Digital Drops Blog de Brinquedo

PMA 2008 – Fuji Finepix S100FS

Por em 27 de janeiro de 2008

2008-01-26 - fuji finepix s100fs

As coisas estão fervendo dentro do mundo da fotografia. Depois do anuncio das Pentax K20D e K200D, quem abriu o leque de novidades foi Samsung, Canon e Fuji, sendo que está última foi a que realmente me surpreendeu com o lançamento da Finepix S100FS. A câmera se encaixa na falecida categoria das prosumers e vem equipada com uma lente 28-400mm (14x de zoom ótico) e com o Super CCD HR de 2/3 polegadas (8.80 x 6.60 mm), que pode ser considerado gigante dentro da categoria das compactas. A câmera pode ser usada sem problemas para fins profissionais, mas o preço pode ser um fator muito negativo para o produto. Ela esta sendo lançada pela singela quantia de $ 700,00 dólares. Outro lançamento de peso da Fuji foi a Finepix S1000fd que esta sendo anunciada pela empresa como a menor câmera do mundo com 12x de zoom ótico (33-396mm). A câmera tem 10 megapixels de resolução máxima em um sensor de 1/2.3 polegadas.

A Canon também fez alguns anúncios de peso para exibição na PMA. O mais comentado deles é o lançamento da nova Canon Eos 450D/Rebel XSI. Em comparação com o modelo anterior (EOS 400D) algumas novidades saltam a vista, como a nova resolução de 12 megapixels, a inclusão do sistema Live view (uma das últimas a empregar essa nova tecnologia), o maior tamanho do View Finder, o monitor LCD de 3 polegadas, maior capacidade da bateria e vários ajustes internos de imagem. Juntamente a sua nova DSLR a Canon anunciou várias compactas, (entre elas a nova PowerShot A470, com 7 megapixels, zoom ótico de 3x, ao preço de $ 149,00 dólares) e duas impressoras fotográficas.

A Samsung chega a feira com sua nova DSLR GX20. Em relação ao modelo anterior (GX-10) não temos grandes novidades. O que se vê é apenas a mudança no desenho do corpo, nos menus e um novo processamento para o JPEG. A única mudança significativa é o sensor que passou a ter 14 megapixels. Vale lembrar que esse é o mesmo sensor que equipa a Pentax K20D, pois ele é produzido em uma parceria entre as duas empresas.

As coisas estão começando a acontecer e a feira desse ano promete trazer briga entre gente grande. A Canon ainda não anunciou tudo que vai trazer (muitos ainda esperam algo sobre a EOS 7D) e Nikon e Sony ainda não jogaram seus dados nesse jogo. Como sempre, temos que torcer para que essa briga toda reverta em bons preços e qualidade para o consumidor.

emÁudio Vídeo Fotografia

iPod Touch vs PDAs – dá pra comparar?

Por em 27 de janeiro de 2008

O Kid usou o Dell Axim X51v como base de comparação com o iPod Touch, e reparei que muitas viúvas mobile de Redmond (não é o caso dele) usam o mesmo argumento, e extrapolam, dizendo que possuem as mesmas facilidades de um iPod de última geração em seus PDAs. Exceto que não falam que o Windows Media Player converte na surdina os filmes para um formato compatível, ou é preciso usar um monte de programas esquisitos para que o PDA reconheça formatos como Quicktime. (na verdade a distribuição LEGAL do plugin quicktime está proibida, mas sempre dá-se um jeito)

Pensei em escrever um longo ensaio comparando as plataformas, mas então, depois de uma rápida reflexão, perguntei a mim mesmo, enquanto pessoa, sozinho em minhas reflexões:

Dá para comparar as duas plataformas? O Dell é uma concorrência à altura do Touch?

A não ser que você goste de carregar peso, a resposta é óbvia.

PS: O Dell está por cima.

emApple e Mac

Como comprar um bom roteador wireless para P2P e games?

Por em 26 de janeiro de 2008
mb_dir655

Essa é uma espécie de continuação do artigo anterior. O meu D-Link 514 é um roteador que tem me atendido por vários anos, trabalhando firme e forte todos os dias. Vocês já devem ter notado que sou um heavy user de Internet. Há algum tempo, eu havia descoberto na documentação do Azureus e do µTorrent que ele possui problemas de transferência no protocolo UDP.

E isso torna-se um problema justamente porque os jogos online fazem uso pesado do UDP, que é um protocolo de alta performance e baixa confiabilidade. O UDP não aguarda o retorno do pacote para saber se chegou e precisa ser reenviado, ele simplesmente dispara. Isso o torna ideal para games e redes P2P, que usam outras metodologias para garantir a integridade da informação.

O outro problema é que parece ser o único modelo da linha 5xx da DLink incompatível com o Nintendo DS. Imagine a minha frustração ao descobrir que não poderia jogar Mario Kart via internet. Snif, snif…

A pesquisa por um substituto foi a motivação para escrever esses dois posts sobre a compra de um novo roteador. Continue lendo para saber como fui eliminando os vários candidatos e como o Brasil está mal servido de opções.

O primeiro passo foi definir necessidades.

Um roteador wireless 802.11b/g, com um switch de 4 portas e uma entrada WLAN e mais o padrão esperado de um modelo moderno, como firewall. Não preciso de um servidor de impressão de rede nem USB, mas se houver suporte sem o preço for exorbitante, é um bônus.

Algumas horas de pesquisa no Google, Amazon e Newegg, descobri que NENHUM modelo decente é vendido no Brasil. Surpresa! Os modelos mais comuns no Brasil são o lixo descontinuado e fora de linha no mercado externo. Uma pena. E tem mais: a maioria dos modelos é problemática para trabalhar com P2P e Games, pelo mesmo motivo: conexões múltiplas e uso de UDP.

Removendo as maçãs podres

Leia a documentação do µTorrent e do Azureus para uma lista completa e o que fazer para tentar contornar os problemas. A listagem abaixo é apenas uma comodidade. Se você é dono de um dos modelos abaixo, pode haver uma saída.

- Apple Airport Extreme (802.11g wireless with 128-bit WEP)
- SpeedStream 5660 na configuração Router/NAPT.

Os modelos abaixo tem problemas com muitas conexões globais e limitá-las em 200 ou menos pode resolver o problema.

- D-Link 302G, DI-624, DSL-G664T
- Linksys BEFSR41V4/BESR41, Wireless-B e WRT54G/GL/GS
- Netgear DG632, DG834G, MR814, WGT524, Rangemax 802.11n WPN824
- W-Linx MB401-S (e o SMC Barricade 7004 BR, por serem idênticos)
- Westell 6100 

Problemas com o Universal Plug and Pray Play
- A maioria dos D-Link 5xx e 6xx (também podem ser causados por excesso de conexões)  
- D-Link DI-604
- Dynalink RTA1025W
- TP-LINK TL-R410
- ZyXEL Prestige 660H(W)
- Alguns modelos SpeedStream

Sobrou alguma coisa?

A tarefa de encontrar um modelo tornou-se muito mais difícil depois dessa lista, já que removou 90% dos modelos disponíveis no Brasil. Sendo que alguns deles, da D-Link, já deixaram de ser fabricados. O que fazer? Primeiro, fugir de conselhos ruins como esse da About.com. Pesquisar novamente na Amazon e Newegg, por modelos mais novos e ver se existem no Brasil.

Encontrei um roteador da 3Com, com 3 anos de garantia por R$145,00 que parecia promissor. Ao pesquisar, não encontrei reviews muito bons. Os melhores modelos disponíveis custam todos acima de R$ 300,00 e pelo jeito vou ter que apelar ao amigo-que-mora-no-exterior para conseguir um.

Router Performance Charts

Primeiro, encontrei esse ótimo review no SmallNetBuilder e em seguida descobri que eles passaram a ter tabelas permanentes e atualizadas. Com isso, descobri um modelo recente, o D-Link DIR-655, que custa na Amazon 125 dólares e 95 na Newegg e possui ótima performance, aguenta pelo menos 200 conexões simultâneas e já vem com suporte ao protocolo 802.11n. O primeiro colocado, o modelo DGL-4500 custa mais que o dobro. Infelizmente, esse modelo está indisponível no Brasil por vias oficiais. Achei apenas no antro Mercado Livre.

mb_dlink2
emArtigo Indústria Wireless e Redes

Como comprar um bom roteador wireless?

Por em 26 de janeiro de 2008

moardib_dlink514

O roteador é um dos pilares da comunicação mundial e a maioria dos usuários utiliza seus serviços sem nem mesmo saber da sua existência. Eles são muito mais comuns do que imaginamos, estando presentes em casa, em empresas de todos os tamanhos e nos backbones do mundo inteiro.

Simplificando a definição: é um computador dedicado à tarefa de tratar o tráfego de toda a informação que circula em uma rede de computadores. Um PC comum pode ser transformado em um roteador. O Linux é usado como o sistema operacional de algumas marcas e existem tutoriais de como transformar seu roteador simples numa super máquina 10 vezes mais cara, apenas instalando e configurando-o de forma correta.

Em casa, um roteador pode ser usado para compartilhar a internet do Modem (Cabo ou ADSL) com vários outros computadores, prover proteção de firewall, gerenciar a qualidade do serviço e várias outras tarefas, principalmente no quesito segurança.

Meu atual aparelho é um D-Link 514, que provê acesso wireless quando alguém chega em casa com um notebook e ainda às outras máquinas, conectando tudo em rede. Ele vem com 4 portas para rede local por cabo (LAN) e o Net Virtua é conectado na porta WLAN. Assim, de forma simples, a internet é compartilhada com qualquer dispositivo wireless no alcance do sinal e nas máquinas configuradas.

Eu posso conceder permissão através do endereço físico de rede, o Media Access Control Address (MAC Address), configurar portas de acesso ao BitTorrent, etc. Se um pai acha que os filhos não devem varar a madrugada na internet, o roteador possui controles de acesso como de 00:00 até às 8 h, então a internet para a máquina do Joãozinho estará bloqueada. O controle da internet e da rede fica na sua mão. E isso tudo é feito através de uma interface web, no próprio equipamento, sem linhas de comando.

Então como comprar um bom roteador? É preciso ter um? Quais os recursos deve-se procurar? Quais as boas marcas?
continue lendo

emArtigo Dicas Hardware Wireless e Redes

iPod Touch: Depois de um mês

Por em 26 de janeiro de 2008

Depois de pouco mais de um mês com um iPod Touch, pensei em fazer um apanhado do que fiz com ele, como ele se comportou com um uso pesado, mas confesso que o que me surpreendeu foi a quantidade de aplicações disponíveis E a quantidade de programas que instalei no que foi comprado para ser um player de vídeos.

A parte de áudio é impecável, assim como a parte de vídeos. Sim, a conversão de vídeos do iTunes é inútil, é mais fácil converter os AVIs e similares usando uma ferramenta dedicada, como o gratuito e excelente iSquint.

Como o meu Touch veio com Firmware 1.1.1, não foi preciso nada mais para “liberá-lo” do que visitar www.jailbreakme.com e clicar em um botão. Com isso é instalado o installer.app, o programinha mágico que dá acesso a todos os programas criados de forma “subversiva” para o iPhone/iTouch. A surpresa aqui é quantos programas há para a plataforma, lembrando-se que é um hardware recém-lançado, que usa uma gambiarra para instalar softwares desenvolvidos sem nenhum SDK, documentação ou o que quer que seja.

Provavelmente o fato do iPhone ser uma máquina Unix (desculpe, linuxeiros) justifique a quantidade de programas e a estrutura familiar:

Picture 4.png

A seguir, vamos ver todos os programas que tenho instalado no Touch.

Como quase todo dia tem novidade no Installer.app, mais os sites trazendo novos repositórios, acabei com 51 programas diferentes. Eu não me lembro, em nenhum dos PDAs que já tive chegar sequer perto de ter tantos programas instalados. Muito menos em um negócio que deveria ser um player de vídeo e só.

Tela 1

snap_014946.jpg

Da direita para a esquerda, do alto para baixo:

1 – Safari
O melhor navegador portátil que já usei. Dá para gerenciar o blog pela interface do WordPress, usando apenas esta belezinha. E nada de WAP, páginas pela metade e outros problemas típicos de navegadores mobile.

2 – YouTube
Como o Safari não executa Flash, e como o YouTube é a aplicação mais popular da Web hoje em dia, e com o agravante do iPhone ser usado em redes não muito rápidas, então a Apple fechou um acordo onde o YouTube converte seus vídeos para um formato reconhecível pelo iPhone, o que resultou em vídeos com melhor qualidade e menor tamanho que os nativos do YouTube.

3 – Calendário
Um calendário. Como as anteriores, nativo do sistema.

4 – Contatos
Contatos

5 – Clock
Um relógio?

6 – Calculadora
Calma, eu juro que melhora.

7 – Settings
Todas as configurações são feitas aqui

8 – Sand
Versão para o iPhone do joguinho Falling Sand

9 – Splitter
Programa para dividir contas em bares

10 – Vista
Windows Vista para o iPhone/iPod Touch. Sim, é sacanagem. A única coisa que ele faz é mostrar uma tela azul ;)

11 – TuneWiki
Este programinha colaborativo acessa sua biblioteca de músicas (sim, o iPod Touch além de tudo toca música) e tenta identificar em um banco de dados online a letra da música, funcionando como uma espécie de mini-karaokê.

snap_015615.jpg

12 – Zune2
Um dos primeiros programas a sair pra plataforma, é um mini-game onde um iPhone destrói Zunes que aparecem pela tela.

13 – Caissa
Jogo de xadrez, com a rara característica em jogos portáteis de permitir que o computador jogue contra si mesmo. Caso seu iPod adquira consciência e ameace dominar o mundo, é sempre bom poder configurar uma ação dessas, assim ele irá consumir cada vez mais recursos até se autodestruir. Provavelmente.

snap_034556.jpg


14 – glMD2Test
Um demo da biblioteca OpenGL do iPod. Isso mesmo, gráficos 3D, aceleração, etc, etc. Aqui usam um modelo do Quake que pode ser girado em qualquer direção, ampliado, reduzido… imagine os jogos que o pessoal fará para esse bichinho, em um ano.

snap_015459.jpg

15 – Tetromino
A inevitável versão de Tetris genérico para a plataforma. Você achou que alguém iria deixar o iPhone ficar sem um Tetris?

16 – Domino
Um ou dois jogadores. Sabe que é divertido?


Tela 2

snap_015004.jpg

17 – Notes
Originalmente não vem com o iPod, a não ser que o seu seja um recente, OU que você use o jailbreak e instale a versão disponível nos repositórios.

18 – VNsea
Cliente VNC

19 – Finder
Gerenciador de arquivos com opções avançadas como definição de atributos de novos e velhos arquivos.

20 – Screenshot
Com o quê você acha que capturei as telas deste post?

21 – AFPd
Servidor de compartilhamento de discos/pastas do OSX. Depois de instalado, é só esquecer dele e acessar o mapeamento do Mac ou do PC. Copy/Paste, um sonho de simplicidade. Funciona via WIFI.

22 – Evolution RGB
Outra versão do joguinho Falling Sand

23 – PocketMoney
Gerenciador financeiro

24 – Block Puzzle
Lembra daquele brinquedo que era uma caixinha de plástico com um monte de botões deslizantes, um espaço e um objetivo? É a mesma coisa, mas são 10 níveis.

25 – TextEdit
Mini-editor de textos.

26 – APLogger
Identifica access points WIFI e anota os dados do mesmo. Muito útil em viagens, logando os access points da Dutra, que nunca darão acesso gratuito a você.

27 – Converter
Converte medidas das mais variadas, inclusive conta com um atualizador, para poder fazer conversões de moeda sempre com as cotações do dia.

28 – Crossy
Teste de programação do acelerômetro. Lembra um daqueles globos com uma painsagem dentro. Você move a neve que cai para os cantos, bastando para isso mexer o telefone para os cantos

29 – ToDo List
Preciso explicar?

30 – MobileTwitterrific
Um cliente Twitter absolutamente esquisito. Não permite que você escreva, só leia, e tem uns usuários-default que não dá pra remover. Nem sei porque não tireo. deve ser por causa do ícone bonitinho.

31 – MultiTouch
Exemplo de interface multitouch para mover e dimensionar imagens. Infelizmente vem com a imagem do cientologista maluco do Tom Cruise.

32 – iPhoneSynth
Sintetizador. Instalei hoje. Seria um mini-teclado musical, mas além de não funcionar, não suporta acordes, o que o torna (mais) inútil.

Tela 3

snap_015019.jpg

33 – Pocket Guitar
Esse sim. Mostra um encordamento, é possível escolher entre baixo elétrico, guitarra distorcida ou eletro-acústica, aceita acordes, e dá ATÉ pra brincar, mas um pouquinho de empolgação e seu iPhone vai voar que nem controle de Wii.

34 – Balls
Deveria ser “Ball”, só tem uma. É um demo do acelerômetro, você move o aparelho, a bola na tela acompanha o movimento. Só isso.

35 – Sendfile
No começo era impossível conseguir tirar algo do iPhone, então inventaram esse programinha, que envia arquivos por email, mas hoje ele perdeu a razão de sua existência. Vai inclusive ser eliminado de minha lista.

36 – Sysinfo
Lista os processos rodando, de quem é, quanto ocupa de memória/CPU, qual arquivo físico associado, dados do hardware, etc, etc

37 – PigShooter
O primeiro “jogo” para o iPhone. Você atira porcos voadores em naves do Planeta Expresso, de Futurama, enquanto inclina o aparelho para mover o canhão. Este jogo é uma violação ambulante de copyright

38 – MobileScrobbler
Conecta seu iPod/iPhone com o Last.fm, o site social de música de 10 entre 10 blogueiros descolados. Seja cool, use o last.fm. O programinha? Busca letras de músicas, sobe as canções tocadas para o Last.fm, atualizando suas estatísticas, exibe seu perfil e funciona bem mais eficientemente que a versão Windows.

39 – Squid
Mais um gerenciador de arquivos. Nem de longe tão completo quanto o Finder, mas funciona. Pouco mas funciona.

40 – Google Maps
Ele mesmo. Um dos programinhas mais úteis que já inventaram. Só a parte de geração de rotas já merecia um prêmio Nobel.

snap_015340.jpg

41 – Tap Tap Revolution
O nome correto deveria ser Batuque Hero, você fica com 3 faixas, músicas rodando e você batucando, no melhor estilo Guitar Hero. Há músicas prontas, gratuitas, além de ser possível criar novas sequências usando as músicas do seu iPod. É divertido. Digo, seria, se eu tivesse um mínimo de ritmo.

42 – Boss Tool
Utilitário que reseta seu iPod apagando tudo, libera espaço de disco movendo as aplicações de um volume para outro e prepara o equipamento para o desbloqueio pós-reset.

43 – Preview
Programa companheiro do Finder, visualiza arquivos-texto e imagens, sem sair de dentro do primeiro.

45 – iBlackJack
Um EXCELENTE jogo de 21, usando plenamente a interface do iPhone, onde gestos direcionais significam ações diferentes.

46 – iSteamy
Já falei dessa pequena maravilha. É um gerenciador de pornoteca muito simpático, com acesso a toneladas de material.

47 – iCountdown
Programinha que gera contadores e faz contagens regressivas, tocando um alerta quando o valor chega a zero. É possível criar vários contadores, com valores de minutos, dias e até anos.

48 – Installer
O famoso installer.app que possibilita toda essa magia. Centraliza a instalação de aplicações, gerencia atualizações e avisa quando há programas novos disponíveis.

49 – Photoboard
Um mini-Microsoft Surface, permite que você visualize suas fotos, ampliando-as movimentando com as duas mãos, arrastando e espalhando como uma mesa de luz. Seria uma killer-application maravilhosa se não estivéssemos falando de uma tela de 7,5cm x 5cm.

snap_015310.jpg

50 – BouncesApp
Outro demo do acelerômetro do iPod/iTouch.

51 – iSlots
Caça-níqueis. Muito bonito, cheio de efeitos, mas viciante demais pro meu gosto.

52 – Wheater
Previsão do tempo. O mesmo do iPhone. Elegante, aceita várias localidades e acha lugares obscuros como São Francisco Xavier, SP


snap_015141.jpg

O que falta instalar:

Não experimentei o Apache, PHP, Perl, TCL, Python, Ruby, a parte de eBooks, o iPhysics, temas, emuladores de calculadoras, dicionários, RSS, SSH, Othelo (alguém joga isso?) e Pedômetro (isso dá cadeia, pô!). Testei o SCUMMVM, funciona muito bem, mas ainda prefiro jogar Loom no PC. O Zork entretanto, acabei de achar e estou instalando.

Você conhece algum xing-ling que faça isso tudo?

emApple e Mac Destaque

Arte segundo geeks

Por em 25 de janeiro de 2008

Geeks são pessoas que, em maior ou menor grau, enxergam as coisas de maneira diferente que, bem, os não-geeks. Assim sendo, o dono do blog Paul The Wine Guy.com – um blog no melhor estilo do I Can Has Cheezburguer?, resolveu retratar algumas obras de arte tal como se interpretadas por geeks, e disponibilizou as imagens em um set no Flickr.

A imagem que ilustra este texto por exemplo é uma paródia de um quadro de Caravaggio feito no século 17. Mais algumas paródias que merecem ser citadas: A Última Ceia (repare nos nomes dos apóstolos); Os jogadores de cartas de Cézanne e o projeto de helicóptero de Leonardo Da Vinci, com direito a um selinho de serviço beta, tal qual os serviços Web 2.0 de hoje.

Veja o set completo aqui.

Fonte: Slashdot

emMiscelâneas

Dell e Microsoft se juntam ao (RED)

Por em 25 de janeiro de 2008

Agora foi a vez da Microsoft e da Dell se juntarem a empresas como Motorola, Converse e Apple e criar a versão (RED) de algum produto seu. Ontem em Davos, as duas empresas contaram com a ajuda do vocalista da banda que pelo menos dois blogueiros aqui do Meio Bit acham ser a melhor da Galáxia: Bono Vox.

A Dell fez uma versão especial de dois modelos do notebook XPS, e também do XPS One e da impressora 948 AIO, que ganharam detalhes na cor vermelho vinho, característica principal dos produtos do selo (RED). Já a Microsoft fez uma releitura do visual azul do Vista, com um tema carmin e um belo wallpaper para combinar.

Produtos sob o selo (RED) não possuem um custo diferenciado em relação aos seus semelhantes, mas destinam parte do dinheiro arrecadado com suas vendas a projetos de combate a AIDS na África. A iniciativa foi criada por Bono, vocalista do U2 e Bobby Shriver, chairman da DATA.

Fonte: Engadget

emMiscelâneas