Mobile
Mobile
Digital Drops Blog de Brinquedo

Windows Phone dá sinais de vida, o plano Microkia parece ter dado certo!

Por em 29 de novembro de 2011

IMG_1075

Tirando gente jogando contra –né, Craig?- o Windows Phone é quase unanimidade, se fosse lançado em um ecossistema de Symbians e Blackberries seria devastador para a concorrência, sua dificuldade de crescimento é basicamente causada por satisfação do usuário com seu sistema atual. Não há nenhuma mudança revolucionária que justifique a migração, mas também não há nenhuma deficiência extraordinária.

Felizmente para os envolvidos parece que os novos usuários de smartphones estão demonstrando curiosidade e com isso o Windows Phone começa a se tornar uma opção aos olhos desses compradores.

O The Next Web compilou algumas indicações de que os celulares Windows Phone já não são invisíveis para o consumidor. Entre elas:

  • Um crescimento significativo no uso da App de Facebook do Windows Phone
  • O HTC Titan na AT&T esgotou. Não tem mais pra comprar.
  • O Samsung Focus S, também na AT&T só pedindo com antecedência, também esgotou.
  • O Lumia 800 da Nokia esgotou no Reino Unido.

O último caso é significativo, pois os “analistas”, aqueles mesmos que juraram de pés juntos que o iPhone 4S seria um fracasso retumbante também previram que o Lumia 800 não despertaria interesse nenhum do público inglês.

Pode ser alarme falso? Pode, mas também podem ser os primeiros resultados do longo e complexo plano da Microsoft de criar um sistema mobile de qualidade, acreditar nele e investir por anos até cavar seu espaço no Mercado. Funcionou com o XBox.

emCelular Mercado

Conheça a casa de um serial killer no Skyrim

Por em 29 de novembro de 2011

Um das coisas mais fantásticas em um jogo como o The Elder Scrolls V: Skyrim é a possibilidade das pessoas aproveitarem a liberdade proporcionada por ele para criarem suas próprias histórias. Dentro de um universo tão vasto, os jogadores podem viver da maneira que acharem melhor e se alguns aproveitam seus avatares para ajudar os outros personagens, outros preferem transformar o game em um lugar mais macabro.

Veja por exemplo o sujeito do vídeo abaixo. Ele resolveu conquistar algumas mulheres no RPG da Bethesda, matá-las, tirar suas roupas e espalhar os corpos decapitados pela casa. Para completar o serviço, o psicopata virtual ainda encheu uma estante com a cabeça das vítimas, fazendo algo que provavelmente nem os criadores do jogo puderam imaginar.

De acordo com o jogador, tudo começou quando ele decidiu que queria casar com mais de uma personagem e descobriu que isso não era possível, então uma coisa levou a outra e o aspirante a Ed Gein notou que sua casa estava cheia de corpos sem cabeça e pensou que não haveria problema em colocá-los posicionados em cadeiras e bancos, refletindo sobre a possibilidade de ter sido inspirado pelos filmes do Hannibal [Lecter].

Tudo bem, não passa de um videogame e não significa que o cara seja um lunático, mas será que só eu achei isso bem estranho? Será que há problemas em jogos nos dar tamanha liberdade, permitindo que a arte assustadoramente imite a vida?

continue lendo

emMiscelâneas Vídeos

Origami–Carrinho de bebê Made in Cybertron

Por em 29 de novembro de 2011

A princípio parece desperdício, mas quem já tentou desmontar um carrinho de bebê para ajudar –de forma totalmente desinteressada- uma amiga MILF sabe o horror que são essas coisas. Dezenas de alavancas, barras de metal e molas, prontas a esmigalhar seus dedos se você não acionar os comandos na ordem correta.

Nisso o carrinho de US$849,00 é vantajoso, afinal desmontar e montar com um botão, automático é legal. O resto é meio questionável, afinal você precisa mesmo de um carregador de celular em carrinho de bebê? E de um gerador acoplado à roda? E convenhamos, faróis são um bom acessório mas você pra começo de conversa não deveria andar em ruas escuras com um bebê.

Quanto ao que TODO MUNDO PENSOU, calma. O fabricante JURA que há sensores que detectam a presença do bebê e não fecham o carrinho com o pimpolho dentro. Pode parar de rir, seu insensível!

Fonte: TC

emHardware

Meio Bit no Flickr – Fotos da Semana

Por em 28 de novembro de 2011

Estamos aqui novamente para visualizar a foto da semana no Meio Bit Fotografia. Lembrando que agora temos 4 imagens (sendo que uma será, obrigatóriamente, um retrato) muito bacanas e que não existe grau de importância entre as fotos. Todas as quatro estão no mesmo patamar.

Um toque para você que está começando na fotografia e quer mostrar seu trabalho para o mundo através do flickr. É muito positivo você dar um nome para a foto em vez de deixar o nome do aquivo que a câmera gera. Outro fato que ajuda na interpretação do observador é uma pequena descrição sobre a foto mostrada. Pequenas coisas que separam as fotos mais comentadas do resto.

A Foto da Semana é escolhida entre as imagens postadas em nosso grupo no Flickr. Já temos 1.682 participantes e um total de 34.750 itens compartilhados.

ATENÇÃO: pessoas que não permitem o compartilhamento de imagens no flickr podem mandar suas imagens para nosso grupo sem problema, mas ficam impossibilitadas de participar da escolha semanal de fotos.

Estatístícas do grupo do Flickr do Meio Bit:

Cinco maiores colaboradores

Cinco maiores Tags do grupo

  • brasil
  • brazil
  • Canon
  • nikon
  • meio bit

Caminhada Penitencial

Incrível a tonalidade que temos nesta foto em preto e branco. Aqui temos a ótima junção entre o ato de clicar a foto e o pós-processamento. Parabéns para o  Adilson Andrade que já está se tornando uma figura constante aqui no Meio Bit.

Fotógrafo em HDR

Faz tempo que não encontramos um HDR bacana em nosso grupo. Será que a moda acabou? Bem, além de ser um HDR que pode ser classificado como discreto, a foto de Jean Chad nos mostra um fotógrafo, este ser mitológico que quase nunca aparece nas fotos.

Mais uma paisagem urbana aparecendo por aqui. Uma ótima imagem que nos passa um sentimento de calma. Parabéns para a Fernanda Soares Machado. pela ótima captura.

Auto retrato

Já que tocamos no assunto de fotógrafos não aparecerem nas imagens, aqui vai um auto-retrato feito pela katcheika. Simplicidade na composição e uma luz suave nos mostram como uma foto não precisa de estripulias para ficar fantástica.

emÁudio Vídeo Fotografia Foto da Semana

Project Ogre é novo trabalho misterioso de Hideo kojima

Por em 28 de novembro de 2011

dori_koj_28.11

Eu sempre tive uma grande admiração por Hideo Kojima. Na minha opinião ele é um dos responsáveis por aproximar a linguagem do cinema dos videogames e assim como muitos, sempre estou de olho naquilo que o pai do Metal Gear está planejando, já que o considero um daqueles que melhor sabem contar uma história.

No entanto, como nos manter ansiosos se normalmente ele não costuma dar muito detalhes sobre o que está trabalhando e não é de se estranhar que o game designer japonês tenha sido um tanto vago ao falar sobre um dos projetos em que ele está dedicando seu tempo ultimamente:

Eu realmente não posso dizer muito sobre o projeto ainda, mas é uma experiência muito moderada. Será um pouco diferente do que eu já fiz até agora. Superficialmente parecerá semelhante, mas quando você entrar nele, será uma experiência diferente – e espero que as pessoas fiquem ansiosas por ele.

O projeto Ogre levará muito tempo, então quero produzir algumas outras coisas paralelamente, como o que estou fazendo com o [MGS] Rising. Então, enquanto eu estiver trabalhando no Ogre haverá alguns outros projetos sendo tocados ao mesmo tempo.

Para falar a verdade eu nem me surpreenderia caso o tal Project Ogre não fosse um game (lembre-se do Sdatcher), mas caso seja, acredito que não terá relação com as suas franquias mais famosas.

[via OPM]

emMiscelâneas

Orquestra Filarmônica de Londres lança CD com músicas de jogos

Por em 28 de novembro de 2011

dori_lon_28.11

Aqui vai uma ótima dica para quem gosta de músicas de videogames. A Orquestra Filarmônica de Londres lançou no dia 7 de novembro um álbum (o CD saiu no Reino Unido no último dia 22) simplesmente fantástico repleto de composições de jogos famosos. Das 21 faixas, as que mais gostei foram as homenagens ao Legend of Zelda, ao Halo 3, ao Battlefield 2 e a tradicional música do Tetris, mas considero todas de ótima qualidade.

A compilação pode ser adquirida digitalmente por US$ 9,99 através do iTunes, com as faixas sendo vendidas individualmente por US$ 0,99 e trás como bônus a música Final Fantasy XIII: Hanging Edge, ou mesmo pela Amazon britânica por £ 7,49, que por sua vez tem como extra a Dead Space: Welcome Aboard the U.S.G. Ishimura, mas não sei se é possível fazer a compra aqui do Brasil.

Além de ser um trabalho que consegue agradar a jogadores de vários estilos, acredito que o principal fator em uma criação como esta é a constatação de que os videogames é uma forma de entretenimento que vai muito além de apenas nos oferecer a oportunidade de matarmos inimigos virtuais, funcionando na verdade como uma fantástica forma de disseminação cultural e não como uma fábrica de psicopatas, como alguns acreditam.

continue lendo

emCultura Gamer

Playground Sessions, aprenda piano jogando

Por em 28 de novembro de 2011

Largando o estilo mais descontraído dos jogos musicais convencionais (Guitar Hero e Rock Band) e partindo para algo mais sofisticado, Playground Sessions vem trazendo a mesma filosofia de jogabilidade do recente Rocksmith.

Criado pela empresa de invenção de marca ZAG, o software – que pode facilmente ser chamado de simulador de pianista – ensina o usuário a tocar piano em um ambiente interativo com feedback em tempo real.

Levado por suas pesquisas e conhecimentos de design, Chris Vance, diretor de gerenciamento do projeto, voltou-se para Jan Plass e Bruce Homer, sócios fundadores da NYU’s Consortium for Research and Evaluation of Advanced in Education (CREATE) “para afinar elementos de design específicos a aprendizagem,” disse Vance. Com o objetivo de “identificar padrões de projeto para jogos educacionais efetivos”, a CREATE em iniciativa conjunta com a Microsoft Research, Games for Learning Institute (G4LI), alinhou-se com os requisitos de design inovadores do Playground Sessions.

continue lendo

emMiscelâneas