Digital Drops Blog de Brinquedo

Apple Brasil: agora vai?

Por em 1 de novembro de 2007

Depois de ser passada para trás pela Greenmax e seu iMac de R$3,999 a Apple Brasil finalmente parece ter acordado para a vida, involuntariamente, e baixou o preço de seu iMac mais barato para R$ 3,999 com incentivo da MP do Bem já em rigor há um bom tempo. Algumas poucas lojas oficiais já aderiram ao novo preço. A maioria ainda pratica o roubo de R$ 4,999 apesar do preço tabelado.

Apesar da redução dos preços dos produtos Apple no Brasil, a situação ainda é crítica. Continua mais barato trazer de fora e pagar tributos e taxas mirabolantes made in brazil. O pequeno iPod Suffle custando $79 nas terras do glorioso Steve Jobs aqui é vendido por R$ 339. Trazendo de lá o custo com impostos é de R$ 252.

Exemplo de desorganização pode ser notado com o lançamento do novo sistema operacional da Apple, apelidado de Leopard. A primeira notícia era o lançamento no Brasil junto com o mundial, 26 de Outubro. Depois veio a pequena ressalva: válido para upgrades de quem comprou um Mac depois de 1 de Outubro. A data oficial até o momento é 11 de novembro. Pré-venda já disponível em alguns sites e lojas oficiais. Será que tal demora deve-se à tradução do manual e também de toda a interface gráfica do Leopard, assim como as suítes iLife e iWork? Quem acredita levante as mãos…

É de ser estranhar que uma empresa como o Apple, que se orgulha de seus produtos e de seu cuidado com o consumidor final, deixe os brasileiros na mão de uma Apple Brasil que há 2 meses atrás era praticamente inútil. Apesar das melhoras, ainda não é um mar de rosas. Será que seremos obrigados a esperar outra empresa como Greenmax fazer o papel do que supostamente deveria ser da nossa Apple BR?

Colaboração de João Paulo Ferreira

emApple e Mac

geForce 8800 GT é sucesso de crítica

Por em 1 de novembro de 2007

O Anandtech disse que esse modelo é o único que importa para o mercado, atualmente. Com performance apenas ligeiramente inferior ao topo de linha, mas custando menos da metade, a nVidia pode estar dando um golpe de misericórdia na linha 2xxx da ATI.

E os reviews realmente mostram que ela vai aguentar o tranco do Crysis, o jogo com os melhores e mais pesados gráficos do momento, para Cray nenhum botar defeito. Eu ainda lembro de Far Cry, com seus belos cenários e destruição deixando PCs obsoletos de um dia para o outro.

A nVidia fez um bom trabalho de engenharia e melhorou sua arquitetura, integrando componentes, mudando o processo de manufatura das GPUs e o resultado é o seguinte: Uma placa de 230 dólares com performance 10% inferior a placa mais rápida do mercado, que custa em torno 600 dólares.

Bem observado é que com esse preço/performance, a nVidia dá um golpe inclusive nas sua linha de placas mais caras, ou não? A história desse mercado mostra que em breve devem lançar um substituto da linha GTX.

Os reviews completos, você encontra no Anandtech e no Tomshardware

emHardware

Blogueiros e Jornalistas. Mais um round da questão.

Por em 1 de novembro de 2007

edison_gutemberg_01112007.jpgUm blogueiro profissional pode ser considerado um jornalista? E mais: pode contar com o embasamento legal que protege quem divulga informação de interesse público? Segundo a corte americana sim.

O blogueiro americano Philip Smith se viu as voltas com um processo por falar mal de uma empresa especializada em anunciar no eBay. Acusado triplamente de quebrar direitos de reprodução de marca (ele utilizou o logo da companhia no post), privacidade e difamação, conseguiu provar ser inocente, alegando o direito a liberdade de imprensa, na condição de jornalista.

Em uma blogosfera do porte da americana, pode até ser. Mas, aqui no Brasil, onde engatinhamos e, de certa forma, vemos grandes empresas de comunicação fincar os pés na blogosfera para só depois começar a aprender seus traquejos, acho que ainda temos muita poeira para comer.

O surgimento de um novo canal, que revelou tantos talentos – técnicos ou não -, e figura hoje como palco de opiniões e resenhas muitas vezes mais instrutivas do que as páginas – virtuais ou não – , de nossos veículos tradicionais sofre por seu próprio sucesso. O longo caminho que começou com os famosos diários virtuais e parece seguir para a criação de “hubs” de opiniões e relevância mal começou a ser percorrido.

Gravei um podcast há uns meses atrás, onde comentávamos que os jornais como conhecemos hoje talvez não mais existam em alguns anos.

A boa notícia e aquele que a produz com isenção, talento e senso de oportunidade, ainda permanecerá. Sendo culpado ou não.

Fonte: ArsTechnica

emBlog

Bateria de pulso

Por em 1 de novembro de 2007

Sabe quando você está fora de casa e a bateria do seu celular/portátil está acabando? Como manda a lei do universo, sempre que você precisa deles o carregador não está por perto. Pensando nisso a Thanko criou uma bateria em formato de pulseira.

A idéia é simples, mas fico me perguntando como ninguém pensou nisso antes. Basta enrolar a bateria no braço, ligar no dispositivo e usar. Ela já vem com adaptadores que permite o carregamento de celulares, Nintendo DS e PSP.

A bateria de Lithium-ion com 1500 mAh demora cerca de 4 horas para recarregar, o que pode ser feito através da porta usb do computador e possibilita um funcionamento de 3 horas e meia ao PSP e mais de 7 horas e meia ao DS.

[via PSP Fanboy]

emCelular Games

Perdas e ganhos

Por em 1 de novembro de 2007

Durante este último mês, várias empresas divulgaram seus balanços trimestrais. Pouca gente por aqui notou, mas quem é mais "antenado" no mercado teve ótimos dados para analisar.

A Intel teve faturamento recorde: US$ 10,1 bilhões, 15% superior ao mesmo período do ano passado, com lucro operacional de US$ 2,2 bi, representando um aumento de 64%. A venda de dois milhões de chips "Quad Core" ajudou, juntamente com as memórias flash ( utilizadas em tocadores de mp3 e diversos dispositivos embarcados ), que saíram das fábricas como pãozinho quente.

Com sua estratégia "tick-tock", ou seja, a cada dois anos inserir uma uma inovação ou no processo produtivo ou na arquitetura dos processadores, a empresa parece ter encontrado uma forma de tomar de volta o mercado perdido para a rival AMD, desde o lançamento do Athlon. Agora em novembro já devem estar disponíveis os Penryn de 45nm e o processo de 32nm já foi demonstrado. Some-se a isso iniciativas como o desenvolvimento de novas arquiteturas voltadas a sistemas de baixo custo e aí temos muitos bons motivos para os acionistas estarem rindo à toa.

Já a AMD, apesar de também ter batido recorde de faturamento ( US$ 1,6 bi, 18% maior que o segundo trimestre do ano ), teve um prejuízo líquido de US$ 396 mi. E o que é pior: foi o terceiro resultado vermelho consecutivo. A boa notícia é que o prejuízo vem diminuindo ( foram US$ 611 mi no primeiro trimestre e US$ 600 mi no segundo ).

Com a ( agora sua divisão ) ATI dando lucro e lançando novos produtos, os ótimos processadores para o mercado embarcado, além dos chips "Triple Core" é possível que o próximo ano seja bem melhor para a empresa. Mas com o processo de 45nm ficando pronto só em meados de 2008, vai ser difícil acompanhar o ritmo da Intel. Voltando um pouco no tempo, um pouco antes do lançamento do Athlon, a AMD era vista como uma fornecedora de segunda linha de processadores… talvez consiga surpreender a todos novamente.

O pessoal do pomar mostrou os resultados do seu último trimestre fiscal, que fechou dia 29 de setembro: nada menos que US$ 904 mi de lucro líquido ( US$ 6.22 bi de faturamento ), um aumento de 67% em relação ao período anterior. Foram mais de 1 milhão de iPhones e e 10 milhões de iPods. Os Macs nunca venderam tanto: 2.16 milhões de unidades. Jobs deve dar uma risadinha irônica toda noite e dizer baixinho: "… durma bem, Sculley…".

Para finalizar, os números da Microsoft foram os mais impressionantes desde 1999. As vendas do Windows Vista e do Halo 3 puxaram o faturamento para incríveis US$ 13,76 bi. De "brinde", Redmond viu ainda seu console Xbox 360 ultrapassar o até então imbatível Wii: foram 527 mil contra 501 mil. Não é à toa que costumam chamar a empresa pelo carinhoso apelido de "M$".

emIndústria

PSP ajudando deficientes visuais

Por em 1 de novembro de 2007

A idéia de se destravar um PSP sempre esteve intimamente ligada com a pirataria e não é difícil entender o porque. Contudo, após destravado, o portátil é capaz de executar alguns programas não oficiais, também conhecidos como homebrews.

Um dos que mais chama a atenção é o Nanodesktop Blind Assistant. Ainda em estágio inicial de desenvolvimento, o software foi idealizado por Filippo Battaglia, no Centro de Pesquisa da Universidade de Messina, na Itália. A idéia é fazer com que o usuário utilize o PSP para saber quais pessoas estão presentes em um ambiente através do reconhecimento de seus rostos. No futuro ele deverá ter um navegador GPS, maior velocidade no reconhecimento das pessoas e um detector de colisões.

Acho a idéia muito interessante e caso seja bem desenvolvida poderá ajudar a vida de muitas pessoas. Seria bom se alguma empresa adotasse a idéia e começasse a investir no projeto, pois iniciativas como esta não podem deixar de ser concluídas. 

[via Joystiq]

emGames

My Space no Brasil

Por em 31 de outubro de 2007

Para quem não conhece, o My Space é mais uma dessas redes sociais, na verdade não é apenas mais uma, é a maior do mundo, simplesmente com 65 milhões de usuários. Ou seja, um concorrente de altíssimo nível para o tão popular Orkut. Alias já estava mais que na hora de o Orkut ganhar alguma concorrência decente, afinal toda concorrência é saudável.

Pessoalmente, perdi 10 minutos da minha vida fazendo o cadastro no tal My Space em português. Podem me criticar a vontade, mas redes sociais não é tipo de coisa que me agrade, me cadastrei mais para ver o “jeitão” deste site que tanto se populariza lá fora e agora conta com uma versão em português. 

A primeira olhada já foi chocante com os vários banners luminosos piscando aos meus olhos e, o que é pior:  “você é o visitante número X e acaba de ganhar um prêmio clique para ganhar o prêmio”. Só isso já me foi suficiente para fechar o site. E para falar a verdade fiquei bem perdido em relação às ferramentas do site. Mesmo não gostando do Orkut, ele é bem menos poluído que o My Space, pelo menos é a minha opinião.

Claro que tenho consciência de que o My Space não é pouca coisa, e em breve pode se tornar bastante útil para mim e mudar a minha opinião inicial. Mas acho que uma coisa não erro, a briga Orkut X My Space vai dar uma boa disputa.

Fonte: Info Exame

emInternet Telecom