Games
Games
Digital Drops Blog de Brinquedo

Revelada a edição especial do GoW3

Por em 30 de outubro de 2009

Para matar todos nós meros mortais de inveja, a Sony revelou a edição especial do God of War III e acredite, o brinquedo é digno das peripécias épicas do Fantasma de Esparta.

Singelamente batizada de Ultimate Edition, o pacote trará alguns itens que poderão ser baixados através da PSN, sendo uma nova skin para o protagonista, uma arena contendo sete desafios, um documentário contando a história da franquia, a trilha sonora dos três principais jogos e várias músicas da série refeitas no estilo heavy metal.

Se isso tudo já não justificasse a compra, o jogador ainda ganhará um livro de artes conceituais e fazendo a pre-order em uma das lojas participantes (Amazon, GameCrazy e GameStop), além de uma skin exclusiva, terá direito a baixar o demo do jogo, sabe quando? Hoje mesmo!

Ah, mas eu ia me esquecendo do detalhe principal, todas essas maravilhas virão dentro de uma réplica da Caixa de Pandora medindo 21cm x 26.6cm x 15cm, igual a essa da imagem abaixo.

A má notícia é que a edição custará US$ 100 e dificilmente veremos uma dessas no Brasil :(

dori_gow_30.10.09

[via Playstation Blog]

emSony

Forza 3 é lançado, inclusive no Brasil

Por em 30 de outubro de 2009

Hoje os donos de um Xbox 360 e apaixonados por carros ganham um belo motivo para sorrir, já que se trata do lançamento mundial do jogo Forza Motorsport 3, incluindo o Brasil. Distribuído no nosso país pela própria Microsoft, o game está custando R$ 159,00 e já está disponível nas principais lojas online.

Aqueles que adquirirem o Forza 3 terão a sua disposição mais de 400 veículos, 100 pistas diferentes e uma novidade que tem feito bastante sucesso entre aqueles que testaram, o sistema Rewind. Semelhante ao visto no jogo Grid, com ele será possível voltar alguns segundos no tempo e corrigir aquela tomada de curva que resultou num enorme acidente.

Outro detalhe que tem agradado muita gente é o nível de personalização de dificuldade. Embora o jogo seja voltado para os que gostam mais da simulação, é possível deixar a jogabilidade mais acessível, permitindo assim que os jogadores de games de corrida estilo arcade possam se divertir.

Mesmo tendo jogado apenas a versão de demonstração, gostei muito do que vi. Forza 3 conseguiu melhorar muito a jogabilidade de seu antecessor e parece ser um game incrível. Só tenho a lamentar a qualidade dos gráficos, não que sejam ruins, mais eu esperava um melhora maior.

emMicrosoft

Canonical libera Ubuntu 9.10 (Karmic Koala)

Por em 30 de outubro de 2009

Com bem menos badalação que o Windows 7, a Canonical liberou, ontem, o Ubuntu 9.10, codinome Karmic Koala, em vários sabores, do tradicional desktop, até a netbook remix, específica para as telinhas pequenas dos netbooks.

Dentre as novidades da versão, estão o sempre bem-vindo melhor suporte a hardware, integração com o serviço de armazenamento de arquivos online Ubuntu One, boot mais rápido, framework de áudio totalmente refeito, e melhorias na conectividade via 3G.

Ainda não foi dessa vez que ganhamos a prometida interface totalmente remodelada, mas de qualquer maneira, o visual atual do Ubuntu é bastante agradável. Com alguns cliques, qualquer usuário consegue ativar o Compiz, trocar wallpaper, tema e deixar o sistema com a sua cara.

As mudanças destacadas pela Canonical realmente se fazem sentir. Eu, Windows-user convicto, fiquei bastante impressionado com alguns destalhes diferentes desde a versão 7.10, última que testei. Dessa vez, a maior parte do hardware do meu notebook, um Dell Vostro 1000, foi reconhecida de cara, até mesmo as outrora problemáticas teclas function do teclado. Tive que instalar apenas o driver da placa wireless, e mesmo ele foi tão simples quanto seria no Windows.

A instalação também transcorreu sem problemas, embora tenha tido que fazê-la duas vezes. Não sei se foi Murphy, ou meu lado noob em Linux se manifestando, mas na primeira, os drivers proprietários não apareceram. Li por aí que era preciso instalar o Ubuntu conectado no cabo para que eles aparecessem, e coincidência ou não, deu certo. De resto, instalação hassle-free, tendo como ponto negativo apenas algumas mensagens não traduzidas durante a cópia/instalação de arquivos.

Dentro do sistema, e como novidade, a Central de Programas do Ubuntu faz as vezes de App Store do Linux, e traz vários programas instaláveis com um clique. Interessante, mas ainda não supera a praticidade e beleza do apt-get – sério, isso, no Windows, seria um sonho. Outra coisa que merece destacar, embora não seja exatamente uma novidade, é a dupla Gnome DO e Docky. É um misto da Dock do OS X, com o Quick Silver, também do OS X; ou, para ficar numa analogia com o Windows, do RocketDock com o Launchy.

O usuário de Windows que migrar para o Ubuntu sentirá algumas dificuldades, além da falta de programas específicos (não tem mesmo um IrfanView-like?), mas de modo geral, e partindo do pressuposto de que seu uso do PC seja restrito a atividades mundanas e/ou corriqueiras, estará bem servido.

Para fazer o download do Ubuntu 9.10, clique aqui. E, dica: prefira o download via torrent; ontem, pelo menos, estava numa velocidade impressionante.

emLinux Open-Source

Dragon Age pode ser o RPG da década

Por em 30 de outubro de 2009

De alguns dias para cá eu tenho enfrentado uma grande dúvida e um dos causadores se chama Dragon Age: Origins. Com seu lançamento marcado para o dia 3 de novembro e a falta de grana batendo na porta, serei obrigado a fazer uma dura escolha, investir nele ou pegar o elogiadíssimo Demon’s Souls?

Enquanto este último está voltado mais para a ação, deposito muita expectativa no game da Bioware, primeiro por ter sido criado por uma equipe competentíssima e segundo por ser o sucessor espiritual do Baldur´s Gate.

Porém, está na densidade do Dragon Age um dos meus maiores receios. Não que isso seja ruim, porém, ele será um jogo que com certeza exigirá muita dedicação do jogador, e eu já tenho tantos games na fila de espera que esse detalhe anda me assustando. Outro problema é ver como sua jogabilidade funcionará nos consoles, já que provavelmente o pegaria para o Xbox 360.

dori_dao_28.10

Para deixar a dúvida ainda maior, o GameInformer e o Game | Life já rasgaram elogios ao jogo e na última edição da revista PC Gamer foi publicado um review sobre o game, que além de lhe dar uma nota 94%, definiram o Dragon Age como “o melhor RPG da década”, mas a empolgação não parou por aí. Veja esse trecho:

O maior e mais detalhado mundo em um game que eu já experimentei, a história prolonga-se por centena de anos, sua cultura vívida, bela e imperfeita, as enormes batalhas, o humor soberbo.

Eu não vi apenas cidades enormes, mas aprendi sobre seu passado, presente e fui envolvido na formação do futuro, não é como passar por uma série de checkpoints, mas vivenciar um mundo.”

E agora José?

[via CVG]

emComputadores Microsoft Miscelâneas Preview Sony

Causa blackout em hospital e jogo seria o motivo

Por em 30 de outubro de 2009

Cometer um crime e depois jogar a culpa nos videogames não chega a ser algo original mas a história de um sujeito identificado como “Jan H.” levanta novamente a velha questão de até onde um jogo pode interferir nas atitudes de uma pessoa?

Em abril passado, o homem de 35 anos foi até o subsolo do Sophia Hospital, na Holanda e desligou a chave geral do lugar, causando um apagão que durou cerca de 45 minutos. Embora ninguém tenha morrido ou se ferido por causa dele, muitas pessoas ficaram presas nos elevadores e alguns médicos tiveram que fazer respiração manual nos pacientes que estavam na UTI.

O motivo de tal irresponsável ato? Segundo o autor, ele pensou estar jogando Silent Hill e precisava desligar as luzes do hospital para conseguir uma escova de dentes (?!?) que seria utilizada em um puzzle.

Na última semana ele foi a julgamento e a corte chegou a conclusão de que ele não merecia ser condenado pois “não tinha noção das verdadeiras consequencias de seus atos.”

dori_sil_29.10.09

[via GameSetWatch]

emMiscelâneas

Jobo Key Frame: mais um chaveiro com LCD

Por em 30 de outubro de 2009

Sabia que não ia demorar para outra empresa investir nesse formato. Ainda bem que é uma empresa com grande experiência em porta retratos digital. Lembram do kodak Smile G150, o primeiro chaveiro com monitor de LCD que não era fabricado por uma empresa xing ling? Então, a Jobo entrou nesse mercado e lançou o Key Frame, que tem o objetivo de ser um chaveiro comum e ao mesmo tempo um pequeno porta-retratos digital.

Com design mais arredondado do que o concorrente da Kodak e sendo fabricado nas cores rosa, preto e vermelho, o pequeno aparelho vem equipado com um monitor LCD de 1,5 polegadas que pode exibir uma foto estática ou um slide show. A comunicação com o computador é através da entrada USB e a transferência de dados é facilitada por um software que vem gravado na memória do aparelho. A resolução, assim como o monitor, é bem pequena. São 128pixels de cada lado e os arquivos suportados são JPEG, BMP e GIF.

A memória interna suporta 60 fotos na diminuta resolução e a bateria de lithium, que é carregada também através da conexão USB, tem uma autonomia de 4 horas.

Para ser sincero, acho esses pequenos aparelhos muito mais curiosos do que úteis. Afinal de contas, autonomia de 4 horas da bateria não é nenhuma maravilha, mas é suficiente para causar uma leve inveja nos seus amigos. O Jobo Key Frame vai estar disponível em novembro ao preço de € 15.95. Pelo menos não custa uma fortuna.

 

JOBO_KeyFrame

Fonte: Photography Blog

emNotícias

Problemas com a Canon 7D

Por em 30 de outubro de 2009

Acho que todo mundo aqui já leu muita coisa sobre a Canon EOS 7D. A maioria das coisas que encontramos em sites de notícias e de reviews são boas. Elogios e críticos se derretendo pelo equipamento. Pelas amostras que encontramos eu também tirei meu chapéu e já declarei que possivelmente será minha próxima câmera. Mas, nem tudo são margaridas nessa estrada. Equipamentos novos tendem a apresentar problemas quando usuários começam a testar seus limites (quem ai se lembra dos pontos negros nas fotos da EOS 5D Mark II?). Não poderia ser diferente com a 7D.

Alguns usuários vem relatando um problema quando a câmera está sendo usada no modo contínuo de fotografias. A última imagem está apresentando um pequeno eco residual da foto anterior. Logo a Canon se pronunciou admitindo a existência do erro e afirmando que ele só ocorre em situações muito específicas. Algumas amostras espalhadas pela internet dão conta que o defeito não é tão raro assim e vem acontecendo com freqüência. Embora os engenheiros da empresa venham trabalhando na solução do problema, que deve ser sanado com uma atualização de firmware, até agora não foi informado quanto tempo os consumidores vão ter que esperar. Alguns sites já afirmam que existem problemas técnicos nessa questão que não estão sendo superados. Só nos resta esperar.

canon eos 7d

Enquanto isso, vários usuários vem relatando uma irritante tendência da câmera em não ter precisão no autofocus. Segundo informações vindas dos fóruns do Dpreview, várias unidades foram devolvidas por apresentarem erros no foco em um número elevado de fotos. Todo mundo sabe que o sistema de autofocus da Canon não é o melhor do mundo, mas a EOS 7D vem equipada com um novo e revolucionário, segundo a empresa é claro, sistema de autofocus. Como bem lembrado pelo Foto Actualidad, a empresa já teve experiências traumáticas com essa questão com a 1D Mark III e nenhuma atualização de firmware conseguiu resolver o problema.

Mas, o que deveria realmente preocupar a empresa é a noção cada vez mais aceita de que o controle de qualidade que eles empregam é extremamente falho e que os primeiros consumidores é que vão encontrar os problemas mais graves. Isso chega a ser revoltante quando lembramos que se trata de equipamentos caros e onde a precisão deveria ser a principal qualidade.

Fonte: Foto Actualidad

emEquipamentos