Digital Drops Blog de Brinquedo

Samsung admite ter plagiado a Apple e a Microsoft

Por em 8 de maio de 2006

Segundo notícia publicada no Korea Times, a Samsung admitiu ter copiado ícones da Apple e da Microsoft, utilizando-os em seu modelo de celular “Skin“. Nas palavras do (ex, imagino) chefe do centro de design corporativo da Samsung:

Ocorreram algumas enganos enquanto desenvolvíamos o novo produto

Tire suas próprias conclusões. A imagem da esquerda é uma tela do telefone da Samsung, a da direita é do Apple OSX.


samsung2.jpg

Não é a primeira vez que a Apple leva uma mordida dessas. Não muito tempo atrás, descobri que a igreja universal, em seu site nos EUA, usa um cabeçalho idêntico ao site da Apple. A Apple não se pronunciou publicamente, nem a Microsoft, que teve o ícone do MSN Messenger copiado integralmente.

emIndústria

Nintendo Wii a preço de banana?

Por em 8 de maio de 2006

nintendologo.jpgNão sei se sabem, mas a maioria das empresas de videogames de fato lucra muito mais com a venda dos jogos que com as vendas dos seus consoles (inclusive é normal levam prejuízo e recuperam com o decorrer das vendas dos jogos). Fontes revelaram ao site Infendo, que a Nintendo poderia dar o console de graça para os gamers. Como uma jogada de marketing a Nintendo deve fazer uma promoção, na qual as pessoas compram um pacote de 4 jogos e o vídeogame sai de graça, ou algo próximo a isso. Esta jogada deve estimular muito as vendas do novo console Wii, que foi comentado pelo Kioshi no podcast.

A Nintendo deve se pronunciar sobre o assunto ainda esta semana, antes da grande feira E3.


[via]

Mais detalhes

emGames

Plano Minutos da Telemar

Por em 8 de maio de 2006

Como promoção de lançamento, os clientes que aderirem ao plano irão falar de graça nas ligações locais para telefone fixo no horário reduzido, nos dias úteis das 0h às 6h, sábados das 14h à 0h e domingos e feriados nacionais o dia todo, além de 2 meses gratuitos do serviço de identificador de chamadas. O detalhamento de conta é opcional e gratuito até 30 de junho de 2007.

A Telemar lança os Planos de Minutos, planos alternativos de tarifas que inclui detalhamento da conta telefônica. Os novos planos oferecem quatro opções válidas para chamadas locais para telefones fixos: de 230, 350, 500 e 1000 minutos. Os minutos não utilizados no mês acumulam para o mês seguinte. As chamadas locais para telefone móvel e chamadas de longa distância seguem mesma tarifa do Plano Básico em pulsos.

A partir da solicitação do plano, a nova forma de cobrança entrará em vigor em até 72 horas.
Para saber mais informações sobre tarifas e como aderir ao plano, o cliente pode ligar para o 103 31 ou acessar o site aqui.

emAnúncios

Telefone fixo-móvel Brasileiro

Por em 8 de maio de 2006

Quem começa com a solução é a Brasil Telecom, cuja telecnologia é voltada para o uso residencial e em pequenas empresas e permite que os usuários economizem com ligações de celulares com tarifação de telefonia fixa. ;-)

Acoplando um pequeno dispositivo de acesso a uma linha fixa comum, com qualquer aparelho, as chamadas feitas por celular são automaticamente encaminhadas à rede fixa com tarifas inferiores.

Até o momento, o único telefone celular adequado é o V3 da Motorola. A empresa também fornece à Brasil Telecom o dispositivo de acesso, que se comunica com o aparelho celular por meio de tecnologia bluetooth.

A operadora lança ainda no segundo semestre uma opção de telefone fixo-móvel com as tecnologias WiFi e VoIP.

E vem aí também o telefone rural, que se beneficia da união de telefonia fixa e móvel para fomentar a convergência – um dos próximos lançamentos da Brasil Telecom.

emCelular Computação móvel Indústria

Usuários de pré-pago terão mais informações

Por em 8 de maio de 2006

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou dia 03 de maio o Projeto de Lei 5891/05, do deputado Fernando de Fabinho (PFL-BA), que obriga as operadoras de celulares a informarem o usuário sobre a utilização dos créditos de cartão telefônico e os preços do serviço pré-pago. A proposta altera a Lei das Telecomunicações (Lei 9472/97) para acrescentar direitos ao usuário.

De acordo com o projeto, o usuário de celular pré-pago passaria a ter direito de receber um aviso eletrônico, ao final de cada ligação, informando o total de créditos disponíveis e a data limite para sua utilização. Provavelmente em forma de SMS.

O usuário também teria direito a receber, gratuitamente, o demonstrativo mensal de utilização dos créditos, com informações como destino da ligação, horário, duração e valor da chamada, custos adicionais, especificação do plano de serviço do assinante e tributação incidente.

Transparência
Na opinião do relator na comissão, deputado Robério Nunes (PFL-BA), a proposta ”é altamente meritória, pois atende a uma real necessidade dos milhões de usuários de telefonia celular pré-paga”. ”Hoje, o usuário é obrigado a ligar para a operadora para saber quantos créditos ainda dispõe e o prazo que tem para utilizá-los. Muitas vezes, só fica sabendo que deve adquirir mais créditos quando sua ligação é interrompida”.

Robério Nunes defendeu mais equilíbrio e transparência para a relação de consumo entre as operadoras e seus clientes.

Tramitação
O projeto ainda será analisado, em caráter conclusivo, pelas comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte:
[Agência Câmara]

emCelular

Call Center em baixa

Por em 8 de maio de 2006

E adivinham quem foi o grande vilão… O atendimento eletrônico! :o
Quem nunca teve problema com uma URA (Unidade de Atendimento Audível) que atire a primeira pedra.

Mas, é claro, que o problema não é só esse.
Demora no atendimento, não conclusão do atendimento, atendentes desqualificados e por ai vai.
Exemplos não vão faltar no decorrer dos comentários. Esperem e verão.

As empresas deveriam atender – investir melhor a mais em seus call centers – melhor seus clientes. Afinal são, completamente, dependentes deles. ;-)
Se querem um exemplo de boa qualidade de atendimento ao cliente, posso citar o da DirecTV. Ao meu ver, o melhor do Brasil.

Fica aqui o Alerta Vermelho para que as companhias olhem com mais carinho para essa questão. Nós consumidores modernos, precisamos!

emMiscelâneas

Review: Kingston DataTraveler 1Gb com tecnologia U3

Por em 8 de maio de 2006

Com o aumento de capacidade dos flashdrives, os usuários estão carregando cada vez mais arquivos com o mais variado conteúdo. Depois da óbvia utilidade de se carregar arquivos facilmente, as pessoas começaram a utilizar seus flashdrives para rodar programas diretamente do dispositivo, com muitos adaptando aplicativos para este fim.

A tarefa de instalar aplicativos e jogos em um flashdrive pode parecer corriqueira para um usuário mais experiente, porém para usuários iniciantes pode ser uma tarefa complicada. Com isto em mente, os grandes fabricantes de flashdrives desenvolveram uma plataforma chamada U3, que visa permitir a instalação de aplicativos e jogos, além de melhorar a segurança de flashdrives.

Um destes flashdrives com tecnologia U3 é o Kingston DataTraveler de 1 Gb, que recebi para avaliação. Com certificação para conexões USB 2.0, velocidade de leitura de até 6 Mb/s e escrita de até 3 Mb/s, o drive é mais lento do que flashdrives convencionais.

No exterior, nada de mais, além de um LED de atividade.

O grande diferencial deste flashdrive é a plataforma U3, que é ativada assim que o usuário conecta o dispositivo a uma porta USB. Em poucos segundos o flashdrive é “montado”, e surge um ícone na barra de tarefas. O sistema monta uma unidade de disco virtual, que pode ser protegida por senha, como veremos a seguir.

u3.jpg

Clicando no ícone, surge um menu bastante similar ao menu “Iniciar” do Windows. Nas colunas à esquerda, há uma lista de aplicativos, e à direita ficam as opções, como explorar o disco, instalar/remover programas, segurança, e “ejetar” o disco.

menu.jpg

Para instalar um aplicativo diretamente do site do U3, basta escolher a opção no menu e escolher o aplicativo desejado. Nos meus testes, tudo funcionou bem, porém a versão do Firefox que instalei estava desatualizada, e a do Skype também. Aliás este pode ser um dos maiores problemas da plataforma: os aplicativos devem ser adaptados para a plataforma U3, que pode não se tornar popular.

install.jpg install2.jpg

Há ainda uma opção para gerenciar os programas instalados, mostrando o espaço ocupado em disco pelo aplicativo, sua versão e uma breve descrição. Há ainda a possibilidade de se escolher que programas serão rodados automaticamente ao conectar o flashdrive.

manager.jpg

Sobre segurança, e possível proteger o acesso ao disco por senha. Não há outras opções de segurança visíveis, e já há falhas de segurança reportados.

Para os desenvolvedores que quiserem tornar seus aplicativos “móveis” para a plataforma U3, o site deles oferece um SDK e muita documentação para tal.

Conclusão: para o usuário que quiser uma solução simples para ter seus arquivos e aplicativos à sua disposição, um flashdrive com U3 pode ser uma boa escolha. Entretanto, para usuários avançados tal plataforma não se faz necessária. Outro porém é que a plataforma U3 só roda em Windows, e o sistema de segurança da plataforma é vulnerável.

Homepage do fabricante: Kingston Technology Company
Preço: aprox. US$40.
Onde comprar: Amazon.com

emArtigo Periféricos