Digital Drops Blog de Brinquedo

Morte ao REPLY TO ALL. Ou aos usuários

Por em 4 de outubro de 2007

O trabalho no Department of Homeland Security, a mega-agência criada para combater ameaças terroristas aos interesses americanos foi completamente perturbado ontem.

Um sujeito -vamos chamá-lo de Mr n00b- mandou um email solicitando uma alteração em seu endereço. Só que Mr n00b enviou a mensagem para TODOS os destinatários dentro do DHS. Sim, ele usou o famigerado REPLY TO ALL.

Várias respostas apareceram, trazendo emails privativos, sugestões de que eles não eram suporte, etc. Respondidas via “REPLY TO ALL” também.

Outro usuário, Mr n00b2, sugeriu que seria uma forma excelente “de todos se conhecerem”, e aproveitou para perguntar a ALL “como está o tempo aí”.

Um monte de gente respondeu (também pra ALL) com fotos, endereços e até telefones de onde estavam.

Outros não gostaram da brincadeira, respondendo “ME TIREM DESSA LISTA!”. Pra ALL. Comandos de “UNSUBSCRIBE” também foram enviados para ALL.

Compreensivelmente o servidor caiu.

Um dos membros da lista resumiu bem:

Já posso ver a história na CNN amanhã: O Departamento de Homeland Security teve seu servidor de email derrubado por um grupo de “profissionais” de segurança

A melhor entretanto veio de uma fonte interna:

Deveríamos ser capazes de dormir tranquilos sabendo que esse grupo pode ser uma das linhas de defesa na proteção de nossa nação.

Já tive que sair apagando uma mensagem, quando um sujeito mandou fotos das obras em uma filial da empresa (nada mais interessante que parede e tijolo) em ALTA RESOLUÇÃO, uns 23MB de imagens, para TODOS os funcionários da empresa. Imagine o trabalho do Exchange só replicando esses 23MB para TODOS os usuários.

Só que meus usuários não eram aspirantes a Jack Bauer.

REPLY TO ALL é algo que deveria ser banido. No mínimo. Poder demais na mão de usuários.

Fonte: Wall Street Journal

emInternet Miscelâneas

Microsoft dá uma lição de respeito. Chupa, Apple!

Por em 4 de outubro de 2007
AVISO

Se você odeia a Microsoft por princípio, favor pular este post

Junto com o lançamento dos novos Zunes, a Microsoft surpreendeu. Normalmente quando uma versão 2.0 de um equipamento é lançada, o interesse é vender equipamento novo, portanto melhorias raramente são portadas para os antigos.

No caso do Zune, o hardware foi modificado. O novo Zune é literalmente outro, projetado do zero, não mais o Toshiba Gigabit de antigamente. Seria mais que razão para que a Microsoft nem tocasse em atualizar os velhos.

Pois bem: Não só ela atualizou, como TODOS os novos features do Zune 2.0 estarão disponíveis para os Zunes de primeira geração, via atualização gratuita de firmware.

Isso inclui novos CODECs, opções de compartilhamento via WIFI, a sincronização com o Windows Media Player também via WIFI e o tão desejado suporte a Podcasts.

Enquanto isso a Apple lança o iPod Touch e remove um monte de recursos que já estavam disponíveis no iPhone e teriam custo zero de implantação, como mapas, email e até mesmo a função de incluir eventos no calendário.

Via Gizmodo

Agradecimentos ao Dante, pela indicação da notícia nos comentários deste post.

emÁudio Vídeo Fotografia

Microsoft liberando código-fonte das bibliotecas do .NET

Por em 4 de outubro de 2007

Essa vai fazer muito desenvolvedor .NET erguer um brinde de agradecimento, dado o tempo que vão ganhar.

Segundo o blog de Scott Guthrie, que faz parte do grupo de desenvolvimento do .NET na Microsoft ainda este ano estarão disponíveis os fontes de várias bibliotecas do framework .NET 3.5. Inicialmente serão, entre as principais:

System, System.IO, System.Collections, System.Configuration, System.Threading, System.Net, System.Security, System.Runtime, System.Text, System.Web,System.Windows.Forms, System.Data, System.Xml e System.Windows.

Os fontes, disponíveis sob licença Microsoft Reference License poderão ser baixados individualmente ou de forma dinâmica, via Visual Studio 2008, e integrados no debug.

Para quem não gosta de caixas-pretas, é excelente.

Agradecimentos ao Marcos Dell’Antonio pela dica da matéria

emIndústria Open-Source Software

Escrevendo para o Meio Bit

Por em 3 de outubro de 2007

Pessoal, tenho notado a falta de artigos enviados por vocês… antigamente, havia uns três ou quatro por semana e, agora, nenhum!

Não estou falando de notícias… mas de artigos mesmo. Só gostaria de reforçar que estamos abertos ( no bom sentido, é claro ) à contribuição e, mais que isso, gostaríamos muito de publicar o que vocês escrevem.

Mas vale lembrar que é preciso uma boa gramática e não pode estar escrito em outro blog, ok? Basta clicar no link “Colabore“, selecione a categoria “Enviar notícia ou link” ( que deveria se chamar “Enviar notícia, link ou artigo” ) e mandar!

emAnúncios Artigo Blog Miscelâneas

Album de fotos em 3D?

Por em 3 de outubro de 2007

tiltviwer_03102007.jpgA brincadeira ao lado com cara de tela de entrada de jogo de PS3 é na verdade um aplicativo pra lá de interessante criado por Felix Turner. A proposta é oferecer uma experiência agradável, simples e divertida para fugir da mesmice dos álbuns de fotografia online tradicionais. O Tiltviewer ainda está em fase de testes mas surpreende pela simplicidade do layout e funcionalidades (zoom-out, comentários no verso de cada foto, giros acompanhando o movimento do mouse, entre outros). Foi desenvolvido em Away3D.

Uma versão mais modesta mas igualmente agradável aos olhos é o SimpleViewer que puxa as fotos de sua conta no Flickr, de seu HD, de seu servidor e uma infinidade de outras fontes. Está disponível para download no site, com manual, faq´s etc. Dê um pulo lá e confira!

Comentário rápido: vale lembrar que nenhuma das duas soluções substitui ou oferece talento para capturar as imagens. O que aliás, é assunto para um post beeem mais longo.

fonte: Airtight Interactive

emÁudio Vídeo Fotografia Miscelâneas

Duelo de titãs

Por em 3 de outubro de 2007

Na década de 80 a Capcom trouxe ao mundo dois dos maiores ícones da história dos videogames. O primeiro não passava de um aparente frágil menino de armadura azul, o segundo era um cavaleiro que ao ser atingido ficava só de cueca. Essa dupla nonsense de heróis que tinham em comum apenas a jogabilidade de plataforma 2D ajudou a empresa japonesa a criar o império que hoje conhecemos.

Como o ser humano adora um crossover, alguém resolveu colocar o Megaman nos cenários do jogo Ghost and Goblins e o resultado é o jogo feito em flash Megaman vs Ghost and Goblins. Embora possa parecer totalmente sem nexo, a mistura ficou legal e vale a pena dar uma olhada, só é uma pena que a dificuldade não lembre nem de longe a das versões originais dos games.

Por falar em Megaman, a criação de Keiji Inafune completou 20 anos em 2007 e a Capcom fez um site e um vídeo para comemorar o aniversário.

emGames

BuzzWord à altura do Google Docs ?

Por em 3 de outubro de 2007

buzzword-logo_03102007.jpgA Adobe parece querer começar a fazer sombra no cenário colaborativo do “tudo-online” também conhecido como… a-ham… web 2.0. Isso porque lançou o Buzzword, originalmente criado pela Virtual Ubiquity, empresa comprada recentemente. Com o lançamento deste processador de texto que roda no framework Adobe Flex, a criadora do Photoshop oferece produção de textos com apuro visual imbatível e controle de gráficos superior ao seu concorrente mais direto.

Como todo aplicativo online, ainda não bate seus competidores versão desktop, mas traz funcionalidades bem interessantes, como controle de versões separadas por colaborador.

O Buzzword ainda está rodando só para convidados, mas não custa ficar de olho nos planos da Adobe no cenário dos aplicativos Web.

Fonte: www.readwriteweb.com

emAnúncios