Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Portal 2 vende mais no Xbox 360 do que no PS3

Por em 29 de abril de 2011

dori_por_26.04.11

Quando a Valve anunciou as funcionalidades que a versão do Portal 2 para Playstation 3 traria e que não estariam presente na edição lançada para o Xbox 360, todos tinham certeza que as vendas no console da Sony seriam muito superiores, mas de acordo com um levantamento feito pela GfK-ChartTrack, não é isso o que está acontecendo no Reino Unido. Até o momento, 54% das compras do jogo realizadas por lá foram feitas por donos de um Xbox 360, enquanto que 35% optaram pela versão para Playstation e somente 10% adquiriram o título fisicamente para PC.

O resultado é surpreendente por que a diferença da base instalada dos dois videogames não é tão grande e além de oferecer integração com o Steam, permitir que os compradores do jogo para PS3 também ganhassem uma cópia para computadores parecia ser a ideia ideal para conquistar uma número maior de pessoas e a única explicação para o fenômeno estaria no apagão pelo qual passa a PSN.

Eu não acredito que aqueles que possuem os dois videogames deixariam de optar pela versão consideravelmente melhor do Playstation 3 por causa da sua rede estar fora do ar, mas isso pode ter feito com que muitos jogadores adiassem a sua aquisição ou mesmo optassem por investir logo na aquisição através do serviço de distribuição da Valve e se for mesmo o caso, está aí mais um exemplo de como o problema na rede do PS3 está dando prejuízo à Sony, já que a empresa embolsa uma parte do valor cobrado pelo game.

[via CVG]

emComputadores Microsoft Sony

PopCap lançará jogo dirigido por garoto de 9 anos

Por em 28 de abril de 2011

dori_owa_28.04.11Quando ainda somos crianças, quando a nossa inocência ainda se encarrega de nos blindar da realidade muitas vezes cruel do mundo que nos cerca, desejamos uma infinidade de coisas aparentemente impossíveis para os adultos, como nos tornar um astronauta, namorar a garota mais bonita da escola ou ganhar uma medalha de ouro nas olímpiadas, mas para o pequeno Owain Weinert de nove anos e diagnosticado com leucemia aguda, tudo o que ele queria era criar um jogo eletrônico.

Foi quando a Make-A-Wish resolveu buscar ajuda e em breve ele verá o seu sonho ser realizado. Esta fundação tem como objetivo algo digno de todos os elogios, realizar o desejo de crianças com sérios problemas de saúde e que inclusive atua no Brasil.

Quem resolveu apostar na ideia do garoto foi a PopCap, que muitos devem conhecer por ser a responsável pela série Bejeweled e o Plants vs Zombies e lançará para os dispositivos iOS, ou seja iPad, iPhone e iPod, o Allied Star Police, um jogo de estratégia em tempo real futurista e que terá o valor arrecadado com as vendas destinado a ajudar a instituição.

O menino tem frequentado a sede da desenvolvedora para trabalhar como diretor no projeto e ontem a noite ele já pode sentir um pouquinho de como é ser um game designer celebridade, quando a desenvolvedora realizou uma festa com direito a bolo, pizza e camisetas para revelar o game e mesmo que ele não se mostre um sucesso, no momento isso é o que menos importa, já que de uma maneira ou outra a iniciativa certamente mudará a vida de todos os envolvidos e não só a de Owain.

[via GameSetWatch]

emCelulares Jogos Miscelâneas

Sega está trabalhando em novo Shining

Por em 28 de abril de 2011

dori_shin_28.04.11

O meu primeiro contato com o Shining Force no Mega Drive não foi dos melhores. Mesmo tendo adorado seus gráficos e a ideia de poder explorar aquele imenso mundo de fantasia, na época eu mal sabia o que the book is on the table significava e encarar um jogo tão complexo quanto ele sem entender o seu enredo ou mesmo a sua mecânica era algo um tanto traumatizante. Alguns anos depois eu voltei a ter contato com o jogo, mas por estar mais interessado em outros estilos acabei não lhe dando a devida atenção, mas mesmo assim respeito muito o seu estilo e acho que seria genial ter um novo jogo de estratégia por turno baseado no universo Shining.

Como acho pouco provável que algo assim volte a ser produzido e dada a qualidade mediana dos últimos games que ousaram envergar um nome tão emblemático, é com um certo receio que eu vejo a revelação feita à revista Famitsu por Tsuyoshi Sawada, um dos principais nomes da franquia.

Lá se vão dez anos desde que a série Shining foi reinventada [referindo-se ao Shining Soul para Game Boy Advance]. Atualmente estamos preparando um título que resume toda a série e que poderá oferecer uma resposta à curiosidade dos jogadores. Não posso dar detalhes ainda, mas gostaria de não ter de esperar muito para revelá-lo.

Shining é uma série antiga, mas o desenvolvimento esteve parado durante um tempo. Nós reconstruímos e ressuscitamos o seu nome enquanto a Sega mudava do hardware parta o software e o objetivo dos jogos em que trabalhei era aumentar a base de usuários e fazer algo que não houvesse sido feito anteriormente na série. Essa ainda é a direção que tomo hoje em dia.

Será que a Sega voltará às origens e conseguirá agradar alguns dos fãs mais apaixonados da história dos games? Acho mais fácil eles voltarem a trabalhar em um game mais voltado para a ação, como o Shining Force Neo e Shining Force EXA, ou seja, algo mais parecido com um Diablo, mas tenho certeza que muitos ficariam extremamente felizes se eles optassem por lançar um novo Shining em alta definição com batalhas por turno e com partidas multiplayer através da internet, mas sinceramente não acredito que essa seja atualmente a melhor maneira de se ampliar o número de jogadores.

[via 1UP]

emMiscelâneas

Apple sobre o “LocationGate”: comentários contraditórios e uma atualização para corrigir o não-problema

Por em 28 de abril de 2011

Sabe aquele filme típico de ação, onde o mocinho vence o exército inimigo sem a ajuda de ninguém, fazendo uso das táticas mais descabidas, inacreditáveis, nada reais? O Campo de Distorção da Realidade começa a adquirir traços de filme “B” de ação…

Steve 'Big Brother' Jobs.A Apple veio a público para responder a acusação de que guarda, no iPhone, todo o itinerário dos seus proprietários, mesmo com os serviços de localização desligados. Acusação grave, afinal, trata-se de um dado extremamente sensível.

continue lendo

emApple e Mac Celular Meio Bit Mercado Mobile

Wedding Brasil 2011 – Segundo Dia

Por em 28 de abril de 2011

O 2º dia do Wedding Brasil foi tão interessante quanto o primeiro. Em vez de ficar apenas no salão principal dessa vez, me dividi entre o que estava acontecendo por lá e no Núcleo de Tecnologia, um pequeno espaço do lado de fora do auditório onde alguns profissionais se apresentam com pequenas palestras voltadas mais para o lado técnico. Por isso a narrativa de hoje pode não ser tão linear quanto à de ontem.

O primeiro a pisar no palco principal foi Jared Windmuller que nos trouxe a palestra Pré-Wedding: como produzir, fotografar e vender. Para quem não está dentro do mercado de casamentos, cabe explicar que o Pré-Wedding é um ensaio com os noivos antes do casamento. Uma forma de maximizar os ganhos do fotógrafo com o casamento. Jared foi muito legal e trouxe slides bem explicadinhos. E quando digo explicadinhos eu estou falando de receitinha de bolo mesmo. Desde conceitos mais simples (que já deveriam ser de conhecimento de todos na platéia) até os mais complexos. Em certo momento ele também mostrou a sua lista de equipamentos, coisa que muitos dizem não ser necessário, mas a platéia gostou. Depois da teoria tivemos o prazer de ver algumas fotos produzidas por ele e alguns casos onde aceitar algumas sugestões dos noivos para locações pode render ótimas fotos, mesmo que o fotógrafo não fique muito animado em um primeiro momento. Acho que a questão principal aqui, como em tudo que envolve fotografia externa, é realmente saber escolher a locação e, quando ela for imposta a vocês, saber aproveitar ao máximo possível o que está a disposição. Infelizmente não tivemos uma aula prática com Jared, apenas teoria.

continue lendo

emÁudio Vídeo Fotografia Resenhas

Quem adora escrever na tela do iPad agora tem um equivalente para trabalhar com PCs comuns

Por em 28 de abril de 2011

Se você, por alguma razão que, sinceramente, deveria servir de base para um estudo científico-psicológico aprofundado, prefere “digitar” em telas sensíveis a toques, como a do iPad, em vez de num belo, ergonômico e confortável teclado convencional, com teclas que dão o imprescindível retorno tátil, deveria ficar de olho nesse lançamento oriental.

O Cool Leaf Keyboard, desenvolvido pela japonesa Minebea, é um teclado… diferente. Em vez de teclas, o teclado em si é uma tela horizontal sensível a toques, vulgo touchscreen. Quando desligado, se transforma num espelho muito bom; quando em ação, exibe um teclado padrão (japonês, com versões ocidentais a caminho) tradicional, contando até com tecladinho numérico à direita.

continue lendo

emHardware Indústria Meio Bit

Anúncio de Halo 4 pode estar próximo

Por em 28 de abril de 2011

dori_halo_28.04.11

O pessoal que acompanha o mundo dos videogames já deve estar acostumado a ver uma enorme quantidade de rumores aparecerem poucas semanas antes da E3 e um que acaba de ser levantado fala sobre a possibilidade da Microsoft estar perto de anunciar o próximo capítulo da série Halo. Isso porque o design Paul Ehreth publicou na sua página do LinkedIn um comentário onde revela estar trabalhando desde julho do ano passado na criação de fases e missões para o jogo que agora é desenvolvido pela 343 Industries.

“Mesmo antes da ideia de construir um jogo em torno do Reach surgir, muitos outros conceitos foram explorados, inclusive um conveniente ‘Halo 4’, onde o Master Chief acordaria do seu sono criogênico. Nós iremos contar essa história,’ declarou certa vez o chefe da Bungie, Brian Jerrard, o que só reforça a ideia de que os novos responsáveis pela franquia possam ter dado continuidade ao conceito e que o principal ícone do universo Halo possa estar voltando.

Outro detalhe que pode indicar o anúncio de um novo jogo da série é que a Microsoft – assim como a Sony – precisa mostrar grandes nomes nesta E3 para não deixar que a Nintendo saia como a grande vencedora da feira e anunciar um Halo seria a maneira ideal de conquistar alguns pontos com os jogadores e para quem acredita na máxima de que em time que está ganhando não se mexe, Frank O’ Connor, diretor da 343 Industries, garantiu que o próximo episódio não trará uma mudança drástica à franquia e disse ainda acreditar que o que a sua mecânica precisa é de ser aperfeiçoada.

[via Dualshock Nexus]

emMicrosoft Rumores