamento. É só pensar que cada um deles tem forte influência na decisão de compra de leigos.

Existem vários lojistas especializados em equipamentos de primeira como www.smartdata.com.br, www.umpoukodetudo.com.br, www.noli.com.br, www.waz.com.br, www.yottaware.com.br, www.thermaltake.com.br e obviamente, o www.mercalivre.com.br, onde deve-se tomar cuidado nas negociações, ler as avaliações, formas de pagamento e entrar em contato direto com os vendedores. E toda essa pesquisa faz parte da diversão.

emArtigo Hardware

Dicas para comprar um no break

Por em 24 de novembro de 2006

Há muito tempo, deixei de usar apenas estabilizadores para proteger o computador e adotei o no break como padrão de defesa. Não me arrependo nem um pouco, mas dimensionar qual modelo é importante. Devido a montagem do novo PCFrank, descobri que o meu velho de 600VA já não irá suprir mais a demanda e terei que comprar um novo.

Mas como comprar um no break, correto para as suas necessidades, com margem de segurança, sem desperdício?

Um ótimo artigo eu li por acaso, no Boadica. Ele explica de forma fácil o que um no-break realmente faz. O computador passa a receber energia da bateria do equipamento e nunca diretamente da rede elétrica. Dessa forma, a curva de fornecimento de energia é muito mais próxima de uma senóide ideal. A leitura é ricamente ilustrada e vale cada linha.

Os no breaks são vendidos usando-se a medida Volt-Ampére(VA) e normalmente vemos fontes de alimentação e consumo de monitores e impressoras em watts. Mas existe uma fórmula para fazer a conversão. Lembre-se que uma fonte xing-ling não usa os 500 Watts anunciados nela e sim 50-60% disso.

No final, uma super dica de como fazer para escolher o modelo:

  1. Anote a potência em Watts de tudo que será conectado aparelho.
  2. Agora, pegue a potência e multiplique por 1,52. Exemplo: 300W * 1,52 = 456VA
  3. Multiplique por 1,3 para obter 30% de margem de segurança: 456VA * 1,3 = 593VA

Agora, sabendo a sua necessidade, basta ir às compras.

emHardware

Melhorando o nível dos comentários

Por em 24 de novembro de 2006

Na época que tomamos a decisão de somente deixar usuários cadastrados comentarem no Meio Bit, a escolha parecia difícil. Agora posso olhar para trás e perguntar: “porque não fizemos isto antes ?”.

Antes: trolls, desocupados, ignorantes, perdidos soltando comentários de mau gosto ou simplesmente fora do assunto e dando muito trabalho para os colaboradores filtrarem. Estes indivíduos acabaram “assustando” quem realmente vinha para discutir e acrescentar ao artigo.

Depois da mudança, o nível dos comentários melhorou muito, vemos cada vez mais gente que comenta em vários artigos, desenvolvendo discussões muito boas. Além disto, spam nos comentários é zero (o que também liberou muito tempo que antes era dedicado à faxina diária do spam nos comentários). Entendo que há usuários mais puristas, por assim dizer, que são contra o cadastro para comentar, porém esta foi das escolhas a melhor, para manter o nível nas discussões.

Infelizmente tal decisão só deve funcionar em sites que tem um tráfego razoável, pois é preciso que haja uma “massa crítica” de usuários para que uma discussão se desenvolva, e sites com poucos leitores infelizmente tem que deixar comentários totalmente abertos.

emBlog

Estudos comprovam: Quem usa SMS no celular faz mais sexo do que quem usa Internet

Por em 23 de novembro de 2006

phonesex.jpg

Uma pesquisa da Associação Japonesa de Educação Sexual descobriu que entre grupos de estudantes que usam SMS e grupos que usam Internet há uma enorme discrepância de hábitos. Concentrando-se no grupo que mandava mais de 20 SMS por dia e o grupo que passava mais de 2h por dia na Internet mesmo fora do horário escolar, os números são assustadores:

58% do grupo do SMS já fez sexo, contra 15% do grupo da Internet.

Desses, 21% do pessoal do SMS já havia feito sexo com pelo pelo menos 3 parceiros, contra 5% dos nerds.

Partindo para uma área mais leve, foram identificar quem havia ao menos beijado um parceiro. O pessoal da Internet ficou com 20%, o do SMS com 80%.

A pesquisa foi feita com 5500 estudantes de 1o e 2o graus, faculdades e escolas técnicas no Japão. Na matéria sobre a mesma, SMS está traduzido por “email”, mas é SMS mesmo.

via: The Gadgets Weblog

PS: Esta matéria foi composta em celular e enviada por SMS ;)



emCelular

O Marketing correto para o seu produto

Por em 23 de novembro de 2006

Uma grande lição que muitos deixaram na história é que não basta ter um bom produto para que ele faça sucesso, que o diga a Digital Eq. Você também tem que saber como vendê-lo. E em se tratando de vender, poucas empresas no mundo fazem isso tão bem quanto a Microsoft. Essa propaganda do Windows é um belo exemplo.

Acho que essa peça tem dois pontos altos:
Now, how much do you think MS Windows is worthy? Don’t answer!
e
And… can you believe it? Reversi!!!

Eu sei, você vai dizer que os anos 80 foram assim mesmo, com um monte de coisas estranhas em todos os lugares. Pode até ser. Mas um dia eu ainda descubro o que o Ballmer usa para ficar desse jeito. Em uma conversa sobre desenvolvimento em Java e .NET eu e o Moardib formamos nossa opinião.

emMiscelâneas

Americanas.com e Submarino preparam fusão

Por em 23 de novembro de 2006

As duas maiores empresas do comércio eletrônico brasileiro estão preparando sua fusão. Em um negócio de R$7 bilhões as lojas Americanas.com e Submarino devem fundir suas operações em um negócio que deve faturar R$2 bilhões por ano. Ainda que as empresas não queiram comentar ou até neguem o assunto analistas da Bovespa já afirmaram que as negociações para a fusão encontram-se em fase final. Fornecedores consultados pela revista Exame também afirmam que a fusão já é dada como certa, ainda que os acionistas do Submarino precisem aprová-la em assembléia para que o negócio seja fechado. Nos últimos sete dias as ações do Submarino já acumulam alta de 10% e da Americanas.com 5%.

Via Blue Bus

emInternet Miscelâneas