Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Criador do Super Smash Bros. reclama dos enredos dos games

Por em 15 de fevereiro de 2013

dori_ff7_14,02,13

A discussão sobre como a narrativa pode influenciar a jogabilidade – e vice-versa – tem se tornado cada vez mais comum na indústria e enquanto alguns desenvolvedores parecem estar mais preocupados em contar uma boa história do que oferecer mecânicas divertidas, há aqueles como Masahiro Sakurai, criador do Super Smash Bros. e Kid Icarus: Uprising, que em um artigo publicado na Famitsu disse estar incomodado com a maneira como os enredos estão sendo apresentados nos games.

Como jogador, como alguém que tem jogado videogame há bastante tempo, para mim as histórias contadas neles muitas vezes são cansativas. Por exemplo, jogos que demoram uma eternidade para sair da introdução e não nos deixam começar a jogar ou jogos que são totalmente dublados ou acabam tendo seu ritmo todo bagunçado. Eu quero apenas aproveitar o jogo e penso que sou intolerante a aspectos que bloqueiam essa diversão. Eu posso aproveitar uma história em qualquer outra mídia; Quero apenas que o game me permita jogar imediatamente.

Por exemplo, vamos falar sobre como, nos RPGs e jogos parecidos, um personagem em que você passou todo o jogo evoluindo morre ou deixa o grupo apenas para o bem do enredo. De um ponto de vista do jogador, isso é terrível, totalmente irracional. Em jogos onde você luta contra inimigos, você está jogando da perspectiva do herói e está sendo solicitado, basicamente, a ganhar sempre. Se os jogadores acabam eu uma situação difícil porque a história pede, isso é como penalizá-los mesmo que não tenham cometido nenhum erro. Como jogabilidade, é algo deficiente.

O game designer admite que em certos casos é necessário incluir alguns obstáculos baseados na história, mas disse acreditar que os desenvolvedores devem encontrar um equilíbrio e como alguém que costuma valorizar muito os enredos dos jogos, não consigo concordar com sua opinião, achando que nenhum dos pontos citados por ele servem para estragar a jogabilidade.

Tudo bem, é realmente frustrante descobrir que todo o tempo dedicado a tornar um personagem mais forte foi em vão, mas será que isso não serve apenas para aumentar o impacto da perda? Em nossas vidas isso acontece a todo momento e acredito que esse tipo de frustração seja um dos fatores que fazem com que algumas histórias se tornem marcantes e nunca vi isso como uma penalização.

[via Polygon]

emMiscelâneas

Prêmio Wedding Brasil de Fotografia

Por em 15 de fevereiro de 2013

Como já é de tradição, está no ar o Concurso Wedding Brasil de Fotografia promovido pela Editora Photos e com o patrocínio da UniversoCam e dos blogs Vestida de Noiva e Inesquecível Casamento. O concurso está atrelado ao Wedding Brasil, o maior congresso de fotografia de casamento da América Latina, mas a participação não está limitada aos Congressistas do evento. Qualquer fotógrafo de casamento pode participar gratuitamente do concurso. Para participar você tem que ser fotógrafo profissional (meio subjetivo isso, afinal de contas muita gente se acha fotógrafo profissional), ser maior de 18 anos, brasileiro ou não. Em 2013 existe apenas um tema: Casamento. Ou seja, muito amplo. Tão amplo que existe uma descrição no regulamento do tipo de fotos que valem para a disputa: “Sobre o tema “Casamento” subentende-se, registrar todos e quaisquer elementos, situações, estilos, formas que representam e simbolizam o ato do casamento, no conceito da lei que conhecemos como união legal de duas pessoas”. Outra novidade de 2013 é que agora não existem mais categorias. Todas as fotos serão avaliadas apenas pelo júri técnico que terá a palavra final sobre a galeria vencedora, ou seja, nada de votação popular desta vez (o que eu concordo plenamente).

Cada participante deve inscrever, obrigatoriamente, 10 fotos do mesmo casamento e do mesmo casal. Ótima ideia de avaliar um trabalho completo e não apenas uma imagem. Fica mais difícil para o participante, pois precisa passar para o júri técnico a noção de unidade em seu trabalho. Temos que pensar e compor mais para encarar esse tipo de concurso. Não existe obrigatoriedade de mandar fotos de partes específicas do casamento (cerimônia, dia da noiva, recepção), mas deve ficar claro que se trata de um único casal, um único momento, além, é claro, de se tratar de um casamento real (não fictício).  Serão premiados os três primeiros colocados e menções honrosas para 07 participantes. Assim como nos anos anteriores, são prêmios muito legais. Vejam abaixo:

1º Lugar

• Uma Câmera Profissional EOS 5D Mark III (somente o corpo, memória não inclusa);
• R$ 1.000,00 em vale compras de produtos da Editora Photos;
• Uma matéria exclusiva na revista Photos & Imagens e Blog Wedding;
• Um post completo no blog Vestida de Noiva;
• Divulgação com destaque do vencedor na revista Inesquecível Casamento.

2º Lugar

• Uma Câmera Profissional EOS 5D Mark II (memória não inclusa) com Lente EF 24-105mm f/4 L;
• R$ 500,00 em vale compras de produtos da Editora Photos;
• Uma matéria exclusiva na revista Photos & Imagens e Blog Wedding;
• Um post com as fotos da galeria premiada no blog Vestida de Noiva;
• Divulgação do 2° colocado na revista Inesquecível Casamento.

3º Lugar

• Uma Objetiva Canon 50mm f/1.4 AF USM;
• R$ 500,00 em vale compras de produtos da Editora Photos;
• Uma matéria exclusiva na revista Photos & Imagens e Blog Wedding;
• Divulgação do concurso no blog Vestida de Noiva;
• Divulgação do 3° colocado na revista Inesquecível Casamento.

Além disso, todos os três premiados já levam para casa uma inscrição gratuita para o Wedding Brasil 2014. As inscrições estão abertas até a meia noite do dia 28 de abril (ainda tem tempo para participar) e você pode tirar todas suas dúvidas com o regulamento da disputa e depois mandar suas fotos pelo site do Prêmio Wedding Brasil de Fotografia.

 

premio wedding brasil de fotografia

 

 

emConcursos

Executivo da EA reconhece vantagens do mercado de usados

Por em 15 de fevereiro de 2013

dori_onli_13.02.13

Nesta geração nós vimos um forte empenho das desenvolvedoras em tentar diminuir o mercado de usados e rumores sugerem que quando os novos consoles chegarem, trocar ou vender nossos jogos se tornará ainda mais difícil. Basta conversar com qualquer jogador para ver que a maioria deles não gostaria que isso acontecesse e ao falar sobre o assunto, Blake Jorgensen, diretor financeiro da EA, mostrou uma opinião que normalmente não vemos na indústria.

É uma dessas facas de dois gumes. Por um lado o comércio de usados tem sido fundamental para a saúde das revendas e ter um canal de revenda saudável é algo importante para nós.

Gostaríamos de vender tudo por um preço cheio e não ter um mercado de jogos usados? É claro, mas penso que o comércio de usados é um pouco como todos os tipos de mercados onde se cria uma liquidez. O fato é que essa liquidez nos beneficia de algumas maneiras. Então se algumas pessoas vão às lojas e trocam seus jogos, há uma boa chance de comprarem outro dos nossos jogos e então, se existe uma mercado líquido, acho que não é algo tão ruim.

Repare que tudo o que ele disse é defendido há anos por boa parte dos consumidores e o que chama a atenção é ter sido dito por alguém do alto escalão de uma das maiores editoras do planeta, sem falar que a EA foi uma das primeiras a adotar o Online Pass, método que visava diminuir a revendas de títulos com forte apelo às partidas online.

Como relatos feitos por pessoas que supostamente estão por dentro do desenvolvimento do próximo Xbox garantem que o videogame exigirá uma conexão permanente com a internet, justamente para impedir a utilização de jogos usados, será interessante acompanhar o rumo que as fabricantes esperam dar à próxima geração e é bom ver que alguns executivos enxergam o comércio de usados de outra maneira. Resta saber qual o poder de decisão que eles possuem.

[via CVG]

emIndústria

Olympus vai continuar produzindo DSLRs

Por em 15 de fevereiro de 2013

Acho que todo mundo que acompanha as notícias do mundo da fotografia se lembra do rolo que a Olympus se envolveu no ano passado. Resumidamente, Michael Woodford, logo depois de ser demitido do cargo de Presidente da Empresa, jogou um monte de melequinha no ventilador, o que levou a uma investigação da companhia. O rebuliço todo fez com que a Olympus admitisse que passou mais de 20 anos fazendo manobras contábeis para esconder sucessivos prejuízos. O que se apurou depois é que o montante não divulgado de prejuízos chegou a 1,6 bilhões de dólares, o que não é pouca grana, mesmo falando de uma gigante da tecnologia. A coisa foi tão feia que teve até acusação de envolvimento com a máfia japonesa, a Yakusa, o que acabou se provando ser apenas um boato maldoso.

E falando em boatos, outro acabou correndo pela internet nessa semana. A bomba é que a Olympus estaria encerrando a produção de câmeras reflex e se focando apenas na linha micro-quatro-terços. Isso sim seria um grande pecado para com a humanidade. Embora os equipamentos reflex da Olympus sejam raros de se achar no Brasil, não podemos negar a imensa qualidade dessas câmeras, tanto que por vários anos elas foram utilizadas pela National Geographic para as reportagens internas da revista. O único problema dos equipamentos é a rede de distribuição inexistente no Brasil e dificuldade de encontrar uma assistência técnica decente (Pentax também se encaixa nessa observação).

E o boato tomou proporções tão elevadas que a Olympus liberou um comunicado oficial de que não está encerrando sua produção de câmeras reflex. O boato surgiu depois que a empresa anunciou que estava fazendo uma reestruturação empresarial intensa em seu setor de imagem além das reduções já em curso. Isso faz parte de um planejamento a curto prazo para tentar colocar as finanças da empresa em dia. Já foi anunciado que a empresa vai perder neste ano em torno de 170 milhões de dólares, o que seria o dobro do que estava previsto anteriormente. Situação muito complicada.

olympus-e-30-60

 

emNotícias

Ouya não quer ser a casa da mãe Joana

Por em 15 de fevereiro de 2013

dori_ouya_11.02.13

Há alguns dias declarei aqui a minha preocupação com o Steam se tornar uma loja mais aberta e se a apresentação do Ouya deu a entender que a plataforma seria terra de ninguém, com todos podendo modificar completamente o console ou publicar qualquer porcaria para ele, saiba que não será bem assim.

A informação foi passada por Julie Uhrman, criadora do projeto que ao afirmar que darão espaço para todos os criadores de games, desde os grande estúdios até às menores equipes, deixou claro que os pedidos de inclusão na loja do videogame deverão passar por um processo de avaliação.

É parecido com o que temos nos celulares: As pessoas enviarão seus jogos e nós os avaliaremos para evitar violações de propriedades intelectuais, malwares e pornografia excessiva. Mas em última análise, será algo rápido e de uma maneira ou outra você estará na loja.

Outra característica que o Ouya pretende incorporar dos celulares são os lançamentos anuais, ou seja, a empresa espera lançar novas versões do console todos os anos, seja adotando processadores mais rápidos ou uma maior capacidade de armazenamento.

As dúvidas em relação ao sucesso do Ouya ainda são fortes e pode ser que o aparelho não passe de uma boa ideia incapaz de vender o suficiente para ser continuada. Eu mesmo cheguei a contribuir com o Kickstarter do projeto, só para depois cancelar minha participação, mas a curiosidade estava falando mais alto e ontem acabei comprando um (para desespero do Laguna). Na pior das hipóteses acho que terei uma bela central multimídia e um bom conjunto de emuladores ligado à TV.

[via Polygon]

emMicrosoft

Estúdio quer The Witcher 3 melhor que Skyrim e Dragon Age

Por em 15 de fevereiro de 2013

dori_witc_13.02.13

Se as primeiras informações sobre o The Witcher 3 serviram para que ficássemos empolgados com o título, saiba que o pessoal da CD Projekt está planejando um jogo incrível e de acordo com Michal Nowakowski, vice-presidente de negócios do estúdio polonês, o objetivo é criar algo capaz de competir com alguns dos principais nomes do gênero.

Há uma certa quantidade de coisas que você pode faze com relações públicas, mas há uma limite para isso. Sem um apoio e orçamento sólido – o que imagino seremos capazes de conseguir com a parceria certa – é realmente difícil obter os números de nossos competidores… Dragon Age, Skyrim e outros.

Estamos muito atrás deles em termos de qualidade de jogo? Sem dúvida temos muito a aprender, sabemos disso, mas eu penso que possamos entregar um jogo que tenha pelo menos uma qualidade parecida, se não for melhor, é claro.

É evidente que alguém que ocupe tal cargo não diria algo muito diferente e o que chamou minha atenção foi a declaração de Nowakowski sobre eles almejarem fazer sempre o melhor, mas sem abrir mão de sua independência e isso mostra que o estúdio pretende continuar seguindo seu próprio caminho sem interferência externa por um bom tempo, tranquilizando assim aqueles que admiram o trabalho realizado por lá.

[via GameInformer]

emMiscelâneas

PLANTÃO: Mais vídeos e informações sobre o Meteoro Russo

Por em 15 de fevereiro de 2013

Na manhã de hoje um meteoro de tamanho considerável explodiu sobre a cidade russa de Chelyabinsk. Aqui o post inicial com vídeos e informações. Abaixo atualizaremos com novos dados.

  • 04:43 – A imprensa russa informa que mais de 100 pessoas foram feridas, a maioria por estilhaços de vidro resultantes da onda de choque quando o meteoro se desintegrou entre 10 e 15 km de altitude.
  • 05:01 – Estão espalhando boatos de que as forças de defesa russas derrubaram o meteoro. Isso é virtualmente impossível. Tirando estado de guerra NINGUÉM trabalha com uma prontidão dessas, a cadeia de comando torna inviável esse tempo de reação. Fora que não há NENHUM míssil subindo em direção ao meteoro.
  • 05:09 – Um vídeo de uma cratera em chamas no Turquemenistão está sendo passado como cratera de impacto do meteoro russo. É falso, tem 5 anos de idade e não mostra NENHUMA cidade em volta da cratera.
  • 05:20 – Número de feridos chega a 150, reporta RT.
  • 06:03 – Feridos chegam a 250, 3 em condição crítica. Ministro do Interior Russo confirma prédios danificados em 6 cidades – RT.
  • 06:18 – 107 feridos em Chelyabinsk; 75 em  Kopeysk; 40 feridos em Yemanzhelinsk.
  • 06:24 – Estimativa BEM chutada e preliminar feita pelo astrônomo  @Astro_Sailor dá a massa do meteoro em torno de 300 kg.
  • 13:19 – Aqui no Enligh Russia uma coleção de fotos do evento.
  • 13:20 – Número de feridos sobe para 900. Estimativa da massa sobe para 10 toneladas. Há relatos de meteoritos grandes encontrados.  – WP.
  • 13:28 – Qual a energia envolvida? Digamos assim: Em média um meteoro tem 100x mais energia por grama do que TNT.
  • 14:04 – “Meteoro russo mais potente que explosão nuclear norte-coreana. Maior impacto desde o de 1909″ – nature
  • 15:27 – NASA confirma que o meteoro russo não tem nada a ver com o asteroide 2012 DA14. Um veio em trajetória Norte-Sul, o outro Sul-Norte.
  • 15:40 – Últimas estimativas: 10 toneladas, 2 metros, velocidade de 55 mil km/h – fonte.
  • 17:35 – GIF mostrando o meteoro incluindo o momento da fragmentação.
  • 20:04 – última estimativa joga o meteoro pra 15 m de diâmetro e energia da explosão em 300 quilotons. Tá começando a ficar sério.

IMAGENS

A trilha do meteoro, capturada num ângulo LINDO pelo satélite METEOSAT-9. Clique para engrandalhecer, é LINDA A IMAGEM!
continue lendo

emCiência Destaque