Digital Drops Blog de Brinquedo

App promete transformar smartphone em detector de raios cósmicos

Por em 14 de outubro de 2014
cosmic rays illustration

Concepção artística de raios cósmicos atingindo a terra.

Quer transformar seu smartphone em um detector de raios cósmicos? Bem, existe um app para isso. O Cosmic Rays Found in Smartphones, CRAYFIS para os íntimos, usa a câmera padrão dos telefones espertos e tablets para detectar alguma das partículas super-raras que chovem na Terra quando raios cósmicos de alta energia atingem a atmosfera. O CRAYFIS coleta as informações e as envia aos físicos da Universidade da Califórnia para serem analisadas.

Você realmente não precisa fazer nada além de baixar o aplicativo que deve funcionar um pouco como o  SETI@Home ou o Folding@Home, dois programas que permitem que pessoas comuns doem o poder computacional dos seus computadores pessoais a projetos de processamento massivo para a Ciência. No caso do CRAYFIS, ele é programado para começar a funcionar quando o telefone estiver sendo carregado e sem uso durante algum tempo.
continue lendo

emAstronomia Dicas Software

Fascinante! Um tricorder, com Arduino.

Por em 14 de outubro de 2014

IMG_2297_zpsd9350792

Em Jornada nas Estrelas boa parte do trabalho científico era feito pelos Tricorders, equipamentos com capacidades semi-infinitas, conectados ao computador principal da Enterprise e capazes de analisar água, ar, terra, fogo, alienígenas, queimaduras de phaser, mulheres verdes e tipos de energia que nunca vimos antes. Além de pingos.

Na década de 1960 quando o Tricorder foi idealizado pelos criadores da série computadores ocupavam andares inteiros de prédios, a tecnologia para construir um equipamento desses simplesmente não existia, era o equivalente a montar um computador com barro fofo e pedra lascada. Hoje em dia é mais tranquilo, mas mesmo assim ainda não chegamos lá. Não por falta de vontade.
continue lendo

emAcessórios Energia Hardware

Retratos Miss Filipinas – ou até onde o retoque digital pode ir

Por em 14 de outubro de 2014

Você pode até pensar que esse é mais um texto criticando o uso indiscriminado de edição digital em fotografias, e está certo, mas vou apenas colocar os fatos e deixar que vocês decidam se tenho razão ou se estou viajando. Quem disser que a manipulação da imagem, principalmente em fotos de beleza, começou com o Photoshop (e programas similares) está redondamente enganado. Quando eu fotografava com filme isso já existia. Truques de maquiagem, luz e o famoso leve desfoque na foto para acobertar problemas e defeitos na pele da modelo. Se não fosse suficiente, o pessoal do laboratório tinha mais um gigantesco arsenal de ferramentas para trabalhar o filme fotográfico. Ou seja. nada de mais. Ingenuidade pensar que uma foto publicada em uma revista, ou até mesmo aquele book fotográfico feito no seu estúdio. vai ser entregue sem uma carga de retoque digital. Afinal, se a ferramenta existe para te ajudar então nada melhor do que aplicá-la.

miss_filipinas02

Porém, a minha grande crítica é quando ao exagero, ou simplesmente o retoque mal feito. Três fatos me fizeram repensar essa temática essa semana e postar o assunto nas redes sociais que participo. O primeiro foi uma cliente que tive no estúdio para um ensaio fotográfico de gestante. Ela já passou dos seus 40 anos de idade e claro que seu rosto apresenta as marcas dos anos. Além da edição tradicional que aplico ela exigiu que eu retirasse todas as rugas se seu rosto. Nesse momento me senti mais cirurgião plástico do que fotógrafo. Depois de editar as 40 fotos com tratamento pesado ela ainda não gostou, disse que eu poderia limpar mais a sua pele. A pessoa que eu via na imagem já não era mais a modelo que eu tinha em minha frente e qualquer um que visse as fotos teria o mesmo pensamento. As fotos estavam exageradamente editadas e ela ainda queria mais. Culpa de nossa cultura e mídia que pregam os corpos perfeitos inalcançáveis. O segundo fato foi um ensaio fotográfico postado ontem no site do Portal Photos. A fotógrafa Andréa Schaefer realizou uma sessão fotográfica com a modelo Fernanda Lacerda (a Mendigata do programa Pânico) para uma campanha de roupas de praia. Nada de anormal para esse tipo de campanha publicitária, mas a edição aplicada na pele da modelo transformou ela em uma boneca de silicone. Será que alguém acha isso realmente bonito? Ou somente nós que trabalhamos com fotografia percebemos o exagero? Esse é um ponto a se pensar. Como o leitor que não trabalha na área enxerga essas fotos.

miss_filipinas01

Por fim, a última pancada veio de um post do blog Petapixel onde um leitor chamou a atenção para uma série de retratos que foi publicano na página do Yahoo das Filipinas e mostra os retratos oficiais das candidatas ao concurso Miss Mundo Filipinas. Segundo o artigo, todas as fotos foram feitas pelo renomado fotógrafo Pancho Escaler no mês de setembro. Porém, ninguém citou a pessoa que fez as edições das fotos, mostrando que o bom gosto para esse tipo de coisa está realmente morrendo. O Petapixel ainda colocou que, possivelmente, isso pode ser um traço da cultura local, onde a pela branca (pálida) é bem apreciada nas mulheres, mas o que podemos dizer quando um efeito é tão aplicado que até o nariz desaparece? Pelos próprios comentários encontrados na página do Yahoo percebemos que pouquíssima gente gostou do resultado.

emÁudio Vídeo Fotografia Manipulação digital

Windows 10 Tech Preview já conta com 1 milhão de usuários

Por em 14 de outubro de 2014

windows-10

Tudo bem, a gente reconhece que o Windows 8 foi um passo errado da Microsoft, não porque o sistema era ruim mas porque ele era muito diferente do que o usuário esperava. Curiosamente a versão Technical Preview do Windows 10 está muito boa, não por ir contra o que o 8 fez mas por se manter bem próximo, embora tenha decidido por abandonar a interface Modern e acomodá-la no velho Menu Iniciar, que funciona como antigamente.

Parece que a mudança deu certo: após duas semanas no ar, o Tech Preview já conta com mais de um milhão de usuários.

continue lendo

emInternet Microsoft Software Telecom Web 2.0

Comissários querem que passageiros parem de usar gadgets durante pousos e decolagens

Por em 14 de outubro de 2014

jetblue-first-wifi

Como comprovado por extensivas pesquisas da FAA e milhões de horas de vôo de celulares e iPads que a gente esquece de desligar já comprovaram, celular não derruba avião. Eu sei, há empresas que chilicam até com Kindles, já me mandaram desligar um como se eu estivesse com aquela maleta do Airplane 2. O problema é que as mesmas empresas que tratam seu celular como se fosse um artefato nuclear querem ele ligado e gastando seu dinheiro, se o avião estiver equipado com serviço de telefonia.

Nos EUA a FAA já relaxou as restrições a ponto de liberar o uso de gadgets mesmo durante pousos e decolagens. Quem não gostou foram os comissários e comissárias de bordo, por motivos que chegam a dar até peninha.
continue lendo

emDestaques Miscelâneas Mundo Estranho

Transforme suas fotos em belos quadros com o Flickr Wall Art

Por em 14 de outubro de 2014

flickr-wall-art

Você que é fotógrafo, amador ou profissional e que salva suas obras no Flickr: saiba que o serviço de compartilhamento de imagens do Yahoo! está oferecendo um novo recurso que busca facilitar a vida daqueles que gostariam de imortalizar seus cliques na parede, o Flickr Wll Art.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Miscelâneas Notícias Web 2.0

Tommo pretende relançar clássicos do PC digitalmente

Por em 14 de outubro de 2014

pirates

Ter acesso a jogos mais antigos no PC deverá se tornar um pouco mais fácil em breve e se isso acontecer, a Tommo será a responsável. Através de uma parceria com a Night Dive Studios, a editora pretende relançar diversos clássicos através de serviços de distribuição digital, fazendo assim a alegria daqueles que adoram reviver títulos que marcaram época.

Inicialmente os jogos que serão disponibilizados serão o Sid Meier’s Colonization, Pirates! Gold Plus e Sid Meier’s Covert Action, mas a intenção é ressuscitar muitos outros games que foram publicados por companhias como a Accolade, MicroProse e Infogrames, colocando-os à venda no Steam, GOG, Green Man Gaming, GamersGate, Amazon e MacGameStore.

continue lendo

emComputadores Games Museu