Digital Drops Blog de Brinquedo

Um é pouco, dois é bom, três…

Por em 20 de setembro de 2007

… é estranho, mas tem gente que adora. E a AMD aposta que um chip com três núcleos é o que todo mundo precisa para relaxar e… trabalhar também.

Dias depois de lançar o "Barcelona", com quatro núcleos no mesmo "die", a empresa anunciou uma versão de três núcleos a ser lançada no primeiro trimestre do próximo ano.

Voltada para desktops, será construída no processo de 65nm, terá 2MB de cache L3 e barramento HT 3.0. Infelizmente, não há maiores detalhes, além da promessa de aumento de até 40% na performance sobre os chips "dual core".

[via eeProductCenter]

emAnúncios

O fim da Lei de Moore

Por em 20 de setembro de 2007

A cada salto no processo produtivo de semicondutores ( especialmente processadores ), ouvimos a mesma ladainha: que o fim da "Lei de Moore" está próximo.

Se você viveu os últimos cinquenta anos no Tibet, a "Lei de Moore" diz que o número de transistores numa mesma área de semicondutor dobra a cada dezoito meses. Na verdade, uma pequena revisão foi feita e o tempo mudou para 24 meses. Tal afirmação saiu da brilhante mente de Gordon Moore, co-fundador da Intel, em 1965 e tem se mostrado válida desde então.

Segundo o próprio Mr. Moore, numa palestra ontem, no IDF ( Intel Developer Forum ), em quinze anos a "lei" perderá sua validade. E, pelo visto, desta vez é sério.

Acontece que o processo litográfico, usado na confecção de dispositivos semicondutores, tem uma limitação física. Em breve, será impossível alinhar os átomos de silício de forma que seja possível controlar o fluxo eletrônico.

O quê acontecerá, então? Há alternativas, mas nenhuma delas passa pelo "transistor", como o conhecemos hoje. Nanotubos de carbono, computação quântica e chips biológicos são boas apostas.

É uma pena que computadores baseados em óptica ainda estejam longe da realidade.

[via Dailytech]

emHardware Indústria

Lançado GNOME 2.20

Por em 20 de setembro de 2007

A versão mais recente do gerenciador de janelas que o Linus Torvalds não gosta porque trata os usuários como idiotas foi lançada. O GNOME 2.20 já está disponível para download e instalação, e conta com uma série de novos recursos ótimos, a despeito do que o criador do Linux pense sobre ele.

Ainda não atualizei o meu, mas segundo as release notes, foram implementadas algumas mudanças como:

– Lembrete no Evolution de que você se esqueceu de anexar algo à uma mensagem. Pode parecer chato, mas é extremamente útil para pessoas esquecidas como eu.

– PDF interativo no Evince, o visualizador de PDFs, permitindo preencher determinados formulários em PDF. Segundo as notas, ele está mais rápido também.

– O Totem (ô programinha ruim!) agora se mostra mais útil, e se oferece para instalar aqueles codecs que sua distro insiste em não instalar por default porque não são livres.

– Esquemas de cores e destaque de sintaxe com mais fru-frus no gedit.

– No gerenciador de arquivos: menu de busca do Beagle incorporado à janela e abas que não mudam mais de tamanho de acordo com o tamanho do seu título.

– Painel de Controle reorganizado.

– Screensaver que permite deixar um recadinho. Ótimo para pessoas que dividem o computador com irmãos para quando for preciso ir no banheiro e avisá-los de que não, você ainda não acabou de usar o PC, e já já estará de volta.

– Suporte a idiomas que são escritos da direita para a esquerda, facilitando a leitura para os xiitas, afinal será mais confortável ler em seu próprio idioma.

– Nova versão do GTK.

– Aperfeiçoamentos no Pango, renderizador de caracteres, que permite que caracteres especiais não romanizados e casos específicos de tipografia (tais como ligaduras) sejam melhor gerenciados.

– Documentação específica para desenvolvedores (Developers! Developers! Developers!), administradores e usuários.

Entre outras. Só de ver as Release Notes, deu vontade atualizar.

emLinux Open-Source Software

Intel avança nos embarcados

Por em 20 de setembro de 2007

Desde a venda da divisão XScale, a Intel vem bolando um plano para dominar a outra parte do mundo: aquela onde predominam processadores ARM, embutidos em MP3 players, iPhones, celulares diversos, carros, geladeiras, equipamentos de som e por aí vai.

O problema é que, fabricando processadores com o núcleo ARM, preciosos dólares eram pagos em licenças. A idéia, óbvia, de utilizar um núcleo x86 nunca deu muito certo porque o número de transistores necessários para essa implementação fazia com que o consumo fosse muito alto, inviabilizando 99% dos projetos.

É claro que desde a criação dos processadores "Core", especialmente os "Core 2", uma das maiores batalhas da empresa foi justamente diminuir o consumo. Era só questão de tempo até que houvesse uma outra "divisão XScale"…

Em abril, a Intel lançou o CE2110, um SoC ( System on Chip ), contendo um núcleo ARM rodando a 1GHz, controladores SATA, USB, PCI, DDR2, vídeo, codecs MPEG2 e H264 e outras firulas. Nada mal… mas o problema das licenças continuava.

Agora, a nova divisão XScale, digo, Digital Home Group, chefiada por Eric Kim, anunciou a produção, já no próximo ano, de uma versão do CE2110 com núcleo x86, possivelmente baseado nos "Silverthorne", de 45nm. O nome do projeto é "Canmore".

Um outro SoC prometido para os próximos anos é o "Tolapai". Assim como o "Canmore", o núcleo será x86, mas com outros periféricos, direcionando-o para o mercado corporativo.

Parece que a ARM vai ter outra grande concorrente para se preocupar e, agora, com um trunfo valioso: a compatibilidade x86.

emHardware Indústria

TGS, DualShock 3 e Metal Gear 4

Por em 20 de setembro de 2007

Com o início da TGS (Tokio Game Show) ontem, finalmente apareceram na web alguns vídeos com a jogabilidade de um dos jogos mais aguardados do PS3. Metal Gear Solid 4 deu o ar da graça e Hideo Kojima confirmou porque é um dos maiores gênios da indústria.

No primeiro vídeo você pode conferi uma cena não interativa onde podemos notar o talento de Kojima que tem sua formação como diretor de cinema. Após o break estão dois vídeos com a parte jogável de MGS 4 e que mostram porque o título deve alavancar as vendas do PS3.

DualShock 3, finalmente

Como já era esperado, a Sony anunciou o controle do PS3 com função rumble. Mesmo não sendo nenhuma grande novidade, a surpresa ficou para o fato de que vários dos jogos já lançados para o console possuírem suporte à vibração. Portanto se você possui um PS3, não se preocupe, MotorStorm, Resistance: Fall of Man and Warhawk, The Darkness e muitos outros já estão preparados para o novo controle.

[via Joystiq e Kotaku]

emGames

EA Games no Mac. Já!

Por em 19 de setembro de 2007

A Apple, assim como o Linux, é uma plataforma um tanto pobre em games, com poucos títulos disponíveis. Mas conforme anunciado recentemente, isto está prestes a mudar. Na newsletter enviada hoje aos clientes, a empresa divulga os jogos da EA Games que agora estão disponíveis para Mac.

Entre os (por enquanto) seis títulos disponíveis estão Need for Speed Carbon (Weeeee!) e Battlefield 2142. A relação completa dos jogos pode ser vista no site da Apple.

emGames

Descubra novas músicas

Por em 19 de setembro de 2007

Sempre fui uma pessoa que gostou de música e me considero até com um razoável conhecimento musical. Porém, é inevitável que de vez em quando acabemos enjoando de ouvir os nossos artistas preferidos. Pensando nisso inventaram o Musicovery. A idéia é fazer com que o usuário descubra novas músicas e para isso foi desenvolvido um sistema de navegação interessante.

Funciona mais ou menos assim, do lado esquerdo existe um player onde você pode escolher um estilo musical ou então selecionar o rítmo a ser ouvido. Pode ser algo calmo ou mais agitado, positivo ou dark. Aí o site escolhe um artista e começa a tocar. O interessante é que a opção mostrada fica ligada a outros músicos através de uma linha e caso não goste da seleção, basta pular para o próximo a “rede” será toda refeita. Ao acabar uma música, o sistema automaticamente pula para a próxima e assim o processo de descobrimento se torna quase infinito.

 Dica do meu amigo Paulo Cruz (PEC).

emÁudio Vídeo Fotografia