Digital Drops Blog de Brinquedo

Uniblue SpeedUpMyPC – Mentira no website tem perna curta

Por em 2 de janeiro de 2008

Estava procurando por ferramentas de otimização para testar e criar uma lista de dicas e recomendações quando me deparei com essa pérola. Vários comentários nos fóruns da CNet reclamando que a empresa estava mentindo descaradamente no website.

E não demorou muito. Ganhadores do CNET.com Editors Choice e PC Magazine 5 of 5 Points. Impressionante como uma empresa tem a cara de concreto (com massa corrida e tudo mais) de colocar no próprio website prêmios que não existem. Por causa disso, fique distante desse programa. É o tipo empresa que não se pode confiar, já que baseiam seu produto na completa inexperiência do usuário.

Os prêmios de pelo menos 3 grandes portais de download são completamente mentira.Tenho certeza que a empresa está agindo de má fé

emSoftware

Dica: Qual é o melhor firewall?

Por em 2 de janeiro de 2008

Ano novo, hora de renovar alguns softwares, olhar lançamentos, testar alguns, remover outros. Depois de pesquisar como estão os antivírus, está na hora de saber se é preciso trocar o firewall ou não. O resultado foi surpreendente.

O firewall é uma barreira de defesa do seu computador tanto em redes privadas quanto internet e o protege de acessos não autorizados, tanto na entrada quanto na saída de informações. O programa analisa os pacotes de informação e as portas do computador e usa regras para permitir ou não a entrada ou saída. Fazendo uma analogia, é como estar dentro de uma escola, sendo essa o seu PC. Os pacotes de dados são os alunos, circulando por várias salas, refeitório, quadras, cantina, etc. As portas de acesso a esses locais são as portas do computador (por exemplo, BitTorrent usa a porta 6881). O firewall são os inspetores, professores, coordenadores e diretores da escola, sempre atentos se um aluno não uniformizado está tentando entrar, se um aluno está tentando entrar numa sala que não seja sua, os horários de entrada e saída e por aí vai.

É por isso que o pessoal de infra nas empresas é obcecado com firewalls: se um usuário clica numa imagem e baixa um malware na rede da empresa, a primeira linha de defesa contra a contaminação de centenas, senão milhares de computadores, é justamente esse software. Com a profissionalização dos programadores dessas pragas eletrônicas, fica cada vez mais difícil se proteger, principalmente contra roubo de dados, como o número do cartão de crédito.

Foi realizada, em 2007, uma análise de segurança com várias marcas de firewall por um consultor independente e apenas algumas delas passaram em todos os testes. Foram feitas várias baterias de leak-testing, pequenos programas que tentam, de forma não-destrutiva, burlar a proteção de um firewall. É óbvio que se um programa-conceito consegue furar a sua proteção, um programador profissional de malware também será capaz do mesmo.

Outro teste realizado foi o de defesa contra desligamento (termination defense), na qual apenas 3 produtos passaram, na época dos testes.

Leak-Tests
1. Online Armor Personal Firewall 2.1.0.19 Free (freeware)
2. Outpost Firewall Pro 2008 6.0.2162.205.402.266
3. Comodo Firewall Pro 2.4.18.184
4. Jetico Personal Firewall 2.0.0.35

Nos testes originais, os 4 firewalls acima passaram em todos os testes, sendo que apenas os 2 primeiros obtiveram 100% em todos os testes. Desde então, versões atualizadas, baseadas nos resultados  já foram lançadas. O Comodo Firewall Pro atingiu 100% do score e o Kaspersky Internet Security é o mais recomendado, com o Zone Alarm vindo logo atrás.

Termination Defense

1. Outpost
2. Kaspersky
3. Comodo

Mesmo caso acima, mas o Online Armor não foi testado. Recomendo ler os testes completos no website para tirar suas próprias conclusões.

Recomendações de Segurança

Ficou claro que os grandes nomes da segurança são uma decepção. Se você quer investir em uma suíte de segurança, existem algumas boas opções, sem ordem específica:

- Online Armor Personal Firewall: mesmo sendo a versão “light” de um produto mais completo, passou de primeira em 100% dos testes anti-leak. Não há resultados quanto aos testes de tentativa de desligamento.
- Kaspersky Internet Security: firewall e antivírus excelentes, reconhecidos por empresas e profissionais da indústria de segurança.
- Comodo Firewall Pro 3: atualizado desde os testes originais, 100% gratuito com TODOS os recursos e disponível em português (versão 2.4, com as correções apontadas pelo teste).
- Outpost Firewall Pro: simplesmente um dos melhores programas de proteção do mercado. Ele é leve e muito intuitivo de usar. A versão gratuita dele não é recomendada, mas a Pro é bem superior aos gigantes do mercado de segurança.

Conclusão

No post Dica: Qual o melhor antivírus?, há informações para que você inicie uma pesquisa para deixar seu computador mais seguro em 2008 e evitar sustos. O ideal é associar firewall e antivírus.

Você quer segurança e performance, com mínimo de consumo de recursos?
Antivírus Nod32 + Outpost Firewall Pro é uma boa associação. Você também pode optar por um dos programas gratuitos mencionados abaixo.

Se você prefere ficar dentro de um mesmo fornecedor, Kaspersky Internet Suite. Mas o preço pode ser salgado para muitos e ele é um pouco mais lento em relação a outras soluções.

Quer economizar ao máximo? Escolha entre o Comodo Firewall Pro e o Online Armor Personal Firewall e um antivírus gratuito como o Antivir/Avast/AVG.

Não importa qual a decisão, não use o firewall que veio com o Windows XP. Ter ele e nada é quase a mesma coisa. Tem alguma recomendação? Usou algum programa e não gostou? Como está o consumo de recursos nos programas de segurança? O que você usa?

Fonte: Matousec Windows Personal Firewall Analysis

emDicas Segurança Software

Aproveite melhor o Google com o Google Extra

Por em 1 de janeiro de 2008

Certa vez me perguntaram se eu pudesse instalar apenas uma extensão no Firefox qual seria. Não tive a menor dúvida para responder: Greasemonkey. Creio que todo mundo a conheça, e por isso resumo sua funcionalidade dizendo que é uma extensão que permite que se criem scripts (os userscripts) que interagem com as páginas visitadas, seletivamente, de forma a modificar sua aparência ou acrescentar novas funcionalidades.

Google Extra é o nome de um userscript que vai dar uma otimizada nas páginas de resultado do buscador do Google, aproveitando melhor aquele espaço vazio à direita da tela. Numa única página de resultados serão acrescentados um resumo extraído da Wikipedia, imagens e vídeos relacionados, e definições de dicionário. Tudo, claro, relacionado aos termos utilizados na sua busca.

Os painéis podem ser reordenados ou suprimidos, o que pode ser particularmente útil em uma tela com altura relativamente baixa (como a tela wide do notebook), e o script “recordará” dessa organização futuramente.

Naturalmente, há uma pequena carga extra para que este conteúdo adicional possa ser baixado, mas absolutamente nada que prejudique a atividade de navegar e pesquisar no Google.

Na imagem acima também é possível ver o resultado de um outro userscript para melhorar o Google: o GoogleMonkeyR, que entre outras coisas permite exibir os resultados da pesquisa em colunas, suprime o código de rastreamento do Google, e ainda exibe todos muitos resultados na mesma página, acrescentando os novos ítens por meio de uma linda frescura com Ajax.

emDicas Google Internet Software Web 2.0

Dica: Qual o melhor antivírus?

Por em 1 de janeiro de 2008

O laboratório alemão AV-Comparatives testou 17 soluções de antivírus e publicou os resultados. Concluí a leitura dos dois há pouco e a conclusão é que não existe uma única solução perfeita ou que atenda a todas as demandas.

Por exemplo, os programas com a maior taxa de acertos 99,00% ou mais estão também entre os mais lentos. O motivo é que eles usam combinações de tecnologias próprias com as de terceiros para realizar sua proteção sob demanda. O G DATA AntiVirus, por exemplo, possui taxa de acertos acima de 99% de vírus conhecidos e pegou todas as 12 amostras de vírus polimórficos, capazes de burlar a proteção dos programas. Ele usa ao mesmo tempo as engines do Kaspersky e Avast.

Outro programa que teve acertos acima de 99% foi o Avira Antivir e conseguiu também pegar 11/12 amostras de código alterado. Outros que pegaram 12/12 e tiveram altas taxas de acerto, entre 97% e 99% foram Kaspersky, F-Secure, Nod32 e Norton.

Mas os dados mudam de figura quando eles são submetidos a malware desconhecido. É claro que muitos deles liberam atualizações de hora em hora, como o Kaspersky, que diminui a ameaça consideravelmente. O que teve a maior taxa de acertos foi o Antivir, mas também teve uma alta taxa de falsos positivos. Já o Nod32 teve uma boa taxa de acertos e foi o único a ter zero de falsos positivos.

Recomendo a leitura completa dos dois relatórios: On-demand comparative e Retrospective/ProActive Test para tirar suas próprias conclusões. Posso adiantar que os dois únicos produtos a obter certificação Advanced+ em ambos foram Kaspersky  e Nod32.

Eu tenho usado o Kaspersky há 3 anos, sem arrependimento algum. A licença permite o uso em 3 computadores e uma amiga estava usando o AVG. Depois que foi instalado o Kaspersky, 9 pragas descobertas, limpeza total e nunca mais teve problemas de segurança, já que instalei a Internet Security e mandei o fraco firewall do Windows pra conta do Papa. Num teste recente, que também foi apontado pelo laboratório alemão, descobri que o Nod32 é mais rápido para a varredura sob demanda. Um amigo tem usado Nod32 e o consumo de memória parece ser mais baixo também. Ele não se arrepende nem um pouco de ter comprado a licença.

Dos programas gratuitos, eu ficaria longe do AVG e do Avast e ficaria com o Avira Antivir. E você? Quais as suas experiências com antivírus? Não vale dizer “use Gnu/Linux ou compre um Mac”. ;-)

Fonte: AV-Comparatives

emDicas Segurança Software

Acordo com a Microsoft representa 1/3 da receita da Novell

Por em 1 de janeiro de 2008

O acordo de interoperabilidade, que envolve tecnologias de virtualização, webservices, integração entre o Novell eDirectory™ e o Microsoft Active Directory®, portabilidade de documentos, através de um tradutor OpenXML/ODF e várias outras áreas está sendo excelente para a Novell.

Com projetos como trazer o framework de acessibilidade da Microsoft para o Linux, a Novell demonstra que continua investindo no acordo.

Aliás, deveria. Dos US$932,5 milhões que tiveram de receita em 2007, US$355,6 milhões vieram direto da Microsoft, via terceirização de suporte para clientes de Redmond.

E não, a debandada geral, seguida de falência humilhante, prevista por todos os especialistas de 15 anos e camisetas do Stallman, não aconteceu. Na verdade a Novell nunca fez tantos negócios envolvendo Linux. Os clientes dela não têm medo da Microsoft. Na maioria dos casos são clientes da Microsoft TAMBÉM, e apostam em um ambiente heterogêneo, onde diversos produtos resolvem problemas diversos.

Fonte: Slashdot

emAndroid e Linux Indústria

Microsoft lança canal no YouTube

Por em 1 de janeiro de 2008

O nome disso é pragmatismo. Como seu site de vídeos nem de longe tem a popularidade do YouTube, e é preciso ir aonde o público está, a Microsoft lançou um canal no YouTube.

Pragmatismo funciona aliás para os dois lados. O Google, dono do YouTube, se fosse comandado pelos rebeldes de 15 anos que enchem a Internet de palavras de ordem teria dito “go away, you suck!” ou algo assim, mas afinal de contas, negócios são negócios.

Infelizmente a Microsoft cometeu o erro de sempre e de todo mundo. Assumiu uma postura corporativa, chata,séria, digna de CEOs que não sabem mais rir. Há nove vídeos, todos chatíssimos.

Garanto que se junto com os vídeos corporativos fossem incluídos vídeos como o sensacional “Microsoft desenha a caixa do iPod”, ou o super-exclusivo vídeo parodiando Matrix e sacaneando o Linux, o canal seria um dos mais visitados do YouTube.

Partes da Microsoft sabem rir de si mesmas. São as mais bem-sucedidas. Será difícil aprender essa lição?

emÁudio Vídeo Fotografia Indústria Internet

Libéria distribuindo telefones para combater o crime

Por em 1 de janeiro de 2008

A capital da Libéria, Monrovia, está viviendo uma onda de crimes, e as autoridades descobriram que muitos assaltos a residências não são reportados por causa do custo da ligação de celular.

Para tentar diminuir isso, 400 comunidades nos arredores da capital receberão 10 aparelhos celulares cada, programados para fazer chamadas gratuitas para os números da polícia.

Também haverá prêmios para a comunidade que denunciar mais crimes.

Fonte: BBC

emCelular