Fotografia
Fotografia
Digital Drops Blog de Brinquedo

Meio Bit no Flickr – Fotos da Semana

Por em 30 de agosto de 2010

Estamos aqui novamente para visualizar a foto da semana no Meio Bit Fotografia. Lembrando que agora temos 4 imagens muito bacanas e que não existe grau de importância entre as fotos. Todas as quatro estão no mesmo patamar.

Um toque para você que está começando na fotografia e quer mostrar seu trabalho para o mundo através do flickr. É muito positivo você dar um nome para a foto em vez de deixar o nome do aquivo que a câmera gera. Outro fato que ajuda na interpretação do observador é uma pequena descrição sobre a foto mostrada. Pequenas coisas que separam as fotos mais comentadas do resto.

A Foto da Semana é escolhida entre as imagens postadas em nosso grupo no Flickr. Já temos 1.100 participantes e um total de 15.990 itens compartilhados.

ATENÇÃO: pessoas que não permitem o compartilhamento de imagens no flickr podem mandar suas imagens para nosso grupo sem problema, mas ficam impossibilitadas de participar da escolha semanal de fotos.

Estatístícas do grupo do Flickr do Meio Bit:

Cinco maiores colaboradores

Cinco maiores Tags do grupo

  • brasil
  • brazil
  • Canon
  • nikon
  • meio bit

Anhangabaú

Os leitores do Meio Bit estão ficando craques em fazer longa exposição. Essa bela imagem foi feita pelo tchola e retrata o Vale do Anhangabaú. Segundo os comentários a foto foi feita sem tripé. Será verdade? Imagem capturada com uma Canon Rebel XSi.

Praia de Ipanema

Rapaz, que imagem belíssima. Ótima composição, luz e enquadramento. O preto e branco com as vinhetas ajudou a conferir mais sentimento a foto. Imagem feita pelo ald junior utilizando uma Canon Rebel T1i.

spiral!

Esse tipo de composição não pode ser chamada de inovadora, mas que é muito bacana não podemos negar. São fotos como essa que nos fazem parar para apreciar a maneira como foram feitas. Parabéns para o Rafael Madeira que se utilizou de uma Nikon D90 para fazer a imagem.

Editorial Adalgisa Duque

Hehe, somente a samantha campos para fazer um editorial de moda no cemitério e dar o título de APARIÇOES NA TERRA DAS SOMBRAS,NA CIDADE DOS MORTOS. Eu adorei, e até fiquei com inveja. Gostaria de ter tido uma idéia dessas. Não há informações da câmera utilizada.

emFoto da Semana

Anuidade da Live sofre reajuste

Por em 30 de agosto de 2010

dori_live_30.08.10

Aqui vai uma péssima notícia para os donos de um Xbox 360. Se você costuma jogar online, já deve estar acostumado a pagar uma anuidade para fazer isso, mas enquanto muitos torciam para que a Xbox Live se tornasse gratuita, a Microsoft fez o inverso e anunciou que o serviço terá um aumento.

A partir do dia 1º de novembro, assinar a rede online do videogame da Microsoft por um ano tirará 10 dólares a mais do seu bolso, passando a custar US$ 59,99 e como pode ser visto na tabela acima, os períodos menores também tiveram um acréscimo nos valores. Contudo, até o dia 31 de outubro a assinatura anual estará com desconto, podendo ser adquirida por “apenas” US$ 39,99.

A minha assinatura venceu na última sexta-feira e estava bastante decidido a não renová-la. Já fui um daqueles que não via problema em pagar a anuidade, mas depois de conhecer melhor a PSN, acho que o grande motivo da Live ser paga, ou seja, os jogos online, não justifica o valor cobrado, já que no PS3 consigo jogar sem lags mesmo sem pagar um centavo e não gostei nem um pouco da novidade.

Acho que se a Microsoft quisesse ser boazinha e minimizar o impacto desse aumento, poderia oferecer alguns jogos ou MS Points gratuitamente, assim como a Sony faz com a PSN Plus e se antes eu já não via grandes vantagens em assinar a Live por mais um ano, principalmente por não jogar muito online, agora vejo menos ainda. Mesmo assim, pensarei até o dia 31/10 se valerá a pena aproveitar a “promoção”.

[via blog do Major Nelson]

emMicrosoft

Oh My Jobs! iPhone do Justin Long é Jailbroken

Por em 30 de agosto de 2010

Justin LongVocês se lembram da série de comerciais “Get a Mac”, não é? Se não, aqui estão alguns vídeos para refrescar a sua memória.

Pois bem, parece que até o Justin Long, o Mac Guy, se rendeu aos caprichos do Saurik (desenvolvedor do Cydia) e fez um belo de um jailbreak em seu iPhone. A descoberta foi feita após uma entrevista do Justin no talk-show Jimmy Kimmel Live. E o vídeo com a “prova” está por toda a web. Acho que um problema maior seria se ele não tivesse apenas o Cydia instalado. Mas tem também o Installous

O que isso significa? Fazer jailbroken em um iPhone/iPod é tão legal, que nem o “próprio Mac” suportou deixar o seu sem as funcionalidades da loja de aplicativos. Ok, a piada foi sem graça.

Qual será que foi a reação do Steve Jobs ao ser comunicado do fato?

Fonte: TUAW.

emApple e Mac Hardware Meio Bit

Folio 100: o nome assusta, mas o produto promete

Por em 30 de agosto de 2010

Ao ouvir a palavra “foleo”, o que lhe vem à mente? Quem acompanha o mercado de tecnologia há mais de dois anos deve, após sair do estado de choque, lembrar o Palm Foleo, o prego no caixão da Palm. Dado o péssimo histórico do Foleo, cancelado antes mesmo de chegar às lojas, lanço a pergunta: por que diabos alguém usaria um nome que lembra muito o do fracasso da Palm? Acho que só a Toshiba pode nos responder isso.

Verdade seja dita, o nome comercial Folio 100 ainda é especulação, e não surpreenderia se daqui a pouco algum representante da empresa aparecer com outro nome, um que não esteja queimado no mercado. Aliás, seria bem legal se alguém fizesse isso, porque as especificações do outrora chamado SmartPad (ainda ruim, mas menos pior que Folio 100) são de babar. Confira os destaques (cortesia do Notebook Italia):

continue lendo

emHardware Indústria Meio Bit

Lenovo lançará console na China

Por em 30 de agosto de 2010

A Lenovo, popular fabricante chinesa de computadores, anunciou que também quer ganhar dinheiro com os games e está produzindo um console. Isso mesmo, você não leu errado, em breve os jogadores terão a oportunidade de comprar mais um aparelho de videogames, ao menos na China.

Apostando em um mercado que teria cerca de 120 milhões de potenciais consumidores, a companhia lançará por aquelas terras o eBox, um aparelho que não usará controles e funcionará num esquema parecido com o do Kinect, ou seja, apenas capturando movimentos dos jogadores. No momento 40 engenheiros da Lenovo estão trabalhando na recém formada empresa chamada Beijing eedoo Technology e a expectativa é de que o lançamento ocorra no início de 2011, com um preço maior do que o do Wii e menor que o do Xbox 360.

Os detalhes ainda são bastante escassos, mas o eBox deverá ter gráficos mais próximos ao do videogame da Nintendo e o público alvo são as famílias, portanto, espere uma tonelada de joguinhos casuais das 16 produtoras que estão desenvolvendo para essa nova máquina.

Embora a notícia não deva chamar a atenção da maioria dos jogadores, é interessante ver outra gigante entrando na indústria e mesmo achando que o risco financeiro dessas tentativas seja alto demais, é importante dizer que estamos falando de uma companhia fundada em 1984, bem estruturada e que deve saber o que está fazendo, porém, não podemos esquecer que Apple, Sharp, Philips e até mesmo a Sega já navegaram por esses mares e acabaram fracassando. Então fica a dúvida, será que a Lenovo terá sucesso nessa nova empreitada?

dori_len_30.08.10

[via Joystiq]

emGames Miscelâneas

Era uma vez, uma marca chamada ATI…

Por em 30 de agosto de 2010

Uma das maiores rivalidades do mundo da informática acaba de “perder” um dos seus players. Quatro anos após desembolsar US$ 5,4 bilhões na compra da ATI, a AMD anunciou, hoje cedo, que acabará com a marca de placas de vídeo. As séries Radeon e FirePro continuarão existindo, porém precedidas do nome AMD.

A decisão foi baseada num estudo conduzido pela AMD em alguns países, Brasil incluído, que determinou que as marcas AMD e Radeon/FirePro são fortes o bastante, e que três nomes compondo os nomes dos produtos e a confusão que eles causavam (AMD/ATI Radeon?) eram ruins. A mudança não afeta os produtos que já estão no mercado, mas daqui em diante, numa eventual família Radeon 6000, a marca ATI sumirá. Ainda como parte do exercício de futurologia, teremos a “AMD Radeon HD6870″, por exemplo.

continue lendo

emHardware Indústria Meio Bit

Treyarch cansou da Segunda Guerra

Por em 30 de agosto de 2010

dori_ww2_27.08.10

Assim como no cinema, a indústria dos videogames também vive de ciclos e se os jogos sobre a Segunda Guerra foram muito apreciados por uma grande período, desde que o Playstation recebeu o primeiro Medal of Honor, os jogadores cansaram do estilo e as produtoras já estão deixando o maior conflito da história de lado.

Ao ser questionado durante a gamescom se eles ainda desenvolveriam jogos sobre a Segunda Guerra, Josh Olin, gerente de comunidade da Treyarch, produtora que desenvolveu o Call of Duty 3 e o CoD: World at War, deu a seguinte resposta:

Não acho que voltaremos, porque já fizemos muitos jogos sobre a Segunda Guerra Mundial. Não estou dizendo que o gênero está acabado, seria importante se houvesse outro jogo na Segunda Guerra que tivesse algo novo e fresco. Você ainda deve seguir esse código e criar algo que os jogadores ainda não fizeram. Então, o World at War é um exemplo disso. Nós levamos os jogadores pela primeira vez para o sul do pacífico para lutar contra o exército imperial japonês. Esse foi um jogo diferente dos outros shooters da franquia sobre a Segunda Guerra. Portanto, enquanto houver novas experiências, as pessoas continuarão jogando.

Mesmo se tratando de um comentário bastante político, acho que ele é importante por tocar num ponto que sempre acreditei: O problema não está na quantidade, mas na qualidade e na inovação. Mesmo que o mercado fique saturado com tantos jogos sobre o mesmo tema, se alguns deles forem realmente bons, o jogador que não é burro, saberá escolher os que se destacam e jogará apenas os títulos relevantes.

O cinema mesmo ficou anos sem falar sobre a Segunda Guerra e então vimos filmes como o Além da linha vermelha e o Regate do Soldado Ryan lembrar a Hollywood que o assunto dava dinheiro e muitas outras produções aproveitaram a onda, entupindo o mercado e quando todos enjoaram de ver uma Europa destruída, invasões a Normandia e judeus sendo massacrados, anos depois o diretor Roman Polanski criou o excepcional O Pianista, a série Badn of Brothers fez um enorme sucesso e o Tarantino colocou sua peculiar violência num grupo de assassinos conhecidos como os Bastardos Inglórios. E ninguém reclamou.

Talvez um dia ainda vejamos um jogo sobre a Segunda Grande Guerra inovador e que volte a chamar a atenção de quem acha que ela não tem mais como ser bem explorada e só quero ver quanto tempo demorará até o pessoal começar a ciar do lançamento excessivo de jogos onde combatemos terrorista nos tempos atuais.

[via GoNintendo]

emIndústria Miscelâneas