Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Microsoft ainda estuda 3-D estereoscópico

Por em 1 de julho de 2011

dori_3d_01.07.11

Ainda me lembro da época (ok, não faz tanto tempo assim) em que o Avatar explodiu nos cinemas mundiais e quando a Sony anunciou que o Playstation 3 teria total suporte ao 3-D estereoscópico. Apesar de a maioria afirmar que não pretendia trocar seus televisores, parecia que a tecnologia se tornaria padrão já nos próximos meses, mas até o momento ela não disse a que veio, pelo menos no mundos dos videogames.

Desde então a Microsoft pouco disse sobre entregar jogos dessa maneira no Xbox 360 e de acordo com o gerente sênior de produto, David Dennis, isso acontece porque ainda restam muitas dúvidas sobre o real interesse dos consumidores em relação a tecnologia.

O 3-D é um espaço interessante. Houve uma grande corrida por parte de alguns outros caras da indústria para convencer as pessoas de que elas queriam o 3-D. Você pode questionar as motivações do porque eles querem fazer todo mundo comprar uma nova TV, mas eu acho que o 3-D precisa se encaixar de uma maneira natural com a jogabilidade.

Algo para o qual nós estamos olhando e querendo entender por parte dos consumidores é se isso é algo pelo qual eles realmente desejam. Isso adiciona algo à experiência? Será que irá nos distrair durante as partidas? É algo que eles irão querer usar durante uma longa seção de jogatina? Ou é algo que eles irão testar algumas vezes e voltarão para o modelo tradicional em 2D?

Para mim as dúvidas do executivo fazem todo o sentido e ainda não tive a oportunidade de jogar algum título com a sensação das imagens estarem saltando da tela, mas nos filmes considero algo dispensável, principalmente por causa daqueles óculos desconfortáveis e quando as televisões dispensarem seu uso, talvez eu decida investir em uma delas, mas até lá, continuarei jogando da maneira tradicional e sem sentir a menor vontade de adotar o 3-D.

[via Eurogamer]

emIndústria Microsoft

Arthas e os vitrais de Jian Guo

Por em 1 de julho de 2011

No final de semana passado comecei a jogar o Warcraft III, algo que já deveria ter feito há muito tempo, mas demorou tanto porque só adquiri o jogo recentemente. Ainda estou bem no início do game, conhecendo a campanha dos humanos, mas estou encantado com o seu enredo e comprovando porque tantas pessoas elogiam a obra da Blizzard.

Eis que numa tremenda coincidência sou apresentado ao desenho de um artista chinês chamado Jian Guo que conta a ascensão e queda de Arthas Menethil, o príncipe de Lordaeron e um dos principais personagens da franquia. A ilustração, feita no estilo daqueles vitrais encontrados em igrejas, é provavelmente uma das artes mais bonitas que já vi ser feita por um fã e já estou inclusive pensando em transformá-la em um quadro.

Na página do artista no DeviantArt ainda é possível encontrar outros vitrais baseados no World of Warcraft ou mesmo mostrando uma festa na casa dos Baggins, que os fãs do Senhor dos Anéis deve conhecer bem. Um trabalho de altíssima qualidade e navegar pela galeria é ter que recolher o queixo caído no chão a cada desenho aberto, mesmo porque o artista domina várias técnicas e outros jogos como o Fallout e o StarCraft II também foram brilhantemente homenageados.

continue lendo

emCultura Gamer

Ricoh compra Pentax em negócio milionário

Por em 1 de julho de 2011

Parem as prensas, novidades chegando ao mundo da fotografia. Em um anúncio surpreendente a Ricoh, fabricante de câmeras compactas, torna pública a compra da divisão de imagem da Hoya, ou seja, eles estão levando para casa a Pentax. O negócio envolve a quantia de 10 bilhões de yens, ou 125 milhões de dólares. A Pentax é uma das empresas mais tradicionais dentro do ramo fotográfico, mas vem perdendo mercado progressivamente dentro do mundo da fotografia digital. Isso é um grande mistério, já que as câmeras fabricadas pela empresa são de grande qualidade.

A Ricoh é uma empresa que aposta em câmeras compactas, mas não possui a tecnologia necessária para entrar no mundo das câmeras com lentes intercambiáveis. Assim como a Sony fez com a Minolta, agora eles estão adquirindo esse conhecimento com a compra da Pentax. No pacote estão levando todo o Know-How tecnológico e as instalações (como a fábrica do Vietnã). A Hoya por sua vez vai manter as outras linhas da Pentax, como os equipamentos médicos. Comparando a produtividade e tamanho das duas empresas, basta dizer que em 2010 a Ricoh produziu 500.000 câmeras enquanto a Pentax bateu a casa de 1,63 milhões de câmeras no mesmo período.

A Ricoh vem passando por um grande processo de reestruturação nos últimos meses. Cortaram quase 10% da mão de obra e conseguiram sair do vermelho para o azul no último trimestre. Agora que está sobrando dinheiro decidiram dar mais um passo em seus planos de conquista global (não resisti à brincadeira). Outra grande vantagem ao comprar a Pentax é se apoderar de seus esquemas de distribuição de mercadorias na Europa e no Ocidente como um todo. Quem sabe agora tenhamos campanhas de marketing e distribuição mundial dos produtos da Pentax, afinal de contas eles serão o carro chefe da nova empresa. Adoraria ver as câmeras e assistência técnica de forma constante no Brasil.

emÁudio Vídeo Fotografia Notícias

Novo visual do Google chega à busca, Gmail e Agenda. E está sensacional!

Por em 1 de julho de 2011

E, afinal, o Google+ prova que não é só mais um produto, mas uma nova célula que afeta todo o ecossistema da gigante das buscas.

Todo o trabalho visual implementado na rede social, liderado por Andy Herzfeld (ex-Apple), não se restringirá ao Google+. Ele será espalhado por todos os serviços da Google, e já começou!

Em comum, a paleta de cores fortemente baseada em preto e vermelho (adeus “don’t be evil”?). E embora essa descrição soe meio… brega, na prática o resultado é pra lá de positivo. IBAGENS! IBAGENS!

continue lendo

emGoogle Internet Meio Bit

Se você não tem uma geladeira que tweeta, que tal um navegador que o mande beber água?

Por em 1 de julho de 2011

Está rolando no Twitter uma campanha publicitária na qual alguns membros do microblog receberam uma “geladeira que tweeta” sozinha, tornando pública a epopeia dos escolhidos em tomar a quantidade de água diária recomendada. Quanta tecnologia, hein?

Para os pobres mortais que só têm uma geladeira comum (e que nem é frost free, veja só! :-( ), a solução pode estar no seu computador. E se o seu navegador lhe lembrasse de tomar a boa e velha H20?

continue lendo

emInternet Meio Bit Miscelâneas

BigN acredita que jogadores hardcore adotarão o Wii U

Por em 1 de julho de 2011

dori_wiiu_30.06.11

Se muitos jogadores ainda vêem o Wii U com um olhar cético, desconfiando da usabilidade do seu controle e do real apoio por parte das desenvolvedoras externas, o que praticamente garantiria uma boa quantidade de títulos hardcore, Satoru Iwata afirmou aos acionista durante uma reunião que a adesão ao novo console será boa e que o fato dele usar um controle mais tradicional facilitará o processo.

O Wii não foi aceito pelos jogadores mais exigentes porque eles não queriam abandonar os seus controles preferidos.Adicionalmente, o Wii não fazia usava a alta definição porque o desempenho do rendimento do HD era baixo. O Wii U tornará mais fácil o uso de controles convencionais, e além disso, o controle dele não é tão grande ou pesado quanto parece.

A reação do público em Los Angeles foi extremamente boa. A maioria da mídia ocidental nos parabenizou. A reação diferiu bastante entre aqueles que cobriram o produto na E3  e os que fizeram apenas pela internet.

De fato parece que depois de terem se recuperado financeiramente após duas gerações onde não se saíram muito bem, o maior desafio da Nintendo será convencer os jogadores hardcore de que ela pode oferecer jogos “barra pesada” como na época em que reinava com o Nintendinho e o Super Nintendo. Mas e aí, você apostaria que eles são capazes?

[via Eurogamer]

emNintendo