Digital Drops Blog de Brinquedo

Lenovo vende mais smartphones do que PCs pela primeira vez

Por em 15 de agosto de 2014

lenovo

A Lenovo tem motivos de sobra para estar empolgada a respeito de sua divisão de smartphones. Além de ter adquirido a Motorola quando o Google se desfez dela (tendo devidamente absorvido suas melhores partes), o mercado chinês de dispositivos mobile está aquecido de tal forma que proporcionou à atual maior fabricante de computadores do mundo assumir a liderança do segmento mobile no país. E a missão agora é se tornar um grande player do mercado global.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Hardware Mercado Planeta Sem Fio

Share Play do PS4 será limitado a uma hora por sessão

Por em 15 de agosto de 2014

ps4-share-pay

Prometer funcionalidades como forma de atrair o público para seus consoles hoje em dia é uma prática normal, principalmente hoje que Microsoft e Sony tratam suas plataformas como estações multimídia. Além de jogos e conteúdo exclusivo, recursos e formas interessantes de uso de seus videogames podem e serão fatores decisivos na compra de um PS4 ou de um Xbox One. Mas e se o recurso alardeado lá atrás for capado ou duramente limitado?

continue lendo

emCultura Gamer Destaques Games Sony

Microsoft entra na festa dos apps Snapchat-like com o WindUp

Por em 15 de agosto de 2014

windup

Quando o Snapchat foi lançado, muita gente achou que a proposta de uma rede social baseada em enviar imagens programadas para se auto-destruir (na teoria, pelo menos) era uma ideia idiota. Entretanto a aplicação se tornou um sucesso e é até mesmo minimamente segura, já que avisa ao remetente quando o destinatário fizer um screenshot antes da foto sumir.

Ou seja, o app é baseado na confiança estabelecida entre os contatos a fim de compartilharem suas imagens mais quentes (claro, ainda dá para usar uma câmera externa e fotografar a tela, mas convenhamos, dá muito trabalho). Portanto, o usuário pode ficar seguro que se houver quebra de segurança, só será uma vez: basta filtrar o contato que capturou a tela.

continue lendo

emComputação móvel Comunicação Digital Mercado Microsoft Planeta Sem Fio Software

Aquisição pela Warner pode salvar Xbox Entertainment Studios

Por em 15 de agosto de 2014

halo-nightfall

Pois é, como Satya Nadella está querendo mostrar serviço para o grupo de diretores da Microsoft, cortando tudo o que não for capaz de gerar lucro ou despesas desnecessárias, Redmond passa por uma reformulação geral que vai vitimar 18 mil funcionários, a maioria da Nokia. Encerramento de produtos em prol de manter o foco em uma única direção foram feitos, e uma dessas divisões que dançou foi a Xbox Entertainment Studios, anunciada com pompa e circunstância em 2013 como um canal voltado a produzir conteúdo original para a plataforma Xbox, e que contava com nomes de peso como Ridley Scott e Steven Spielberg em suas produções.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Cultura Gamer Entretenimento Games Microsoft

Vendas nos Estados Unidos em julho: The Last of Us Remastered foi o destaque

Por em 15 de agosto de 2014
Laguna_The_Last_of_Us_Remastered

Um ano depois, uma nova versão continua no topo dos Estados Unidos (Crédito: A Pixelated View)

Normalmente o mês de julho é o menos movimentado do ano no mercado de jogos dos Estados Unidos: é o mês de férias escolares e do grande feriado nacional, o Dia da Independência (4 de julho caiu numa sexta).

Em tal cenário, é comum o número menor de lançamentos e os jogos mais vendidos em julho normalmente são mais antigos, lançados em outros meses. Ou anos.

Que o diga The Last of Us: lançado em junho de 2013 para o PS3 e liderando as vendas do mês de julho daquele ano, sua recém lançada versão PS4 repete o feito este ano. The Last of Us Remastered foi o jogo mais vendido em julho de 2014 nos Estados Unidos, sendo que precisou de apenas cinco dias para tal feito.

Outra “velharia”, o indie Minecraft continua vendendo excepcionalmente bem apesar da idade e, graças ao interesse yankee pela Copa do Mundo em sua reta final naquele mês, FIFA 14 teve bom desempenho também. Mario Kart 8, destaque de maio e junho, fechou em um milhão de cópias vendidas apenas nos Estados Unidos.

No período analisado, de 6 de julho a 2 de agosto, os consumidores americanos gastaram US$ 514,3 milhões comprando novos consoles, jogos e acessórios nas lojas. O número foi 16% maior que em 2013, que foram então 443,1 milhões de dólares.

A culpa é do PT da oitava geração, óbvio: os consoles representaram uma fatia de 198,8 milhões de dólares desse bolo, um aumento de 100% em comparação com o ano passado. Para equilibrar a situação, os jogadores lá compraram menos games que em julho de 2013: foram gastos US$ 178,2 milhões em novos jogos, queda de 15%.

Segundo o NPD Group, com relação ao software e contabilizando somente mídia física, o ranking de vendas norte-americano ficou assim em julho:
continue lendo

emHardware Microsoft Nintendo Sony

SciCast #42 — Aquele com Carlos Cardoso, a vida, o universo e tudo mais

Por em 15 de agosto de 2014

SciCast_MP3Cover

Colocamos Carlos Cardoso (Meio Bit e no Contraditorium) na roda e o torturamos com frases de efeito kibadas de grupos de ajuda do Facebook até ele contar tudo. Descubra aqui se ele é um enviado dos Illuminatti, se dá pra ganhar a vida como blogueiro e o que é preciso para ser bloqueado no Twitter.

Para descobrir os segredos mais obscuros de um dos primeiros blogueiros da internet brasileira, trazemos nosso Arquiteto Silmar, e seus softwares de voz Ronaldo, André e Bryan para mais um episódio do #SciCast Entrevista. Saiba o que levou o jovem padawan Cardoso a cruzar o caminho da informática, e o que o atraiu para o lado negro da força.

Foto da Arte: Pablo RigamontiAssine o SciCast e visite o hotsite para mais informações e links relacionados.

emBrasil Destaque Destaques Podcast SciCast

Eduardo Campos, Robin Williams e como você se comporta nas redes sociais

Por em 14 de agosto de 2014

1521975_10152540785124638_76110308_n

Esses dias atrás eu escrevi no Twitter que felicidade, segundo a internet, seria comer Paçoquita cremosa, de bacon, com Nutella, assistindo um mashup de Game of Thrones e Guardiões da Galáxia, versão LEGO, ao lado de um barbudo ou uma ruiva, com gatos no colo.

Só que depois do que vi acontecendo nesta semana, percebi que, para boa parte desta mesma internet, felicidade é tentar fazer os outros rirem a todo custo. E opinar! Seja sobre o que for, seja com o argumento que for.

Quero deixar claro aqui que não há nada de errado em tentar fazer os outros rirem. Isso é muito bem vindo e foi o que salvou muita gente — eu, inclusive — de ficar ainda mais irritado/triste com o que aconteceu na Copa do Mundo, contra a Alemanha. Apenas para citar um exemplo.

O humor sempre foi uma excelente arma pra se defender contra problemas do nosso cotidiano, em várias esferas, incluindo a política. Mas quando isso é feito com falta de respeito, perde sua legitimidade e sua essência.

continue lendo

emArtigo Destaques Internet Web 2.0