Digital Drops Blog de Brinquedo

Light painting para iniciantes

Por em 19 de junho de 2008 - 24 Comentários

Bem, como nada de novo está acontecendo na indústria fotográfica essa semana, então vamos ver um pequeno tutorial de Light Painting. Pode ser que muitos nunca tenham ouvido falar dessa técnica, mas ela é relativamente simples e pode oferecer resultados interessantes para quem está procurando um algo mais em suas fotos ou gosta de experimentalismos. Claro que a técnica se torna muito divertida quando executada em grupo e pode render um bom período de entretenimento. Na realidade, o único limite para a técnica é a imaginação de quem a está realizando.

Como o nome já diz, Light Painting significa "Pintar com a Luz". Em um ambiente totalmente escuro ou com pouca iluminação, perto da escuridão, e usando uma câmera que possua o modo de longa exposição fixa em um tripé, o fotógrafo usa diferentes fontes de luz como se fossem pincéis. Podem-se usar lâmpadas ou lanternas comuns para "pintar" a cena. Veja abaixo uma lista de materiais necessários:

– Câmera com recurso de longa exposição (pelo menos 15 segundos). Se for uma DSLR vai gerar um melhor resultado, mas também é possível fazer com compactas avançadas que possuam foco manual;

– Tripé, quanto mais firme for o tripé melhor, para que não haja a possibilidade das fotos saírem tremidas;

– Lanternas de diferentes potências. Até refletores de jardim podem ser usados;

– Plásticos ou celofanes de diferentes cores;

– Apontador laser, daqueles usados para palestras, são muito úteis e versáteis;

– Se possível, um flash de câmera é muito útil também;

– Roupa escura, para não aparecer na cena.

A primeira coisa a fazer é encontrar o local ideal. O espaço não precisa ser grande, mas se for muito pequeno vai atrapalhar a movimentação, principalmente se tiver um número grande de pessoas participando. Uma opção interessante é que seja feito a noite, por conta da obrigatoriedade de estar escura a sala, ou que seja um local com poucas janelas que possa ser escurecido. Coloque a câmera no tripé e regule o tempo do obturador para o máximo possível (algumas câmeras são 15 e outras 30 segundos). Quanto maior o tempo de exposição, maior e a possibilidade de agir na cena.

Depois de fixada a câmera, faça o foco manual, regule o obturador e faça o enquadramento da cena. Se for usar objetos é só planejar a pintura de luz que vai usar. No caso de pessoas fica um pouco mais complicado, pois é necessário que a mesma não se movimente por 15 segundos até que você faça a sua "arte" sobre ela. Embora o Light Painting seja uma atividade muito divertida, a técnica é muito usada em fotografia publicitária e para algumas fotos de arte. A câmera deve ser regulada com o mínimo ISO possível (50 ou 100) e o diafragma deve ficar de f/11. Porém, o diafragma pode ser mudado dependendo do resultado esperado. Tudo isso para melhorar a nitidez e ter uma boa profundidade de campo.

Veja abaixo alguns resultados.

DSC_0019 DSC_0023

Nas duas fotos acima o modelo se manteve imóvel. Na primeira foto seu o rosto foi iluminado com uma lanterna e depois os desenhos foram feitos colocando plásticos coloridos em frente a fonte de luz. Notem que a pessoa que fez os desenhos não aparece nas fotos por conta do ambiente estar escuro e o diafragma fechado. Somente os locais iluminados pelas fontes de luz são registrados no sensor. Na segunda foto, apenas o contorno da bicicleta foi feito com a lanterna.

DSC_0036 DSC_0038

Nessas fotos foi utilizado um flash externo, o 540EZ da Canon, mas poderia ser qualquer outro tipo de flash mais simples, até os encontrados em camelôs. Na primeira foto, um dos modelos se sentou na cadeira e foi jogado um flash de luz com um plástico azul em um dos lados de seu rosto. Depois, outra pessoa se sentou e foi jogado outro flash de luz, só que agora da cor vermelha, do outro lado. Na segunda foto foi utilizado o mesmo procedimento, só que com a mesma pessoa e com feições diferentes. Foi utilizada uma lanterna para fazer outros malabarismos atrás do modelo.

DSCF1608

Aqui foi utilizada uma lanterna de grande porte para iluminar as pessoas de um lado  e depois de outro. Um pequeno problema desse tipo de montagem é que as pessoas tinham que trocar de lado no escuro, o que dava margem para alguns tropeços. Notem que a foto não ficou tão nítida, pois eles não ficaram totalmente imóveis na hora em que estavam sendo "pintados".

DSCF1580

E por último, o cursor vermelho é ótimo para escrever em paredes ou para fazer alguns enfeites nos modelos. Para as fotos acima, foram usadas uma Nikon D70s e uma Fuji Finepix S6500fd. As fotos foram feitas como parte de uma brincadeira no final dos cursos de fotografia que estou ministrando. Serve para descontrair e divertir, mas tem muita gente levando a técnica a sério. Dá para fazer desde capa de disco até trabalhos publicitários.

Para saber o que a galera anda fazendo com essa técnica é só visitar o grupo do flickr de Light Painting.

emFotografia Tutorial

NVIDIA: mais concorrência em GPGPUs

Por em 19 de junho de 2008 - 13 Comentários

c1060

A NVIDIA não vai deixar a ATI/AMD como rainha do mercado de GPGPUs (General Purpose GPU). Para concorrer com a linha FireStream, a empresa está lançando uma nova versão da plataforma Tesla, que utiliza GPUs para chegar ao incrível poder de processamento de 4 TeraFLOPs de pico (ponto flutuante de precisão simples).

Além de vender apenas o “processador” (que, na verdade, é uma placa de vídeo modificada) C1060, por US$ 1699,00, também estará disponível a partir de agosto a plataforma completa, vendida em um rack 1U, modelo S1070, com quatro “processadores Tesla”, 16GB de RAM GDDR3, consumindo 700W e ligado ao computador através de um barramento PCI Express x8 ou x16. Por meros US$ 7999,00.

Segundo a empresa, o principal diferencial da Tesla sobre a concorrência é a capacidade de se programar em “C”, usando o ambiente CUDA (Compute Unified Device Architecture).

[via DigiTimes]

emHardware Indústria

Yahoo abre novas opções de domínios para emails

Por em 19 de junho de 2008 - 12 Comentários

Você acha que o GMail é líder em número de usuários entre as opções de emails gratuitos existentes hoje? Não é. Embora o GMail tenha uma taxa de crescimento superior à de seus concorrentes do Yahoo e da Microsoft, o Yahoo Mail ainda é líder neste mercado em número de usuários cadastrados (266 milhões em Abril deste ano) – o que é compreensível, considerando o tempo de vida destes dois produtos.

E é exatamente por causa da quantidade de usuários cadastrados que, hoje, criar uma conta nova no Yahoo Mail com um nome de usuário que agrade é uma tarefa difícil. Ao pesquisar por que as pessoas desistiam de finalizar o cadastro, o Yahoo descobriu que este era o motivo. Conclusão: estão perdendo usuários novos por causa disso. E o Yahoo não está em um momento em que possa se dar ao luxo de perder os usuários que já estão no site tentando criar uma conta.

A partir de hoje o Yahoo abre, então, duas "novas" opções de domínio para seu email gratuito: ymail.com (notou a semelhança com gmail.com?) e rocketmail.com. Rocketmail não é exatamente novo, muitos devem se lembrar desta empresa que oferecia emails gratuitos já na década de 90. O Yahoo comprou o Rocketmail em 1997 por US$ 92 milhões. As contas criadas sob estes domínios terão exatamente as mesmas funcionalidades das contas tradicionais.

Este é apenas o primeiro passo do Yahoo para, ao que parece, tentar levantar-se dos seus recentes tropeções que o colocaram na crise atual. Entre os planos para os próximos passos estão mudanças significativas no próprio Yahoo Mail nos próximos 6-8 meses, incluindo uma caixa de entrada mais inteligente – e precisam mesmo acertar nesta reformulação se pretendem competir com GMail pois, evidentemente, a indisponibilidade de nomes de usuário no Yahoo Mail pode ser um dos motivos pelos quais usuários desistem do cadastro, mas a vantagem competitiva do GMail vai muito além deste fator.

Os cadastros sob os novos domínios abrem hoje em http://mail.yahoo.com.

emIndústria Internet

AMD FireStream atinge marca de 1 TeraFLOP

Por em 19 de junho de 2008 - 9 Comentários

Embora esteja mal colocada no mais recente ranking de fabricantes de supercomputadores, a AMD tem trabalhado bastante na área, e os resultados aos poucos vêm aparecendo.

Segunda-feira passada a empresa fez um preview da sua nova linha FireStream 9250 de processadores de alta performance, que deve ser colocada no mercado até o fim do ano. São placas usando barramentos PCI Express contendo processadores capazes de centenas de cálculos matemáticos paralelos por ciclo de clock.

A série 9250 vem com 1GB de RAM GDDR3, originalmente projetada para uso em chipsets gráficos da ATI e deve estar disponível no final de setembro, por meros US 2000,00. O monstrinho consome nada menos que 150W (segundo a AMD, a performance é de 8GigaFLOPS/Watt consumido) e a idéia é que a série FireStream se torne um produto de uso geral, não se restringindo a aplicações científicas ou de alta performance.

Se isso vai se tornar realidade, dependerá muito de ter software que tire proveito deste tipo de hardware, mas que parece ser interessante, isso parece.

Fonte: InfoWorld

emHardware Indústria

O futuro, segundo a Freescale

Por em 19 de junho de 2008 - 8 Comentários

“Freescale” é o nome da antiga divisão de semicondutores da Motorola. Eles já foram os maiores fabricantes de microprocessadores do mundo (e você achando que era a Intel, hein?!) mas a Microchip os ultrapassou. No entanto, ainda são uma das maiores forças da indústria e uma opinião a ser respeitada.

Segundo Lisa Su, CTO da empresa, por volta de 2015 teremos cerca de mil microprocessadores e dispositivos embarcados ao nosso redor, numa verdadeira revolução do estilo de vida. Segundo ela, o processo de fabricação será o de 22 nanômetros e computação paralela de alto desempenho estará disponível ao usuário comum. Reconhecimento de voz, conexão wireless, dispositivos ópticos e MEMS (Sistemas Microeletromecânicos) estarão embutidos em processadores e sensores.

Hoje existem mais de duzentos fabricantes de microprocessadores e semicondutores em geral, além de uma enorme diversidade de “famílias” de chips. Ao contrário dos microcomputadores, onde o padrão Intel é dominante, no mundo “embarcado” o projetista tem uma gama variadíssima de opções e isso incentiva a competição e a inovação. É comum as famílias de chips terem um “upgrade” (às vezes, uma renovação completa) anual ou mesmo dois.

Tomara que o futuro não acabe com a diversidade.

[via EETimes]

emHardware Indústria

Saiu o novo Skype 4.0 Beta

Por em 19 de junho de 2008 - 13 Comentários

Já está disponível, em beta, a nova versão do Skype, “Skype 4.0 Beta 1 para Windows” (sim, por enquanto só para Windows) e ela vem com mudanças significativas, especialmente na interface. Segundo Josh Silverman, presidente da empresa, o Skype precisava evoluir para uma interface que facilitasse a integração de todas as funções que o software recebeu ao longo dos anos. Ele descreve este como sendo o maior lançamento da história do Skype.

Esta versão altera bastante a experiência do usuário já acostumado com o software. O foco deste desenvolvimento foram as chamadas de vídeo e a facilidade de uso, mas esta versão beta está sendo lançada, segundo eles próprios, “um pouco antes do que o de costume, pois as mudanças são muitas”. O objetivo é receber feedback dos usuários para fazer ajustes até chegarem à versão final.

De fato as mudanças foram muitas. A começar pela interface que, antes focada em conversas de áudio, seguia o típico modelo de outros clientes de mensagens instantâneas (janela vertical) e agora passa a ocupar a tela toda, agrupando todas as funções para maior facilidade de acesso e dando destaque às funções de vídeo.

As melhorias nas conversas por vídeo incluem picture-in-picture, opção de reposicionamento e redimensionamento e integração entre a janela de vídeo e chat por texto.

Esta versão também facilita o gerenciamento de conversas e permite importação de contatos do Outlook, Outlook Express, Hotmail e Yahoo Mail (mas não do GMail, infelizmente).

Veja o vídeo abaixo para ter uma idéia melhor do funcionamento do novo Skype 4.0 Beta:

Outros vídeos (todos em inglês) estão disponíveis neste link.

Quer testar a nova versão? Baixe-a aqui.

emDownload Telecom VoIP

Pen Drive de 64GB para trouxas ricos

Por em 19 de junho de 2008 - 48 Comentários

Reparou no preço? Pela mera bagatela de 4.400 dólares, você leva para casa esse pen drive de alta performance. O notebook não vem de brinde, ok?

Para colocar em perspectiva, por esse preço, você pode comprar uma passagem de ida e volta para New York, comprar 2 pen drives de 32GB, um iPhone, um iPod, um Wii, um XBox 360 e ainda sobra troco pra trazer um PS3.

Fonte: Buslink

emPeriféricos