Digital Drops Blog de Brinquedo

Windows Live SkyDrive será lançado no Brasil e América Latina

Por em 9 de janeiro de 2008

Hoje numa conferência para a imprensa da América Latina, representantes da Microsoft confirmaram que o Windows Live SkyDrive será lançado em Português e Espanhol.

Para quem não sabe, o SkyDrive é um espaço de armazenamento para arquivos, vídeos, documentos. Ele funciona junto com a sua conta do MSN e pode funcionar como um pen drive online, por exemplo, funcionando como um backup simples e fácil de usar.

Ou se você preferir, pode compartilhar arquivos com contatos do MSN específicos. Se você deseja usar e testar, a versão beta em inglês está disponível e já havíamos falado sobre esse assunto em Outubro do ano passado.

Fonte: CES 2008

emIndústria

CES: Samsung: Fotos somente para imprensa

Por em 9 de janeiro de 2008

São 150 mil pessoas, no mínimo, na mais pessimista das previsões passando por aqui. A média oficial deve sair semana que vem, mas já aposta em 250 mil pessoas. A CES é tão grande, mas tão grande, que ocupa todos os grandes centros de convenções, hotéis e cassinos de Las Vegas.

Há falta de táxis, restaurantes ficam com fila de espera de 1 hora pelo menos, há fila para tudo. Tudo para imprensa/blogs, consumidores, analistas e representantes da indústria exibirem produtos e fecharem negócios.

Passo no stand da Samsung e tiro UMA foto e um educado rapaz se aproxima e diz que não posso tirar fotos, somente imprensa. Eu digo para eles que Bloggers tem o mesmo status, já que temos acesso a entrevistas, os mesmos kits, sala exclusiva com wifi, etc. Ele repete que só recebe ordens.

Ok, Samsung, entendi: vocês vieram para uma feira internacional com 250 mil pessoas passando, cheias de filmadoras, câmeras digitais e celulares para EXIBIR suas criações e não pode tirar foto? Bleh! Foram os mais antipáticos até agora, exceto pela apresentação de um sistema de som wireless. Nunca vou entender a mente humana.

emIndústria

CES 2008: HD-DVD vs Blu-Ray? Aposte em cartões SD!

Por em 8 de janeiro de 2008

A Samsung irá lançar em breve um cartão Secure Digital (SD) com capacidade de armazenamento de 32GB. As câmeras digitais de alta definição da Cannon serão todas compatíveis com esse formato. Nada de memory sticks e formatos proprietários, ouviu Sony?

O SD também está nas soluções da Panasonic, que irá fornecer as pequenas mídias de 32GB para sua linha de câmeras digitais nova e filmadoras de alta definição. Os aparelhos de TV e set-top boxes também irão usar cartões de memória flash SD.

Na guerra de formatos entre HD-DVD e Blu-Ray, mesmo com o Blu-Ray saindo na dianteira com os acordos, em pouco tempo não irá significar tanto. O maior concorrente de mídia óptica serão esses cartões. Com a capacidade aumentando, eles provavelmente serão a escolha natural para mídia móvel.

Fonte: CES 2008

emIndústria

CES 2008: Mundo HD e Wireless

Por em 8 de janeiro de 2008

Duas coisas chamam a atenção aqui na CES é a quantidade de produtos sendo oferecidos em full hi definition. Sharp, Samsung, Sony, Panasonic, Polaroid (sim, até eles) estão exibindo produtos para exibir as imagens e vídeos em alta definição.

E acompanhando isso, as câmeras digitais e filmadoras também estão acompanhando e Canon, Nikon, Sony e vários outros irão inundar o mercado com opções para todos os gostos e bolsos.

Fonte: CES 2008

emIndústria

Apresentação é tudo

Por em 8 de janeiro de 2008

Bill Gates descobriu da pior maneira que não adianta redesenhar inteiramente um sistema operacional se a cara dele continua a mesma, ou pouco diferente. O pessoal do Linux passou anos se gabando da linha de comando, que mantinha os n00bs afastados, mas assim que percebeu a importância de uma boa interface, começou a ganhar convertidos. Hoje o Compiz e Cia são responsáveis por um monte de “uaus”, e passam muito mais a imagem de “sistema operacional de verdade” do que qualquer mapa de gerenciamento de memória ou reconhecimento de periféricos.

O usuário comum, usuário-consumidor quer algo que seja agradável de ver e mexer, daí o sucesso do Ubuntu (apesar de pessoalmente eu não gostar daquela interface marrom-zune marrom-cocô.

Essa cartilha foi escrita pela Apple, e pelo visto pouca gente no mundo do Hardware a leu. Vejam a diferença entre as caixas de um Macbook e de um Travelmate da Acer:

Estamos falando da diferença entre uma caixa que fica bonita em uma vitrine, e uma caixa que ocupa espaço em um estoque. O consumidor quer isso. Quer uma experiência agradável durante todo o tempo. Computador hoje é mais um eletrodoméstico, e se você não fabrica o seu com essa perspectiva, seus consumidores irão buscar alternativas.

E esse consumidor, se passar por uma prateleira e ver essa caixa do Macbook, provavelmente vai dizer “é esse”, afinal basta olhar e ele sabe exatamente o que tem dentro.

Por incrível que pareça essa estratégia não tem NADA de nova. São regrinhas mercadológicas básicas conhecidas por qualquer um, de subgerentes de supermercado para cima. Estranho é essas regras terem levado tanto tempo para chegar no mundo dos computadores, e ainda causarem tanto desconforto.

Entendam, geeks: As pessoas comuns estão invadindo nosso mundo, e não tem volta.

emApple e Mac

Criminosos retard- digo, mentalmente diferenciados não deveriam ter celulares

Por em 8 de janeiro de 2008

O destino dos criminosos não muito espertos

Existem limitações que todos devemos respeitar. Se você é gordo, não deve ser modelo de roupas íntimas. Se seus neurônios são tão ativos quanto os de Einstein (agora), se você é descrito como o filho mais lento de uma família cujo pai é o Forrest Gump e a mãe o Ace Ventura, é bom não tentar levar uma vida de crimes.

Percebemos isso nos emails de scammers, cheios de erros de português absurdos -“fotos do reveiown” é um de meus favoritos- e nos casos de criminosos que tentam faturar algum mas esquecem da Regra Número 1: Nunca tente aplicar um golpe em alguém mais esperto que você.

Vejam por exemplo um cidadão de 25 anos, da África do Sul que chegou em uma delegacia de Pretória para registrar o roubo de um celular.

É uma tática comum, o sujeito declara o roubo, pega outro com o seguro, vende o novo, continua usando o antigo, e todos ficam felizes, menos a operadora. E a polícia, que tem que investigar um crime inexistente.

Nosso Gênio de Plantão declarou que foi roubado por uma gangue armada, bla bla bla. Depois de fazer o registro, os policiais pediram o número do telefone. Discaram. O telefone “roubado” tocou no bolso do sujeito.

“O choque o deixou sem fala por alguns minutos”, disse o porta-voz da polícia, Eugene Opperman.

Achando que todo mundo toma sorvete pela testa como ele, nosso Mini-Einstein justificou: “Ah, não, eu dei o número errado, não era esse”.

Como não conseguiu explicar COMO o telefone em seu bolso era do exato modelo e marca do telefone “roubado”, nosso Reed Richards de plantão foi autuado por perjúrio.

A história foi contada em um memorando da polícia sul-africana, com o título “O mais estúpido criminoso?”

Portanto, crianças, se você deseja uma carreira de crimes, erga as mãos. Se você anotou “esquerda” e “direita” nas palmas, para não se confundir, repense sua escolha de carreira.

Fonte: BBC

emCelular

Análise do livro “Hardware – Guia Definitivo”, de Carlos Morimoto

Por em 8 de janeiro de 2008

hardwareO título é pomposo… afinal, "Guia Definitivo" acaba com a esperança de qualquer outro autor de escrever sobre o tema. Além disso, cria no leitor a expectativa de encontrar… bem… de encontrar tudo.

Foi com esse espírito (e um certo ceticismo), que abri o "Hardware – Guia Definitivo" (R$ 84,00, ISBN 978-85-99593-10-3), um calhamaço de 847 páginas escrito por Carlos Morimoto (sim, ele mesmo, o autor do Kurumin e do site Guia Do Hardware) e editado pela Editora Meridional.

Nos seus doze capítulos, o livro aborda desde a história dos computadores até os recentes lançamentos da Intel, AMD, nVidia, VIA, ATI e outros fabricantes, passando por placas-mãe, chipsets, placas de vídeo, HDs e até um apêndice sobre redes TCP/IP. Mas não espere encontrar nada anterior ao Pentium 4.

O que mais me chamou a atenção foi o fato de não ser um livro superficial, mas que também não se aprofunda em detalhes que seriam interessantes apenas para engenheiros. É uma boa dose de informação, dicas e macetes.

Sendo de 2007, era de se esperar que estivesse bem atualizado e realmente é o que acontece: há dicas do Windows Vista e dos processadores Core 2. Um destaque também para a sessão sobre manutenção de notebooks, uma área que tem crescido muito e onde há carência de informação.

O único senão fica por conta da linguagem. Um pouco mais de tempo dedicado à revisão cairia muito bem, mas não é nada que tire o brilho da obra. Realmente, esse é daqueles livros para se ter na cabeceira, ou melhor, na bancada. De cético, passei a entusiasta: "Guia Definitivo" é um nome pra lá de acertado.

Pensei dez vezes antes de aceitar a idéia de sorteá-lo entre os leitores… afinal, vou ter que comprar outro. Mas vocês merecem. A brincadeira é simples: escrevam nos comentários o que os leva a desejar o livro. A melhor resposta (vejam: a que os editores acharem melhor) leva. Um link do blog de vocês para o artigo aumenta as chances…

Ah! E gostaria de agradecer ao Morimoto, por ter cedido o livro e à Fabiane, por ter aberto mão dessa maravilha em prol dos nossos leitores.

emAnálise Destaque Hardware Miscelâneas