Digital Drops Blog de Brinquedo

E agora, Steve? Zune na frente dos iPods na Amazon

Por em 20 de novembro de 2007

Por essa nem o Real nem o Fake Steve Jobs esperavam.

Na lista de bestsellers da Amazon, na categoria Áudio e Vídeo Portátil, o Zune de 30GB, marrom-cocô está em primeiro lugar. Os iPods vêm atrás, mesmo assim o novo iPod Touch, que tanto encheu os olhos dos resenhistas, vem em SEXTO lugar, atrás de um iPod Classic, e mesmo de um xing-ling honorável SanDisk de 1GB.

Para confundir mais ainda a cabeça de todo mundo, o Zune NOVO, de 80GB, está em 17o lugar.

Será que a fome por gigas e gigas de espaço é algo restrito aos fanáticos de tecnologia? Lembro que quando pedi meu iPod de 30GB fiquei em crise alguns dias achando que seria pouco. Hoje vejo que dá e sobra, pois não há sentido em levar temporadas inteiras de séries já assistidas, nem todos os episódios de Galacticast e Ask A Ninja. (embora esse último mereça).

Se a Apple ter ultrapassado o valor de mercado da IBM foi algo simbólico, o Zune vender mais que o iPod na Amazon, a segunda casa da Apple, e o Zune Marrom, modelo antigo, também é simbólico, indicando que ninguém se mantém no topo apenas por mérito, e que se a Apple não se coçar, pode perder o posto, apesar de ser líder incontestável.

Duvidam? Perguntem ao Wordstar e ao Wordperfect…

Fonte: Business Journal

ATUALIZAÇÃO

A Discípula superou o Mestre. O Círculo agora está completo. Muito bem, Padawan. A Fabiane já tinha postado sobre isso.


PS: O impressionante é que não foi uma anomalia, ela escreveu dia 7/11, e hoje ainda continua a mesma situação. Chuuuupa Apple!

emApple e Mac

Gameaholic

Por em 20 de novembro de 2007

A Coréia do Sul é considerada o país mais conectado do mundo, com cerca de 90% dos lares possuindo conexões de alta velocidade. Por isso, é fácil entender porque os MMORPGs são uma verdadeira doença mania. A maioria dos jovens passam quase todo o dia jogando.

De um tempo para cá essa dependência comoçou a chamar a atenção das autoridades devido a morte de alguns jogadores por exaustão (aqui e aqui) após jogar dias seguidos e muitos outros matarem aulas para ficar jogando. Segundo Ahn Dong-hyun, um psiquiatra infantil, quase um terço dos jovens coreanos com menos de 18 anos são viciados em internet. 

O governo decidiu então criar a Jump Up Internet Rescue School. O local que tem instalações parecidas com a de um campo militar promete curar os jovens de seus vícios pela web. O campo fica no meio de uma floresta a uma hora de Seoul e como era de se esperar, lá os jovens ficam sem nenhum acesso a rede. Eles fazem diversas atividades físicas e são apoiados a terem uma vida social considerada normal, tendo contato com animais, outras pessoas e com a natureza.

Embora isso possa parecer frescura para muitos, a dependência pela internet é considerada uma doença em muitos países e as pessoas podem se tornar violentas caso sejam impedidas de usar um computador. No campo coreano por exemplo, no início, vários jovens fugiam para poder acessar a rede por alguns minutos, hoje eles são vigiados constantemente.

Em entrevista, um dos “internos” afirmou: “Não estou pensando em jogar, portanto acho que o tratamento está ajudando. A partir de agora, talvez eu só passe 5 horas por dia online”. (Leve em consideração que o menino de 15 anos ficava 17 horas por dia conectado!).

[via NY Times]

emGames Internet

Deixem o Vista em paz!

Por em 20 de novembro de 2007

Lembram do Britardado do vídeo acima, que virou hype com o vídeo “Deixem a Britney em paz”, defendendo a Mãe do Ano Britney Spears?

Pois é. Como muito bem dito pelo ETTF.net, era inevitável. Uma paródia de um vídeo já irreal, só que… focando no Windows Vista.

“Vocês não sabem como é fazer um sistema operacional… buáááá… estou cheio de vocês atacando o Windows Vista… buáááá…”

Genial.

Desaconselhado, claro, aos stallmanzinhos de plantão e microtards sem senso de humor.

emIndústria

Duplicador de DVD? Não, obrigado

Por em 19 de novembro de 2007

Mais de dez anos atrás, em uma Feira de Informática (era esse o nome genérico) vi um gringo vendendo umas torres com 11 drives de CD, você colocava um master, ele gravava automaticamente uma cópia nos outros 10 discos. Lembro que custava caro.

A US$349,95, esse aí de cima segue a mesma linha.

Eu sei, ele grava DVDs, não CDs, mas não justifica. Por esse preço monta-se um micro meia-boca, sem HD, coloca-se um Linux baunilha bootando de um pendrive USB, dois drives de DVD, um TuxRecorder (ou seja lá o nome do gravador de DVD preferido da galera) e pronto, fim da história.

Mesmo assim eu acredito que o produto venda, não por méritos técnicos (não vejo nenhum) mas por pura preguiça humana, vide os milhares de casos diários de documentos que são digitados, impressos, enviados por fax e depois redigitados pois os envolvidos ainda não conseguiram entender a complexa atividade de enviar emails com anexos.

Caso real: Já vi gente digitando um documento que estava na PRÓPRIA rede da empresa, com o caminho no rodapé do mesmo, mas a pessoa achava complicado se virar naquele “monte de letras e pastas”.

Pensando bem, US$349,95 é pouco. Deviam cobrar US$500,00. Ia ter gente pagando feliz.

Fonte: Techfresh

emHardware

Steve Jobs vai ganhar mais que o Stallman

Por em 19 de novembro de 2007

Peça um pizza e um chopps (se estiver em São Paulo). Olhe para ela. Parabéns, você acaba de gastar mais dinheiro que Steve Jobs recebeu de salário nos últimos 10 anos, e o Stallman nos últimos 5, provavelmente.

Esse é o estranho mundo dos CEOs, onde o sujeito recebe em ações da empresa, ou no caso do Jobs já as possúi, então assume o posto para reverter uma situação periclitante onde ele (e todos os outros acionistas)  estão vendo sua fortuna ir por água abaixo.

Steve Jobs recebe um salário anual de US$1,00 desde 1996, e agora a situação da Apple já está tão boa (chegou a valer mais que a IBM em bolsa – roam-se, bluetards) que ele pode (e deve) pedir um qualquer. Os mimos que recebe do quadro de diretores da Apple não estão sendo suficientes. Convenhamos, depois que a gente ganha um jato particular Gulfstream, é difícil pensar no próximo presente.

Com uma fortuna avaliada em US$5,7 bilhões, Jobs pode parar na hora que quiser, e dificilmente uma oferta de salário vai ser tentadora, acredito que isso funcione mais no campo do simbólico. Mesmo assim o MeioBit está pronto a oferecer o DOBRO do salário atual, se Jobs vier trabalhar conosco.

Nos EUA recompensar e atrair funcionários com ações e benefícios é relativamente comum, principalmente na área de tecnologia. Na Microsoft há inclusive festas quando um funcionário completa 5 anos de casa e as ações passam a “valer”. Aqui no Brasil, infelizmente, isso é muito raro. No máximo temos uma legislação paternalista forçando uma tal de “divisão de lucros”, onde a empresa divide os lucros mas não pode sequer sonhar em compartilhar os prejuízos.

Se os funcionários tivessem participação em AMBOS – lucros e prejuízos – com certeza haveria muito mais incentivo em produzir mais e melhor do que aquele discurso apelativo de que você tem que “vestir a camisa da empresa”.

Fonte: Wired

emApple e Mac

Carreira em TI: Certificações

Por em 19 de novembro de 2007

Já faz algum tempo que as certificações estão presentes no mercado de TI. Elas primeiramente nasceram em função da necessidade de especializar os profissionais recém-saídos das universidades, de forma que eles pudessem se preparar melhor para suportar as plataformas e tecnologias predominantes no mercado.Carrreira

Certamente as certificações também são uma forma da empresa ou entidade certificadora expandir sua presença no mercado; mão-de-obra especializada em determinada tecnologia é um dos pontos considerados no momento de fazer um investimento em qual sistema suportará um grande web site, ou uma plataforma de Supply Chain, Finanças, IT Governance, etc.

Na minha visão, as certificações não substituem o seu diploma da Universidade, elas o completam. Elas dão a você conhecimento detalhado sobre as tecnologias existentes no mercado, e são também uma forma de diferenciar o profissional de TI no momento de conseguir um emprego e também valorizar-se em relação ao mercado e ao próprio empregador.

Assim como várias áreas do conhecimento científico, Tecnologia da Informação tem diversas especialidades, ou seja, não dá para abraçar tudo. O início de uma carreira, normalmente começa pelo lado técnico (eu ainda não vi ninguém sair de estudante, para gerente de TI ou diretor de TI), portanto escolha uma especialidade, e aprofunde-se nela. Com o passar do tempo, você pode ir adquirindo conhecimento básico em outras áreas, com a finalidade de perceber como TI funciona como um todo. Ao mesmo tempo, você irá desenvolver características gerencias e aprofundar seu conhecimento em finanças e outros tópicos, como IT Governance e negócios. Afinal, as organizações de TI existem para suportar o negócio, seja ele qual for.

Resumindo: escolha suas certificações baseado na especialidade que deseja seguir. Se for Infra-estrutura, sugiro as certificações da EMC, Cisco, Microsoft, Sun, ou IBM; pois são as plataformas mais encontradas nas grandes empresas. Caso seja desenvolvimento, opte por Sun (JAVA), Microsoft, BEA, Oracle, Macromedia, CIW, IBM, ou alguma outra certificação Open Source que exista no mercado caso ela seja relevante para a empresa que você trabalha. Quanto às certificações para DBA, sugiro Oracle, Microsoft (SQL Server) ou IBM (DB2).

Atualmente, o PMP tem sido uma certificação bastante atrativa e as empresas tem valorizado os profissionais que a tem. Porém, você precisa comprovar experiência mínima em gestão de projetos para poder submeter-se a prova.

Profissionais certificados em SAP são extremamente procurados e tem normalmente vaga garantida em grandes empresas e consultorias como IBM, Accenture, e DeLoitte.

O mesmo acontece como profissionais que recebem a certificação CCIE da Cisco. Esta certificação, além de exigir o conhecimento teórico na primeira prova, também demanda que, após aprovado no teste teórico, o profissional passe em uma prova de laboratório de 2 dias. Prova esta que testa todos os conhecimentos teóricos em situações práticas de design e troubleshooting. Estima-se que 80% dos profissionais que realizam esta prova, são reprovados na primeira tentativa.

Gostaria de falar mais sobre o tema, porém não quero tornar o texto ainda mais longo. Espero que o artigo tenha ajudado a descobrir um pouco mais das opções que temos hoje quanto às certificações. No próximo artigo sobre Carreira em TI, eu volto falando do mercado global.

emArtigo Destaque Indústria Miscelâneas

Steve Jobs no Brasil?

Por em 19 de novembro de 2007

Rumores, rumores e mais rumores. Se a Apple vivesse de rumores, seria maior que a IBM, a Microsoft e o Google. Juntos. É isso aí, a dica é do kadu, que apenas comentou que tinha visto em uma lista, mas não tinha links a respeito. Mas foi só procurar no Google por “steve jobs no brasil“, e o primeiro resultado já traz alguns dos rumores não-confirmados.

Ao que parece, Steve Jobs se daria ao trabalho de aparecer aqui deste lado do hemisfério em março de 2008 para a inauguração da Apple Store em terras brasileiras! Além disso ao que tudo indica, o iPhone será pela Claro.

Rumor um tanto improvável, não? Não o lançamento da loja, mas a vinda de Jobs. Se pelo menos a loja sair do Mundo das Idéias, já é uma boa, e significa que a Apple não está se lixando pro Brasil como parece e como fez durante anos. Isso que nossos patrícios portugueses ganharam só agora a versão online da Apple Store, hein?

Será que estamos tão “bem na fita” assim?

Fonte: Applemania

emApple e Mac